Corpo de bombeiros de Petrolina controla incêndio em lagoa de estabilização da Compesa

(Fogo: ASCOM)

A lagoa de estabilização da Compesa que fica próximo a estrada que dá acesso ao Porto Fluvial de Petrolina (PE), está desativada há dois anos e estava em chamas há alguns dias, segundo testemunhas. Nesta terça-feira (15), as chamas cresceram e a fumaça aumentou, incomodando quem trabalha ou passa precisa passar próximo ao local.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e teve dificuldades para controlar o incêndio, porque segundo os militares, o material queima em profundidade. Depois da ajuda de uma máquina enviada pela Compesa, que revirou os dejetos, as chamas foram contidas.

A Companhia informou que acredita que o incêndio tenha sido provocado por alguém. A assessoria do órgão informou que está regularizando a situação da lagoa para que a mesma seja devolvida a prefeitura de Petrolina.

Clientes da Compesa em Petrolina ganham nova loja de atendimento; novo espaço começa a funcionar nesta terça-feira(8)

(Foto: Arquivo)

A Loja do Cliente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), em Petrolina, muda de endereço nesta terça-feira (8). O atendimento que antes era feito na Rua da Simpatia passa agora a funcionar na Avenida Guararapes, 1934, Loja 6, Edifício Madre Pérola, área central da cidade.

Segundo o gerente de Unidade de Negócios, João Raphael, a intenção da Compesa é oferecer uma melhor prestação dos serviços aos seus clientes em Petrolina, instalando uma estrutura mais moderna no centro da cidade. “Escolhemos cuidadosamente esse local porque entendemos que os nossos clientes desejam agilidade e facilidade de atendimento”, observa João Raphael.

A Loja do Cliente da Compesa em Petrolina funcionará nos mesmo horário da antiga. Será de segunda a sexta, no horário das 08h às 17h, e aos sábados, de 08h às 12h. A Compesa adianta que manterá o atendimento no Expresso Cidadão de Petrolina, que funciona no River Shopping, no horário das 08h às 20h.

Na nova unidade de atendimento da Compesa em Petrolina serão oferecidos todos os serviços prestados em todas as suas unidades. Entre os serviços oferecidos estão negociação de débito, emissão de 2ª via da conta de água, solicitação de revisão de consumo, atualização de cadastro e inscrição na Tarifa Social.

Os clientes da companhia também podem contar com serviços da Agência Virtual da empresa, abrigada no site www.compesa.com.br e pelo call Center: 0800 081 0185 para serviços de vazamento de água e extravasamento de esgoto e o 0800 081 0195 para os demais serviços e informações.

Morador pede conclusão de serviço iniciado pela Compesa no Jardim São Paulo

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Até a sexta-feira (20), a Rua 09 no bairro Jardim São Paulo estava com um vazamento de água limpa. De acordo com os moradores, o problema já durava mais de 15 dias, até que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) fez o reparo na tubulação.

No entanto, segundo um morador que entrou em contato com a nossa equipe via WhatsApp, a dor de cabeça agora é outra. A equipe da Compesa conclui o conserto no vazamento, mas deixou um buraco na rua. “A sinalização é precária, motoristas que transitam na via quando percebem, já estão em cima”, relata o comunitário.

Nossa produção entrou em contato com a Compesa via email, entretanto até o momento não tivemos um retorno. Reiteramos que o espaço do Blog está aberto aos esclarecimentos da Companhia.

Compesa publica edital para concurso público, há vagas para cidades do Sertão

(Foto: Arquivo)

Foi publicado nessa terça-feira (24) o edital do processo seletivo da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). São disponibilizadas 63 vagas para o certame, com oportunidades para cidades do Sertão. O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado nessa manhã.

O concurso público visa o preenchimento de 24 vagas de nível superior, 11 de nível médio ou técnico e 28 para empregados de nível médio. As vagas estão divididas para Caruaru, Gravatá, Petrolina, Paudalho, Recife, Salgueiro, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão.

As inscrições podem ser feitas a partir de segunda-feira (30) e seguem até 4 de junho, somente pela internet. Há a possibilidade dos candidatos pedirem isenção, entre 30 de abril e 3 de maio. Segundo o edital, a remuneração varia de R$ 1.442,36 até R$ 6.107,67.

A última vez que a Compesa realizou um concurso público foi em 2016. Mais informações sobre a seleção de 2018 podem ser consultadas diretamente no edital do concurso.

Bairros da zona oeste de Petrolina amanheceram sem água nesta quarta-feira (18)

(Foto: Ilustração)

Pelo menos seis bairros da zona oeste de Petrolina (PE), amanheceram sem água nas torneiras nesta quarta-feira (18). Os bairros Rio Corrente, São Gonçalo, Cohab Massangano, Gercino Coelho, Palhinhas e Atrás da Banca,  tiveram o abastecimento de água interrompido.

Segundo a Compesa, uma queda de energia nessa madrugada ( 18) provocou a queima de equipamentos no sistema que atende a essas comunidades, seria a causa da interrupção no fornecimento de água.

Ainda de acordo com Compesa, empresa está empenhada em consertar com maior brevidade os equipamentos  avariados. A previsão de normalização do abastecimento é no início da tarde.

Mais sete bairros de Petrolina ficam sem água nesta terça-feira

(Foto: Ilustração)

A Compesa anunciou na manhã desta terça-feira (10) que os bairros Gercino Coelho, Cohab Massangano, Parque Massangano, Atrás da Banca, Parque Bandeirante, Palhinhas e Distrito Industrial vão ficar sem água durante o dia de hoje.

O abastecimento foi interrompido para manutenção preventiva nas Estações de Tratamento de Água, Petrolina (PE).

A previsão para que o abastecimento volte ao normal é a madrugada desta quarta-feira (11).

Após novo estouramento de esgoto, prefeitura de Petrolina fiscaliza atuação da Compesa na Avenida Paraíba

(Foto: ASCOM)

Uma equipe da Prefeitura de Petrolina esteve acompanhando de perto o trabalho da Compesa na Avenida Paraíba, no bairro Areia Branca, zona leste da cidade na tarde desta sexta-feira (5). É que depois de um novo vazamento de grandes proporções da rede de esgoto, registrado nas primeiras horas de sexta, a Companhia realiza os reparos necessários no local.

O trânsito, inclusive, está interditado no trecho que liga a Avenida São Francisco ao bairro Caminho do Sol. Só que além de uma intervenção definitiva, já que há tempos o local sofre com esse tipo de incidente, a Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade (SEINFRAHM), através da Diretoria de Saneamento, fiscaliza o trabalho também para garantir que a Compesa cumpra com a promessa de recuperar a pavimentação da via, assim que o serviço for concluído.

O compromisso de recuperar o pavimento asfáltico das vias onde são realizadas obras de saneamento foi firmado pela Compesa junto à SEINFRAHM durante uma reunião realizada no último dia 23. Como forma de fiscalizar e fazer valer a Lei 2.991/18, a Prefeitura também já notificou a Compesa, que recebeu ofício no último dia 28, para que realize a manutenção da via em duas localidades: Rua Florêncio Barros Filho, no Jardim Amazonas, e a Avenida Paraíba.

Para o secretário da SEINFRAHM, Fred Machado, a Prefeitura de Petrolina não medirá esforços para garantir uma boa prestação de serviço por parte da Compesa.

“Fazemos questão de acompanhar de perto esses serviços, uma vez que a cobrança da população é grande no que diz respeito à manutenção das vias da cidade. Com razão, e ao mesmo tempo indignadas, as pessoas nos procuram para falar sobre os buracos. Alguns estão aí pelo desgaste do asfalto que não recebe manutenção há anos, enquanto outros são abertos frequentemente por causa das obras de esgoto. Vamos agir com firmeza nestes casos em que os transtornos podem ser evitados através de um trabalho ágil e que deve ser de qualidade por parte da Compesa”, destaca Machado.

Após entendimento com a prefeitura, Compesa inicia recuperação de pavimento em ruas de Petrolina

(Foto: ASCOM)

Após várias reclamações de moradores, representantes da prefeitura de Petrolina (PE) e da Compesa se reúnem e chegam a entendimento quanto à recomposição do pavimento nas vias onde foram realizadas intervenções na rede de esgoto.

Segundo informações da assessoria de comunicação do município, equipes da Companhia Pernambucana de Saneamento já trabalham na Avenida dos Tropeiros, no Pedro Raimundo, e também na Rua 02 do bairro Jardim Amazonas.

O serviço deve atender a uma reivindicação importante das comunidades que sofriam com os transtornos causados pela situação das pistas.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade, Fred Machado, estas são apenas as primeiras ações de recuperação de vias que receberam obras da Compesa.

“Estamos nos articulando, através da diretoria de Saneamento da SEINFRAHM, para beneficiar toda a população de Petrolina. O trabalho já começou nestes locais e já enviamos uma solicitação formal de recuperação da Avenida Paraíba, na Areia Branca. Nosso objetivo é que esse trabalho seja contínuo, minimizando qualquer transtorno causado pelas intervenções de saneamento na cidade”, destaca Machado.

Prefeitura de Petrolina afirma que problema na rede de esgoto de moradora da Cohab 6 é de responsabilidade da Compesa

(Foto: Whatsapp)

No último sábado (17), a senhora Ivoneide Feitoza Alves, moradora da 63, número 5, bairro Cohab 6, enviou mensagem ao blog, informando que o esgoto em frente à sua casa estava entupido e a compesa não conseguiu desentupi-lo porque a raiz de uma árvore da casa vizinha havia crescido para dentro da tubulação.

Segundo a moradora, a compesa já havia tentando resolver o problema por duas vezes e não conseguia por causa da raiz. Os funcionários da companhia teriam informado a morada, que a responsabilidade de retirar o obstáculo da tubulação é da prefeitura. Ainda de acordo com Ivoneide, um dos funcionários da Compesa teria ligado, na frente dela, para um funcionário do município para informar o problema.

Em nota, a prefeitura negou que tenha sido notificada pela Compesa e afirmou que a responsabilidade desse serviço é da companhia e não do município.

Confira a nota.

“A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) informa que em nenhum momento foi notificada pela Compesa ou recebeu qualquer solicitação de intervenção da companhia para intervir na remoção da árvore localizada na Rua 63, na Cohab VI.

Por ser a concessionária do sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto de Petrolina, o serviço de adequação da rede deve ser realizado pela Compesa, em comum acordo com o proprietário do imóvel, sem esquecer de observar a legislação ambiental e requerer as devidas autorizações junto à Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA)”.

Leitora do blog pede ajuda para resolver problema de um esgoto estourado em frente à sua casa

Uma leitora que mora na rua 63, bairro Cohab 6, em Petrolina (PE), enviou mensagem ao blog pedindo ajuda para resolver o problema de um esgoto estourado que fica em frente à sua residência.

Ivoneide Feitoza Alves, que mora na casa de número 5, disse que já procurou a Compesa e a empresa enviou o caminhão por duas vezes, mas não conseguiu desentupir o esgoto. Os funcionários da Compesa alegam, que as raízes de uma árvore, que está plantada na calçada de um vizinho de Ivoneide, cresceu para dentro da tubulação.

Segundo a Compesa, agora a responsabilidade é da prefeitura municipal, de retirar a árvore. Segundo a leitora, os funcionários da Companhia de Saneamento entraram em contato com a prefeitura através de celular para encaminhar a situação, mas até agora o serviço não foi realizado e há dois meses a família convive com esgoto na porta e com o mal cheiro, que chega a causar náuseas, de acordo com a moradora.

Nós entramos em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura para saber se o órgão tem mesmo conhecimento do problema e quando será resolvido. Mas até o fechamento dessa reportagem não tivemos resposta. O espaço fica aberto para o pronunciamento da secretaria responsável.

Paulo Câmara alerta a Chesf sobre risco de desabastecimento em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Preocupado com as elevadas oscilações no nível de captações de água para o consumo humano no Rio São Francisco, o governador Paulo Câmara enviou ofício ao presidente da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Sinval Zaidan Gama, alertando para os riscos de desabastecimento de várias cidades do Vale do São Francisco. Em função da redução da vazão da Barragem de Sobradinho, sem aviso prévio, na última sexta-feira (2) a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi obrigada a desligar uma das captações do manancial, pertencente ao Sistema Vitória, provocando a falta de água em 35% da cidade de Petrolina, cerca de 80 mil pessoas.

Diante da gravidade da situação, o governador Paulo Câmara alertou a Chesf para a necessidade de manter a vazão liberada pela Barragem de Sobradinho no mesmo nível praticado na maior parte do ano passado, que foi 600 metros cúbicos de água por segundo.

Paulo Câmara ainda solicitou à Chesf que sejam feitas diligências, com o apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e de outros órgãos reguladores, para garantir que a vazão defluente da Barragem de Sobradinho seja mantida nesse patamar mínimo de 600 metros cúbicos de água, por segundo.

“Esse nível vai possibilitar a estabilidade no fornecimento de água  e prevenir uma situação que pode ser ameaçadora para a população e para a economia da região, com destaque para a cidade de Petrolina, cidade polo da região”, informou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Tavares lembrou que, em decorrência da seca dos últimos anos, a vazão defluente da Barragem de Sobradinho vem sendo reduzida paulatinamente com impactos diretos sobre a captação de água. Na sexta-feira passada, a redução repentina e significativa do nível do rio, sobre a qual a Compesa não foi informada, impediu a companhia de comunicar à população antecipadamente sobre a interrupção do abastecimento. Antes mesmo de entender a mudança na vazão liberada por Sobradinho, a companhia decidiu executar uma obra para permitir a abertura do canal de aproximação da captação até o rio. Graças a essa ação, será possível normalizar a distribuição de água para as áreas afetadas até a noite de hoje (7).

Moradores do Bairro João de Deus reclamam da falta de água na comunidade

(Foto: Ilustração)

Moradores do Bairro João de Deus, na zona oeste de Petrolina (PE), dizem que há uma semana não sai uma gota de água das torneiras. As donas de casa reclamam que não sabem mais onde buscar água para fazer a higiene da casa e das crianças.

Elas afirmam que estão comprando água para beber, mas se for comprar também para limpar a casa fica muito caro e muita gente não tem condições financeira para isso.

A Compesa informou que alguns bairros da zona oeste da cidade, a exemplo do João de Deus, Cosme e Damião, IPSEP, São Gonçalo e Rio  Corrente, tiveram o abastecimento de água interrompido devido à redução repentina no nível do Rio São Francisco.

Segundo a Companhia, como não houve informação na redução da vazão de Sobradinho, não foi possível comunicar a população antecipadamente.

A Compesa informou também, que está realizando a abertura do canal de aproximação da captação até o Rio e o abastecimento voltaria ao normal no fim da tarde ontem (01), mas segundo os moradores, eles continuam sem água nas torneiras.

Bairros da zona oeste de Petrolina ficarão sem água nesta quinta-feira

(Foto: arquivo)

A Compesa informou que alguns bairros de Petrolina (PE), a exemplo do João de Deus, Cosme e Damião, IPSEP, São Gonçalo e Rio  Corrente, tiveram o abastecimento de água interrompido devido a redução repentina no nível do Rio São Francisco.

Segundo a Companhia, como não houve informação na redução da vazão de Sobradinho, não foi possível comunicar a população antecipadamente.

A Compesa informou também, que está realizando a abertura do canal de aproximação da captação até o Rio e no final do dia o abastecimento voltará ao normal.

A nota enviada a imprensa diz ainda, que a empresa está entrando em contato com a Chesf para verificar se está havendo mudança na vazão liberada por Sobradinho que justifique essa redução repentina no nível do Rio São Francisco.

Leitor denuncia desperdício de água limpa no Nova Petrolina

Um leitor enviou fotos e vídeo de um cano da tubulação da Compesa, estourado, no Residencial Nova Petrolina, na cidade de Petrolina (PE). Segundo o denunciante o desperdício de água limpa, pura, acontece há três meses.

Ele afirma, que os moradores já ligaram para a Compesa, mas o reparo não foi feito. A redação do blog entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento e a mesma informou que, se o vazamento for dentro do condomínio, a responsabilidade é da administração do condomínio. Por isso, precisa que os moradores informem a localização exata, para que a mesma saiba se a responsabilidade é dela. Veja o vídeo.

Serviço para conter vazamento de água na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio só será realizado neste sábado

(Foto: ASCOM)

Os moradores do Loteamento Nova York, que ficam em Petrolina (PE), vão continuar sem água nas torneiras pelo menos até este sábado (10).

A informação é da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que comunicou através de nota, que o serviço de reparo para sanar o vazamento só será realizado amanhã (10).

Leia a nota

“A Compesa está empenhada em executar os serviços em um vazamento de grande porte na Monsenhor Ângelo Sampaio, entre a Nissan e a Honda.

Contudo, a Companhia verificou que pela grande profundidade, o serviço só poderá ser iniciado amanhã, visto que a rede passa muito profunda e os encanadores que podem fazer hora extra já estão desde de manhã, resolvendo o reparo na rede de 400mm no Jardim maravilha.

O registro do Ibis foi fechado, no qual apenas o Loteamento Nova Iorque irá ficar sem água até amanhã para o problema do vazamento ser solucionado.

A Compesa agradece a compreensão de toda a população”.

1234