Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Apesar de boa votação, Andréa Lóssio fica de fora da Alepe

(Foto: Ascom)

Ex-primeira dama de Petrolina e candidata a deputada estadual, Andréa Lóssio (Rede) não conseguiu entrar na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Ela teve 23.954 votos, porém a Rede Sustentabilidade não fez coligações e o número de votos não foi suficiente para garantir uma cadeira pelos próximos quatro anos.

A esposa do ex-prefeito de Petrolina, Julio Lóssio (Rede) ficou apenas na 243 colocação a nível estadual, mesmo superando o número de votos de Fabrizio Ferraz (PHS), dono da última vaga que teve 17.729 votos na coligação PHS-PSL-PRTB-PHS-PV.

Em Petrolina, Andréa foi a sexta mais votada com 9.478 votos ficando atrás de nomes como Lucinha Mota (PSOL), Gabriel Menezes (PSL) e Lucas Ramos (PSB), esse último o único dos citados na matéria a conseguir uma vaga na Alepe.

Derrota dupla

Julio também tentou uma vaga a governador e ficou na quarta colocação com 126.712 votos. Sua candidatura foi marcada por polêmicas na reta final, quando Lóssio desobedeceu orientação da Rede e fechou aliança com o Coronel Meira, apoiador de Jair Bolsonaro (PSL) em Pernambuco.

A atitude resultou em sua expulsão do partido por infidelidade partidária, mas na véspera da eleição o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) votou favorável à sua candidatura. Ainda não se sabe qual o futuro político da família Lóssio em Petrolina e a nível estadual.

Derrotas acumuladas

Prefeito de Petrolina por dois mandatos consecutivos, Julio Lóssio soma uma sequência de resultados negativos nas eleições. Em 2016 quando tentou emplacar Edinaldo Lima como seu substituto na Prefeitura da cidade, acabou ficando em terceiro atrás de Miguel Coelho e Odacy Amorim (PT), que não conseguiu se eleger federal ontem.

2 Comentários

  • Marcos

    8 de outubro de 2018 at 10:56

    Voces estão muito mal informados. Andrea Lóssio ficou atrás tambem de Dulcicleide Amorim em Petrolina, que perdeu apenas para Antonio. E na eleição de prefeito, Edinaldo ficou em terceiro, atrás de Miguel e Odacy. Adalberto foi o quarto.

    Responder
  • Maria Akemi

    8 de outubro de 2018 at 11:01

    Se o amigo ler novamente, nós não citamos Dulcicleide na matéria e sim foi exemplificado alguns dos nomes que ficaram a frente de Andréa como Lucinha e Gabriel, representantes que são fora dos chamados grupos políticos da cidade. Sobre Odacy ser terceiro, a informação já foi retificada e nós agradecemos pela correção do nosso leitor.

    Responder

Deixe uma resposta