Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

P1 Rappers retorna às atividades neste sábado com pocket show no 1º ‘Vale Ensina Arte’ em Petrolina

(Foto: Ascom)

O grupo P1 Rappers, de Juazeiro (BA), vai se apresentar neste sábado (12) na primeira edição do ‘Vale Ensina Arte’, evento sociocultural que busca promover arte e cultura para a população ribeirinha e evidenciar o trabalho de artistas da região. As atividades terão início a partir das 16h, na Porta do Rio, na Orla de Petrolina (PE). O P1 fará um pocket show às 20h30. A entrada é 1kg de alimento não perecível.

Além do P1 Rappers, também vão se apresentar no evento grupos e artistas de Petrolina e Juazeiro, como Coletivo Roots, Banca Zero8Sete, Perdidos do Norte, Napo Hash, DJ Werson, entre outros. Todos os alimentos arrecadados serão destinado a uma instituição filantrópica de Juazeiro.

A programação do ‘Vale Ensina Arte’ contará ainda com oficinas de cordel e de grafite e batalha de rima entre MCs. Confira:

16h – 18h

Oficina de Cordel

Oficina de Grafite

LEIA MAIS

‘Made In Quebrada’ lança primeiro EP com músicas produzidas e gravadas em Juazeiro

(Foto: Divulgação/Ascom)

Já está disponível no Youtube e também nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Soundcloud e Itunes, o primeiro EP do grupo ‘Made In Quebrada’ (MIQ), formado em Juazeiro (BA). O novo trabalho é composto por cinco músicas que trazem influências de estilos musicais de diferentes regiões do Brasil.

“Naquele Esquema”, “Todas em Mim”, “Vai ter Geral”, “Made In Quebrada” e “Se Joga”, que já tem clipe disponível no YouTube, foram gravadas, mixadas e masterizadas no estúdio Casinha Lab, em Juazeiro. As músicas contemplam estilos musicais diversos que existem no Brasil, como o funk do Rio de Janeiro, o pagode da Bahia e a música eletrônica das baladas de São Paulo. “O EP consiste em diversão, alegria! Um momento de descontração. A ideia é que as músicas vão numa decrescente, em todos os ritmos plurais brasileiros”, destaca Blackyva, integrante do MIQ.

‘Made In Quebrada’ é um projeto artístico-musical que reúne artistas de diferentes regiões do Brasil e de diferentes estilos musicais, com o objetivo principal de contemplar e celebrar a periferia. Andrezza Santos (São Paulo – SP), com o MPB, Blackyva (Rio de Janeiro – RJ), com o funk, Dj Werson (Natal – RN), com a música eletrônica, e Euri Mania (Juazeiro – BA), com o rap.

“Janeiro Tem Mais Artes” movimenta Petrolina a partir do dia 22 de janeiro

Programação conta com exposição, espetáculos de música, dança e teatro. (Foto: Lizandra Martins)

De 22 a 31 de janeiro, Petrolina (PE) será palco da 12ª edição do Festival “Janeiro Tem Mais Artes”. Realizado pelo Sesc, o projeto tem o objetivo de valorizar a produção local, democratizar o acesso à arte e fortalecer a economia criativa, ampliando os espaços de apreciação estética no mês de janeiro, período onde tradicionalmente eram oferecidas poucas programações culturais na região.

A abertura do festival acontecerá no dia 22/01, a partir das 19h, no hall do Teatro Dona Amélia, com a exposição “Vazante”, da artista plástica Lys Valentim. Em seguida, às 20h30, o Coro Vozes do Sertão, do IF Sertão (Petrolina), se apresentará no Teatro. Na quarta-feira (23/1), a programação terá início às 19h na Sala de Dança do Sesc, com o espetáculo “O Nascimento do Grito”, com Natália Agla (Petrolina). Às 20h30 o Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina apresentará o premiado espetáculo “3X Plínio Marcos”, no Teatro Dona Amélia. As duas atrações da noite de quarta-feira têm classificação indicativa de 18 anos.

Na quinta-feira (24/01), a Cia de Dança do Sesc Petrolina vai apresentar na Sala de Dança a “Mostra 2 Minutos Para a Dança”. Em seguida, às 20h30, no Teatro Dona Amélia, o grupo Confraria 27 (Petrolina), apresentará o espetáculo de dança “Casa Azul”. Na sexta-feira (25/01), a dançarina e pesquisadora Daniela Amoroso (Salvador-BA) abrirá a programação, às 19h30, no Teatro Dona Amélia, com o espetáculo “Hortênsia”. Na sequência, a cantora Andrezza Santos (Juazeiro-BA), lançará o disco “Alto Lá”.

A programação de sábado (26/01) será aberta com um espetáculo voltado para a criançada, a peça “Estelita entre Fadas e Outros Bichos”, que será apresentada às 19h, no Teatro Dona Amélia, pela Trupe Errante (Petrolina-PE). Às 20h30, o grupo TPA – Teatro Popular de Arte (Petrolina-PE) sobe ao palco para apresentar a peça “A Cantora Careca”, espetáculo com classificação indicativa de 12 anos. A noite será encerrada com muita alegria às 22h na Associação das Mulheres Rendeiras, no bairro José e Maria, com a Festa das Rendeiras, que reunirá o Samba das Cumades (Salvador-BA) e Magdalenas (Petrolina-PE).

No domingo (27/01), o Coletivo Trippé (Petrolina), apresentará a partir das 19h, na Sala de Dança o espetáculo “Janela para Navegar Mundos”.  Às 20h30 a Qualquer Um dos 2 Cia de Dança, levará ao palco “Para Sempre Teu”. Segunda-feira (28/1) a programação será aberta às 19h, na escada de acesso ao Teatro Dona Amélia, com a apresentação de “Genuína”, do grupo Circo no Asfalto (Santo André-SP). Em seguida, às 20h30, no Teatro, a Cia de Dança do Sesc Petrolina apresentará o espetáculo “Rio de Contas”.

LEIA MAIS

Encerramento do projeto “Canções de Natal” emociona público na Praça Santiago Maior

(Foto: ASCOM)

Quem deixou as compras de Natal e final de ano para a última semana teve uma surpresa ao passar por umas das principais praças do Centro de Juazeiro (BA). A Santiago Maior foi palco das apresentações de encerramento do projeto “Canções de Natal”. Idealizado pela Prefeitura junto com CDL/Sindilojas/SEBRAE/ACIAJ, o projeto foi finalizado pelas apresentações das crianças e adolescentes do CRAS dos bairros Itaberaba e Quidé.

A emoção tomou conta de quem passava pelas ruas. A dona de casa Maria das Dores, foi uma das que acompanhou as apresentações de perto. Emocionada ela falou sobre a surpresa. “Achei tudo muito lindo e emocionante. Não sabia que os CRAS faziam este trabalho e fiquei realmente encantada. Parabenizo a todos os organizadores por esta iniciativa”, afirmou.

LEIA MAIS

“Aposta”: novo clipe da banda Quatro por Dois, e seu olhar sobre transtornos mentais na atualidade

(Foto: ASCOM)

Saúde mental ainda é um tema tabu, pouco discutido pelo Sistema de Saúde Pública, pela mídia e comunidade. Essa carência faz com que as pessoas não busquem tratamento adequado, não saibam como agir no relacionamento com alguém ou até mesmo abordar o assunto. Enquanto isso, perto de você alguém pode estar vivendo sem saber como lidar com algum transtorno ou até mesmo tirando a própria vida.

São várias as cobranças que chegam por todos os lados. Somos sempre demandados pelo discurso capitalista que nos ordena: “Emagreça”. “Corte esse cabelo”. “Não use essa roupa”. “Estude medicina, isso não vai dar dinheiro”. “Adquira esse novo produto”. “Você precisa ser e mostrar para o mundo que está feliz”. Sem avisar, decorrente desses e de outros fatores do cotidiano, chegam também crises existenciais, de ansiedade, síndrome do pânico, depressão. Lidar com tudo não é fácil, mas faz parte de tentativa constante de viver bem consigo mesmo em tempos onde não nos é permitido adoecer.

LEIA MAIS

‘Made In Quebrada’: clipe “Se Joga”, contempla a periferia e fala sobre celebrar a vida e ser feliz

(Foto: Lizandra Martins)

Esquece os problemas, reúne as amigas, os amigos, coloca o som no volume mais alto e comece a celebrar, a ser feliz, a se jogar. É disso que fala o primeiro clipe do projeto artístico-musical ‘Made In Quebrada'(MIQ), formado em Juazeiro (BA), que já está disponível no YouTube. “Se Joga” traz um som frenético e dançante, misturando ritmos diversos que vão desde o funk carioca até o pagode baiano. O clipe foi gravado em Juazeiro, na Galeria de artes 4 M´s, localizada no bairro Piranga. O single também já está disponível nas principais plataformas digitais –  Spotify, Deezer, SoundCloud e Itunes.

O roteiro do clipe teve inspiração em produções de artistas nacionais e internacionais, e a galeria escolhida como locação para a gravação garantiu um cenário com quadros coloridos e paredes grafitadas. “O clipe tem referências de alguns artistas norte americanos e brasileiros também, mas com uma pitada juazeirense. A gente reuniu uma galera da periferia de Juazeiro. Nos juntamos, literalmente, para celebrar. ‘Se joga’ é uma música que tem um ritmo de ‘pagodão’ baiano, e que fala exatamente sobre esquecer os problemas, reunir a galera, os amigos, para celebrar, festejar”, destaca Blackyva, um dos integrantes do Made In Quebrada.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina leva música instrumental e tenor para residencial

(Foto: ASCOM)

Noite de surpresas, encanto e emoção. Na terça-feira (18), a Prefeitura de Petrolina (PE) levou ao Residencial Monsenhor Bernardino o projeto ‘Concertos Itinerantes’ que encantou cerca de 200 pessoas com canções natalinas e populares em quase uma hora de apresentação.

O pequeno João Miguel, de quatro anos, teve a oportunidade de reger a ‘Camerata 21 de Setembro’, questionado pelo maestro, o menino disse que quer aprender a tocar o violoncelo. Para a dona de casa, Maria das Dores, este foi um espetáculo único. “Eu nunca tinha visto uma apresentação assim. Foi a coisa mais linda, eles tocaram músicas do ‘Rei do Baião’ e também de Natal”, comenta.

A surpresa da noite ficou por conta da participação do tenor Joel Silfer, que encantou a plateia ao alcançar notas altas nas canções ‘Con te partiro’ e ‘Canto de la terra’. O projeto ‘Concertos Itinerantes’ é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Cronograma de apresentações:

LEIA MAIS

Classificadas as 12 canções finalistas do 21° Festival Edésio Santos da Canção

12 canções são classificadas para a final do Festival Edésio Santos da Canção que acontece neste sábado (01) em Juazeiro. (Foto: ASCOM)

Na noite de sexta-feira (30), foram classificadas as 12 canções concorrentes à final do 21° Festival Edésio Santos da Canção. O evento em homenagem aos 60 anos da Bossa Nova, é realizado pela Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Cultura, e contou com a participação e interação do público.

O profissional de tráfego aéreo Valdir Gondim, se diz amante da Música Popular Brasileira (MPB) e ficou empolgado com as apresentações musicais da segunda noite do Festival. “Primeiro fiquei encantado com a qualidade da Banda Base, depois gostei demais das músicas e como elas empolgaram o público. Acho que se tem uma coisa que merece continuação e investimento é esse festival. O município está de parabéns”, ressaltou Valdir.

LEIA MAIS

Petrolinense de 8 anos participa do Programa da Eliana; exibição da apresentação vai ao ar neste domingo (02)

O petrolinense Pedro Lucas Marins, de apenas 8 anos de idade, conhecido popularmente como “Peluca Marins”, participou do Programa da Eliana na emissora SBT, onde cantou ao lado do seu ídolo Mano Walter. Peluca foi descoberto pela produção do programa através de seus vídeos publicados em redes sociais. Antes de gravar nos estúdios do SBT, a equipe do programa esteve em Petrolina (PE) para gravar com o cantor mirim durante os dias 27 e 28 de outubro.

O nome artístico se dá pela junção dos dois primeiros nomes do garoto. Segundo Mayara Marins, mãe de Peluca, o gosto pela música começou logo nos primeiros anos de vida. “A história da música na vida dele é desde pequenininho, ninguém da família é músico, mas ele sempre teve esse dom”, conta Mayara.

LEIA MAIS

Projeto musical ‘Made In Quebrada’ faz pré-lançamento do primeiro clipe nesta sexta-feira (30)

(Foto: ASCOM)

O primeiro clipe do projeto artístico-musical ‘Made In Quebrada’, formado em Juazeiro (BA) em agosto deste ano, é do hit “Se joga”. O clipe será lançado no Youtube, neste final de semana, e o pré-lançamento será nesta sexta-feira (30), durante o “Baile Black Wakanda Forever”, no Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). O evento marca o encerramento das atividades do “Novembro Negro” na instituição e contará com apresentações musicais, feira de artes e desfile de moda.  A entrada é gratuita e aberta à comunidade externa, a partir das 17h.

“Se Joga” traz um som frenético e dançante, misturando ritmos como o funk carioca e o pagode baiano. O clipe da música foi gravado em Juazeiro, na Galeria de artes 4 M´s, localizada no bairro Piranga. O single já está disponível no Spotify, Deezer e SoundCloud.

O projeto ‘Made In Quebrada’ reúne artistas de diferentes regiões do Brasil e de diferentes estilos musicais, com o objetivo principal de contemplar e celebrar a periferia. Andrezza Santos (São Paulo – SP), com o MPB, Blackyva (Rio de Janeiro – RJ), com o funk, Dj Werson (Natal – RN), com a música eletrônica, e Euri Mania (Juazeiro – BA), com o rap. Além de “Se Joga”, outras quatro músicas ainda serão lançadas pelo grupo para compor o primeiro EP do projeto, somente com produções autorais, com gravação, mixagem e masterização de Iago Guimarães, do estúdio Casinha Lab.

Festival Edésio Santos começa nesta quinta-feira (29) em Juazeiro; saiba mais sobre o homem que dá nome ao evento

Edésio Santos nasceu na cidade de Afrânio, Pernambuco, em 1931, mas foi em Juazeiro que viveu durante toda sua vida. (Foto: Divulgação/ASCOM)

O Festival Edésio Santos da Canção (FESC) está em sua 21° edição, mas nem todo juazeirense conhece a história do homem que dá nome ao evento: Edésio Raimundo dos Santos. Negro, ajudante de pedreiro, engraxate, relojoeiro, funcionário público, cantor e compositor. Amigo e companheiro de João Gilberto, que mesmo não tendo sido reconhecido nacional e internacionalmente, tem grande influência musical na cidade de Juazeiro.

Edésio Santos nasceu na cidade de Afrânio, Pernambuco, em 1931, mas foi em Juazeiro que viveu durante toda sua vida. Amava a música. Participou de grupos musicais como o Sambossa na década de 1960, acompanhou artistas consagrados que se apresentaram em Juazeiro e região e comandou o primeiro trio elétrico no  carnaval da cidade, apenas com músicas instrumentais, sem cantores. A amizade com João Gilberto fez muita gente crer que Edésio teria ‘ensinado’ João a tocar violão no ritmo do que depois se consolidou como bossa nova.

“Conheci Edésio nos anos de 1960. Ele era relojoeiro e consertou um relógio meu. Sempre falava que nunca ensinou nada a João. Contava que se reunia no Cais com Pedrito, Seu Galo e João Gilberto já chegava sempre com uma coisa nova. ‘Quem ensinou alguma coisa a João Gilberto?’, era o que dizia Edésio. Tocaram juntos, foram amigos. Um negro e pobre, o outro branco e rico. A música os uniu”, concluiu o amigo e músico em comum Maurício Dias, atual superintendente de Cultura e Turismo. 

LEIA MAIS

Luiz Caldas é atração confirmada no Festival Edésio Santos em Juazeiro

Além de Luiz Caldas, Império Afro, Camilla Yasmine e Deijane Dieh também irão se apresentar no FESC. (Foto: Divulgação/ASCOM)

O Festival Edésio Santos da Canção (FESC) começa na próxima quinta-feira (29), no Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro (BA) às 20h, e o cantor baiano Luiz Caldas fará o show de encerramento, numa homenagem aos 60 anos da Bossa Nova. Império Afro, Camilla Yasmine e Deijane Dieh também irão se apresentar no FESC.

Vinte e quatro canções concorrem ao prêmio total de R$33 mil. Na quinta-feira (29) 12 canções são apresentadas; na sexta-feira (30) mais 12 músicas serão interpretadas. “Dessas 24, doze serão classificadas pelos jurados e irão se apresentar no sábado”, explica o Superintendente de Cultura Maurício Dias. 

LEIA MAIS

Ordem de apresentação das canções no Festival Edésio Santos é definida, através de sorteio realizado pela SECULTE

(Foto: ASCOM)

Na manhã desta quarta-feira (21), a organização da 21ª edição do Festival Edésio Santos da Canção realizou, na Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE) o sorteio para definir a ordem de apresentação das canções no Festival. Embora todos os classificados tenham sido convocados, o sorteio aconteceu na presença de dois participantes. O FESC acontece entre os dias 29 de novembro a 01 de dezembro, no Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro (BA), a partir das 20h.

Segundo informações do Gerente de Cultura Ramon Raniere, o sorteio de apresentação aconteceu com transparência e esse ano foi antecipado. “Nós sempre realizamos esse sorteio na semana que o festival é realizado, mas antecipamos para que os concorrentes tenham tempo de organizar suas torcidas, mobilizar seus familiares e amigos. Infelizmente muitos não compareceram, mas foi importante a presença dos que participaram, para evidenciar a transparência do processo. A ordem de apresentação foi definida e tudo indica que teremos um grande festival.”, disse.

Para a jornalista e uma das concorrentes do FESC, Joyce Guirra, o sorteio foi feito com muita tranquilidade. “Fiquei na 11° posição, no primeiro dia de apresentações. Já participo do Festival Edésio Santos há alguns anos e essa será a segunda vez que defenderei uma canção de minha autoria. Estou muito ansiosa, porque o festival para mim é uma celebração da boa música, valorização dos artistas e troca de experiências.”, afirma Joyce.

“A transparência do sorteio foi muito boa. Eu serei o 4ª a me apresentar na segunda noite e gostei disso. Estou cheio de expectativa para o Festival, sempre fico. O que vai ser julgado é uma questão secundária, mas sempre acreditamos que nossa música vai chegar ao topo. Gosto muito de participar do Festival, independente do resultado. Gosto do clima, da interação com os colegas participantes. Sempre que puder, vou me inscrever e participar”, ressaltou o concorrente João Energia.

Ordem de apresentação:

LEIA MAIS

Juazeiro celebra Dia da Consciência Negra com shows de artistas locais

(Foto: ASCOM)

Muita música e arte marcaram as comemorações pelo Dia da Consciência Negra em Juazeiro (BA), celebrado nesta terça-feira, 20 de novembro. O evento, realizado no Arco da Ponte, com a participação do grupo P1 Rappers e vários artistas da região, fez parte da programação do “Novembro Negro” realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES).

Segundo os organizadores, o objetivo principal da celebração foi, realizar um momento de reflexão acerca da condição do povo negro na atualidade e divulgar o trabalho de artistas negros da cidade. “Pensamos no Euri por ser um jovem negro de periferia que traz em sua arte o discurso que a gente defende todos os dias, de que a gente precisa combater o racismo, o genocídio da juventude negra. Acreditamos que essa geração de artistas negros da nossa periferia precisa ter visibilidade”, afirmou a diretora de Diversidade Luana Rodrigues.

LEIA MAIS

‘Sesc Partituras’: Quinteto CarrancaBones se apresenta em Petrolina

Quinteto CarrancaBones se apresenta pelo Sesc Partituras em Petrolina (Foto: Divulgação/ASCOM)

Na próxima quinta-feira (22), a música volta a tomar conta de Petrolina (PE), que receberá pela terceira vez o projeto “Sesc Partituras”. Nesta edição, o público poderá conferir gratuitamente no Teatro Dona Amélia, às 20h, o concerto do grupo petrolinense Quinteto CarrancaBones.

Em sua apresentação, o Quinteto CarrancaBones pretende levar ao palco um rico repertório nordestino através do timbre do trombone de vara, mostrando possibilidades musicais por uma formação homogênea. No repertório de composições, destaca-se um contraste da música pernambucana do armorial com os sons populares, uma representação de ritmos e folguedos em formato de suítes, sambas, choros e valsas.

Formado há menos de um ano, o Quinteto surgiu como uma formação reduzida do projeto Coral CarrancaBones, com a proposta de fomentar os compositores do Vale do São Francisco e das regiões circunvizinhas por meio da sonoridade do trombone. A estética musical do grupo parte do princípio experimental trazendo expressividade de timbres variados para um mesmo instrumento e suas possibilidades.

Sesc Partituras 

LEIA MAIS
123