Trabalhadores dos Correios descartam greve em Pernambuco

Uma assembleia geral realizada na noite de terça-feira (14), os trabalhadores dos Correios aceitaram a proposta da empresa e não deflagarão greve em Pernambuco. A negociação foi mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Funcionários de Recife, Caruaru e Petrolina aceitaram a proposta. O sindicato dos trabalhadores dos Correios afirmou que serão repostas as perdas inflacionárias nos salários e demais benefícios em 3,68%, uma das reivindicações da categoria.

“É necessário que se diga que a categoria tem os salários mais baixos do funcionalismo público federal e as novas medidas com relação ao Postal Saúde não apenas inviabilizam o custeio por parte dos funcionários como retira a cobertura os genitores, pais e mães, que tinham o direito assegurado até então, e perderão o plano a partir de 1° de agosto de 2019”, destaca a nota.

O estado de greve foi anunciado na semana passada, em todo o estado, caso a empresa não aceitasse as reivindicações da categoria.

No Dia do Basta, bancários de Petrolina denunciam retirada de direitos e cobram reajuste salarial

Presidente do Sindicato falou sobre manifestação (Foto: Blog Waldiney Passos)

A manhã dessa sexta-feira (10) é marcada pela manifestação dos bancários em Petrolina. O movimento foi aprovado em assembleia geral realizada no meio da semana e é repetido em todo o estado. Aqui na cidade, o atendimento nas agências bancárias não interrompido, mas os bancários estão mobilizados para apresentar a pauta de reivindicações.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Petrolina e Região (SEEB), Augusto Ribeiro conversou com o Blog Waldiney Passos e falou sobre o ato realizado pela categoria no dia de hoje, que não descarta uma possível greve.

LEIA TAMBÉM:

Bancários de Petrolina realizam manifestação, mas atividades não serão paralisadas

“É uma forma de representar a nossa insatisfação com o que está sendo negociado em mesa com os banqueiros, com relação aos bancos privados e públicos. Temos tido retirada de direitos, a própria reforma trabalhista produziu isso, tem nos prejudicado de sobremaneira”, disse Augusto.

LEIA MAIS

Bancários de Pernambuco param nesta sexta

(Foto: Ilustração)

Após assembleia geral extraordinária, os bancários de Pernambuco rejeitaram, por unanimidade, a proposta da Federação Nacional dos Brancos (Fenaban) que tratava do aumento pelo índice de inflação. A categoria decretou estado de greve a partir desta quinta-feira (09).

No próximo dia 17 de agosto, os bancos devem  apresentar uma revisão do documento. Caso a resposta não esteja de acordo com o que os bancários pedem, os trabalhadores entrarão em greve.

Trabalhadores dos Correios em Pernambuco aprovam estado de greve, Petrolina também pode paralisar atividades

(Foto: Arquivo)

Uma nova greve dos funcionários dos Correios pode acontecer em Pernambuco. Na noite da terça-feira (7) os trabalhadores decidiram manter o estado de greve. Uma nova reunião está marcada para o dia 14, próxima semana e terá em pauta a possibilidade de paralisação.

Funcionários de Caruaru, Petrolina e Recife aderiram à orientação passada pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) e da Federação Interestadual dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Findect).

A categoria se manifestou através de nota sobre as pautas e reivindicações, entre elas a posição contrária à privatização dos Correios e sucateamento das unidades em todo país.

Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Funcionários dos correios podem entrar em greve nesta terça

(Foto: Arquivo)

Após a falta de acordo entre os profissionais e os Correios para fechar a convenção coletiva deste ano, os funcionários da empresa podem entrar em greve a partir das 22h da próxima terça-feira (7), segundo federações ligadas à categoria.

O reajuste salarial de 5%, mais R$ 300 de aumento, é uma das principais reivindicações dos trabalhadores. Além disso, o plano de saúde deverá ser mantido como está e incluir sete exames obrigatórios.

De acordo com Douglas Melo, diretor de comunicação da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras (Findect) e do sindicato de São Paulo, a proposta dos Correios é dar um reajuste que corresponde a 60% do que foi pedido pelos funcionários, que tem como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Sindicato dos Vigilantes do Sertão realiza manifestação nesta terça-feira (31)

Manifestação será na sede do sindicato (Foto: Divulgação)

Na manhã desta terça-feira (31), às 7h o Sindicato dos Vigilantes do Sertão Pernambucano (Sindvig) realizará uma manifestação contra a reforma trabalhista e cobrando o reajuste salarial que está em pauta desde novembro passado. A concentração será na sede do sindicato e o grupo seguirá para um destino ainda não revelado.

Segundo o presidente do Sindvig, Laércio Vasconcelos, o ato contará com a participação de vigilantes de outros municípios do Sertão, como Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, Serra Talhada e Salgueiro e se repetirá também nas cidades de Caruaru e Recife.

“O vigilante também sangra, nós damos a nossa própria vida para o patrimônio alheio. O patrão vem para uma mesa de negociação mostrar pedidos indecentes e nós não aceitamos isso. Eles têm que nos respeitar”, disse em participação no programa Revista da Tarde, na Rádio Jornal.

LEIA MAIS

Porteiros de escolas estaduais de Petrolina entram em greve por tempo indeterminado

Com dois meses de salário atrasados, os porteiros das Escolas de Petrolina e do Sertão de Pernambuco pararam as atividades nesta terça-feira (24) por tempo indeterminado. Segundo João Soares, presidente das empresas terceirizadas de Petrolina, a categoria vem tentando conversar com os representantes da empresa que os contratou para ter uma posição sobre o pagamento, mas até o momento não tiveram sucesso.

“É uma situação que se repete todo mês. Desde que essa empresa entrou que vem maltratando os trabalhadores. E não é só essa, porque nós temos três empresas no sertão e todas estão com os salários dos porteiros atrasados. A empresa está silenciosa sem dar qualquer satisfação aos trabalhadores”, informou João Soares.

LEIA MAIS

Empresas devem pagar salário em atraso até segunda-feira (23), descumprimento levará à paralisação de merendeiras e porteiros do Sertão

(Foto: ASCOM/PMP)

Merendeiras e porteiros terceirizados das cidades do Sertão Pernambucano se reuniram na tarde de quarta-feira (18) em Petrolina para uma assembleia geral que decidiria o rumo da paralisação desses funcionários. O grupo alega que três empresas contratadas pelo Governo de Pernambuco estão em débito.

Após decisão, as merendeiras e porteiros estipularam a segunda-feira (23) como prazo final para a quitação dos débitos que Premium Única e Soluções possuem com esses profissionais no Sertão. Caso não haja o pagamento, a paralisação deve ser iniciada já na terça-feira (24).

Segundo o Sindicato Intermunicipal dos Empregados em Empresas de Asseio Conservação, Limpeza Urbana e Condomínios Do Sertão De Pernambuco (Siemaco), as três empresas estão devendo também vale transporte e auxílio alimentação.

Com salários atrasados, merendeiras do estado podem paralisar atividades

(Foto: Ilustração)

As merendeiras que trabalham nas escolas estaduais do Sertão pernambucano estão mais uma vez com salários atrasados. No entanto, elas aguardam o cumprimento da promessa de que o pagamento será feito até essa semana, para decidir se de fato paralisarão as atividades.

LEIA TAMBÉM:

Presidente do Sindicato critica empresa por atraso ao pagamento às merendeiras: “sempre atrasou o salário”

João Soares, presidente do Sindicato das Empresas Terceirizadas falou da paralisação das profissionais no programa Super Manhã, da Rádio Jornal e explicou a situação. De acordo com João, há dois meses as merendeiras estão com salários atrasados e tudo isso começou com a chegada da empresa Premium.

LEIA MAIS

Bancários iniciam campanha salarial e não descartam entrar em greve ainda este mês

Reforma trabalhista trouxe possibilidade de perda de direitos da categoria. (Foto: Ilustração)

Após o início da campanha salarial deste ano, o Sindicato dos Bancários já considera a possibilidade de entrar em greve ainda este mês. As novas leis trabalhistas podem alterar 15 cláusulas da convenção da categoria e tirar parte dos direitos da categoria, segundo a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues.

Com as alterações da reforma trabalhista, os bancos poderiam, por exemplo, contratar terceirizados com salário inferior. “São direitos históricos que não queremos perder. E a grande maioria dos bancários já disse que, se for preciso, tem disposição a aderir a greve para manter isso”, disse Suzineide.

Nesta quinta-feira (21), o sindicato realizou um ato no Centro do Recife para apresentar suas reivindicações. A pauta foi entregue à Federação Nacional de Bancos (Fenaban) no último dia 13. Mas a Fenaban só vai se posicionar sobre o assunto depois que a negociação com a categoria tiver início, na próxima semana.

População faz fila em Petrolina para comprar botijão de gás

A notícia da chegada de botijões de gás em uma distribuidora da avenida Sete de Setembro, em Petrolina (PE), causou uma fila enorme para adquirir o produto. Carros, motos, pessoas a pé ou de bicicleta estão no local desde o início da manhã deste sábado (02), como mostra o vídeo. Informações que chegaram a nossa redação dão conta de que o botijão de 13 kg está sendo vendido a R$ 60,00.

Jungmann afirma que nova paralisação não passa de boato; grupo de Petrolina deve aderir ao movimento

(Foto: Wilson Dias/Agencia Brasil)

Circulam nas redes sociais a informação de uma possível paralisação dos caminhoneiros no próximo dia 4, a partir da meia noite. No entanto o ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann afirmou que o novo ato não passa de boato. ”Não existe uma articulação para refazer o movimento. Está se tentando criar um clima de ansiedade, de preocupação e divulgando fatos infundados”, disse.

Jungmann também revelou ter conversado com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Sérgio Etchegoyen, hoje (1º) e que foi identificada a origem do boato divulgado na quinta-feira (31).

LEIA MAIS

Greve dos Caminhoneiros tira Pedro Parente da presidência da Petrobras

Pedro Parente, ex-presidente da Petrobras. (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão do cargo na manhã desta sexta-feira (1º). O anúncio ocorreu depois de uma reunião, na manhã de hoje, com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, após a greve de caminhoneiros que causou uma crise de abastecimento no país por 11 dias em protestos contra a política de preços dos combustíveis da estatal.

A informação foi comunicada em nota pela Petrobras a investidores.  Segundo a companhia, o Conselho de Administração da Petrobras irá examinar a nomeação de um CEO interino ao longo desta sexta-feira, mas a “composição dos demais membros da diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração”.

Parente assumiu o cargo no início do governo Michel Temer e tinha alta aprovação, mas passou a ser bastante questionado durante a greve dos caminhoneiros por conta da política de preços variáveis. Após a notícia da demissão, a cotação do dólar disparou e a negociação das ações da Petrobras na Bolsa de São Paulo foi suspensa.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Petrobras:

“Rio de Janeiro, 1º de junho de 2018 – Petróleo Brasileiro S.A – A Petrobras informa que o senhor Pedro Parente pediu demissão do cargo de presidente da empresa na manhã de hoje. A nomeação de um CEO interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras ao longo do dia de hoje. A composição dos demais membros da diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração.

Fatos considerados relevantes serão prontamente comunicados ao mercado.”

Não há mais bloqueios em rodovias federais, afirma PRF

(Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

O bloqueio de caminhoneiros nas rodovias federais do Brasil chegou ao fim, é o que afirma a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O cenário é diferente dos últimos dias, quando a PRF registrou mais de 600 pontos de manifestação nas estradas do país.

Na última atualização, divulgadas às 12h,  a corporação afirma não haver mais aglomeração de pessoas ou veículos perto de rodovias federais ou “qualquer anormalidade no fluxo de veículos”. No entanto, ainda é possível identificar aglomerações nas estradas estaduais.

Pela manhã o Ministério da Defesa ainda contabilizava 65 pontos de concentração de caminhoneiros. Em Pernambuco a PRF não informou a situação das estradas, mas já é possível observar filas em postos de combustíveis desde a tarde da quarta-feira (30) em Petrolina.

Motoristas fazem longas filas para abastecer veículos em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A notícia de que alguns postos de combustíveis em Petrolina estavam sendo abastecidos provocou longas filas em diversos estabelecimentos da cidade. Durante a tarde a equipe do Blog acompanhou a situação em um dos locais contemplados com combustível pela Prefeitura.

LEIA TAMBÉM:

Combustível começa a chegar em postos de Juazeiro e Petrolina; motoristas fazem filas quilométricas

O combustível foi obtido pela Prefeitura de Petrolina, através de uma ordem judicial expedida na segunda-feira (28). Cerca de 50 mil litros de diesel, etanol e gasolina já estão disponíveis em quatro postos. De acordo com o Poder Executivo, entre 20 homens e 10 viaturas participaram da escolta do produto hoje.

“Com essa ação estamos dando um primeiro passo significativo para que possamos reestabelecer a ordem e o abastecimento de combustíveis em Petrolina. Já estamos articulando outras ações voltadas ao abastecimento de gás de cozinha”, explicou o secretário-executivo de Segurança Pública, José Silvestre.

123