Oferta de vagas no comércio para o Natal será a maior em seis anos, diz CNC

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/EBC)

Nesta segunda-feira (14), a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou uma estimativa sobre os postos de trabalho temporários para o Natal deste ano. De acordo com a CNC, espera-se a contratação de 91 mil trabalhadores temporários para atender ao aumento da demanda do varejo no período natalino, ou seja, 4% maior do que em 2018 e a maior oferta dos últimos seis anos.

Entre os setores do comércio, os maiores volumes de contratações deverão ocorrer nos ramos de vestuário (62,5 mil vagas) e de hiper e supermercados (12,8 mil). Oito em cada dez vagas ofertadas deverão ser preenchidas por vendedores (57 mil), operadores de caixa (13 mil) e pessoal de almoxarifado (4,6 mil).

LEIA MAIS

Acidentes de trânsito com menores geram 9,8 mil indenizações este ano

(Foto: Agência Brasil)

Entre janeiro e setembro deste ano, acidentes de trânsito geraram indenizações para 9.865 crianças e adolescentes de até 17 anos. O levantamento é de uma seguradora, responsável pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), benefício a que todos os brasileiros têm direito quando se acidentam em território nacional.

Segundo a pesquisa, que contabiliza apenas quem pediu a indenização, foram 36 crianças e adolescentes acidentados por dia este ano. Entre os casos, 70% são indenizações por invalidez, pagas quando há sequelas permanentes nas vítimas. Das 9.865 indenizações nesta faixa etária, 1.461 foram por morte no trânsito.

LEIA MAIS

Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 3,16% em 12 meses

(Foto: Internet)

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, teve inflação de 0,68% na primeira prévia de outubro. A taxa é maior que a registrada na primeira prévia de setembro, quando houve deflação (queda de preços) de 0,60%. A informação foi divulgada hoje (10), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado da prévia de outubro, o IGP-M acumula inflação de 4,8% no ano e de 3,16% em 12 meses.

A alta da taxa de setembro para outubro foi puxada pelos preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, que teve inflação de 1,02% em outubro ante uma deflação de 0,95% no mês anterior.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, teve uma deflação menos intensa em outubro (-0,01%) do que em setembro (-0,09%). Já o Índice Nacional de Custo da Construção caiu de 0,50% em setembro para 0,11% em outubro.

Com informações da Agência Brasil

Chega a 37 número de casos confirmados de sarampo em Pernambuco

(Foto: Internet)

Subiu para 37 o número de casos de sarampo confirmados em Pernambuco em 2019, de acordo com boletim divulgado nesta quarta-feira (9) pela Secretaria de Saúde do Estado (SES). Até o dia 02 de outubro Pernambuco havia registrado 23 casos, com uma morte.

O órgão afirmou, ainda, que o aumento do número de casos é referente a ocorrências antigas. “Tratam-se de pessoas que adoeceram entre os meses de julho e agosto. Todas as medidas para tratar os pacientes e fazer a investigação e bloqueio de novos casos são implementadas logo após a notificação”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

LEIA MAIS

Produção industrial cresce 2,1% em Pernambuco, diz IBGE

(Foto: Internet)

A produção industrial de Pernambuco cresceu 2,1% na passagem de julho para agosto deste ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Pesquisa Industrial Mensal Regional mostrou que houve crescimento em 11 dos 15 locais pesquisados pelo órgão. O levantamento apontou ainda que os maiores avanços ocorreram no Amazonas (7,8%) e no Pará (6,8%).

LEIA MAIS

Produção de veículos tem queda de 8,3% em setembro

(Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A produção de veículos caiu 8,3% em setembro na comparação com agosto. Segundo o balanço divulgado hoje (7), em São Paulo, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram fabricadas 247,3 mil unidades em setembro, contra 269,8 mil de agosto.

Em relação a setembro do ano passado, o número representa uma alta de 10,9%. No acumulado de 2019, a produção automobilística registra um crescimento de 2,9%, com um total de 2,26 milhões de unidades em nove meses.

LEIA MAIS

Número de endividados e inadimplentes cresce em setembro, aponta CNC

(Foto: Internet)

O número de famílias com dívidas em atraso aumentou em setembro, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O percentual de pessoas com dívidas no país, em atraso ou não, ficou em 65,1%, acima dos 64,8% do mês de agosto e dos 60,7% de setembro do ano passado.

Já os inadimplentes, ou seja, aqueles que têm dívidas ou contas em atraso, somaram 24,5% em setembro, taxa superior aos 24,3% de agosto e aos 23,8% de setembro de 2018. As famílias que declararam não ter condições de pagar suas dívidas chegaram a 9,6%, acima dos 9,5% de agosto, mas abaixo dos 9,9% de setembro de 2018.

LEIA MAIS

Pernambuco confirma mais um caso de sarampo; número sobe para 23

Até o último dia 27 de setembro, Pernambuco notificou 731 suspeitas de sarampo, com 242 casos descartados e 23 confirmações, incluindo o caso mais recente: uma menina de 11 meses moradora de Taquaritinga do Norte, no Agreste do Estado. Os outros 466 casos estão em investigação. As confirmações ocorreram entre julho e a primeira quinzena de agosto. Os dados foram divulgados na manhã desta quarta-feira (2) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Os municípios de Pernambuco com casos confirmados de sarampo são: Recife (3); Caruaru (6); Taquaritinga do Norte (9); Frei Miguelinho (1); Santa Cruz do Capibaribe (1); Vertentes (1); Bezerros (1); Toritama (1).

Vacinação

Desde janeiro, Pernambuco já vacinou mais de 443 mil pessoas com a tríplice viral, que, além do sarampo, ainda protege contra a caxumba e a rubéola. “Precisamos concentrar nossos esforços em diversas frentes para evitar a ocorrência de novos casos da doença. Estamos conscientizando a população sobre a vacinação, orientando os profissionais de saúde a notificarem os casos e atuando com os municípios para iniciar, em tempo oportuno, a investigação e as ações de bloqueios relacionadas aos casos suspeitos. Todas essas atividades visam prestar a devida assistência ao paciente e reduzir drasticamente o risco de adoecimento da nossa população”, pontua o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

Varejo e serviços devem abrir mais de 100 mil vagas de emprego para o fim deste ano

(Foto: Ilustração)

Faltando três meses para as comemorações de fim de ano, os setores varejista e de serviços já vêm se preparando para um dos melhores períodos que promete aquecer o setor com a contratação de novos profissionais. Uma pesquisa realizada em todas as regiões do país pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) estima que aproximadamente 103 mil vagas serão abertas até dezembro — um aumento de 43,8 mil postos de trabalho em relação ao previsto ano passado.

Em meio a um cenário mais otimista, o levantamento aponta um leve recuo de 72% para 69% no percentual de empresários que não têm a intenção de fazer contratações nesse fim de ano, sejam temporários, informais, efetivos ou terceirizados. Por outro lado, houve um aumento de 17% para 23% o percentual dos que contrataram ou devem contratar ao menos um novo colaborador. A principal justificativa para os reforços do quadro de funcionários é atender ao aumento da demanda neste período do ano, com 88% das menções.

“O número apresentou crescimento e pode sinalizar que o mercado de trabalho começa a reagir de forma mais efetiva diante da lenta melhora na atividade econômica. Embora o movimento ainda esteja longe de ser suficiente para fazer frente ao elevado número de desempregados no país, já há indícios de um restabelecimento da confiança do empresário”, analisa o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

LEIA MAIS

Pernambuco tem resultado positivo na geração de empregos formais em agosto

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

No mês de agosto, o emprego formal teve saldo positivo em Pernambuco. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na última quarta-feira (25), foram abertas 10.431 novas vagas com carteira assinada. Foram 41.334 contratações e 30.903 demissões no estado.

Dos setores que ampliaram postos de trabalho, destacaram-se Indústria de Transformação e Agropecuária com respectivamente com 4.772 e 3.427 novas vagas. Também criaram empregos os segmentos Serviços, Construção Civil, Comércio e Extrativa Mineral.

Desempenho Nacional

No Brasil, o emprego formal ficou positivo pelo quinto mês seguido. Em agosto, a expansão foi de 121.387 vagas, decorrente de 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos. O resultado é equivalente à variação de 0,31% em relação ao estoque no mês anterior. Foi o melhor agosto no Caged desde 2013.

Brasil tem saldo positivo na geração de emprego formal em agosto

(Foto: Internet)

Pelo quinto mês seguido, o Brasil teve saldo positivo no emprego formal. Em agosto, a expansão foi de 121.387 vagas, decorrente de 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (25) pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O resultado de agosto é equivalente à variação de 0,31% em relação ao estoque no mês anterior. Foi o melhor agosto no Caged desde 2013.

No acumulado de 2019 foram criados 593.467 novos postos, com variação de 1,55% do estoque. No mesmo período de 2018 houve crescimento de 568.551 empregos, uma variação de 1,50%. Nos últimos 12 meses foram criados 530.396 empregos, uma variação de 1,38%. No mesmo período do ano anterior, o saldo foi de 356.852, representando um crescimento de 0,94%.

Em agosto de 2019 foi registrado saldo positivo no nível de emprego em seis setores econômicos e saldo negativo em dois. Tiveram saldo positivo Serviços (61.730 postos), Comércio (23.626), Indústria de Transformação (19.517), Construção Civil (17.306), Administração Pública (1.391) e Extrativa Mineral (1.235). Apresentaram saldo negativo Agropecuária (-3.341 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública/SIUP (-77 postos).

LEIA MAIS

Oferta de alimentos contribui para a redução do preço da cesta básica no mês de agosto em Petrolina e Juazeiro

(Foto: Internet)

No boletim divulgado pelo Colegiado do curso de Economia da Facape referente ao mês de agosto, a cesta básica de alimentação apresentou, na comparação do mês de agosto de 2019 com julho, deflação de -1,01% em Juazeiro (BA) e de -2,99%, em Petrolina (PE). A pesquisa do custo da Cesta Básica ainda estimou a despesa com alimentação no mês de agosto de 2019 em R$ 329,21 para Juazeiro e R$ 319,73 em Petrolina.

Tomate, Banana, Feijão e Carne foram os produtos ofertados que contribuíram para a diminuição dos preços da cesta básica. Ambos possuem as reduções mais expressivas, devido à ausência de fatores que pudessem afetar a produção, fazendo com que fosse possível aumentar a disponibilidade desses itens no mercado interno e possibilitando a redução dos preços através da estabilidade da demanda.

O item com maior diferença de preço na cidade de Juazeiro foi o quilo da farinha, variando entre  R$ 1,99 e R$ 5,05. Já na cidade de Petrolina, o item com maior variação de preço foi a margarina com embalagem de 250 gramas, sendo ofertada entre R$1,40 e R$ 5,40. A pesquisa também aponta que este é um período da economia brasileira de baixo crescimento onde o nível de emprego formal cresce lentamente, justificando o aumento do número de pessoas com trabalho informal no país.

PIB de Pernambuco cresce 2,2% no segundo trimestre de 2019

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco cresceu 2,2% no segundo trimestre de 2019, tendo como base de referência o mesmo período de 2018. O PIB de Pernambuco alcançou R$ 99,8 bilhões, em valores correntes. Já em relação ao primeiro semestre deste ano, o crescimento foi de 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 49,2 bilhões.

LEIA MAIS

Em julho, atividade turística em Pernambuco cresceu 4,1%

(Foto: Guga Matos)

O turismo tem sido uma das atividades mais expressivas no Brasil, apesar do panorama persistente de crise econômica. Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na última quinta-feira (12), aponta o aumento da receita de hotéis, restaurantes e locadoras de automóveis no mês das férias: a média de crescimento da atividade turística nacional foi de 4,4%. Os dados foram revelados na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que compara o mês de julho deste ano com o mesmo período em 2018. Pernambuco ocupa a sexta posição do ranking dos Estados que sentiram aumento deste índice. Foram 4.1%.

“Os dados divulgados pelo IBGE sobre a atividade turística no Brasil mostram o crescimento significativo de Pernambuco. Fomos o quinto Estado no ranking nacional. Isso comprova que estamos no caminho certo, mantendo a preocupação de proporcionar ao visitante equipamentos de qualidade, boas condições para apreciar a nossa cultura e o nosso patrimônio. A atividade turística tem um grande potencial de geração de emprego e renda para o nosso povo e o Governo de Pernambuco está consciente da força do segmento”, destaca o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

LEIA MAIS

Pernambuco é o terceiro estado do país com mais casos confirmados de sarampo

(Foto: Ilustração)

Pernambuco é o terceiro estado do país com mais casos confirmados de sarampo. O Brasil registrou 3.339 casos confirmados da doença em 16 estados, nos últimos 90 dias, de acordo com o novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul passaram a integrar a lista de estados com surto ativo da doença. Depois de São Paulo e Rio de Janeiro, com 3.254 casos e 18 casos, respectivamente, Pernambuco aparece ao lado de Minas Gerais, cada um com 13 confirmações. Contudo, como os dados são computados primeiro na esfera estadual, Pernambuco já tem 14 confirmações, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

O atual boletim do Ministério da Saúde aponta a notificação de 24.011 casos suspeitos no país, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados. Os casos confirmados, neste último levantamento, representam 89% do total de 2019.

A maioria dos casos confirmados, 97,5%, está em São Paulo, seguido do Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais, Santa Catarina (12), Paraná (7), Rio Grande do Sul (7), Maranhão (3), Goiás (3), Distrito Federal (3), Mato Grosso do Sul (1), Espírito Santo (1), Piauí (1), Rio Grande do Norte (1), Bahia (1) e Sergipe (1). Em Pernambuco, foram notificados 457 casos suspeitos de sarampo em 2019. Desse total, 86 foram descartados, 357 estão em investigação.

LEIA MAIS
123