Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Vereadores de Petrolina vão a Brumadinho em busca de informações sobre poluição do Rio São Francisco

(Foto: Whasington Alves/AFP Photo)

A Câmara de Vereadores de Petrolina designou uma comissão de parlamentares para ir a Brumadinho (MG) colher informações sobre a possibilidade de poluição das águas do Rio São Francisco após o rompimento da barragem de rejeitos, que atingiu o Rio Paraopeba, um dos principais afluentes do Velho Chico.

A comissão, instituída pelo presidente da Casa Legislativa, Osório Siqueira, é formada pelos vereadores Ronaldo Silva (PSDB) e Cristina Costa (PT). Os parlamentares seguiram para a cidade nesta segunda-feira (18).

FIEPE estuda plano estratégico de desenvolvimento sustentável ‘Petrolina 2050’

(Foto: Ascom)

O Conselho Empresarial da unidade regional Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) anunciou nesta quarta-feira (13), a criação de uma comissão para análise do projeto ‘Petrolina 2050’, um plano estratégico de desenvolvimento sustentável com ações e resultados de curto, médio e longo prazo para o município.

O anúncio foi feito logo após a apresentação do plano pelo consultor de gerenciamento da empresa Urban Systems, Paulo Takito. Vale ressaltar que a organização tem sede em São Paulo e atua há 20 anos no mercado nacional, o representante da consultoria detalhou as etapas do trabalho.

“Primeiro realizamos um diagnóstico com um mapeamento estatístico; depois fazemos um plano estratégico, onde elaboramos um estudo econômico e urbano e num terceiro momento colocamos em prática o plano de ação com as diretrizes para o desenvolvimento”.

LEIA MAIS

Parque Fluvial: prefeitura de Juazeiro realiza oficina sobre educação ambiental em passeio pelo Rio São Francisco

(Foto: Ascom PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR), realiza, nesta sexta-feira (15), mais uma oficina da Meta 1 do Parque Fluvial, etapa voltada para a educação ambiental. Dessa vez, os participantes terão a oportunidade de contemplar a obra por outro ângulo, navegando pelo Rio São Francisco, em um passeio de barco por toda a extensão do Parque. A ação é gratuita e a saída está prevista para as 8h, na descida das barcas, na Orla da cidade.

Com o tema ‘Ação para conscientização de acessibilidade e mobilidade física’, a oficina tem como objetivo discutir o projeto de revitalização da Orla junto com a população, especialmente as pessoas com deficiência e os idosos. “Nós estamos fazendo um processo de construção coletiva. Assim como já ouvimos os skatistas e as pessoas que utilizam as quadras de futebol da Orla para adequar esses espaços, agora vamos conversar sobre acessibilidade e posteriormente adaptar a obra às necessidades daqueles que têm a mobilidade reduzida”, revela a diretora social da SEDUR, Graciele Gomes.

LEIA MAIS

Governo de Minas Gerais intensifica monitoramento da qualidade de água do rio Paraopeba

(Fotos: Sisema/Divulgação)

Desde o rompimento da barragem de Brumadinho (MG) em 25 de janeiro o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) monitora a qualidade da água do rio Paraopeba, principal atingido pelos rejeitos da Mina Córrego de Feijão. Na semana passada o Igam intensificou o monitoramento, dessa vez em áreas próximas ao rio São Francisco.

Quatro estações de amostragem foram criadas, somando 24 existentes. Segundo o Igam, a “ampliação vai aprimorar o acompanhamento dos parâmetros de qualidade feito pelo Instituto em pontos mais a jusante do local do rompimento da Barragem 1, da Vale, em Brumadinho”.

Três das novas estações de amostragem foram instaladas dentro do reservatório da Usina Hidrelétrica (UTE) de Três Marias, nos municípios de Felixlândia, Abaeté e Três Marias. “Existe a possibilidade de que parte do material que estava depositado na Barragem 1 possa alcançar o reservatório de Três Marias, sobretudo as partículas mais finas do rejeito. Entretanto não é possível afirmar se irá chegar e quando isso vai ocorrer. Tudo vai depender da dinâmica de transporte de sedimentos do rio, que varia de acordo com a quantidade e intensidade de chuva, tempo de detenção do reservatório de Retiro Baixo e da granulometria do rejeito”, afirma o diretor de Operações e Eventos Críticos do Igam, Heitor Soares Moreira. Com informações do Igam.

Jacaré é flagrado por leitores transitando pela Avenida Sete de Setembro, em Petrolina

Populares registraram animal andando pela avenida (Foto: Reprodução)

Já virou rotina em Petrolina os flagras de jacarés transitando pelas vias públicas da cidade. Na noite de quarta-feira (27) populares registraram mais um caso do tipo, dessa vez na Avenida Sete de Setembro. O animal caminha livremente até alcançar o acostamento da rodovia.

Apesar do flagrante, não há informações de que ele tenha sido capturado ou se retornou por conta própria à lagoa de estabilização da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), localizada na Avenida Manoel dos Arroz. Nossa produção procurou a Compesa, questionando quais medidas a companhia está tomando para proteger esses animais que vivem na lagoa.

O Blog também procurou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) de Juazeiro, em busca de informações a respeito da proteção dos jacarés e possível remoção dos mesmos para outro ambiente, que não seja a lagoa de estabilização. Entretanto, nenhuma das partes citadas retornos aos nossos questionamentos.

Confira o vídeo registrado pelos leitores:

LEIA MAIS

Governo de Minas proíbe uso de água do rio Paraopeba

(Foto: Lucas Hallel/Ascom Funai)

O Governo de Minas Gerais determinou hoje (24) a proibição do uso de água do rio Paraopeba. A decisão vem na véspera de completado um mês do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. Não foi informado por quanto tempo valerá a determinação.

Em nota, divulgada pelas secretarias de Saúde, Meio Ambiente e Agricultura, o alerta é para evitar o uso em quaisquer circunstâncias. “A orientação de não se utilizar a água bruta do rio, sem tratamento, é válida para qualquer
finalidade: humana, animal e atividades agrícolas”, determina.

A medida foi adotada após a detecção de metais em níveis acima do permitido pela legislação ambiental e de avaliação da Secretaria de Saúde de Minas Gerais com base em requisitos de vigilância sanitária. O monitoramento da qualidade do rio é feito diariamente pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) desde 26 de janeiro. Com informações da Agência Brasil.

1º simulado de rompimento de barragem é realizado em Jacobina

(Foto: Divulgação/Sudec)

A cidade de Jacobina (BA) realizou o primeiro simulado de rompimento de barragem de rejeito do Nordeste. O teste aconteceu por volta das 9h de hoje (22). 400 pessoas que moram perto da barragem deixaram suas casas e foram até um ponto considerado fora de risco.

Para o superintendente da Defesa Civil do Estado (Sudec), Paulo Luz, a experiência será providencial para moradores e técnicos. “Vai ser um aprendizado muito grande, não só para quem vive em área próxima à barragem, mas também para nossos órgãos. Vai ser uma escola”, disse.

Por volta das 11h um novo simulado aconteceu. Além de agentes de Defesa Civil estadual e municipal, participam da experiência as polícias rodoviárias federal e estadual, Civil e Militar, e órgãos como Inema, Ibama, Vigilância Sanitária, Samu, gestores de barragens, entre outros órgãos. Com informações do Bahia Notícias.

Grupo convida voluntários para ação de limpeza no Distrito Industrial, em Petrolina

Distrito Industrial de Petrolina tem sido usado como local de despejo de lixo. (Foto: Internet)

O Grupo de Proteção Animal e Ambiental do Distrito Industrial (G-PAADI) está convidado voluntários para participarem do desenvolvimento de uma ação educativa de preservação ambiental no Distrito Industrial, em Petrolina (PE). Os interessados em participar da campanha, intitulada “Verde pra que te quero ver”, podem se inscrever clicando aqui.

A iniciativa pretende recolher grande quantidade de resíduos sólidos de todos os tipos na área do Distrito. De acordo com o grupo, “essa atividade visa a defesa da fauna e da flora nativos da região”. As ações se iniciam no dia 09 de março, sempre começando às 8h.

“Entendemos que as pessoas precisam cuidar, para que amanhã nossos filhos e netos possam continuar aproveitando os recursos naturais. E nós, do G-PAADI precisamos de muitos parceiros para construir, coletivamente, essa consciência cidadã e harmônica com o meio ambiente”.

O projeto começará com o treinamento dos voluntários, posteriormente, o reconhecimento do local e contará com dois dias para limpeza, 23 e 30 de março. O foco da primeira etapa do projeto é formar uma rede de “guardiões” do Distrito.

Agência determina extinção de barragens como a de Brumadinho

(Foto: TVGlobo/Reprodução)

O rompimento da barragem de Brumadinho (MG) fez com que a Agência Nacional de Mineração (ANM) determinasse a extinção da chamada “montante”. Nessa segunda-feira (18) o Ministério de Minas e Energia (MME) determinou prazos em um resolução foi publicada no Diário Oficial da União.

“Essa resolução estabelece medidas regulatórias cautelares, objetivando assegurar a estabilidade de barragens de mineração, notadamente aquelas construídas ou alteadas pelo método denominado “a montante” ou por método declarado como desconhecido”, diz o texto.

A ANM reavaliará até 1º de maio de 2019 as medidas regulatórias cautelares objeto desta resolução e, se for o caso, fará as adequações cabíveis considerando, dentre outras informações e dados, segundo a resolução. Atualmente no país há 84 barragens no modelo de montante, das quais 43 são de alto dano potencial. Com informações de Exame.

Univasf abre inscrições para palestra que vai discutir o uso de agrotóxico e seus impactos na saúde humana e Ambiental

(Foto: Internet)

Estudantes do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) irão promover, na próxima quarta-feira (13), a Pré-Sabiovasf, atividade que antecede a Semana Acadêmica de Biologia da Univasf (Sabiovasf). Com a temática “Agrotóxico e seus Impactos na Saúde Humana e Ambiental”, a palestra irá acontecer às 19h, no auditório da biblioteca, Campus Sede, em Petrolina (PE). As inscrições estão abertas e são disponibilizadas 110 vagas.

A Pré-Sabiovasf tem como objetivo divulgar e arrecadar fundos para a VIII Sabiovasf, que este ano, irá acontecer nos dias 29, 30 e 31 de maio, no Campus Juazeiro (BA). A palestra tem como público alvo estudantes universitários e a comunidade em geral. Os interessados em participar, devem realizar a inscrição que custa R$ 7,00 por meio do site, ou acessar o Instagram e agendar a inscrição presencialmente até o dia 13.

A palestra será ministrada pela professora do Colegiado de Farmácia da Univasf, Cheila Bedor. Ela irá abordar os impactos do uso indiscriminado de agrotóxicos na fruticultura no Vale do São Francisco, bem como alertar as pessoas sobre as consequências da utilização de agrotóxicos para o homem e o meio ambiente. A realização da Pré-Sabiovasf conta com a orientação da professora do Colegiado de Ciências Biológicas Virgínia Michele Svedese.

Presidente do CBHSF faz alerta sobre rejeitos de Brumadinho no rio São Francisco: “Sem dúvida alguma haverá um impacto”

Rompimento de Barragem no dia 25 deixou rio Paraopeba morto, Três Marias está no caminho dos rejeitos (Foto: Washington Alves/AFP Photo)

O rompimento da barragem de Brumadinho (MG) no dia 25 de janeiro provocou comoção nacional, pelo número de mortos, bem como das perdas materiais e ambientais. Os rejeitos minerais deixaram o estado mineiro em alerta, repercutindo também nos sertanejos banhados pelo rio São Francisco.

Desde o rompimento, órgãos estaduais e federais fazem o monitoramento da pluma de rejeitos. Segundo o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF), Anivaldo de Miranda, é inevitável que o Velho Chico seja atingido. Ele conversou com exclusividade com o Blog Waldiney Passos por telefone e fez um alerta.

LEIA TAMBÉM:

Rejeitos de Brumadinho: nota informativa da Agência Nacional das Águas fala sobre possíveis impactos ao rio São Francisco

“A pluma está em evolução, segundo as primeiras informações de prognóstico a pluma chegaria no lago de Três Marias, que já é São Francisco entre os dias 15 e 20 desse mês. Ainda não chegou, ela está se aproximando. A última barreira das águas do Paraopeba atinjam Três Marias é o reservatório de Retiro Baixo, já está na entrada dessas águas. Em algum momento essa água atingirá Três Marias, ai serão necessárias análises dessa água”, explicou Anivaldo.

LEIA MAIS

Rejeitos de Brumadinho: nota informativa da Agência Nacional das Águas fala sobre possíveis impactos ao rio São Francisco

Segundo a ANA, no momento não é possível afirmar se os rejeitos da barragem de Brumadinho irão atingir o reservatório de Três Marias. (Foto: Divulgação/Codevasf)

A Barragem I da mina Córrego do Feijão, rompida no último dia 25 de janeiro de 2019, está localizada em Brumadinho (MG), em um córrego afluente ao rio Paraopeba, que, por sua vez, deságua no rio São Francisco no reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Marias, localizado a 331 km da barragem rompida.

Segundo o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), nesta quinta-feira (7), o ponto mais a vazante do rio Paraopeba onde foram identificadas alterações do parâmetro turbidez se localiza no município de São José da Varginha (MG). Este local se encontra a cerca de 200 km do início do reservatório da Usina Hidrelétrica (UHE) Três Marias. Entretanto, essas alterações se mostram ainda pequenas e dentro da faixa de valores usuais para o período.

LEIA TAMBÉM:

Rejeitos de Brumadinho ameaçam contaminar o Rio São Francisco; produção de Petrolina pode ser afetada

Vale ressaltar, ainda, que a ausência de precipitações significativas nos primeiros dias após o rompimento da barragem de Brumadinho colaborou para a baixa velocidade de propagação da frente de sedimentos e para sua deposição no leito do rio.

LEIA MAIS

Homem é preso comercializando pássaros silvestre na feira do José e Maria, em Petrolina

Material apreendido pela polícia.

Na manhã dessa segunda-feira (04), por volta das 9h30, foi desencadeada uma operação na feira livre do José e Maria, em Petrolina (PE). A polícia prendeu um homem e comercializava pássaros silvestres no local. Foram apreendidos 33 animais.

Todos os animais apreendidos, o acusado e uma testemunha foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil do Ouro Preto para que fossem tomadas as medidas cabíveis.

Crime

Segundo o inciso III, do Art. 29, da Lei dos Crimes Ambientais, incorre em crime quem vende, expõe à venda, exporta ou adquire, guarda, tem em cativeiro ou depósito, utiliza ou transporta ovos, larvas ou espécimes da fauna silvestre, nativa ou em rota migratória.

Além disso, também comete crime ambiental quem vende produtos e objetos oriundos da fauna silvestre, provenientes de criadouros não autorizados ou sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, cuja pena pode variar em detenção de seis meses a um ano e multa.

Polícia Militar de Petrolina apreende animais silvestres em feira do José e Maria

(Foto: Polícia Militar/Divulgação)

33 animais silvestres foram apreendidos pela Polícia Militar de Petrolina na manhã dessa segunda-feira (4) durante uma operação na feira livre do bairro José e Maria. De acordo com o 5º BPM, os pássaros estavam sendo comercializados por um homem.

Uma testemunha confirmou o fato e diante da situação os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil do bairro Ouro Preto para registro da ocorrência. A operação foi coordenada pelo tenente Diangeles.

IML confirma nome de Claudio Marcio entre mortos em Brumadinho

Claudio tinha dois filhos, que viviam em Petrolina com ex-mulher da vítima

O Instituto Médico Legal (IML) de Brumadinho (MG) atualizou por volta de 12h40, horário de Brasília, o número de vítimas identificadas após o rompimento da barragem. A lista desse domingo (3) consta com o nome de Claudio Marcio dos Santos, que tinha família em Petrolina, afirma o Jornal o Tempo, de MG.

LEIA TAMBÉM:

Em busca de parente desaparecido, família de Petrolina viaja a Brumadinho

Claudio era natural de Itabirito (MG) e trabalhava na Vale há 13 anos. Engenheiro mecânico, segundo a família, ele inspecionava as máquinas da empresa. Com a atualização dessa manhã sobe de 91 para 107 o número de vítimas identificadas após a tragédia.

Força Nacional ajuda nas buscas

Hoje pelo menos mais quatro corpos foram encontrados, mas eles ainda não estão na contagem oficial. O trabalho de buscas em Brumadinho (MG) entrou no 10º dia com a participação das Força Nacional que se junta ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. 60 homens vão atuar lado a lado com os bombeiros.

LEIA MAIS
123