Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Aliados de Bolsonaro aparecem em foto segurando cartaz rasgado que homenageava Marielle

(Foto: Reprodução/ Facebook Rodrigo Amorim)

O candidato a deputado estadual pelo partido de Jair Bolsonaro (PSL) e ex-candidato a vice-prefeito do Rio, em 2016, Rodrigo Amorim, e o candidato a deputado federal Daniel Silveira, também do PSL, aparecem em uma foto segurando um cartaz rasgado que simula uma placa de rua com o nome da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), brutalmente assassinada em março deste ano.

O cartaz, foi colocado sobre a placa que indica o verdadeiro nome de uma praça no Centro do Rio de Janeiro, por simpatizantes da vereadora, em homenagem póstuma a parlamentar. A foto viralizou nas redes sociais, e causou indignação nos internautas.

Em uma publicação no Facebook, Amorim disse que a homenagem era depredação ao patrimônio público. ”Cumprindo nosso dever cívico, removemos a depredação e restauramos a placa em homenagem ao grande marechal”. E conclui: “Preparem-se, esquerdopatas: no que depender de nós, seus dias estão contados.”

Explicação dos candidatos

O caso teve grande repercussão nas redes sociais, o que levou os dois candidatos a realizarem nesta quinta-feira (4) uma transmissão ao vivo pelo Facebook para, segundo eles, esclarecer o episódio em que aparecem rasgando o cartaz.

No vídeo, o candidato Daniel Silveira, que também é policial militar, afirmou que a homenagem à vereadora foi vandalismo. E explicou que não depredou patrimônio público e que, por isso, não precisa se desculpar.

“Não existe pedido de desculpa. Nós não depredamos o patrimônio público, pelo contrário, nós o restauramos”, disse o candidato.

Com informações do Jornal do Commercio

Deixe uma resposta