Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Compesa participa de mutirão de negociação de dívidas do Procon em Serra Talhada

(Foto: Ray Evellyn/Secretaria de Justiça e Direitos Humanos-SJDH

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) participa de mutirões de negociação de dívidas do Procon-PE em cidades do Sertão, no final do mês de maio. Entre os dias 27 e 29, a oportunidade será oferecida aos clientes de Serra Talhada (PE). A proposta é disponibilizar vantagens atrativas que incentivem o cliente a fechar um acordo, como parcelar a dívida ou conceder um desconto à vista, dependendo da situação financeira e do montante do débito.

O atendimento será realizado no período das 9h às 14 horas. Em Serra Talhada, o mutirão ocorrerá no espaço do Maria’s Recepções, que fica na Praça Agamenon Magalhães (Rua Nossa Senhora da Penha, nº 65). “Cada vez mais, buscamos essa parceria com nosso usuário, levando até ele a resolução de suas pendências financeiras, de maneira a facilitar seu dia a dia e otimizar o nosso serviço. Em ações como os mutirões, apresentamos as condições especiais e a possibilidade de regularizar os débitos”, explica Rosângela Carneiro, gerente de Relacionamento com o Cliente da Compesa.

LEIA MAIS

“A prefeitura parece querer manter a briga jurídica por interesses políticos”, afirma presidente da Compesa ao rebater declarações de Miguel Coelho

Roberto Tavares, presidente da Compesa (Foto: André Nery/JC Imagem)

Por meio de nota, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) rebateu as declarações do Prefeito Miguel Coelho sobre a permanência da empresa como responsável pela operação dos servições de saneamento, água e esgoto de Petrolina (PE).

Na última sexta-feira (17), o gestor municipal disse durante um evento de inauguração de pavimentação de ruas no bairro Loteamento Recife, que recebeu a ligação do presidente da empresa, Roberto Tavares, propondo um acordo para manter a empresa operando os serviços na cidade sem passar pelo processo de licitação.

De acordo com a Companhia, os serviços não avançam em Petrolina, por causa de um impasse judicial. “A Compesa informa que, desde o ano passado, o presidente da companhia, Roberto Tavares, vem alertando o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, sobre o quanto o município está perdendo de investimentos por causa do impasse jurídico em relação à concessão da operação dos serviços de água e esgoto. Desde janeiro de 2018, a Compesa conseguiu recursos do FGTS junto à Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 38 milhões, para concluir obras inacabadas da Prefeitura de Petrolina nas bacias do Dom Avelar e Antônio Cassimiro. São mais de 60 mil petrolinenses prejudicados por uma briga judicial que nunca trouxe nenhum benefício à cidade”, diz um trecho da nota.

LEIA MAIS

Compesa quer continuar operando em Petrolina, segundo Miguel

O prefeito Miguel Coelho afirmou, durante a entrega de ruas pavimentadas no bairro Loteamento Recife, na sexta-feira (17) que recebeu uma ligação do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, solicitando a manutenção da empresa em Petrolina (PE) sem participar do processo de licitação.

LEIA TAMBÉM:

Após impasses com a Compesa, Prefeitura anuncia investimento de R$ 6 milhões para recuperar saneamento do Dom Avelar

“O presidente da Compesa me ligou querendo que a gente aceitasse um acordo, que não fosse para licitação”, disse. Em resposta, Miguel teria dito que “a população de Petrolina não aceita qualquer acordo com a Compesa que não seja o melhor e maior investimento na nossa cidade”.

LEIA MAIS

Compesa esclarece que fornecimento de água no Centro e zona leste de Petrolina não foi suspenso

(Foto: Ilustração)

Na última quinta-feira (15), o Blog Waldiney Passos publicou uma matéria sobre a suspensão do fornecimento de água em bairros do Centro e zona Leste de Petrolina, prevista para esta sexta-feira (17). Embora a notícia tenha sido enviada pela Assessoria de Comunicação da Compesa, um ruído na mensagem possibilitou o erro.

Para esclarecer o equívoco e cessar os efeitos da publicação, o Blog entrou em contato com a empresa, que por meio de nota, afirmou que a cidade de Petrolina está sendo abastecida de forma regular. “A Compesa esclarece que a rede abastecimento da cidade de Petrolina está operando normalmente”, disse.

Desde já, pedimos desculpas pelos possíveis transtornos causados à população petrolinense, e reiteramos o nosso compromisso com os leitores e leitoras que validam a nossa credibilidade, construída com base na ética jornalística.

Manoel da Acosap reivindica informações sobre receita da Compesa

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma das demandas discutidas e aprovadas na sessão dessa quinta-feira (16) na Casa Plínio Amorim foi o Requerimento n° 170/2019, proposto pelo vereador Manoel da Acosap (PTB). O edil solicitou informações ao presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares sobre a receita da companhia.

Na demanda, Acosap reivindica dados a respeito da receita anual da Compesa em Petrolina, Rajada e também nas cidades vizinhas de Afrânio e Dormentes. De acordo com o edil, uma audiência pública está marcada para o dia 9 de junho em Rajada, na qual foi solicitada a presença de Tavares e João Raphael, diretor-presidente em Petrolina.

Acosap aproveitou seu discurso para criticar o Governo de Pernambuco, alegando que “é uma falta de respeito, falta de compromisso e falta de investimento do governador de Pernambuco”, o qual segundo ele é “de fachada”.

Distrito de Pau Ferro está sem água há quase 10 dias, segundo leitor

Um morador do Distrito de Pau Ferro, zona rural de Petrolina entrou em contato com o Blog nessa quarta-feira (15), reclamando da falta d’água na comunidade. Ele afirma que não há água nas torneiras há mais de uma semana e o problema está longe de ser solucionado.

“Essa situação de Pau Ferro, já são nove dias sem água. Hoje ainda nem sinal de água”, disse à nossa produção. Nós procuramos a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Para mostrar a gravidade da situação, ele enviou um vídeo, confira a seguir:

Em nota a Compesa informou que “houve problemas de estouramento no sistema adutor de Afrânio-Dormentes que abastece Pau Ferro, zona rural em Petrolina”.

A situação já foi resolvida pelas equipes da Companhia, contudo, “o abastecimento voltará a ser normalizado de forma gradativa”. De acordo com o leitor, até o momento o fornecimento não foi normalizado e nossa produção continuará acompanhando a situação.

Após impasses com a Compesa, Prefeitura anuncia investimento de R$ 6 milhões para recuperar saneamento do Dom Avelar

(Foto: Ascom)

A Prefeitura de Petrolina (PE) está dando mais um importante passo para sanar os problemas crônicos de esgotamento sanitário na cidade. Após vários impasses com a Compesa, o prefeito Miguel Coelho decidiu intervir na problemática da zona leste e anunciou um investimento de cerca de R$ 6 milhões para recuperar a bacia do bairro Dom Avelar. Com a iniciativa da prefeitura, a expectativa é de que em 30 dias seja lançada a licitação para dar andamento à obra.

De acordo com a prefeitura, a Compesa, que é a responsável pelo sistema de água e esgotos na cidade, ainda se recusa a utilizar um empréstimo de R$ 38 milhões disponível junto à Caixa Econômica e intermediado pelo prefeito para resolver os problemas da cidade. Este valor, seria suficiente para sanar problemas de esgotamento em bairros como Dom Avelar, Santa Luzia, Terras do Sul, São Joaquim, Padre Cícero, Vila Débora e Antônio Cassimiro.

Segundo o prefeito Miguel Coelho, a intervenção é mais uma prova do interesse da gestão municipal em enfrentar a questão da água e esgoto de Petrolina. “A obra no Dom Avelar é apenas uma das ações nossas para melhorar esses serviços na cidade. A maior intervenção será quando nosso processo de implantação de um novo serviço de água e esgoto começar a operar, o que trará mais investimentos para a cidade e o fim dessa polêmica que ninguém mais aguenta”, afirma o prefeito.

LEIA MAIS

Moradores do Jatobá reclamam de falta d’água nas torneiras desde quarta-feira

Moradores do Park Jatobá entraram em contato coma  redação do Blog afirmando que estão sem água nas torneiras desde quarta-feira (8). O fornecimento foi interrompido por volta de 11h daquele dia, sem aviso prévio e hoje (10) o bairro está na lista das comunidades que ficarão sem água devido a um serviço da Companhia Pernambucana de Água e Saneamento (Compesa).

“Cortaram o fornecimento de água sem nenhum aviso, nem sinal de quando vai voltar. É uma falta de respeito. Que precisa de manutenção eu entendo, mas é um caos quando se mora em uma cidade absurdamente quente”, desabafou uma leitora.

Outro lado

Nossa produção entrou em contato com a Compesa e em nota a companhia informou que o motivo na interrupção do abastecimento foi “um estouramento próximo ao bairro na tarde de quarta-feira, 8. O problema foi resolvido nesta quinta, dia 9, e o abastecimento na região voltará de forma gradativa”.

A Compesa lembrou que o Jatobá é atingido pela manutenção na Estação de Tratamento Petrolina 1 e que “o serviço tem previsão de conclusão ainda nesta sexta, bem como o abastecimento que retornará de forma gradativa”.

Bairros do Centro e da zona leste de Petrolina ficarão sem água amanhã; confira a lista das localidades que serão afetadas

Nesta sexta-feira (10), a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realizará serviços de manutenção na Estação de Tratamento de Água (ETA) Petrolina 1, que abastece as zonas central e leste da cidade. Por este motivo, o fornecimento de água será interrompido em alguns bairros. A previsão é de que os serviços sejam concluídos no mesmo dia e que o sistema seja restabelecido de forma gradativa.

De acordo com a Compesa, a ação faz parte de um programa de modernização do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) do município que dará mais segurança à operação, evitando futuros desabastecimentos para ações corretivas.

LEIA MAIS

Leitora reclama de falta d’água no bairro São José; Compesa afirma que o problema já está sendo resolvido

(Foto: Ilustração)

Desde ontem (8), moradores do bairro São José, antigo Alto Cheiroso, zona leste de Petrolina (PE), estão sofrendo com a falta d’água que pegou todos de surpresa. A situação foi relatada por uma leitora do Blog, que se diz indignada com o problema.

“Estamos sem água desde a manhã e sem respostas da Compesa com relação ao retorno. A empresa tem que ter mais compromisso com as pessoas, pelo menos informar para que os moradores possam se organizar”, disse a moradora.

LEIA MAIS

Serviço emergencial em rede deixa Caminho do Sol, Centro e Vale do Grande Rio sem água

(Foto: Ilustração)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) enviou uma nota ao Blog informando que precisou interromper o fornecimento de água nos bairros Caminho do Sol, Centro e Vale do Grande Rio nessa quarta-feira (8).

De acordo com a Compesa, equipes estão fazendo um serviço de manutenção emergencial na rede de distribuição, na Avenida Sete de Setembro, na via principal do Vale do Grande Rio e no Centro (Rua Fernando Góes), por isso os bairros ficaram sem água.

A nota informa ainda que “a previsão é que os serviços sejam concluídos ainda hoje e que o abastecimento seja restabelecido em seguida, gradativamente”.

Sem água desde ontem, comunidade do João de Deus cobra resposta da Compesa

(Foto: Ilustração)

“Cadê a água?”. Foi com esse questionamento que uma leitora, moradora do bairro João de Deus fez contato com a nossa produção através do WhatsApp. Segundo ela, desde o início da manhã de terça-feira (23) a comunidade está sem água nas torneiras.

Para piorar, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), não teria avisado previamente que faltaria água no bairro. “Faltou logo cedo, é uma falta de respeito”, desabafou a leitora.

A Compesa afirmou ao Blog que foi executado um reparo emergencial na Estação de Tratamento (ETA) Vitória, encerrado apenas durante a noite, o que teria provocado a falta d’água no bairro. A previsão é que o fornecimento seja restabelecido até 18h.

Pesquisa aponta crescimento de até 5% para as vendas na Páscoa

(Foto: Internet)

A Páscoa é umas das datas sazonais mais importantes para o varejo supermercadista. Nesta época, produtos diferenciados ganham destaque no ponto de vendas, dentre eles ovos de chocolate, pescados, azeites e vinhos.

O Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR) projeta um crescimento de 4% a 5% nas vendas deste ano. “A retomada do consumo em 2019 tende a aquecer o varejo e, consequentemente, as vendas na Páscoa. Este número segue o índice do ano passado, que foi de 3,2%, em comparação a 2017”, explica Patricia Cotti, diretora executiva do IBEVAR.

LEIA MAIS

Desperdício: Leitor denuncia vazamento de água limpa em Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Indignado com o desperdício de água, um leitor do Blog Waldiney Passos entrou em contato com nossa equipe de reportagem para denunciar o vazamento de água limpa, decorrente do estouramento de uma cano, na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio em Petrolina (PE).

De acordo com o leitor, há mais de 15 dias a água escorre pela Avenida. Diante do cenário crítico de abastecimento de água na cidade, esse tipo de problema deixa a população revoltada.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Compesa para saber quando o vazamento será resolvido. No entanto, a Companhia ainda não se pronunciou sobre a demanda.

Moradora chama atenção para esgoto próximo ao IF-Sertão, Compesa responde

O Blog recebeu uma demanda via WhatsApp de uma moradora no Loteamento Bela Vista, próximo ao IF-Sertão do bairro João de Deus. Segundo a leitora, desde o final de semana um esgoto extravasado vem gerando diversos transtornos a comunidade.

Além do mau cheiro em frente de suas residências, a água suja está empoçada em quase toda a via pública, bem em frente a um ponto de ônibus. “É um mau cheiro muito forte, a gente tem que esperar o ônibus nesse fedor“, disse a leitora que preferiu não se identificar.

Procurada pela nossa produção, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que a equipe técnica já está em campo para executar os serviços de desobstrução da rede coletora de esgoto e que os reparos devem ser concluídos ainda hoje (16).

123