“Faremos o que é certo”, diz Barroso sobre registro de Lula após ser confirmado como relator

(Foto: Mauro Pimentel/AFP)

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, decidiu nessa quinta-feira (16) que o ministro Luís Roberto Barroso será o relator do pedido de registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Questionado sobre o encaminhamento do processo, o ministro afirmou que “faremos o que é certo”.

Na quarta-feira (15), poucas horas depois de o PT entrar com o pedido de registro da candidatura de Lula à Presidência da República, o Ministério Público Eleitoral (MPE) protocolou uma impugnação (questionamento), argumentando que o ex-presidente não é elegível, de acordo com os critérios da Lei da Ficha Limpa. A questão deve ser analisada por Barroso.

LEIA MAIS

Mega-Sena não tem acertador e prêmio pode chegar a R$ 23 milhões

Sem vencedor, o prêmio principal do concurso 2069 da Mega-Sena acumulou e pode chegar a R$ 23 milhões no próximo sorteio, no dia 18 de agosto. As dezenas sorteadas foram: 031734354048.

A aposta mínima, com seis números, custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica do país até as 19h de sábado (18).

Manchetes dos principais jornais do país

O Globo
Falta trabalho e perspectiva a 27 milhões de brasileiros

Folha de São Paulo
Doria é o principal alvo em debate, e segurança tem destaque

O Estado de São Paulo
Na largada, desemprego recorde desafia candidatos a presidente

Jornal do Commercio
Mais de 27 milhões sem emprego

Diário de Pernambuco
Mercado de imóveis aquecido na várzea

Folha de Pernambuco
Mais pessoas desistem de procurar empregos

A Tarde
Brasil tem recorde de quem busca emprego há dois anos

Tribuna da Bahia
Número de desocupados cai na Bahia

Correio da Bahia
Juri popular que inocentou Katia Vargas é anulado

O Dia
Saiba qual fórmula de aposentadoria rende mais para o segurado

Valor Econômico
ANP vai obrigar Petrobras a abrir fórmula de preços

Correio Braziliense
Quatro saem na frente na corrida pelo Buriti

Meio Norte
Teresina em transformação

Justiça do Trabalho suspende leilão de distribuidoras da Eletrobras

(Foto: Internet)

O leilão das distribuidoras da Eletrobras, marcado para o dia 30 de agosto, foi suspenso hoje (16) por uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ). Em sessão ordinária do Órgão Especial, a maioria dos integrantes acompanhou o voto da desembargadora Sayonara Grillo Coutinho Leonardo da Silva, que concordou com o pedido feito pelos Sindicatos dos Trabalhadores das empresas de distribuição de energia elétrica da Eletrobras para impedir a continuação do processo de venda das distribuidoras.

Os desembargadores deram provimento ao agravo regimental dos trabalhadores da categoria para reformar a decisão do desembargador Enoque Ribeiro dos Santos, relator do agravo, que permitia o andamento do processo.

Segundo o TRT, 11 desembargadores divergiram da posição do desembargador e três acompanharam o relator. Com isso, o Órgão Especial do TRT/RJ, reformou a decisão do relator do agravo. Nessa quarta-feira (15), o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, e o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia (MME), Márcio Félix, disseram que o leilão estava mantido para o dia 30 de agosto.

Entenda

No dia 4 de junho, a juíza Raquel de Oliveira Maciel, titular da 49ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, concedeu liminar para interromper o processo de privatização de cinco distribuidoras da Eletrobras, até que as estatais apresentassem um estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho em curso e nos direitos adquiridos por seus empregados.

LEIA MAIS

Candidatura de Lula é registrada no TSE; PGR pede impugnação

(Foto: Internet)

Nessa quarta-feira (15), o Partido dos Trabalhadores (PT) protocolou o pedido de registro de candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fernando Hadad aparece como vice da chapa.

Desde a manhã dessa quarta, alguns petistas realizaram várias atividades políticas para exaltar o ex-presidente. Uma marcha pelas ruas de Brasília, organizada pelo MST e outros movimentos sociais, teve como destino o TSE.

Pedido de impugnação

Ainda no início da noite dessa quarta, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a impugnação da candidatura do ex-presidente.

LEIA MAIS

Ministro diz que orçamento da educação deve crescer em 2019

O orçamento para 2019 será definido pela Lei Orçamentária Anual (LOA). (Foto: Ilustração)

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Esteves Colnago, disse nesta terça-feira (14) que educação “sempre foi prioridade” para o governo e que o orçamento do setor “vai crescer em 2019, sem sombra de dúvida”. Colnago participou de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

O ministro ressaltou, no entanto, que os gastos obrigatórios, principalmente com pagamento de pessoal, têm crescido ano a ano limitando a parte discricionária do Ministério da Educação (MEC), ou seja, a parte que pode ser aplicada livremente em políticas públicas e investimentos. “[O orçamento] vai crescer. Agora, a composição dele, não sei como vai ser. A despesa obrigatória cresce. Talvez tenha alguma restrição, alguma limitação na discricionária”, disse.

LEIA MAIS

Mega-Sena pode pagar R$ 6,5 milhões nesta terça-feira

A Mega-Sena pode pagar até R$ 6,5 milhões para a aposta que acertar as seis dezenas do concurso 2.068, que acontece nesta terça-feira (14). O sorteio será realizado a partir das 20h na cidade de Coribe (BA).

O concurso desta terça faz parte da semana especial de Dia dos Pais, que também terá sorteios na quinta (16) e no sábado (18).  Tradicionalmente, os concursos da Mega-Sena acontecem duas vezes por semana, às quartas e sábados.

No último sábado (11), ninguém acertou os números da sorte e, com isso, o prêmio acumulou. As dezenas foram: 021113263259.

A chance de se acertar as seis dezenas da Mega-Sena com um jogo simples é de uma em 50.063.860 possibilidades de combinações.

Manchetes dos principais jornais do país

O Globo
Procura por armas dispara, e controle do governo é falho

Folha de São Paulo
Socorro a estados e municípios vai custar R$ 90 bi em 3 anos

O Estado de São Paulo
Cármen defende Ficha Limpa; Wagner lança alerta ao PT

Jornal do Commercio
Presidente eleito terá orçamento apertado

Diário de Pernambuco
Juízes recebem 21,7 vezes mais que trabalhador

Folha de Pernambuco
Imóveis abandonados terão novo uso

A Tarde
Professores e servidores voltam hoje ao trabalho

Tribuna da Bahia
Cidade baixa vai abrigar Centro Administrativo Municipal

Correio da Bahia
Baianos na informalidade

O Dia
INSS agiliza acordos com os segurados na Justiça

Valor Econômico
Venda de Braskem sofre resistências na Petrobras

Correio Braziliense
Saidão revolta família de vítimas e preocupa a polícia

Meio Norte
Maranhão: Postos ficam sem óleo e gasolina

Governo estuda parceria privada para construção e gestão de presídios

(Foto: Arquivo)

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começou a elaborar projetos de parceria público-privada para construção e gestão de presídios no país. Segundo a diretora do BNDES Eliana Lustosa, o banco está desenhando o modelo, que será implementado primeiramente no Maranhão, para ser depois replicado pelos outros estados, adaptando o modelo básico às necessidades locais.

“Essa parceria [do BNDES] com o Ministério da Segurança Pública permite que, uma vez desenhado o modelo, ele seja replicável para várias unidades e que não se tenha que pensar, a cada projeto, a forma de estruturar. O fato de ter os recursos do FunPen [Fundo Penitenciário Nacional], que são recursos não contingenciáveis, viabiliza uma solução financeira de longo prazo para esses projetos, que são uma demanda de longa data no Brasil”, afirmou Eliana.

Criado em 1994, o FunPen recebe anualmente cerca de R$ 400 milhões em verbas das loterias e soma, atualmente, R$ 1,113 bilhão. Eliana informou que o banco entrará com a expertise na estruturação dos projetos, para fazer o trabalho com os estados de forma integrada e gerando uma economia de escala, além de incluir o conteúdo social.

LEIA MAIS

Prazo para agendar revisão de auxílio-doença e invalidez termina nesta segunda

(Foto: Arquivo)

Termina nesta segunda-feira (13) o prazo para agendar a perícia de revisão do auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Nesta etapa, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) convocou 178.935 pessoas para a revisão.

Quem não agendar, pode ter o pagamento do benefício suspenso. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS neste prazo, o benefício será cancelado. Quem marcar a perícia e não comparecer também perde o benefício.

A lista dos beneficiários convocados pode ser consultada aqui. Também é possível fazer a consulta pelo telefone 135. Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.

Manchetes dos principais jornais do país

O Globo
Rombo na previdência dos estados quadruplica

Folha de São Paulo
Em retração, classes A e B ganham 464 mil negros

O Estado de São Paulo
Conta de Luz sobre quatro vezes mais do que a inflação

Jornal do Commercio
Casos de clonagem de celular aumentam

Diário de Pernambuco
O poder da bancada evangélica

Folha de Pernambuco
Após derrota do Sport, técnico entrega o cargo

A Tarde
Vacinação na Bahia está abaixo  da média nacional

Tribuna da Bahia
IGP-M  acumula inflação de 8,89% em 13 meses em prévia de agosto

Correio da Bahia
Triste rotina

O Dia
Segurado tem até hoje para agendar perícias do pente-fino

Valor Econômico
Confirmada a operação com Itaú, XP lança banco

Correio Braziliense
Assalto com reféns  termina em acidente e mortes no Eixão sul

Meio Norte
Piauí é o 2º em Parques o país

Exportação de animais vivos para abate pode ser proibida

(Foto: Internet)

Um projeto para proibir a exportação de animais vivos destinados ao abate foi apresentado pelo senador Rudson Leite (PV-RR) no início deste mês e tramita na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), onde aguarda recebimento de emendas.

A proposta (PLS 357/2018) destaca o crescimento dessa atividade nos últimos anos no Brasil, trazendo à discussão as condições de maus-tratos a que são submetidos os animais transportados e a poluição decorrente do lançamento dos dejetos animais in naturano meio ambiente.

No texto, o senador aponta recente episódio em que a 25ª Vara Cível Federal de São Paulo acatou pedido da Organização Não Governamental Fórum Nacional de Proteção Animal e suspendeu os embarques de animais vivos em todo o território nacional, até que o país de destino se comprometa, mediante acordo entre as partes, a adotar práticas de abate compatíveis com a legislação brasileira.

Maus-tratos

Os maus-tratos no transporte de animais vivos foram atestados na inspeção realizada por técnicos da prefeitura de Santos (SP). O laudo evidencia que os animais são enclausurados em espaços reduzidos para serem transportados em longas viagens marítimas, nas quais enfrentam tempestades e calor intenso.

LEIA MAIS

Mega-Sena vai sortear R$ 3 milhões neste sábado

A Mega-Sena sorteia neste sábado (10) R$ 3 milhões do concurso 2.067. O sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) na cidade de Ribeirão dos Índios, em São Paulo.

As apostas pode ser feitas até as 19h (horário de Brasília) de hoje em qualquer lotérica do país.

Se um apostador acertar o prêmio e aplicar na poupança, receberá R$ 11 mil de rendimentos por mês. Com o valor do prêmio, é possível comprar 85 carros populares.

Inscrições para estudantes do Fies são prorrogadas devido a erro

Após uma falha que impediu a inscrição de estudantes o Fies (Financiamento Estudantil) do segundo semestre, o Ministério da Educação (MEC) ampliou o prazo para o grupo afetado pelo erro.

Agora, os estudantes têm até o dia 17 deste mês para garantir uma vaga na universidade pelo programa federal. O prazo vencia nesta sexta-feira (10).

Para não perder o financiamento, os estudantes precisam atualizar os cadastros na página do Fies na internet, fase em que eles não conseguiram concluir no prazo estipulado pela pasta da educação do governo federal devido á falha.

Temer diz que analisará reajuste do STF se receber a proposta

Só no STF o impacto da medida será de R$ 2,8 milhões. (Foto: Internet/aquivo)

O presidente da República, Michel Temer, preferiu a cautela nesta sexta-feira (10) ao ser perguntado sobre o reajuste dos ministros do Supremo Tribunal Federal que, se confirmado pelo Senado, pode elevar o teto constitucional para R$ 39 mil.

“Isto é uma coisa que o Congresso vai analisar ainda, está começando a ser debatido. Quando chegar nas minhas mãos, se chegar, eu analiso”, disse.

Acompanhado pelos ministros das Cidades, Alexandre Baldy, e da Justiça, Torquato Jardim, Temer participou de evento de lançamento de 1.080 apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida, em Goiânia. Também em Goiânia, ainda pela manhã, o presidente acompanhou um mutirão de saúde na cidade.

123