Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Com mais de 200 mil eleitores, segundo turno em Petrolina deve provocar mudanças no número de seções

Há mais de 200 mil eleitores cadastrados no sistema biométrico de Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na eleição municipal de 2020 os petrolinenses deverão vivenciar uma nova estrutura, já que a escolha de prefeito poderá ser definida em segundo turno. Isso é inédito na cidade e somente será possível porque o município tem mais de 200 mil eleitores cadastrados no sistema biométrico.

O Blog Waldiney Passos procurou a Justiça Eleitoral e obteve a confirmação de que até o dia 25 de janeiro havia exatamente 200.547 eleitores aptos a votar em Petrolina. No último pleito para prefeito, em 2016 o número era de 198.599, segundo dados do Fórum Eleitoral.

Por que segundo turno?

A Constituição Federal de 1988 prevê a realização de segundo turno, nos artigos 28 e 29, em municípios com mais de 200 mil eleitores. Segundo o critério da maioria absoluta, para ser eleito não basta ao candidato simplesmente obter mais votos do que seus concorrentes.

LEIA MAIS

Fernando Bezerra tem reunião com Onyx para discutir liderança no Senado

Senador se encontrará com Onyx nessa segunda (Foto: Blog Waldiney Passos)

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni tem uma reunião marcada nessa segunda-feira (11) com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB). A pauta do encontro é a liderança do governo de Jair Bolsonaro (PSL) no Senado Federal.

De acordo com o Exame, a aproximação do PSL com Fernando Bezerra tem como objetivo selar a paz com o MDB, após a derrota sofrida por Renan Calheiros que perdeu o posto para Davi Alcolumbre (DEM). Bezerra vem articulando seu papel como futuro líder do governo no Senado desde a semana passada com Alcolumbre, figura próxima à Onyx.

LEIA TAMBÉM:

Com aval da bancada Fernando Bezerra topa ser líder de Bolsonaro

Se o nome do senador petrolinense se confirmar, o Planalto ganhará, na teoria, o apoio de pelo menos mais doze Senadores do MDB, apesar das inúmeras divisões internas dentro do partido. À Folha de Pernambuco, Fernando Bezerra disse que, além do presidente da casa, sua liderança no governo também vem sendo articulada junto ao também senador e líder no MDB no Senado, Eduardo Braga.

“O presidente Alcolumbre sondou Braga sobre possibilidade de meu nome liderar o governo. O nosso líder consultou a bancada, que respondeu de forma positiva. Então, o Davi me pegou no plenário e disse que segunda-feira nós falaríamos com Onyx”, disse. Com informações do Exame.

De olho em 2020, Julio Lóssio se filia ao PSD e assume comando da legenda em Petrolina

Lóssio anunciou filiação em redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)

No final de dezembro durante coletiva de imprensa o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lóssio havia comentado seu futuro político. Expulso da Rede Sustentabilidade por infidelidade partidária, Lóssio chegou a ter seu nome ligado ao MDB que em Petrolina é comandado pelo vereador Paulo Valgueiro, seu aliado.

Mas foi o PSD o partido escolhido por Lóssio. Em Brasília, na quarta-feira (30) ele anunciou sua filiação ao partido e além da chegada a sigla, será o responsável por presidir o diretório municipal do partido. “Com muita honra recebi o convite do meu amigo, Deputado Federal e Presidente Estadual do PSD André de Paula para comandar o partido em Petrolina”, escreveu nas redes sociais.

Com a ida de Lóssio para o PSD seu nome é mais um colocado na disputa de 2020. No final de 2018 ele afirmou que estará no jogo das eleições municipais, mas não sabe de que forma. “Ainda não sei bem qual posição eu vou assumir. Eu vou estar no jogo, não sei a posição ainda”, afirmou.

Segundo turno transformará eleição em “jogo de xadrez”, afirma ex-prefeito Lóssio

Ex-prefeito já havia dito que vai estar no jogo em 2020, mas sem revelar de que forma (Foto: Blog Waldiney Passos)

A eleição municipal de 2020 deverá contar, pela primeira vez na história, com o segundo turno e tornar o caminho à Prefeitura de Petrolina mais difícil. Para o ex-prefeito e candidato ao Governo de Pernambuco, Julio Lóssio, a movimentação de bastidores será a chave para ganhar o pleito.

“Nas últimas eleições a gente jogava uma partida de tênis, era um do lado e ganhava no primeiro set. Nós vamos caminhar para o segundo turno, que é um jogo de xadrez. Nós temos em Petrolina uma disputa cada vez mais que será um jogo de xadrez e ganhará quem conseguir somar mais forças no segundo turno”, comentou.

Futuro político

Anteriormente Lóssio já havia colocado seu nome no “jogo político” de 2020, porém, sem explicar em qual função. Além dele outros nomes cotados são Gabriel Menezes (PSL), Odacy Amorim (PT), Lucas Ramos (PSB), Gonzaga Patriota (PSB) e o atual prefeito, Miguel Coelho.

Quando questionado a respeito de uma possível aliança entre a oposição, caminhando ao lado de Lucas Ramos, Lóssio não descartou a parceria. “Nós vamos discutir essa questão de eleição no momento certo, mas eu penso que teremos uma eleição que é um jogo de xadrez e agora é diferente”, finalizou

Informações foram “devidamente apresentadas” à Justiça Eleitoral, justifica defesa de Isaac Carvalho

(Foto: Ascom)

O ex-prefeito de Juazeiro (BA) e candidato a deputado federal em outubro, Isaac Carvalho sofreu mais um golpe nessa semana quando o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) rejeitou as contas da campanha à Câmara dos Deputados.

Em nota a assessoria de Isaac alega ter prestado todas as informações solicitadas. O TRE identificou irregularidades, afirmando que o candidato declarou apenas uma parte do dinheiro recebido, tendo-se omitido doações de uma empresa.

LEIA TAMBÉM:

Com cerca de R$ 1 milhão irregulares, Isaac Carvalho tem contas reprovadas pelo TRE-BA

O Tribunal também julgou ter havido omissão de despesa no valor de R$ 7.974,00. “Todas essas falhas, que são em número abundante, não foram confrontadas pelo prestador, quando devidamente intimado a fazê-lo”, discorreu o relator Freddy Carvalho Pitta Lima.

Confira a seguir a nota:

LEIA MAIS

Miguel manda recado para Gabriel Menezes sobre eleições 2020: “Vai ganhar quem tiver mais voto”

(Foto: Divulgação)

2018 ainda não acabou, mas todas as atenções nos bastidores da política petrolinense estão voltados para o pleito de 2020, quando a Prefeitura será colocada em disputa. O atual gestor, Miguel Coelho afirmou em coletiva que vai para a corrida e criticou o “coronelismo” de Gabriel Menezes (PSL) em querer controlar o partido, evitando uma possível aproximação de Miguel com a sigla.

“Pra quem tem um discurso tão ético de ser contra essa questão de ser dono de partido ele tá um coronel do PSL, querendo se apropriar [do partido]. Até onde eu sei Gabriel não é presidente do PSL”, disse o prefeito.

LEIA TAMBÉM:

Miguel evita especulações sobre reforma administrativa, mas elogia Aero e Zé Batista

“Queremos uma empresa que invista o que arrecada em Petrolina, que não é isso que Compesa faz”, diz Miguel

A estratégia de Gabriel busca, segundo Miguel, evitar uma aproximação dos Coelhos à sigla de Bolsonaro, mas para ele independente de partido eleição se vence nas urnas.

“Se ele quiser ser candidato em 2020, todo mundo é candidato. E eu vou ter que esperar o reconhecimento da população pelo nosso trabalho, vamos enfrentar e disputar com quem estiver, vai ganhar quem tiver mais voto”, finalizou.

Eleitor tem até quinta-feira (27) para justificar ausência no 2° turno

(Foto: Internet)

O prazo para justificar a ausência no segundo turno das eleições gerais de 2018, dia 28 de outubro, termina nesta quinta-feira (27). Os eleitores que não votaram no segundo turno precisam regularizar a situação, sob pena de impedimento de fazer matrícula em universidades, tirar o passaporte, tomar posse em cargo público e receber o salário, no caso dos servidores.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o não comparecimento injustificado no dia da eleição é irregularidade punível com multa. Pela Constituição, os brasileiros com idade entre 18 anos e 70 anos são obrigados a votar. Após três ausências consecutivas não justificadas, o título de eleitor é cancelado.

Não precisam justificar a ausência os eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, os com 16 anos, e os maiores de 70 anos), além dos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais. A justificativa pode ser feita diretamente nos cartórios eleitorais ou pela internet.

Formulário

LEIA MAIS

Prazo para justificar ausência no 2º turno da eleição termina amanhã (27)

(Foto: Internet)

Termina amanhã (27) o prazo para justificar a ausência no segundo turno das eleições 2018. O eleitor que não regularizar sua situação ficará impedido de fazer matrícula em universidades públicas, emitir passaporte, tomar posse em cargos públicos e não receber o salário.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o não comparecimento injustificado no dia da eleição é irregularidade punível com multa. Após três ausências consecutivas não justificadas, o título de eleitor é cancelado. Pessoas com 16 anos e maiores de 70 não são obrigados a justificar, já que seu voto é facultativo.

O brasileiro residente no exterior que não votou também precisa justificar o não comparecimento às urnas. Ao requerimento de justificativa eleitoral devem ser juntadas cópias do documento oficial brasileiro de identidade e do comprovante dos motivos para alegar ausência.

Com informações da Agência Brasil

Tum é diplomado deputado estadual em cerimônia na capital baiana

(Foto: Ascom)

Eleito deputado estadual por Casa Nova (BA) em outubro, Tum (PSC) foi diplomado para seu mandato na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). A cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aconteceu na capital Salvador, na noite de segunda-feira (17).

Tum esteve acompanhado do seu irmão, o prefeito de Casa Nova Wilker Torres e da ex-gestora Dagmar Nogueira. Além de Tum foram diplomados 137 políticos, entre eles Zó e Roberto Carlos, representantes de Juazeiro.

“A diplomação confirma a vontade de mais de 40 mil baianos que confiaram o voto a um projeto de renovação política, um projeto vindo do interior, construído por homens e mulheres de todos os cantos da Bahia”, disse Tum.

Alexandre Torres é reeleito presidente da OAB Petrolina

Alexandre Torres é reeleito presidente da OAB Petrolina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O atual presidente da Subseccional Petrolina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Alexandre Torres, foi reeleito para mais um mandato, nesta segunda-feira (19). Com 355 dos votos válidos e mais de 61%, o advogado militante foi escolhido para continuar à frente da entidade por mais três anos (2019-2022).

“A advocacia petrolinense deu uma aula de democracia. Fizemos uma campanha propositiva e, com muita alegria, estamos com essa missão de continuar os avanços que conquistamos em favor da classe”, pontuou o presidente reeleito.

Além de Alexandre, a Diretoria terá a seguinte formação: a vice-presidente, Ingrid Almeida; a secretária geral, Juliana Santana; o secretário adjunto, Dyego Patryck; e o tesoureiro Fernando Meireles. Além da diretoria foram eleitos os novos conselheiros.

Em seu discurso logo após o resultado, Alexandre reafirmou as bandeiras de luta desse novo mandato. “Continuaremos a investir na formação continuada, no apoio ao jovem advogado, no empoderamento da mulher advogada e na defesa intransigente às prerrogativas”, ressaltou.

LEIA MAIS

Campanha de Haddad gastou 15 vezes mais que a de Bolsonaro

Derrotado na eleição presidencial, Fernando Haddad (PT) gastou 15 vezes mais que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). A informação foi repassada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no sábado (17), último dia para os candidatos participantes do segundo turno prestarem contas ao órgão.

Pelas informações prestadas, Haddad arrecadou aproximados R$ 35,4 milhões (sendo R$ 33,7 em recursos financeiros) e gastou R$ 37,5 milhões, restando uma dívida de campanha de cerca de R$ 3,8 milhões. Enquanto isso Bolsonaro (PSL) arrecadou R$ 4,4 milhões e gastou R$ 2,5 milhões.

O presidente eleito já havia declarado suas informações ao TSE que apontou 17 indícios de irregularidade na documentação entregue. A defesa do pesselista já esclareceu os fatos e agora cabe ao Tribunal julgar as informações.

Com informações da Folha de Pernambuco

Presidente eleita da Associação de Moradores da Vila 12 fala sobre os resultados das eleições e as demandas da comunidade

Francineide Pereira e Marinalva Olindina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A eleição para a presidência da Associação de Moradores da Vila 12 do Projeto Senador Nilo Coelho em Petrolina (PE), aconteceu ontem (15). A “Chapa 2” foi a vencedora da eleição com 191 votos. Eleita presidente da Associação, Francineide Pereira, popularmente conhecida como “Neidinha”, participou do Programa Super Manhã da Rádio Jornal, com Waldiney Passos.

De acordo com a presidente eleita, a Vila 12 foi criada em 1994, e essa é a primeira eleição para associação de moradores, até então a comunidade não tinha associação. Durante a entrevista, “Neidinha” falou o que motivou a criação da associação e as principais demandas da comunidade. “Nós não temos assistência de quase nada. Nós não temos posto de saúde, não temos água boa, a nossa Vila não tem cobertura nenhuma. Nós montamos essa associação para buscar benefícios para nossa comunidade”, disse.

LEIA MAIS

Eleições 2018: quem não votou nem justificou ausência deve regularizar situação

(Foto: Ilustração)

O eleitor que não votou nem apresentou justificativa no primeiro e segundo turnos do pleito das Eleições 2018 tem 60 dias, a contar de cada turno, para regularizar sua situação junto a Justiça Eleitoral. Para isso, deverá preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral – pós eleição, e escolher de que forma o documento deve chegar ao juiz da zona eleitoral na qual está inscrito: entrega pessoal no cartório, envio pelos Correios ou via internet, por meio do Sistema Justifica.

A justificativa deverá ser apresentada para cada turno em que o eleitor esteve ausente ou deixou de apresentar justificativa. Assim, quem não votou nem justificou nos dias 7 e 28 de outubro, deverá preencher dois requerimentos. O Requerimento de Justificativa Eleitoral – pós eleição deve ser preenchido corretamente com os dados do eleitor. Também é necessário declarar o motivo da ausência às urnas e anexar documentação comprobatória digitalizada. O cidadão receberá um protocolo para acompanhar o andamento do requerimento, que será encaminhado para exame pelo juiz competente. Se acolhida a justificativa, o eleitor será notificado da decisão.

Consequências

LEIA MAIS

Trump afirma que vai trabalhar com Bolsonaro na área de comércio

(Foto: Internet)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (29) que teve uma conversa “muito boa” com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Em sua conta no Twitter, Trump afirmou que os dois concordaram que Brasil e Estados Unidos “vão trabalhar juntos em comércio, Forças Armadas e em tudo mais”.

Trump observou que Bolsonaro venceu a disputa eleitoral por uma diferença “substancial”. Bolsonaro recebeu 55,13% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT), 44,87%. “Foi uma excelente ligação. Dei a ele meus parabéns”, escreveu.

LEIA MAIS

Eleitores têm até 27 de dezembro para justificar ausência no segundo turno 

(Foto: Ilustração)

Os eleitores que não compareceram ao local de votação neste domingo (28) e não justificaram a ausência no segundo turno ainda podem regularizar a situação eleitoral até dezembro. Os ausentes do primeiro turno, realizado em 07 de outubro, tem até 06 de de dezembro para justificar por que não compareceram à votação. Para os que se ausentaram no segundo turno, o prazo vai até 27 de dezembro.

A justificativa pode ser feita mediante o preenchimento de um requerimento disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviado por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito. Além do formulário, o eleitor deve entregar documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento na votação.

LEIA MAIS
123