Nordeste tem a maior taxa de desocupação entra as regiões do país, aponta IBGE

(Foto: Ilustração)

O desemprego subiu em 14 das 27 unidades da federação brasileiras no primeiro trimestre sob o governo Jair Bolsonaro (PSL), informou nesta quinta (16) o IBGE. As maiores variações foram no Acre, Goiás e Mato Grosso do Sul.

No primeiro trimestre, a taxa de desemprego foi de 12,7% no primeiro trimestre, 1,1 ponto percentual acima do registrado no trimestre anterior. Nos primeiros três meses de 2019, 13,4 milhões de pessoas procuravam emprego no país.

LEIA MAIS

Projeto de emprego promovido pela APAE de Serra Talhada capacita participantes para processo seletivo da UPAE

(Foto: Ilustração)

A entrada no mercado de trabalho é um passo importante para que os jovens com deficiência intelectual possam fazer a transição entre o mundo da infância e o mundo adulto. O excesso de preocupação por parte de familiares, cuidadores e amigos muitas vezes torna essa passagem difícil, principalmente, pela forma com que as pessoas com deficiência são tratadas e pelas baixas expectativas em relação à sua função na sociedade. Pensando nisso, a APAE de Serra Talhada (PE), com o apoio do Sebrae, promoveram o curso “Atendimento ao Público – Orientando pessoas com deficiência intelectual e múltipla para atender bem”, a fim de inserir jovens no mercado de trabalho.

O projeto “#SouCapaz”, inovador e pioneiro em Pernambuco, teve seus objetivos expandidos, através de um curso para multiplicadores em Recife e abraçará mais jovens por todo o estado. É um projeto que já nasceu com a certeza de que seria um sucesso, prova disso, foi a participação de três jovens da APAE de Serra Talhada no processo seletivo do Hospital do Tricentenário – UPAE Dr. José Alves de Carvalho Nunes, na última sexta-feira (03).

LEIA MAIS

Moradores da Poligonal Urbana recebem certificados de cursos profissionalizantes em Juazeiro

(Foto: Ascom)

A Prefeitura de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano, realiza nesta quarta-feira (24) a solenidade de certificação dos alunos concluintes dos cursos profissionalizantes, voltados para os moradores dos 12 bairros que compõem a área da Poligonal Urbana. A solenidade acontece na Praça da Juventude, às 18h30.

Serão certificados aproximadamente 160 alunos que fizeram cursos de design de sobrancelha, manicure e pedicure, depilação, confeitaria, produção de doces e salgados e informática básica para a melhor idade. Além da entrega de certificados, a gestão do prefeito Paulo Bomfim, estará também entregando um kit com ferramentas básicas, inerente a cada área de formação para que os concluintes possam desenvolver a trajetória profissional.

O secretário de Obras e Desenvolvimento Urbano, Hemerson Guimarães, explica que essa já é a segunda solenidade de certificação realizada pela SEDUR. “Já são mais de 340 pessoas capacitadas e inseridas no mercado de trabalho, pois o foco da gestão do prefeito Paulo Bomfim não é apenas realizar obras, mas também fazer com que a população acompanhe o desenvolvimento através de capacitações, atividades sociais, ações que elevem a autoestima e, consequentemente, a qualidade de vida”, destaca o secretário.

Programas de estágio e trabalho do IEL-Petrolina são oportunidades para ingresso no mercado de trabalho

(Foto: Ascom)

Entrar no mercado de trabalho tem sido uma tarefa árdua, mas algumas alternativas facilitam este processo. Em Petrolina (PE), jovens têm acesso a programas de estágio e emprego através do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), uma das casas do Sistema FIEPE, ao lado do SESI e SENAI. A novidade é que agora, a organização está recebendo currículos de profissionais em geral, para a criação de um banco de dados.

O IEL Petrolina atua como ponte entre instituições de ensino, candidatos a emprego e o mercado profissional, facilitando a colocação de estudantes de diversos níveis de escolaridade em posições oficiais de trabalho. Após a restruturação da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), o Instituto passou a intensificar a “seleção dedicada”, que é uma seleção de pessoas, que busca preencher vagas efetivas das empresas cadastradas que demandam um perfil específico para vagas disponíveis em seus quadros de profissionais. Ao final do processo, são contratadas as pessoas que atendem ao perfil, necessidades, capacidades técnicas, comportamentais, organizacionais e individuais para cada função. Com isso, existe uma diminuição na rotatividade dos colaboradores das empresas, além da redução de custos e otimização de tempo dos RHs.

LEIA MAIS

Pelo segundo mês seguido, pequenos negócios baianos lideram geração de empregos no Nordeste

(Foto: Ilustração)

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em fevereiro, as micro e pequenas empresas baianas foram responsáveis pela criação de 4.425 novos postos de trabalho. Esse é o segundo mês consecutivo que o estado lidera a geração de empregos, pelos pequenos negócios, na região Nordeste. No cenário nacional, a Bahia ocupa o sexto lugar.

De acordo com o levantamento feito pelo Caged, o setor de serviços foi o que mais gerou empregos em fevereiro, na Bahia, com 2.468 vagas, seguido de construção (658), comércio (584) e agropecuária (296).

Em todo o Brasil, as micro e pequenas empresas somaram a geração de 125,2 mil novos postos de trabalho, o que representa 72,3% do total de empregos criados no país em fevereiro.

Agrovale contrata 60 novos aprendizes; jovens farão parte do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana’

(Foto: Ascom)

A disputa por uma vaga no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada, refletindo diretamente nos iniciantes. Em Juazeiro (BA), o campo é o setor que mais oferece emprego, embora a mão de obra qualificada esteja desfalcada. De olho nisso, começou na manhã da última quinta-feira (28) a quarta turma do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana-de-Açúcar’, desenvolvido pelo Centro de Excelência em Fruticultura do SENAR e a Agrovale.

A empresa juazeirense contratou 60 jovens aprendizes, com idade entre 18 e 24 anos, que devem ter 960 horas de jornada teórico-prática até março de 2020. Na aula inaugural, a turma foi recepcionada pela coordenadora adjunta do SENAR, Liziane Rocha, e depois recebeu material didático e instruções sobre o funcionamento do curso. De acordo com Liziane, eles estarão prontos para o módulo prático na Agrovale a partir de outubro deste ano.

“Este ano o programa terá dois grupos, um com 30 alunos no período da manhã e outro com mais 30 na parte da tarde. A ideia é desenvolvermos habilidades básicas e específicas voltadas para o cultivo da cana-de-açúcar, com os aprendizes tendo contato direto com a empresa, absorvendo melhor o conhecimento que eles adquirirem aqui [no SENAR] no módulo teórico”, ela explica.

LEIA MAIS

Petrolina é a cidade que mais gerou emprego no interior de Pernambuco em fevereiro

(Foto: Ascom)

Diferente de Pernambuco (que teve o pior desempenho entre os estados do Brasil), Petrolina foi uma das poucas cidades da região com saldo positivo na geração de emprego em fevereiro de 2019. O município sertanejo foi campeão no interior e o terceiro do Estado que mais abriu vagas de trabalho nesse período, 2.200 novos postos de trabalho, atrás apenas do Recife e Jaboatão. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e foram divulgados na última segunda-feira (25).

A cidade sertaneja teve saldo geral positivo em fevereiro de 442 empregos, resultado obtido quando se subtrai o número contratações (2.200) das demissões (1.758).  Para o prefeito Miguel Coelho o quantitativo ainda não é o ideal, mas sinaliza que Petrolina consegue produzir mais que a média no Estado e tem uma perspectiva de crescimento para os próximos meses. “Nossa cidade foi a única do interior que obteve um saldo positivo relevante, quatro vezes superior à segunda.  Isso num cenário estadual muito negativo, mostrando que nossa cidade segue resistindo e crescendo”, justifica.

A explicação do prefeito se ampara nos dados gerais de Pernambuco. O Estado teve o pior desempenho no País, com um saldo negativo em fevereiro de 12.396 demissões. O cenário nacional, contudo, apresenta perspectiva positiva, visto que o Brasil gerou 1,4 milhão de empregos e saldo positivo de 173 mil, no mês passado, obtendo o melhor desempenho desde 2014.

Brasil cria 173 mil empregos; Nordeste aponta saldo negativo

(Foto: Internet)

O Brasil registrou a abertura de 173.139 novos postos de trabalho com carteira assinada em fevereiro. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta segunda-feira (25) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Esse foi o maior saldo positivo para fevereiro desde 2014 (260.823).

Além disso, é o terceiro ano consecutivo de saldos positivos e crescentes após os anos de recessão, o que reflete a recuperação do contingente de empregos celetistas desde 2017. Em fevereiro, o estoque de empregos alcançou 38,6 milhões de postos de trabalho formais, um aumento de 0,45% em relação ao mês anterior e de 1,51% em relação ao mesmo período do ano passado.

O saldo do mês é mais que o dobro do registrado em fevereiro de 2018, quando foram gerados 61.188 postos. Em janeiro, o saldo foi de 34.313 empregos. No acumulado dos dois primeiros meses do ano, o saldo de 2019 chega a 207,4 mil, superior em 68,4 mil ao do mesmo período de 2018 (139 mil) e em 130,9 mil ao de 2017 (76,4 mil). Esse resultado representa um crescimento de 49,2% na abertura de postos de trabalho, em relação ao acumulado do mesmo período de 2018, e de 171,2%, em relação ao de 2017.

LEIA MAIS

Confira as vagas de emprego disponíveis em Petrolina e região

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A quarta-feira (27) é de oportunidade para quem está em busca de uma vaga no mercado de trabalho. De acordo com informações da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, em Petrolina as vagas são para consultor de vendas, costureira em geral, eletricista, eletrotécnico, encanador, encarregado de obras, engenheiro civil, estoquista, mestre de obras, operador de retro-escavadeira, pedreiro, vendedor interno, tecnólogo em saneamento ambiental, e topógrafo.

Na unidade de Arcoverde as vagas são para alinhador de pneus, borracheiro, mecânico de manutenção de caminhão a diesel e vendedor de consórcio. E em Araripina há oportunidades para vendedor pracista e manicure. O Sine Bahia não informou as vagas para Juazeiro (BA). Clique aqui e confira a lista de vagas.

Indicadores do mercado de trabalho da FGV mostram melhora em janeiro

(Foto: Ilustração)

Os dois indicadores de mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) tiveram melhoras de dezembro de 2018 para janeiro deste ano. O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), que busca antecipar tendências futuras com base em entrevistas com consumidores e empresários da indústria e dos serviços, avançou 4,1 pontos. Com a alta, o indicador chegou a 101,1 pontos em uma escala de zero a 200, o maior patamar desde abril de 2018.

Segundo o economista da FGV Rodolpho Tobler, os resultados positivos nos últimos meses sinalizam uma retomada da recuperação do mercado de trabalho. De acordo com ele, no entanto, é preciso “certa cautela” já que o indicador recuperou apenas pouco mais da metade da queda observada em 2018.

LEIA MAIS

Geração de emprego é promessa do novo mandato de Paulo Câmara

(Foto: Arquivo)

Por duas vezes consecutivas, uma na posse e outra no anúncio oficial do novo secretariado, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu que ele e sua equipe farão ações em todas as áreas para que “Pernambuco possa gerar novos postos de trabalho e devolver aos pernambucanos o que a crise do país tirou”. A promessa do socialista neste início de ano está sendo aguardada com expectativa por muitos pernambucanos que entraram para as estatísticas negativas dos trabalhadores que estão oficialmente fora do mercado de trabalho.

No Brasil, já são quase 13 milhões de pessoas desempregadas. Segundo dados do IBGE, Pernambuco é um dos 14 estados do país que tiveram índice de desemprego superior a média nacional no terceiro trimestre de 2018. Em Pernambuco, 16,7% da população está sem emprego (cerca de 1,4 milhão de pessoas), índice superior em quase 5 pontos percentuais ao nacional, que foi de 11,9%.

LEIA MAIS

Taxa de desemprego recua para 11,6% no trimestre encerrado em novembro

(Foto: Internet)

A taxa de desemprego no país ficou em 11,6% no trimestre encerrado em novembro deste ano. O índice é inferior aos 12,1% registrados no trimestre encerrado em agosto e aos 12% de novembro do ano passado. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o levantamento, a população desocupada ficou em 12,2 milhões em novembro, 3,9% a menos (501 mil pessoas) que agosto e 2,9% abaixo (menos 364 mil pessoas) de novembro do ano passado.

A população ocupada, de 93,2 milhões, é a maior da série histórica, iniciada em 2012. O número de pessoas empregadas é 1,2% maior (mais 1,1 milhão de pessoas) que agosto e 1,3% maior (mais 1,2 milhão de pessoas) que novembro do ano passado.

LEIA MAIS

Oportunidade: Senac recebe currículos para banco de talentos em Petrolina até este domingo (16)

(Foto: Divulgação)

O Senac está recebendo currículos para formação de banco de talentos para professores que tenham interesse em lecionar na Faculdade Senac, que chegará a Petrolina (PE) em fevereiro. O objetivo do banco de currículos é captar professores para os cursos superiores de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e de Tecnologia em Gastronomia. Podem enviar currículos profissionais com graduação em Administração ou áreas afins e graduação em Gastronomia.

Os interessados deverão enviar currículo lattes para o e-mail [email protected], informando no título do e-mail o curso, até o dia o próximo domingo (16).

Confira as qualificações necessárias para cada cargo:

LEIA MAIS

Geração “nem-nem”: 23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam

23% dos jovens brasileiros não trabalham e nem estudam. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que 23% dos jovens brasileiros não trabalham e nem estudam (jovens nem-nem), na maioria mulheres e de baixa renda, um dos maiores percentuais de jovens nessa situação entre nove países da América Latina e Caribe. Enquanto isso, 49% se dedicam exclusivamente ao estudo ou capacitação, 13% só trabalham e 15% trabalham e estudam ao mesmo tempo.

As razões para esse cenário, de acordo com o estudo, são problemas com habilidades cognitivas e socioemocionais, falta de políticas públicas, obrigações familiares com parentes e filhos, entre outros. No mesmo grupo estão o México, com 25% de jovens que não estudam nem trabalham, e El Salvador, com 24%. No outro extremo está o Chile, onde apenas 14% dos jovens pesquisados estão nessa situação. A média para a região é de 21% dos jovens, o equivalente a 20 milhões de pessoas, que não estudam nem trabalham.

A pesquisa foi realizada em parceria do Ipea com a Fundación Espacio Público, do Chile, o Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento Internacional (IRDC), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com apoio do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG).

Nem-nem

LEIA MAIS

Juazeiro bate recorde na geração de empregos em 2018 com criação de mais de 4 mil novas vagas de trabalho

Mais uma vez, Juazeiro se destaca na geração de emprego. (Foto: Divulgação/ASCOM)

Apesar da grave crise financeira que continua impedindo o crescimento e minando gestões de estados e municípios pelo Brasil afora, Juazeiro (BA) mantém uma gestão equilibrada pagando servidores em dia e entregando obras toda semana. E como já se tornou rotina nos últimos anos, os números do Ministério do Trabalho, através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), colocam mais uma vez o município em destaque na geração de emprego.

A partir da gestão do ex-prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) foi implantada uma política perene de desenvolvimento econômico que continua ainda mais forte na gestão do atual prefeito, Paulo Bomfim (PCdoB). Conforme atesta o ranking de empregos formais do Caged, somente no ano de 2018 já são mais de 4.200 vagas no saldo em relação ao ano anterior, um recorde na geração de empregos, com destaque para a agropecuária e indústria de transformação, o que leva Juazeiro ao 1° lugar no interior da Bahia.

Paulo Bomfim lembra que Juazeiro tem se destacado mesmo diante de uma situação alarmante de elevado índice de desemprego que assola diversas cidades brasileiras. “Estamos vencendo a crise buscando alternativas em todas as frentes. É por isso que temos tocado obras em todo o município, atraído a chegada de novas empresas para abertura de mais vagas de empregos, investido em educação e na qualificação profissional das pessoas para formar mão de obra especializada. Nada vem de graça, tudo é fruto de muito trabalho, organização e planejamento. E vamos continuar firmes nessa missão de melhorar cada vez mais a vida de nossa gente”, frisou Paulo Bomfim.

12