Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Projeto Dancidade leva espetáculo gratuito para o bairro Quidé nesta terça-feira

(Foto: Divulgação/Ascom)

Levando atividades gratuitas de dança para as comunidades periféricas de Juazeiro (BA), o Coletivo Trippé se apresenta hoje (29) no bairro Quidé. Na comunidade, o projeto Dancidade realiza o espetáculo ‘Janelas Para Navegar Mundos’ e, logo após, uma ‘Conversa sobre dança’. A programação começa às 19h, na sede do Núcleo de Arte-Educação Nego D’água (NAENDA), a Casa da Cultura Jordélio Souza.

O espetáculo que os bailarinos encenam hoje traz como ponto de partida as poesias ribeirinhas. A partir de produções literárias locais, o coletivo construiu coreografias que falam da região do Vale do São Francisco. A conversa que acontece após o espetáculo é uma iniciativa de mediação cultural com a comunidade, um espaço onde o público pode trocar ideias com os artistas.

LEIA MAIS

“Fortaleza de Partilhas”: livro de jornalista petrolinense aborda vivência na irmandade do AA

(Foto: Reprodução/Editora Letramento)

A irmandade do Alcoólicos Anônimos (AA) é para muitos, um universo desconhecido. Foi com o objetivo de desmistificar a vivência do grupo e mostrar a importância do AA para seus membros e familiares dos dependentes que surgiu “Fortaleza de Partilhas”, livro da jornalista e escritora Karen Lima, de Petrolina.

Nascida em São Paulo, Karen é radicada no município desde sua infância e produziu o livro durante seu  Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Jornalismo da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) de Juazeiro. Submeteu “Fortaleza de Partilhas” em um edital da editora mineira Letramento e lançou seu trabalho a nível nacional.

Segundo Karen, a aproximação com o tema surgiu bem antes do seu TCC. Na etapa final da sua vida como estudante de graduação ela acompanhou 12 grupos de AA em Juazeiro (BA) e Petrolina, conheceu membros, participou da vivência e conheceu a rotina da irmandade.

“A primeira parte [do livro] fala sobre o acolhimento, sobre como funciona a irmandade. Na segunda parte eu entrevisto alguns personagens que me chamaram atenção nessas reuniões, para mostrar como se dá o alcoolismo em diferentes classes sociais. E a parte final é mais subjetiva, são cartas nas quais as pessoas se abrem, as pessoas conseguem compreender mais as dores e reconstrução da vida de pessoas que vivem um problema em comum que é o alcoolismo”, explica a jornalista e escritora Karen Lima.

A obra pode ser adquirida no site da própria editora ou quem preferir, pode reservar o seu com a autora do livro através do Instagram: @karen.lima e pelo email: karenlima-@hotmail.com. Fortaleza de Partilhas custa R$30,00 (na editora o valor se soma ao frete).

“Muitas pessoas pensam que é um livro de auto-ajuda e não é. É um livro onde ali têm histórias de vidas de pessoas que assim como eu, como você e qualquer outra pessoa tem encontros, desencontros e alegrias. A partir de um problema eles conseguem ressignificar suas vidas”, conclui.

Hoje é o último dia para acompanhar espetáculo ‘Bacantes’ no João Gilberto

Um espetáculo cujo tema é a reconstrução corporal. Essa é a definição de Bacantes, cuja exibição será encerrada nesse domingo (13), no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria, mas a classificação indicativa é de 18 anos.

Bacantes é encenado pelo grupo de teatro Rizoma. A performance é montada a partir do texto original de Eurípedes e temas como sexualidade são o foco principal. A estreia aconteceu em 2017 em Jacobina (BA) e essa é a primeira vez do espetáculo em Juazeiro.

Quem for ao João Gilberto poderá refletir sobre o corpo, tabus e a marginalização do mesmo. Os ingressos custam R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia. A duração de Bacantes é de 1h.

Peças de Petrolina são destaques na programação do Janeiro de Grandes Espetáculos, em Recife

3x Plínio Marcos é destaque no evento (Foto Rubens Henrique)

A 25ª edição do Janeiro de Grandes Espetáculos, realizado em Recife nesse final de semana conta com trabalhos produzidos por grupos de Petrolina. A peça “3x Plínio Marcos”, produzida pelo Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina é um dos destaques da programação.

A peça tem direção de Thom Galiano e sua montagem é construída a partir de recortes de três textos do dramaturgo paulista: “Navalha na carne”, “Abajur lilás” e “Dois perdidos numa noite suja”. O trabalho será exibido ao público no Teatro Marco Camarotti (Sesc Santo Amaro), às 18h30.

Outro trabalho de Petrolina é a peça infantil “Estelita entre fadas e outros bichos”, da Trupe Errante, cuja exibição será às 1h, também no Teatro Marco Camarotti. O Janeiro de Grandes Espetáculos segue até amanhã (14).

Com informações da Folha de Pernambuco

‘Made In Quebrada’ lança primeiro EP com músicas produzidas e gravadas em Juazeiro

(Foto: Divulgação/Ascom)

Já está disponível no Youtube e também nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Soundcloud e Itunes, o primeiro EP do grupo ‘Made In Quebrada’ (MIQ), formado em Juazeiro (BA). O novo trabalho é composto por cinco músicas que trazem influências de estilos musicais de diferentes regiões do Brasil.

“Naquele Esquema”, “Todas em Mim”, “Vai ter Geral”, “Made In Quebrada” e “Se Joga”, que já tem clipe disponível no YouTube, foram gravadas, mixadas e masterizadas no estúdio Casinha Lab, em Juazeiro. As músicas contemplam estilos musicais diversos que existem no Brasil, como o funk do Rio de Janeiro, o pagode da Bahia e a música eletrônica das baladas de São Paulo. “O EP consiste em diversão, alegria! Um momento de descontração. A ideia é que as músicas vão numa decrescente, em todos os ritmos plurais brasileiros”, destaca Blackyva, integrante do MIQ.

‘Made In Quebrada’ é um projeto artístico-musical que reúne artistas de diferentes regiões do Brasil e de diferentes estilos musicais, com o objetivo principal de contemplar e celebrar a periferia. Andrezza Santos (São Paulo – SP), com o MPB, Blackyva (Rio de Janeiro – RJ), com o funk, Dj Werson (Natal – RN), com a música eletrônica, e Euri Mania (Juazeiro – BA), com o rap.

Encontro de Reisados do Sertão do São Francisco acontece nesta sexta-feira em Santa Maria da Boa Vista 

(Imagem: Cartaz/Divulgação)

A cidade de Santa Maria da Boa Vista (PE) recebe nesta sexta-feira (11) o Festival Viva Reis – Encontro de Reisados do Sertão do São Francisco.  Grupos ligados ao ciclo de Reis participarão da atividade que tem programação diversificada com cortejo, roda de conversa, apresentações culturais. O evento é realizado em parceria com os grupos de Reisados, Ponto de Cultura Nação Coripós, Secretaria de Educação e Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal.

O projeto tem como objetivo fortalecer a tradição dos reisados na região, visto que segundo o inventário dos reisados realizado pelo IPHAN | Fundarpe em 2013|2014 esse é o território com o maior número de grupos dessa manifestação no estado Pernambuco. O encontro possibilitará troca de saberes, e integração entre os grupos a fim de articular políticas e ações de salvaguarda e proteção a essa tradição.

LEIA MAIS

Projetos aprovados pelo ‘Usina Cultural’ são realizados na sede e no interior de Juazeiro

(Cartaz de Divulgação)

Dois projetos aprovados pelo Programa Usina Cultural da Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA) realizado, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, estão na pauta de apresentações culturais do mês de Janeiro. O projeto Lona do Saber e Fazer, voltado para crianças do Bairro Quidé, acontece desde o final de dezembro e continua no mês de janeiro; o Circulando no Buzu acontece nos dias 11, 12 e 13 sempre às 19h30, nas comunidades de Lagoa da Pedra, Campos e Mandacaru II, respectivamente.

O Projeto Lona do Saber e Fazer é voltado para crianças e adolescentes de 07 a 14 anos moradores do Bairro Quidé, com realização de oficinas de artes circenses. O realizador do projeto é o Circo Benjamin Chaves, com apoio do Núcleo de Arte Educação Nego D’água (Naenda). De acordo com a Assessoria de Comunicação do Naenda, “o projeto levará o aprendizado de forma gratuita para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oportunizando um espaço lúdico e encantado do mundo circense, oferecendo conhecimento da linguagem artística a ser trabalhada e outros conhecimentos como a autoestima, disciplina corporal e cognitiva, coordenação motora, respeito às diferenças individuais e coletivas, respeito ao espaço do outro, entre outros conhecimentos educacionais”.

De acordo com o Gerente de Cultura Ramon Raniere, o Projeto Circulando no Buzu realizado pelo Circo Benjamin Chaves com apoio do NAENDA, leva espetáculo circense para o interior da cidade. “Como os organizadores explicam, o espetáculo ‘Cenas Cotidianas’ propõe entretenimento educativo para o público de todas as idades. O objetivo deles é proporcionar lazer gratuito para locais desassistidos, além de reduzir a ociosidade do período de férias. Os dois projetos recebem incentivo do Usina, porque foram aprovados pelo edital. Nós nos sentimos extremamente felizes e orgulhosos por estarmos à frente de um programa que fomenta a cultura de forma tão bonita”, disse Ramon.

“Janeiro Tem Mais Artes” movimenta Petrolina a partir do dia 22 de janeiro

Programação conta com exposição, espetáculos de música, dança e teatro. (Foto: Lizandra Martins)

De 22 a 31 de janeiro, Petrolina (PE) será palco da 12ª edição do Festival “Janeiro Tem Mais Artes”. Realizado pelo Sesc, o projeto tem o objetivo de valorizar a produção local, democratizar o acesso à arte e fortalecer a economia criativa, ampliando os espaços de apreciação estética no mês de janeiro, período onde tradicionalmente eram oferecidas poucas programações culturais na região.

A abertura do festival acontecerá no dia 22/01, a partir das 19h, no hall do Teatro Dona Amélia, com a exposição “Vazante”, da artista plástica Lys Valentim. Em seguida, às 20h30, o Coro Vozes do Sertão, do IF Sertão (Petrolina), se apresentará no Teatro. Na quarta-feira (23/1), a programação terá início às 19h na Sala de Dança do Sesc, com o espetáculo “O Nascimento do Grito”, com Natália Agla (Petrolina). Às 20h30 o Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina apresentará o premiado espetáculo “3X Plínio Marcos”, no Teatro Dona Amélia. As duas atrações da noite de quarta-feira têm classificação indicativa de 18 anos.

Na quinta-feira (24/01), a Cia de Dança do Sesc Petrolina vai apresentar na Sala de Dança a “Mostra 2 Minutos Para a Dança”. Em seguida, às 20h30, no Teatro Dona Amélia, o grupo Confraria 27 (Petrolina), apresentará o espetáculo de dança “Casa Azul”. Na sexta-feira (25/01), a dançarina e pesquisadora Daniela Amoroso (Salvador-BA) abrirá a programação, às 19h30, no Teatro Dona Amélia, com o espetáculo “Hortênsia”. Na sequência, a cantora Andrezza Santos (Juazeiro-BA), lançará o disco “Alto Lá”.

A programação de sábado (26/01) será aberta com um espetáculo voltado para a criançada, a peça “Estelita entre Fadas e Outros Bichos”, que será apresentada às 19h, no Teatro Dona Amélia, pela Trupe Errante (Petrolina-PE). Às 20h30, o grupo TPA – Teatro Popular de Arte (Petrolina-PE) sobe ao palco para apresentar a peça “A Cantora Careca”, espetáculo com classificação indicativa de 12 anos. A noite será encerrada com muita alegria às 22h na Associação das Mulheres Rendeiras, no bairro José e Maria, com a Festa das Rendeiras, que reunirá o Samba das Cumades (Salvador-BA) e Magdalenas (Petrolina-PE).

No domingo (27/01), o Coletivo Trippé (Petrolina), apresentará a partir das 19h, na Sala de Dança o espetáculo “Janela para Navegar Mundos”.  Às 20h30 a Qualquer Um dos 2 Cia de Dança, levará ao palco “Para Sempre Teu”. Segunda-feira (28/1) a programação será aberta às 19h, na escada de acesso ao Teatro Dona Amélia, com a apresentação de “Genuína”, do grupo Circo no Asfalto (Santo André-SP). Em seguida, às 20h30, no Teatro, a Cia de Dança do Sesc Petrolina apresentará o espetáculo “Rio de Contas”.

LEIA MAIS

“Aposta”: novo clipe da banda Quatro por Dois, e seu olhar sobre transtornos mentais na atualidade

(Foto: ASCOM)

Saúde mental ainda é um tema tabu, pouco discutido pelo Sistema de Saúde Pública, pela mídia e comunidade. Essa carência faz com que as pessoas não busquem tratamento adequado, não saibam como agir no relacionamento com alguém ou até mesmo abordar o assunto. Enquanto isso, perto de você alguém pode estar vivendo sem saber como lidar com algum transtorno ou até mesmo tirando a própria vida.

São várias as cobranças que chegam por todos os lados. Somos sempre demandados pelo discurso capitalista que nos ordena: “Emagreça”. “Corte esse cabelo”. “Não use essa roupa”. “Estude medicina, isso não vai dar dinheiro”. “Adquira esse novo produto”. “Você precisa ser e mostrar para o mundo que está feliz”. Sem avisar, decorrente desses e de outros fatores do cotidiano, chegam também crises existenciais, de ansiedade, síndrome do pânico, depressão. Lidar com tudo não é fácil, mas faz parte de tentativa constante de viver bem consigo mesmo em tempos onde não nos é permitido adoecer.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro publica edital para concurso de Rei Momo e Rainha do Carnaval 2019

(Foto: ASCOM)

O ano nem acabou, mas Juazeiro já se prepara para o Carnaval 2019 e lançou o edital para o concurso de Rei Momo, Rainha e Princesas da festa. O regulamento da competição foi publicado no Diário Oficial (página 16 a 22) de sexta-feira (21) e prevê ainda R$ 9 mil em prêmios, somando todos os vencedores.

As inscrições podem ser feitas entre 2 e 28 de janeiro. A final acontece no dia 6 de fevereiro, quando os selecionados devem desfilar e serão analisados pela comissão julgadora do concurso.

O Rei Momo eleito será premiado com R$ 3 mil, assim como a Rainha. Já as duas princesas têm direito a um prêmio de R$ 1.500 cada. Entre os deveres dos vencedores está o cumprimento da agenda imposta pela secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE) nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro.

‘Concertos Itinerantes’ é encerrado no bairro KM-2

(Foto: Ascom)

A série de Concertos Itinerantes promovida pela Prefeitura de Petrolina durante as festividades de Natal chegou ao fim na noite de sexta-feira (21) no bairro KM-2. A Philarmônica 21 de Setembro encantou os moradores durante 50 minutos.

No meio do público estava Yrla de Araújo e seu filho João de quase 2 anos. “É muito importante para a comunidade partilhar desses momentos e especificamente, para a minha família para estimular o gosto pela música e, quem sabe, despertar em meu filho o interesse por música. É  importante, inclusive, para o desenvolvimento dele. Para mim, foi um privilégio participar desta noite”, destacou a psicóloga.

Na atual temporada além da Philarmônica, a Camerata também alegrou os petrolinenses em quatro apresentações em dezembro. Cerca de 500 pessoas tiveram a oportunidade de assistir, gratuitamente, aos concertos que contaram com repertório de música popular e natalina, além da participação do tenor Joel Silfer.

A ação é promovida pela Prefeitura de Petrolina, executada pela Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE).

‘Made In Quebrada’: clipe “Se Joga”, contempla a periferia e fala sobre celebrar a vida e ser feliz

(Foto: Lizandra Martins)

Esquece os problemas, reúne as amigas, os amigos, coloca o som no volume mais alto e comece a celebrar, a ser feliz, a se jogar. É disso que fala o primeiro clipe do projeto artístico-musical ‘Made In Quebrada'(MIQ), formado em Juazeiro (BA), que já está disponível no YouTube. “Se Joga” traz um som frenético e dançante, misturando ritmos diversos que vão desde o funk carioca até o pagode baiano. O clipe foi gravado em Juazeiro, na Galeria de artes 4 M´s, localizada no bairro Piranga. O single também já está disponível nas principais plataformas digitais –  Spotify, Deezer, SoundCloud e Itunes.

O roteiro do clipe teve inspiração em produções de artistas nacionais e internacionais, e a galeria escolhida como locação para a gravação garantiu um cenário com quadros coloridos e paredes grafitadas. “O clipe tem referências de alguns artistas norte americanos e brasileiros também, mas com uma pitada juazeirense. A gente reuniu uma galera da periferia de Juazeiro. Nos juntamos, literalmente, para celebrar. ‘Se joga’ é uma música que tem um ritmo de ‘pagodão’ baiano, e que fala exatamente sobre esquecer os problemas, reunir a galera, os amigos, para celebrar, festejar”, destaca Blackyva, um dos integrantes do Made In Quebrada.

LEIA MAIS

Reforma da Biblioteca Cid Carvalho está 80% concluída e obras devem ser finalizadas até o fim do mês

(Foto: ASCOM)

Os frequentadores da Biblioteca Municipal Cid Carvalho, em Petrolina (PE), tem bons motivos para se animar: com quase 80% das obras concluídas, a reforma do local está em fase final e a previsão é que o equipamento seja devolvido aos usuários no início do próximo ano.

Entre as etapas executadas pela prefeitura, o prédio já teve as instalações hidrossanitárias revisadas e corrigidas, instalação do piso paviflex, correção da iluminação adequada para leitura e revisão do telhado que estava com goteiras.

“A expectativa da gestão do prefeito Miguel Coelho é que a Biblioteca Municipal Cid Carvalho esteja à disposição da população o mais rápido possível. O prédio irá ganhar nova mobília e também o Acervo Público e acervo Nilo Coelho para consulta e pesquisa”, anuncia o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Emicio Junior.

Para garantir o atendimento ao público, um espaço provisório foi montado no prédio da Diocese de Petrolina, na Praça Maria Auxiliadora, no Centro da cidade. Os frequentadores podem ter acesso ao acervo de segunda à sexta-feira, das 8h às 21h, aos sábados de 8h às 18h e nos domingos, de 8h às 13h.

Arquivo Público e acervo Nilo Coelho

LEIA MAIS

História da Bodega de Zé Moxotó vira livro

Natural da Baixa do Moxotó, no semiárido pernambucano, o empresário José Correia da Silva (Zé Moxotó), chegou a Petrolina em 1924, mesmo ano em que Petrolina recebeu em festa o primeiro bispo da cidade Dom Antônio Maria Malan. Ele veio acompanhado de sua esposa Teodora Correia (Dona Santa), que exercia atividade na área de agricultura e também cuidava da educação escolar dos filhos.

O casal veio morar em Petrolina a convite de um tio e com muito esforço conseguiu abrir um empreendimento na avenida Guararapes. Mais tarde o comércio ficou conhecido como a Bodega de Zé Moxotó onde era possível comprar de quase tudo.

Segundo informações de antigos moradores de Petrolina, o comércio de seu Zé esteve até no calendário turístico da cidade. Os visitantes eram convidados a conhecer o lugar com a frase “Na bodega de seu Zé Moxotó tem remédio para mordida de cobra até traição e mulher”

Toda essa história está sendo contada no livro “A Bodega de José Moxotó”, que será lançado às 19h30 do próximo dia 27/12, na Fundação Nilo Coelho, em Petrolina.

Residencial Monsenhor Bernardino recebe apresentação musical gratuita nesta terça

Dando continuidade à série de ‘Concertos Itinerantes’, a Prefeitura de Petrolina leva, nesta terça-feira (18), ao Residencial Monsenhor Bernardino a ‘Camerata 21 de Setembro’. A apresentação, que promete trazer o melhor da música instrumental,  é aberta ao público e se inicia às 19h.

O projeto ‘Concertos Itinerantes’ tem caráter formativo, no qual os regentes interagem com a plateia com brincadeiras e tirando dúvidas dos presentes sobre os instrumentos. O repertório traz ao público canções natalinas, populares e que celebram as festas de final de ano.

“Essa é uma oportunidade de levar a música instrumental para pessoas que, talvez, nunca tiveram a oportunidade de apreciar um concerto. A proposta da Prefeitura de Petrolina é democratizar a arte e permitir que mais pessoas tenham acesso à boa música”, explica o secretário executivo de Cultura, Cássio Lucena.

Ainda este ano, a ‘Camerata e Philarmônica 21 de Setembro’ passarão pelo bairro KM-2 e Praça Dom Malan. O projeto  é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Confira o cronograma de apresentações:

18/12 – Camerata 21 de Setembro, 19h – Residencial Monsenhor Bernardino

20/12 – Philarmônica de Setembro, 19h – Praça Dom Malan

21/12 – Philarmônica 21 de Setembro, 19h – KM 2

22/12 – Camerata 21 de Setembro, 19h – Praça Dom Malan

1234