Manutenção em equipamentos deixa bairros de Petrolina sem água nessa sexta-feira (17)

A partir das 10h dessa sexta-feira (17) faltará água em mais de 40 bairros de Petrolina. O motivo da interrupção no abastecimento, segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) é uma manutenção em equipamentos das Estações de Tratamento (ETA) Petrolina I e II.

De acordo com a Compesa, a expectativa é que o fornecimento de água seja normalizado até o final do dia. Confira a seguir a lista dos bairros afetados:

LEIA MAIS

Compesa de Petrolina desmente boato sobre reajuste na tarifa de água e esgoto

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) de Petrolina desmentiu nessa quinta-feira (16) os boatos que circulam nas redes sociais, afirmando que houve um reajuste na conta de água.

Segundo a “fake news”, a Compesa teria reajustado a tarifa de água e esgoto na cidade, o que de acordo com a Companhia, não procede.

Em contato com o Blog, a Compesa informou que o setor comercial está investigando a origem do boato e que em breve se manifestará com mais informações.

Três bairros de Petrolina são contemplados com ampliação de esgotamento sanitário

(Foto: Ascom)

Três bairros de Petrolina foram contemplados com um investimento de R$ 1,3 milhão da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), após o governador de Pernambuco autorizar a realização de um serviço de saneamento básico na cidade.

Cerca de 20 mil pessoas serão beneficiadas nos bairros Vale do Grande Rio, Pedro Raimundo e Jardim Amazonas, onde o novo sistema está operando em fase de testes. “Continuar investindo em saneamento em Petrolina é uma das metas da Compesa”, disse o presidente da estatal, Roberto Tavares.

O novo sistema de esgotamento sanitário dos bairros Vale Grande Rio, Pedro Raimundo e Jardim Amazonas recebeu 3.500 metros de novas redes coletora de esgoto. Também foram substituídos e ampliados a capacidade do emissário de esgoto – tubulação que transporta o esgoto da unidade de bombeamento até a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Centro.

“Estamos concluindo apenas os serviços de pavimentação e terminando de realizar algumas interligações de novos ramais, uma vez que a capacidade de coleta foi ampliada. Mas o sistema já está funcionando”, afirma o Gerente de Unidade de Negócios da Compesa, João Raphael.

Leitor flagra vazamento de água próximo à Praça da Amizade, no José e Maria 

Pela manhã o Blog mostrou um vazamento de água limpa registrado por um leitor no bairro São José. Agora pouco chegou a nossa Redação a informação de que o mesmo problema pôde ser visto nas proximidades da Praça da Amizade, no José e Maria.

Com o problema, a Rua Rio Amparo foi praticamente tomada de água. Segundo um morador que entrou em contato, desde ontem o bairro José e Maria está sem água.

LEIA TAMBÉM:

Leitor chama atenção para vazamento de água limpa no bairro São José

Manutenção emergencial deixa bairros José e Maria e Dom Avelar sem água

Nessa quarta-feira (7) a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que uma manutenção emergencial precisou ser feita no sistema do José e Maria e Dom Avelar. A Compesa já foi avisada sobre essa situação na Rua Rio Amparo e está buscando solucionar o problema.

Leitor chama atenção para vazamento de água limpa no bairro São José

Um vazamento de água limpa na Rua Marcos Passos, no bairro São José foi motivo de críticas de um leitor que entrou em contato com o Blog. O problema começou quando um cano teria estourado e a água limpa está escorrendo de frente ao Posto Lorena.

De acordo com o leitor, o problema foi identificado na manhã dessa quarta-feira (8). Nossa equipe acionou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), para que o reparo no cano seja feito. Estamos aguardando um retorno da companhia.

O leitor também nos enviou um vídeo mostrando o vazamento que está acontecendo por debaixo da pavimentação asfáltica, confira:

LEIA MAIS

Manutenção emergencial deixa bairros José e Maria e Dom Avelar sem água

Dois bairros de Petrolina estão sem água na manhã de hoje (8). Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o motivo na interrupção do abastecimento foi uma manutenção emergencial no sistema dos bairros Dom Avelar e José e Maria.

De acordo com a Compesa, a previsão é que até o final do dia o abastecimento volte ao normal nas duas comunidades atingidas.

Gerente-regional da Compesa afirma que cláusula contratual impede investimento enquanto município não decidir se continuará com a companhia

João Raphael explicou situação do empréstimo obtido através do FGTS (Foto: Blog Waldiney Passos)

O gerente regional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Petrolina, João Raphael participou do programa Super Manhã com Waldiney Passos, onde comentou sobre o não investimento dos R$ 38 milhões assegurados pela companhia por empréstimo.

Esse recurso foi obtido pelo Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) juntamente à Caixa Econômica Federal, mas não será utilizado enquanto a Prefeitura de Petrolina não decidir se privatizará o saneamento ou continuará com a Compesa.

“A gente está guardando isso se resolver, o governo municipal diz que vai fazer uma nova licitação. A gente espera que isso termine e a Compesa continuando, a gente vai sim aplicar esse dinheiro”, afirmou o gerente-regional.

LEIA MAIS

Comunitária chama atenção para esgoto no bairro Dom Avelar

Um esgoto que escorre da Rua da Ordem até a Avenida da Felicidade no bairro Dom Avelar provoca uma série de problemas aos moradores. Cansados de esperar uma solução, uma comunitária entrou em contato com o Blog e relatou a situação.

“Há exatos sete dias o coletivo do Dom Avelar não tem passado pelo trecho pois o esgoto que jorra a céu aberto impossibilita o tráfego. Ninguém toma nenhuma providência”, relatou.

Outro lado

Nossa equipe procurou a Prefeitura de Petrolina e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A companhia informou que o saneamento é de competência municipal e enquanto não for solucionado o impasse entre município e Estado, os investimentos de R$ 38 milhões não poderão ser aplicados na cidade.

Segundo o município, responsabilidade de operar o saneamento em Petrolina é da Companhia. A Prefeitura disse ainda que a situação deverá ser solucionada quando o Estado executar as obras na bacia do bairro, apresentando o projeto da obra e investindo os recursos assegurados via empréstimo.

Manutenção emergencial deixa boa parte de Petrolina sem água

Uma manutenção emergencial no sistema da Estação de Tratamento de Água Petrolina, no Centro provocou um corte no abastecimento em boa parte de Petrolina. De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a situação deve ser normalizada no final da tarde de sexta-feira (27).

Segundo a Compesa, os seguintes bairros ficarão sem água:

– Centro;
– Jardim Amazonas;
– Alto do Cocar;
– Pedro Raimundo;
– Quati;
– Jardim São Paulo;

LEIA MAIS

Cano estourado cria “piscina” no Distrito Industrial de Petrolina

Quem passou pelo Distrito Industrial de Petrolina durante a tarde desse sábado (21) viu uma verdadeira piscina tomando conta da via pública. O motivo para tanta água invadindo a pista foi um cano estourado.

Motoristas e motociclistas precisaram redobrar a atenção ao passar pelo local, já que a pista ficou completamente invadida pela água limpa que continua escorrendo pelo local.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já foi acionada pelo Blog e deve enviar uma equipe ainda hoje com o intuito de sanar o problema.

Caso do saneamento das bacias dos bairros Dom Avelar e Antônio Cassimiro em Petrolina é encaminhado ao MPF

A Central Única dos Bairros de Petrolina (CUBAPE) protocolou documento no Ministério Público Federal em Petrolina (PE) pedindo que o órgão tome providências urgentes em relação a conclusão do saneamento das Bacias dos bairros Dom Avelar e Antônio Cassimiro, por parte da Compesa.

Segundo o documento, o saneamento dos bairros Antônio Cassimiro I e II, Mandacaru, Santa Luzia, Terras do Sul, São Jorge, São Joaquim, Dom Avelar e Padre Cícero tem sido o maior problema de infraestrutura de Petrolina e já se arrasta há 15 anos, deixando uma população de 40 mil pessoas vulnerável á doenças que afetam pessoas de todas as idades.

Ainda de acordo com o documento, apesar de o presidente da Compesa afirmar que já conseguiu empréstimo junto a Caixa Econômica Federal no valor R$ 38 milhões para realizar o serviço, não fará a licitação para execução da obra das bacias por causa de insegurança jurídica junto a prefeitura de Petrolina.

Por fim, o documento da CUBAPE pede ao Ministério Público Federal a “realização de uma audiência pública entre Compesa, prefeitura e as comunidades prejudicadas, ou recomenda a o remanejamento da verba para os cofres do município, tendo em vista que se trata de recursos públicos e não privados”.

“O que não pode é a gente ficar à mercê da Compesa. O dinheiro já aprovado e também já em conta da Compesa, como um documento da própria Caixa Econômica comprova que o dinheiro está liberado e a Compesa não quer fazer a licitação da obra. Por isso que a gente está provocando o Ministério Público Federal por se tratar de uma obra federal”, explicou Pedro Caldas Filho, presidente da CUBAPE, ao blog Waldiney Passos.

Morador cobra solução para vazamento de água limpa no São Joaquim

(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Um cano estourado na Rua 16 do bairro São Joaquim tem tirado o sossego da comunidade. O leitor Luis Henrique de Campos relatou ao Blog que o problema começou há três dias e a água limpa está escorrendo por toda a rua.

Além do prejuízo, a água limpa está se misturando ao esgoto, caindo na Lagoa do bairro. Segundo Luis, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já foi alertada sobre a situação.

Em contato com o Blog Waldiney Passos a Compesa afirmou que até esta quarta-feira (18) uma equipe será enviada ao São Joaquim verificar a situação e fazer o reparo no cano.

Confira a seguir as imagens gravadas pelo leitor:

Compesa identifica furto de água em hotel de Petrolina, 541 fraudes foram descobertas nesse ano

Mais uma ligação clandestina de água foi identificada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Petrolina. Nessa terça-feira (17) as equipes descobriram uma fraude na rede de um hotel localizado na Orla da cidade.

Segundo a Compesa, a propriedade tem 34 quartos e seu consumo médio mensal era de apenas 50 m³, não condizendo com o tamanho do local, sendo o maior indício de que havia alguma irregularidade. A equipe quebrou o calçada e identificou um bypass (cano de desvio).

O cano de desvio estava escondido por debaixo de um jardim de concreto, localizado na calçada da propriedade. Ainda de acordo com a Compesa, o consumo real do hotel só deverá verificado após a primeira medição a ser realizada quando abastecimento for regularizado.

Somente em 2018 a Companhia registrou 541 fraudes, o número teve um crescimento tendo em vista que no último semestre a Compesa intensificou o combate às ligações clandestinas através do programa de perdas de águas na cidade.

Seis bairros de Petrolina ficarão sem água neste sábado (14)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realizará um serviço no bairro Vila Eulália neste sábado (14) e seis bairros terão o abastecimento interrompido das 8h às 18h.

Segundo a Compesa, um registro será implantado na Avenida Sete de Setembro. Dessa forma os bairros Vila Eulália, Mandacaru, Terras do Sul, Santa Luzia, São Jorge, José e Maria passarão o dia sem água.

É aconselhável que os moradores dessas localidades estoquem água para evitar transtornos. A previsão é que o abastecimento seja restabelecido no início da noite.

Moradores do Vale Dourado não serão mais cobrados por taxa de esgoto, afirma ARMUP

(Foto: Ascom/PMP)

O impasse gerado entre a Prefeitura de Petrolina e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre a responsabilidade do Vale Dourado chegou a mais um capítulo. Hoje (12) a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (ARMUP) revelou ter conseguido a isenção do pagamento da taxa de esgoto.

Durante quatro anos os moradores do local foram cobrados pela companhia, mas segundo Rubem Franca, diretor-presidente da ARMUP, não existe tratamento no esgoto da comunidade.

LEIA TAMBÉM:

Compesa volta a afirmar que não tem responsabilidade pelo esgotamento do Vale Dourado

Diretor-presidente da ARMUP afirma que documentação comprova responsabilidade da Compesa sobre Vale Dourado

“De fato, foram mais de 4 anos que os moradores do Vale Dourado vinham pagando estas taxas de esgoto e do outro lado a Compesa não fazia o serviço pelo qual vinha cobrando. Se a Compesa cobrava taxa de esgoto ela deveria coletar, bombear e tratar os resíduos e isso não era feito”, disse.

LEIA MAIS
123