Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Reunião define esquema de segurança para Carnaval 2019 em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

Uma reunião na sexta-feira (8) definiu o esquema de segurança para o Carnaval 2019 em Petrolina. O encontro realizado na secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEDETUR) reuniu a Polícia Militar e representantes da gestão municipal.

Também estiveram presentes na reunião representantes da Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA); AMMPLA; Disciplinamento Urbano; Guarda Civil Municipal; Polícia Militar; Corpo de Bombeiros; Polícia Civil e Vara da Infância.

“Tivemos uma reunião muito proveitosa, onde podemos expor, discutir e alinhar as necessidades de cada um para manter a maior segurança durante o período carnavalesco. Entre as medidas definidas, a Polícia Militar solicitou que não fosse permitida a entrada de garrafas de vidros e coolers dentro do circuito para garantir uma maior segurança”, anunciou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Emicio Junior.

1º Festival Vovô Amigo promove passeio por lendas do Velho Chico e fábulas infantis

(Foto: Ascom/PMP)

O Teatro Dona Amélia, em Petrolina, é acostumado a receber as mais diversas apresentações teatrais, mas na noite de quinta-feira (7) o palco foi ocupado por um grupo de idosos atendidos nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade.

Eles integram o programa Vovô Amigo, criado para valorizar o papel sociopedagógico e melhorar a autoestima dos idosos. O grupo de 60 idosos se apresentou para 200 crianças das creches municipais, encenando as lendas do Velho Chico e clássicos da literatura infantil.

O programa foi idealizado pela primeira-dama de Petrolina, Lara Secchi Coelho que comemorou o 1º festival. “Começamos com 12 e agora já temos 60. Essas pessoas recebem todo tipo de assistência dos mais variados profissionais em todas as etapas do programa. Hoje já temos um destaque no estado e, em breve, levaremos para outras cidades na forma de cooperação técnica. Também participamos de um edital de um programa nacional de voluntários em Brasília, onde fomos muito bem avaliados. Isso mostra que estamos no caminho certo e com pequenos atos podemos fazer grandes transformações”, disse.

Inscrições para Concurso de Fantasias do Baile Municipal de Petrolina estão abertas

(Foto: Ascom)

A alegria e o colorido do tradicional Baile Municipal de Petrolina estarão de volta em 2019. E para quem além de curtir a festa também está interessado em participar do Concurso de Fantasias da 21ª edição do Baile, as inscrições começaram nesta quarta-feira (6) e seguem até o próximo dia 13 de fevereiro, de forma presencial.

Os interessados podem se inscrever, das 8h às 12h e das 14h às 17h, na Secretaria Executiva de Cultura, no Centro de Convenções Senador Nilo Colho, seguindo as orientações estabelecidas no regulamento que foi publicado no Diário Oficial do dia 4 de fevereiro.  

Para efeitos de julgamento, as fantasias serão classificadas em três categorias: luxo, originalidade e arranjo de cabeça. O concurso contará com premiações em dinheiro, com valores que vão de R$ 600 a R$ 7 mil.

LEIA MAIS

A cultura vai ganhar a avenida; programação do carnaval de Juazeiro conta com bloco de forró

O bloco Mandacaru Elétrico se apresenta no dia 15 de fevereiro (Imagem: Cartaz/Divulgação)

Com uma gama de ritmos, culturas e públicos, o carnaval de Juazeiro (BA) acontece entre os dias 15 e 17 de fevereiro. E neste leque de diversidade não podia faltar o forró, por isso o bloco Mandacaru Elétrico que vem ganhando repercussão nacional, é uma das atrações do Carnajuá.

Comandado pela Banda Fulô de Mandacaru e uma super equipe de 25 profissionais, o bloco pretende envolver a avenida inteira com a mistura de forró, frevo e axé. O projeto é conhecido pelo sucesso de público, e na terra da alegria, como é conhecida a cidade baiana que dá o pontapé inicial para a festa de momo, não será diferente.

LEIA MAIS

Mulheres da Cadeia Feminina de Petrolina aprendem ritmos regionais em oficina do projeto “Circuito de Dança na Periferia”

(Foto: Antônio Carvalho)

Na última sexta (1º) a dança fez as reeducandas da Cadeia Feminina de Petrolina (PE) viajarem sem sair do lugar. Vestidas de todas as cores, as mulheres dançaram Maracatu, Frevo e Maculelê. Usando o movimento do próprio corpo, elas fizeram acontecer uma verdadeira folia naquele lugar que, em instantes, deixou de ser um ambiente rude e se tornou um local cheio de sorrisos. 15 detentas demonstraram os resultados da oficina realizada pelo 1º Circuito de Dança na Periferia em uma apresentação para suas colegas no pátio da colônia penal.

Durante uma semana, essas mulheres que estão cumprindo seus deveres com a justiça tiveram encontros para aprender os ritmos populares da cultura pernambucana em aulas ministradas pela bailarina Ingrid Beatriz. “Tivemos dias tristes, felizes e até envergonhados. Independente do que elas fizeram, elas merecem sorrir, dançar e serem vistas. Espero que tenha ficado um pouco da alegria da Dança Popular nelas”, afirma a instrutora de dança.

S. S. F., uma das participantes, disse que ainda não conhecia alguns ritmos apresentados nas aulas. “Achei muito bom, todos interagiram muito bem. […] Muitas pessoas ficam aqui muito reservadas e essa é uma oportunidade de aprender cada vez mais”, disse. 

LEIA MAIS

Espetáculo sobre o uso do celular é apresentado para crianças do Bairro Tabuleiro

(Foto: Ascom)

O Centro de Arte e Esporte Unificado (CEU), no Bairro Tabuleiro, recebeu a apresentação do espetáculo de dança Dancidade – Tudophone, na noite desta quinta-feira (31). O espetáculo recebe apoio financeiro do programa Usina Cultural da Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA), realizado através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes. Crianças do bairro formaram a plateia do espetáculo.

De acordo com a direção do espetáculo, a ideia era criar um trabalho falando de como o celular está presente na vida das pessoas, pensando no objeto como um problema ao se tornar dependência e mudando, devido ao uso constante do aparelho.

LEIA MAIS

DJ juazeirense se une a produtor baiano e lança disco com tributo ao pop nacional

Uma mistura de ritmos que vão do reggae ao rock. Essa é a definição de CollaBaiana, novo trabalho dos DJs e produtores musicais baianos Telefunksoul e Werson, que é de Juazeiro e também integra o grupo P1 Rappers. Juntos eles buscaram homenagear sucessos da música nacional nos anos 80 e 90.

O disco é composto por sete músicas, todas interpretadas por mulheres.  “A onda do disco é mostrar a versatilidade da música baiana, sua capacidade de combinar com qualquer tipo de música, seja reggae, pop ou rock. Ela se adapta, encaixa em qualquer sonoridade, até metal”, explica a dupla.

Nancy Viégas, Viva Varjão, Endy Oliver, Marcela Bellas, Claudia Cunha e Lorenight são as responsáveis por dar vida às canções que ganharam uma roupagem eletrônica através das batidas de Werson e Telefunksoul. CollaBaiana está disponível nas redes sociais de forma gratuita a partir dessa sexta-feira (1º).

Cia de Dança do Sesc estreia nova temporada neste sábado em Petrolina

(Foto: Ascom)

Os bailarinos da Cia de Dança do Sesc Petrolina voltam à cena neste sábado (02) e nos dias 3, 9 e 10 de fevereiro, em uma nova temporada com dois importantes espetáculos do seu repertório: “Raízes para o Alto” e “Eu Vim da Ilha”. As apresentações acontecerão sempre às 20h, no Teatro Dona Amélia.

A abertura da temporada traz neste sábado (02) e domingo (03) a montagem “Raízes para o Alto”. O espetáculo foi criado a partir do conceito de migração com a proposta de investigar as sensações daqueles que deixam sua terra natal para fincar raízes em outro lugar. A ideia é promover a reflexão sobre a migração entre pessoas, como elas se apegam e desapegam umas das outras durante a vida e em suas relações cotidianas.

LEIA MAIS

Projeto Dancidade leva espetáculo gratuito para o bairro Quidé nesta terça-feira

(Foto: Divulgação/Ascom)

Levando atividades gratuitas de dança para as comunidades periféricas de Juazeiro (BA), o Coletivo Trippé se apresenta hoje (29) no bairro Quidé. Na comunidade, o projeto Dancidade realiza o espetáculo ‘Janelas Para Navegar Mundos’ e, logo após, uma ‘Conversa sobre dança’. A programação começa às 19h, na sede do Núcleo de Arte-Educação Nego D’água (NAENDA), a Casa da Cultura Jordélio Souza.

O espetáculo que os bailarinos encenam hoje traz como ponto de partida as poesias ribeirinhas. A partir de produções literárias locais, o coletivo construiu coreografias que falam da região do Vale do São Francisco. A conversa que acontece após o espetáculo é uma iniciativa de mediação cultural com a comunidade, um espaço onde o público pode trocar ideias com os artistas.

LEIA MAIS

“Fortaleza de Partilhas”: livro de jornalista petrolinense aborda vivência na irmandade do AA

(Foto: Reprodução/Editora Letramento)

A irmandade do Alcoólicos Anônimos (AA) é para muitos, um universo desconhecido. Foi com o objetivo de desmistificar a vivência do grupo e mostrar a importância do AA para seus membros e familiares dos dependentes que surgiu “Fortaleza de Partilhas”, livro da jornalista e escritora Karen Lima, de Petrolina.

Nascida em São Paulo, Karen é radicada no município desde sua infância e produziu o livro durante seu  Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Jornalismo da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) de Juazeiro. Submeteu “Fortaleza de Partilhas” em um edital da editora mineira Letramento e lançou seu trabalho a nível nacional.

Segundo Karen, a aproximação com o tema surgiu bem antes do seu TCC. Na etapa final da sua vida como estudante de graduação ela acompanhou 12 grupos de AA em Juazeiro (BA) e Petrolina, conheceu membros, participou da vivência e conheceu a rotina da irmandade.

“A primeira parte [do livro] fala sobre o acolhimento, sobre como funciona a irmandade. Na segunda parte eu entrevisto alguns personagens que me chamaram atenção nessas reuniões, para mostrar como se dá o alcoolismo em diferentes classes sociais. E a parte final é mais subjetiva, são cartas nas quais as pessoas se abrem, as pessoas conseguem compreender mais as dores e reconstrução da vida de pessoas que vivem um problema em comum que é o alcoolismo”, explica a jornalista e escritora Karen Lima.

A obra pode ser adquirida no site da própria editora ou quem preferir, pode reservar o seu com a autora do livro através do Instagram: @karen.lima e pelo email: karenlima-@hotmail.com. Fortaleza de Partilhas custa R$30,00 (na editora o valor se soma ao frete).

“Muitas pessoas pensam que é um livro de auto-ajuda e não é. É um livro onde ali têm histórias de vidas de pessoas que assim como eu, como você e qualquer outra pessoa tem encontros, desencontros e alegrias. A partir de um problema eles conseguem ressignificar suas vidas”, conclui.

Hoje é o último dia para acompanhar espetáculo ‘Bacantes’ no João Gilberto

Um espetáculo cujo tema é a reconstrução corporal. Essa é a definição de Bacantes, cuja exibição será encerrada nesse domingo (13), no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria, mas a classificação indicativa é de 18 anos.

Bacantes é encenado pelo grupo de teatro Rizoma. A performance é montada a partir do texto original de Eurípedes e temas como sexualidade são o foco principal. A estreia aconteceu em 2017 em Jacobina (BA) e essa é a primeira vez do espetáculo em Juazeiro.

Quem for ao João Gilberto poderá refletir sobre o corpo, tabus e a marginalização do mesmo. Os ingressos custam R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia. A duração de Bacantes é de 1h.

Peças de Petrolina são destaques na programação do Janeiro de Grandes Espetáculos, em Recife

3x Plínio Marcos é destaque no evento (Foto Rubens Henrique)

A 25ª edição do Janeiro de Grandes Espetáculos, realizado em Recife nesse final de semana conta com trabalhos produzidos por grupos de Petrolina. A peça “3x Plínio Marcos”, produzida pelo Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina é um dos destaques da programação.

A peça tem direção de Thom Galiano e sua montagem é construída a partir de recortes de três textos do dramaturgo paulista: “Navalha na carne”, “Abajur lilás” e “Dois perdidos numa noite suja”. O trabalho será exibido ao público no Teatro Marco Camarotti (Sesc Santo Amaro), às 18h30.

Outro trabalho de Petrolina é a peça infantil “Estelita entre fadas e outros bichos”, da Trupe Errante, cuja exibição será às 1h, também no Teatro Marco Camarotti. O Janeiro de Grandes Espetáculos segue até amanhã (14).

Com informações da Folha de Pernambuco

‘Made In Quebrada’ lança primeiro EP com músicas produzidas e gravadas em Juazeiro

(Foto: Divulgação/Ascom)

Já está disponível no Youtube e também nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Soundcloud e Itunes, o primeiro EP do grupo ‘Made In Quebrada’ (MIQ), formado em Juazeiro (BA). O novo trabalho é composto por cinco músicas que trazem influências de estilos musicais de diferentes regiões do Brasil.

“Naquele Esquema”, “Todas em Mim”, “Vai ter Geral”, “Made In Quebrada” e “Se Joga”, que já tem clipe disponível no YouTube, foram gravadas, mixadas e masterizadas no estúdio Casinha Lab, em Juazeiro. As músicas contemplam estilos musicais diversos que existem no Brasil, como o funk do Rio de Janeiro, o pagode da Bahia e a música eletrônica das baladas de São Paulo. “O EP consiste em diversão, alegria! Um momento de descontração. A ideia é que as músicas vão numa decrescente, em todos os ritmos plurais brasileiros”, destaca Blackyva, integrante do MIQ.

‘Made In Quebrada’ é um projeto artístico-musical que reúne artistas de diferentes regiões do Brasil e de diferentes estilos musicais, com o objetivo principal de contemplar e celebrar a periferia. Andrezza Santos (São Paulo – SP), com o MPB, Blackyva (Rio de Janeiro – RJ), com o funk, Dj Werson (Natal – RN), com a música eletrônica, e Euri Mania (Juazeiro – BA), com o rap.

Encontro de Reisados do Sertão do São Francisco acontece nesta sexta-feira em Santa Maria da Boa Vista 

(Imagem: Cartaz/Divulgação)

A cidade de Santa Maria da Boa Vista (PE) recebe nesta sexta-feira (11) o Festival Viva Reis – Encontro de Reisados do Sertão do São Francisco.  Grupos ligados ao ciclo de Reis participarão da atividade que tem programação diversificada com cortejo, roda de conversa, apresentações culturais. O evento é realizado em parceria com os grupos de Reisados, Ponto de Cultura Nação Coripós, Secretaria de Educação e Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal.

O projeto tem como objetivo fortalecer a tradição dos reisados na região, visto que segundo o inventário dos reisados realizado pelo IPHAN | Fundarpe em 2013|2014 esse é o território com o maior número de grupos dessa manifestação no estado Pernambuco. O encontro possibilitará troca de saberes, e integração entre os grupos a fim de articular políticas e ações de salvaguarda e proteção a essa tradição.

LEIA MAIS

Projetos aprovados pelo ‘Usina Cultural’ são realizados na sede e no interior de Juazeiro

(Cartaz de Divulgação)

Dois projetos aprovados pelo Programa Usina Cultural da Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA) realizado, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, estão na pauta de apresentações culturais do mês de Janeiro. O projeto Lona do Saber e Fazer, voltado para crianças do Bairro Quidé, acontece desde o final de dezembro e continua no mês de janeiro; o Circulando no Buzu acontece nos dias 11, 12 e 13 sempre às 19h30, nas comunidades de Lagoa da Pedra, Campos e Mandacaru II, respectivamente.

O Projeto Lona do Saber e Fazer é voltado para crianças e adolescentes de 07 a 14 anos moradores do Bairro Quidé, com realização de oficinas de artes circenses. O realizador do projeto é o Circo Benjamin Chaves, com apoio do Núcleo de Arte Educação Nego D’água (Naenda). De acordo com a Assessoria de Comunicação do Naenda, “o projeto levará o aprendizado de forma gratuita para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oportunizando um espaço lúdico e encantado do mundo circense, oferecendo conhecimento da linguagem artística a ser trabalhada e outros conhecimentos como a autoestima, disciplina corporal e cognitiva, coordenação motora, respeito às diferenças individuais e coletivas, respeito ao espaço do outro, entre outros conhecimentos educacionais”.

De acordo com o Gerente de Cultura Ramon Raniere, o Projeto Circulando no Buzu realizado pelo Circo Benjamin Chaves com apoio do NAENDA, leva espetáculo circense para o interior da cidade. “Como os organizadores explicam, o espetáculo ‘Cenas Cotidianas’ propõe entretenimento educativo para o público de todas as idades. O objetivo deles é proporcionar lazer gratuito para locais desassistidos, além de reduzir a ociosidade do período de férias. Os dois projetos recebem incentivo do Usina, porque foram aprovados pelo edital. Nós nos sentimos extremamente felizes e orgulhosos por estarmos à frente de um programa que fomenta a cultura de forma tão bonita”, disse Ramon.

123