Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Projetos de Lei são aprovados por unanimidade na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

As sete matérias colocadas em votação nessa quinta-feira (20) na sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina foram aprovadas de forma unânime, por 17 votos a zero. Os Projetos de Lei foram propostos pelo Legislativo, tratando da denominação de espaços públicos e concessão de Medalha de Honra ao Mérito.

LEIA TAMBÉM:

Mesmo com pedido de destaque, Requerimento da oposição é aprovado na sessão dessa quinta-feira (20) em Petrolina

Destaques durante a discussão das matérias, o PL nº 106/2018, de autoria do vereador Domingos de Cristália (PSL) solicita a criação da campanha São João Solidário, para arrecadar alimentos os festejos juninos no município. A matéria foi apresentada por Domingos no primeiro semestre, onde ele reivindicou esse cunho social para a festa.

LEIA MAIS

Mesmo com pedido de destaque, Requerimento da oposição é aprovado na sessão dessa quinta-feira (20) em Petrolina

Vereadores aprovaram Indicações e Requerimentos colocados na pauta de hoje (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Requerimento nº 192/2018 apresentado pelo vereador Paulo Valgueiro (MDB) na sessão dessa quinta-feira (20) foi votado em separado das Indicações, após pedido de destaque do líder da situação, Aero Cruz (PSB). Líder do governo na Casa Plínio Amorim, o edil justificou seu pedido antes da votação.

“Nós recebemos o município com R$ 5 milhões [de débito], aonde nós pagamos no ano de 2017, os cinco milhões e quase R$ 10 milhões, em 2018 de precatórios. Portanto, isso nos dá oportunidade de trazer toda a documentação e mostrar como nós recebemos [a Prefeitura] e esses débitos”, disse ao pedir que os demais membros da situação aprovassem o pedido.

Valgueiro solicitava a listagem dos credores dos precatórios, os valores depositados entre 2017 e 2018, além dos empréstimos executados na gestão de Miguel Coelho. O Requerimento foi aprovado por 16 votos a zero, assim como as Indicações dessa manhã.

Requerimento que pede informações sobre transporte escolar é aprovado na Casa Plínio Amorim

Sessão rápida não teve projetos e apenas cobranças dos edis (Foto: Blog Waldiney Passos)

Adotando a postura de “nada a esconder”, os vereadores da situação aprovaram em conjunto com os edis da oposição, o Requerimento nº 189/2018, de autoria de Domingos de Cristália (PSL), apresentado na sessão de terça-feira (18). No pedido, Domingos solicitava informações à Secretaria de Educação sobre o transporte escolar .

Informações como a relação das rotas e suas localidades, valor do KM por rota e a respeito dos veículos e suas vistorias. O Requerimento foi o único apresentado pela oposição na sessão de ontem, os outros dois foram propostos pela situação, todos aprovados por 14 votos a zero, assim como as Indicações.

Um deles foi o pedido de Ronaldo Souza (PTB). Cancão reivindicou ao deputado federal Fernando Filho (DEM) a construção de uma quadra poliesportiva na comunidade da Caatinguinha e outra no Sítio São João. “Estou apenas reforçando esse compromisso. Já conseguimos na Ilha do Massangano e Roçado, agora estou pedindo no Sítio São João e Caatinguinha”, disse Cancão ao justificar seu Requerimento.

Ronaldo Cancão critica comportamento de vereadores: “Se não quer ouvir, saia”

Sessão se esvaziou durante a manhã (Foto: Blog Waldiney Passos)

Com as proposições do Legislativo aprovadas, o presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Osório Siqueira (PSB) abriu espaço para o uso da Tribuna Livre, na sessão dessa terça-feira (18) e um dos edis a fazer uso do seu tempo foi Ronaldo Souza (PTB).

LEIA TAMBÉM:

Problemas no Cemitério Campo da Paz voltam à Câmara de Vereadores de Petrolina

Cancão homenageou Petrolina por seu aniversário, celebrado na sexta-feira (21), lembrando as figuras importantes como Mansueto de Lavor e Simão Durando, personagens históricos da cidade. Mas durante sua fala, o edil teceu críticas ao comportamento dos colegas de Casa Plínio Amorim.

LEIA MAIS

Problemas no Cemitério Campo da Paz voltam à Câmara de Vereadores de Petrolina

Vereador Gilmar Santos fez uso da Tribuna Livre na manhã de hoje, 18/09 (Foto: Blog Waldiney Passos)

Em mais uma sessão sem Projetos de Lei para votação, os vereadores de Petrolina aprovaram as 16 Indicações e 3 Requerimentos que constavam na pauta dessa terça-feira (18). Uma das reivindicações tratava de melhorias no Cemitério Campo da Paz, através da Indicação nº 1019/2048 apresentada por Gilmar Santos (PT).

O edil solicitou a restauração e reparação da parede do cemitério, sendo necessária uma ação de urgência. “Nós temos uma parede, onde material biológico, ou seja, resto das pessoas que foram sepultadas está vazando. Isso é um absurdo”, afirmou Gilmar.

O vereador da oposição reiterou que a reivindicação foi apresentada no começo do ano, mas nada foi feito e cobrou o líder do governo na Câmara, Aero Cruz (PSB): “Gostaria que Vossa Excelência, que é líder do Governo pudesse interceder junto ao prefeito Miguel Coelho”, destacou e pediu ainda a ampliação do cemitério.

Sessão na Casa Plínio Amorim não terá projetos para ser discutidos nessa manhã (18)

Últimas sessões têm sido rápidas pela ausência de projetos (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na semana do aniversário de Petrolina os vereadores da cidade se reúnem logo mais às 9h dessa terça-feira (18) para mais uma sessão ordinária e assim como aconteceu nos últimos dias, não há Projetos de Lei do Executivo ou Legislativo para serem votados.

Na Ordem do Dia consta apenas o uso da Tribuna Livre pelos edis líderes de partidos, da bancada governista e de oposição. Entre as demandas de hoje, constam na pauta três Requerimentos e 16 Requerimentos, além da entrada de um Projeto de Lei do Legislativo, que tramitará nas comissões competentes.

Apesar de não haver projetos previamente colocados em pauta, os edis poderão a vir analisar matérias propostas pelos colegas de Casa, como aconteceu na sessão de terça-feira passada, quando foram aprovadas dois PLs inseridos de última hora na sessão.

Casa Plínio Amorim realiza Audiência Pública sobre prevenção ao suicídio

A campanha do Setembro Amarelo chegou a Casa Plínio Amorim na manhã dessa sexta-feira (14), com uma Audiência Pública sobre a prevenção ao suicídio. O encontro foi proposto pelo vereador Ruy Wanderley (PSC), em Requerimento aprovado na semana passada pelos colegas.

Durante toda a manhã membros do Legislativo, Executivo, igrejas, membros da comunidade civil e profissionais da área de saúde debaterão o tema que é considerado problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Ruy abriu a sessão agradecendo a participação dos convidados e agradeceu ao vereador Anibal (PTC) de Juazeiro (BA), que já havia realizado essa discussão na Câmara de Vereadores da cidade vizinha. “Essa Audiência nasceu pelo intermédio de algumas pessoas, fui provocado no bom sentido. É um tema que não tenho conhecimento profundo e estou começando a me apaixonar”, explicou o edil.

LEIA MAIS

Desocupação de imóveis em terra indígena é alvo de críticas na Câmara de Vereadores de Petrolina

Moradores ocupavam terras indígenas (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Na quinta-feira (13) a Polícia Federal realizou a Operação Pankararu, desocupando terras indígenas ocupadas por não indígenas no município de Petrolândia. Apesar de a PF ter classificado a ação como pacífica, moradores relataram agressões e o caso repercutiu no estado.

O vereador de Petrolina, Ronaldo Silva (PSDB) que tem raízes na região usou a Tribuna Livre para condenar a ação. “Eu não poderia me calar diante da injustiça que está acontecendo na nossa região. A Polícia Federal e a Polícia Militar estão retirando famílias que moram lá há anos. O povo está pedindo socorro”, disse.

Ronaldo citou a utilização de spray de pimenta e balas de borracha contra crianças e mulheres, classificando a ação como absurda. Segundo a PF, 100 homens foram utilizados na ação e a ação foi autorizada pela Justiça de Serra Talhada.

Questionado sobre o Uber, Miguel Coelho diz ser favorável ao serviço

(Foto: ASCOM/ Jonas Santos)

Nesta quarta-feira (12), o prefeito Miguel Coelho fez uma transmissão ao vivo em sua página oficial no Facebook, sobre várias obras que estão sendo realizadas no município. No final o prefeito respondeu a algumas perguntas, entre elas o questionamento de um internauta ao gestor sobre o serviço de transporte coletivo: “o prefeito vai acabar com o Uber? ”.

Afirmando ser pertinente o questionamento, Miguel Coelho esclareceu prontamente seu posicionamento sobre o serviço, bem como o motivo da criação da Lei. “Tem muita gente querendo fazer política em cima de Uber, desde a minha campanha de prefeito eu sou favorável ao Uber. A lei que nós mandamos para a Câmara não foi para proibir o Uber, foi para regulamentá-lo como o próprio congresso nacional e governo federal determinou”, explicou.

Ainda sobre o serviço, o gestor falou da importância do Uber, e explicou o motivo do atraso para à sanção da Lei e consequentemente a publicação do decreto, para que se cumpra o que está descrito no projeto aprovado pela Câmara.

“A plataforma é importante e veio para complementar o serviço de transporte coletivo. A lei vai servir como parâmetro. Estamos analisando todas as leis e o que mais está pegando é a questão da idade mínima dos cinco anos que está lá na lei. A gente colocou cinco anos, como todas as cidades colocaram, mas fizeram um período de transição para poder cobrar os cinco anos a partir de 2020, outras cidades em 2021 ou 2022. Nós estamos analisando e no decreto que a gente vai publicar, essa lei de transição vai estar prevista. No mais é tudo igual às outras cidades, se não acabou nas outras cidades, não vai acabar em Petrolina”, completou.

O Projeto de Lei 040/2018 que regulamenta o transporte de passageiros por aplicativos, como Uber foi aprovado no dia 28 de agosto pela Câmara Municipal de Petrolina (PE). Ao todo, 17 vereadores votaram a favor e nenhum contra a proposta, que é de autoria do Poder Executivo 040/18. De acordo com o projeto, que ainda não foi sancionado pelo prefeito, Miguel Coelho, a Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) será responsável pela regulamentação e fiscalização desse serviço.

O que diz a matéria proposta pelo poder executivo

LEIA MAIS

Situação vota a favor e Requerimento de Valgueiro é aprovado

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O único Requerimento presente na pauta da sessão de hoje (13) foi aprovado por 15 votos a zero, mesmo sendo proposto pelo líder da oposição, Paulo Valgueiro (MDB). A solicitação número 187/2018 cobra da Prefeitura informações a respeito da contratação de empresa prestadora do serviço de locação ao município.

LEIA TAMBÉM:

Projetos de Lei são colocados em votação e aprovados por unanimidade na Casa Plínio Amorim

Requerimento de Paulo Valgueiro é destaque na sessão da Casa Plínio Amorim

Líder da bancada governista, Aero Cruz (PSB) solicitou a palavra à Mesa Diretora antes de o Requerimento ser votado. O edil afirmou que os membros da situação aprovariam o pedido, para mostrar que o “governo não tem nada a esconder”. Com a orientação, o Requerimento 187/2018 foi aprovado de maneira unânime.

LEIA MAIS

Projetos de Lei são colocados em votação e aprovados por unanimidade na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na pauta da sessão dessa quinta-feira (13) não constavam Projetos de Lei na Ordem do Dia, mas após a análise e aprovação das Indicações e Requerimentos, o presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira (PSB) colocou em votação duas matérias do Legislativo.

Os Projetos de Lei nº 021/2018, de autoria do vereador Paulo Valgueiro (MDB) e 017/2018/2018 de Manoel da Acosap (PTB) tiveram pareceres aprovados pelas comissões e entraram na Ordem. As matérias propunham, respectivamente, a concessão de Medalha de Honra ao Mérito Legislativo Dom Malan ao blogueiro Carlos Wanderley Alves de Carvalho Filho e denominação da Quadra Poliesportiva localizada no Bairro Cosme e Damião, Quadra Amilton Ambrosio de Carvalho.

As duas matérias foram aprovadas por 16 votos a zero, enquanto que as 14 Indicações e o Requerimento de Valgueiro foram aprovados por 15×0. O restante da sessão seguiu com uso da Tribuna Livre por parte dos edis.

Requerimento de Paulo Valgueiro é destaque na sessão da Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão dessa quinta-feira (13) na Casa Plínio Amorim não terá Projetos de Lei para análise dos edis e o destaque da reunião dos vereadores é o Requerimento de número 187/2018, apresentado por Paulo Valgueiro (MDB).

No pedido, Valgueiro solicita informações à Prefeitura de Petrolina sobre a contratação de empresa para prestação de serviços na locação de veículos nas diversas secretariais municipais, entre elas Saúde, Educação e Cultura.

Valgueiro reivindica a prestação de contas através de cópias do processo licitatório e do pagamento dos motoristas. Além desse Requerimento, 14 Indicações constam na pauta de hoje. Na Ordem do Dia consta apenas o uso da Tribuna Livre pelos edis.

Cancão critica impunidade e violência no país: “O Brasil está precisando de inteligência” 

Vereador Ronaldo Cancão. (Foto: Blog Waldiney Passos).

Na visão do vereador Ronaldo Souza (PTB), o Ronaldo Cancão, o principal responsável pela violência no país é o Poder Judiciário. Cancão utilizou a Tribuna Livre na sessão de terça-feira (11) e elogiou o posicionamento dos colegas de Casa Plínio Amorim que também abordaram o tema ontem.

“A imoralidade nesse país está no Código Penal. Quem gera violência nesse país é o Judiciário que tem dois pesos e duas medidas. É o Judiciário que prende Lula e deixa Aécio Neves livre roubando o povo brasileiro”, pontuou o petebista. Segundo Cancão, a impunidade reflete na violência pois “se passa na cabeça de uns”.

Crítica a Bolsonaro

 Em seguida, ele apresentou dados sobre a violência no Brasil e em Pernambuco. O edil também teceu críticas ao discurso de Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência da República. “Violência gera violência. Não é uma pistola, não é uma metralhadora, não é um fuzil que o Brasil está precisando. O Brasil está precisando de inteligência, de homens pacíficos”, afirmou.

Para o vereador, violência se combate com educação e citou as escolas de tempo integral em Pernambuco e no Rio de Janeiro como exemplo a ser seguido. Segundo Cancão, é preciso melhorar Petrolina e investir mais na educação. “Esse sim é o trabalho que diminui a violência”, afirmou o vereador citando os CMEIs e Novas Sementes da cidade.

“Chega de defender quem não merece ser defendido”, afirma Osinaldo Souza em discurso sobre violência

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Passada a polêmica votação do Requerimento nº 065/2018, os vereadores de Petrolina utilizaram a Tribuna Livre na terça-feira (11) para discutir temas de relevância local e a violência foi o principal assunto da manhã de ontem. Durante sua fala, Osinaldo Souza (PTB) condenou o ataque sofrido por Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência da República.

“A segurança pública nesse país precisa ser enérgica, porque no momento em que alguém se atreve a matar um candidato à Presidência, que se atreve a matar uma autoridade dessa cidade, desse estado, desse país, a gente precisa pensar bem qual segurança nos queremos”, afirmou Osinaldo.

Direitos Humanos “para humanos”

O edil que também é candidato a deputado estadual criticou a forma como os Direitos Humanos atua no país, que segundo ele, “não defendem os humanos” e sim defendem o “errado” e o “bandido”. Osinaldo também lembrou que o político é pago com o trabalho da população, sendo obrigação lutar por segurança pública.

“O país jamais será um país seguro se não houver Justiça, chega de impunidade. Chega de defender quem não merece ser defendido”, disparou o edil. Osinaldo ainda destacou não ser justificativa a falta de emprego para alguém se tornar bandido. Rodrigo Araújo (PSC) entrou na discussão e citou os “valores invertidos” sobre o policial ser condenado por fazer seu trabalho e parabenizou o discurso de Osinaldo, pela coragem de expor sua visão.

Após pedido de CPI dos comissionados na Prefeitura, vereadores cobram investigação na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Apesar de o Requerimento nº 065/2018 do vereador Gabriel Menezes (PSL) ter sido rejeitado por 14×4 na sessão de terça-feira (11), a fiscalização diante os cargos comissionados em Petrolina deverá ganhar um novo capítulo. Isso porque Gilmar Santos (PT) e Ruy Wanderley (PSC) endossaram a reivindicação do colega de Casa Plínio Amorim e destacaram a importância de fazer uma apuração na Câmara.

LEIA TAMBÉM:

Requerimento sobre CPI dos Cargos Comissionados apresentado por Gabriel Menezes é rejeitado na Casa Plínio Amorim

Colega de oposição, Gilmar elogiou a iniciativa de Gabriel e pediu uma análise na Câmara de Vereadores para dar exemplo à gestão municipal. “Eu quero aprofundar esse debate, a gente precisa fazer alguma coisa com a Câmara Municipal. A gente tem que começar por aqui, o debate tem que ser aqui nessa Casa, fazer a mesma investigação nessa Casa”, destacou o edil.

LEIA MAIS
123