Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Instrutores do PROERD da 7ª CIPM realizam palestra em escola de Santa Maria da Boa Vista

Os Instrutores do PROERD da 7ª CIPM ministraram, nessa segunda-feira (22), uma palestra com o tema: “drogas e suas consequências” para cerca de 300 pessoas na Escola de Referência em Ensino Médio Professora Edite Matos (EREMPEM), em Santa Maria da Boa Vista (PE).

Vários alunos participaram do evento, que é uma parceria da Polícia Militar de Pernambuco e a Comunidade Escolar, visando a conscientização da Juventude e a importância de dizer não às Drogas.

Juazeiro deve receber “Casa Abrigo” para mulheres vítimas de violência doméstica

Casa Abrigo oferece à mulher vítima de violência doméstica um serviço de abrigamento com caráter sigiloso.

A Secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade de Juazeiro, Cida Gama, esteve em Salvador nessa quarta-feira (17) para participar de uma reunião da Câmara Técnica para construção da proposta de Regionalização do Serviço de Acolhimento para Mulheres Vítimas de Violência – Casa Abrigo.

Durante a reunião, foram discutidos os fluxos e procedimentos da Casa Abrigo Regional. Ao todo, três municípios polos da Bahia já fizeram o aceite para sediar a Casa Abrigo e atender suas regiões, entra elas Juazeiro.

No entanto, é necessário que o município atenda a critérios que assegurem um serviço qualificado, incluindo atendimento com psicólogos, assistentes sociais e profissionais capacitados.

Para a secretária Cida Gama, a Casa vem para fortalecer ainda mais a Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher do município. “Já temos uma Rede consolidada em nosso município e a vinda da Casa Abrigo vem para somar ainda mais. É nosso dever enquanto gestão municipal atuar no combate e enfrentamento à violência, evitando que ela aconteça, mas também buscar todos meios disponíveis para dar proteção à mulher em situações já ocorridas”, destacou.

LEIA MAIS

Morador do bairro São Joaquim reclama de sujeira e denuncia falta de segurança

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

“Lixo a perder de vista, queimada de lixo constantemente, carroceiros jogando entulhos, matagal com três metros de altura, bocas de lobo estouradas, tudo sendo despejado dentro dessa lagoa, mau cheiro 24 horas por dia, assaltos a mão armada”.

Esse é o relato de um morador do bairro São Joaquim em Petrolina (PE) que entrou em contato com o nosso blog para denunciar o abandono da comunidade. Segundo ele, o problema se concentra na rua 09 e vai até a rua 17, afetando também os bairros vizinhos como Dom Avelar, São Jorge e Terra do Sul.

A falta de saneamento básico é outro problema enfrentado pelos moradores. “É lamentável, nenhuma obra é feita para resolver essa situação. Entra ano e sai ano e a Compesa não resolve a situação do saneamento básico desses bairros, e a situação só piora”, disse o morador que não quis se identificar.

A nossa produção entrou em contato com os órgãos competentes responsáveis pelos serviços citados pelos moradores. Por meio de nota, A Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) de Petrolina (PE) informou que “a demanda será encaminhada para o setor responsável para ser resolvida o quanto antes, de acordo com as demandas previamente registradas.”

LEIA MAIS

711 aprovados em concurso da polícia devem ser convocados até o final do ano, afirma secretário da SDS

(Foto: Reprodução/Governo de PE)

Durante a apresentação dos dados sobre a redução de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), o secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua afirma que existe a previsão de convocação de novos delegados e policiais científicos para trabalhar em Pernambuco.

Segundo Pádua, 711 concursados devem ser chamados ainda em 2018: “Até o fim do ano estamos concluindo concursos para contratação de soldados e oficiais que começam a se formar em janeiro”. 140 delegados, 511 agentes e entre 60 e 100 policiais científicos devem ser convocados.

O secretário também anunciou que novas delegacias serão inauguradas e que a SDS identificou uma necessidade de interiorizar o combate à corrupção em Pernambuco. “Em novembro vamos inaugurar o batalhão de Itapissuma e o Complexo de Polícia Científica de Palmares, que inclui um novo IML para dar mais velocidade e qualidade na apuração dos homicídios na Zona da Mata Sul”, disse Pádua.

Índices de homicídios em Pernambuco voltam a subir

No Sertão do estado a redução nos números desses crimes foi mínima.

Dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) nesta segunda-feira (15) mostram que os índices da taxa de homicídios voltaram a subir no estado nesse mês de setembro, saindo de 287 em agosto, para 320. Desde o início do ano, já foram registrados 3.232 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).

Segundo balanço da secretaria, 72,5% dos crimes foram motivados por tráfico de drogas, acerto de contas e outras atividades criminais. Em relação ao mesmo período do ano passado, o levantamento mostra uma diminuição de 22% desse tipo de crime, quando foram contabilizadas 4.143 ocorrências.

No Sertão do estado a redução nos números desses crimes foi mínima. Os municípios sertanejos somaram, em setembro de 2018, 51 ocorrências, apenas três a menos que no mesmo período de 2017.

Número de roubos diminui em Pernambuco, segundo levantamento da SDS

(Foto: SDS/Divulgação)

De acordo com um levantamento divulgado pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) na última quinta-feira (11), as estatísticas de roubos continuam caindo em todo o estado. Setembro de 2018 apresentou o menor patamar desse indicador dos últimos 41 meses. Na série histórica, somente abril de 2015 registrou número menor de investidas criminosas com o objetivo de subtrair bens e valores, o equivalente a 6.125 ocorrências. No mês passado, houveram  6.695 ocorrências, uma redução de 30,38% no comparativo com o mesmo período de 2017 – quando chegaram às polícias 9.617 queixas de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). Com isso, já são 13 meses consecutivos de queda dos índices de assaltos, incluindo as investidas contra veículos, assalto a bancos, celulares e ônibus, no comparativo com os mesmos meses do ano anterior.

“Estamos, dia a dia, aperfeiçoando a prevenção e o combate a esse tipo de crime. Já colhemos resultados de programas e iniciativas inovadoras, a exemplo do projeto Koban, em Boa Viagem (PE), do programa Alerta Celular, das forças-tarefa Coletivas, Bancos e Cargas. E vamos ampliar e fortalecer essas atuações integradas, com uso de inteligência policial, parceria com a comunidade e estratégias que retirem criminosos de circulação e ataquem a raiz e a motivação dessas práticas. Somente em 2018, mais de 25 mil pessoas foram presas em flagrante pelas polícias”, avaliou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

No acumulado de janeiro a setembro deste ano, a retração alcançou -23,73% quando esse intervalo é comparado com seu equivalente em 2017. De 95.062 ocorrências, diminuiu para 72.500. Todas as regiões de Pernambuco contribuíram para esse cenário, com destaque para o Agreste, com -26,54% nesse período de nove meses (de 17.402 para 12.783 casos). Na Região Metropolitana (excetuando-se a capital), o decréscimo foi de 24,56%, saindo de 32.812 CVPs para 24.752. Os casos de roubo caíram 18,63% na Zona da Mata (11.309 para 9.202), enquanto no Sertão ocorreram -16,57%, passando de 5.008 para 4.178.

Ao considerar apenas o mês de setembro último, a região na qual os números mais recuaram em relação a setembro de 2017 foi o Agreste, -45,48%, ao cair de 1.904 para 1.038 ocorrências. Em seguida vem a Região Metropolitana (exceto o Recife), que teve 2.289 queixas de roubo no mês, contra 3.218 no mesmo mês do ano anterior (-28,82%). Os casos no Sertão diminuíram em 25,3% (de 502 para 375) e, na Zona da Mata, 14,56% (de 1.058 para 904).

Entre as Áreas Integradas de Segurança de Pernambuco que mais têm obtido resultados positivos no combate aos CVPs estão a AIS 14 (Caruaru), que apresentou o menor quantitativo de assaltos em 42 meses (com 539 ocorrências, mês teve menor criminalidade desde março de 2015), e a AIS 26 em Petrolina (PE), onde as polícias computaram 141 roubos, total mensal mais baixo em 45 meses (somente dezembro de 2014 teve menos CVPs nessa área).

Roubos de celulares

LEIA MAIS

Setembro tem redução de 30% em roubos no estado de Pernambuco

(Foto: Reprodução/Internet)

Os índices apresentados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco na noite de quinta-feira (11) apontam uma redução de 30,38% no número de roubos no Estado. De acordo com a SDS, foram registradas 6.695 ocorrências em 2018, contra as 9.617 do ano passado no mesmo período, o que representa o menor número dos últimos 41 meses.

No acumulado de janeiro a setembro de 2018, os chamados Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) totalizaram 72.500 roubos, uma redução de 23,73% se comparado ao mesmo período de 2017, quando foram registrados 95.062 ocorrências.

O Agreste foi o principal responsável pela redução nos índices. Na região houve redução de 26,54% de roubos em nove meses. A Região Metropolitana do Recife, exceto a capital, teve queda de 28,82% enquanto que o Sertão conseguiu diminuir 16,57% nos nove primeiros meses do ano. No Recife, entre janeiro e setembro deste ano, o número de roubos caiu 24,56% se comparado ao mesmo período de 2017.

LEIA MAIS

Esquema de segurança nas eleições não afetará policiamento no final de semana, afirma polícia

Urnas passaram por auditoria na semana passada (Foto: Blog Waldiney Passos)

Neste domingo (7) os eleitores de Petrolina e região vão às urnas eleger seus representantes na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Câmara dos Deputados, Senado, Governo e Presidência da República. Para manter a ordem e a segurança no pleito, as polícias Civil e Militar montaram um esquema de segurança especial.

A PM está fazendo desde às 7h desse sábado (6) a escolta do prédio das urnas da Justiça Eleitoral na Vila Mocó até as 625 seções, divididas nas três Zonas Eleitorais do município. Segundo a tenente Joseane, chefe de Planejamento e Operações do 5º BPM, 250 policiais trabalharão nesse pleito.

Além da escolta, os agentes serão responsáveis pela segurança das urnas na área interna nos locais de votação. Amanhã atuarão em dupla na parte externa, mantendo a ordem nas seções e após a votação deverão acompanhar a devolução das urnas na Justiça Eleitoral.

LEIA MAIS

17 mil policiais trabalharão nas eleições de Pernambuco, esse ano não haverá Lei Seca

(Foto: Reprodução/Governo de PE)

Uma coletiva de imprensa realizada na capital Recife definiu como será o esquema de segurança em Pernambuco neste final de semana de eleição. De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), 17 mil policiais trabalharão no pleito de domingo (7).

15 mil são policiais militares e 1800 civis. Haverá também apoio dos bombeiros militares, go grupo tático aéreo, corregedores e da Polícia Científica. O Governo do Estado investiu R$ 9,5 milhões para montar o esquema de segurança, que não contará com apoio das tropas federais.

A SDS também informou que não haverá Lei Seca, ou seja, se um eleitor chegar a sua zona eleitoral embriagado deverá ser orientado a voltar sóbrio. No trânsito, entretanto, a fiscalização segue normalmente.

Em caso de roubo, perda ou extravio de documentos a SDS orienta ao cidadão registrar Boletim de Ocorrência em uma delegacia ou via internet. O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a SDS para saber mais informações a respeito do esquema de segurança em Petrolina, porém, a Assessoria de Comunicação não retornou ao nosso pedido.

Petrolina: moradores do bairro Atrás da Banca reclamam de falta de segurança

Bairro Atrás da Banca. (Foto: Google Maps)

Uma moradora do bairro Atrás da Banca, em Petrolina (PE), entrou em contato com o nosso blog e muito amedrontada denunciou a falta de segurança no bairro. Segundo ela, em menos de um mês, três residências foram arrombadas.

A insegurança é tanta, que os moradores têm receio de sair de casa. Roubos de celular e de outros bens são corriqueiros. A quantidade de moradores de rua que ficam perambulando nas proximidades do bairro, também tem tirado o sossego da comunidade. Segundo a moradora, essas pessoas em situação de rua, muitas delas usuárias de drogas, oferecem risco à população.

Para os moradores do bairro, a falta de rondas policiais no local tem deixado os moradores à mercê dos criminosos. “Eu tenho medo por que os assaltantes estão entrando nas casas pela porta da frente, à luz do dia. Eu temo pela vida dos meus filhos. Nós queremos mais policiais no bairro, precisamos de segurança, pagamos tanto imposto, o mínimo que a gente pode ter é segurança”, relatou a moradora que não quis se identificar.

Solicitamos uma nota da PM de Pernambuco para que seja esclarecida a situação de vulnerabilidade em que se encontram os moradores, bem como saber quais medidas serão tomadas para garantir a segurança da comunidade. Infelizmente, até o momento não obtivemos resposta.

Moradores da zona rural de Casa Nova pedem mais segurança após ataques de vândalos

Falta de segurança na zona rural tem incomodado moradores.

Os moradores do interior de Casa Nova (BA) estão insatisfeitos com o crescimento da violência na região. Segundo relatos, muitas residências da zona rural do município estão sendo invadidas, além dos vários assaltos registrados nas estradas da região.

Um caso em especial, que está circulando nas redes sociais, está chamando a atenção da comunidade. De acordo com o relato, na última semana, uma casa localizada no Sítio Santo Antônio, que fica a cerca de 13 km da cidade, foi invadida por alguns marginais.

Durante a ação, os indivíduos quebraram diversos eletrodomésticos e levaram alguns objetos de valores. No entanto, o que chocou a população foi o fato dos criminosos agredirem, sem motivo, os moradores da casa.

Devido ao aumento da criminalidade na zona rural, onde moram principalmente idosos, os moradores pedem que seja aumentada a segurança nesses locais para coibir a atuação desses marginais.

Esquemas de segurança e infraestrutura são definidos para os eventos de comemoração ao aniversário de Petrolina

(Foto: ASCOM)

Os preparativos para as comemorações dos 123 anos de Petrolina continuam: nesta terça-feira (18), representantes da prefeitura e da Polícia Militar (PM) se reuniram na Orla da cidade para definir a estratégia de segurança e infraestrutura dos eventos festivos. Ao todo, cerca de 200 pessoas farão a segurança durante a festa, da próxima quinta-feira (20), que tem como atrações a banda Axé 90 Graus e Gabriel Diniz.

A micareta, que está prevista para iniciar às 20h, contará com o efetivo da Polícia Militar; Guarda Civil Municipal; agentes de trânsito; seguranças particulares; cordeiros; SAMU e Disciplinamento Urbano.

Durante os próximos dois dias, também estarão sendo realizados os serviços de limpeza, iluminação e poda das árvores em todo circuito da Orla 2. “Estamos na contagem regressiva para a grande festa de aniversário de Petrolina. Para isso, é necessário cuidar de todos os detalhes a fim de garantir a segurança e o bem-estar de todos os petrolinenses que vão se divertir ao som de muito axé e forró”, ressalta o diretor de Eventos e Turismo do município, Thulio Teobaldo.

Confira a programação completa:

LEIA MAIS

Pernambuco: homicídios caem pelo nono mês seguido, segundo SDS

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), que divulgou nessa quinta-feira (13) os números a respeito de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em Pernambuco, agosto deste ano foi o mês menos violento em uma série histórica de 38 meses.

Ao todo, foram registrados 287 assassinatos, uma redução de 30% em relação a agosto de 2017, quando foram computados 411 crimes do tipo. O mês passado se consolidou como o 9º consecutivo de declínio nos CVLIs, no comparativo com o ano anterior.

“As estatísticas de agosto foram reflexo de fortes investimentos nas forças de segurança, como a contratação de 5,5 mil policiais, compra de 700 motocicletas, 1,3 mil viaturas, implantação de novas unidades das polícias Militar, Civil, Científica e Corpo de Bombeiros em todo o Estado”, disse o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

LEIA MAIS

Segundo SDS, Pernambuco registrou em agosto o menor número de roubos em 41 meses

(Foto: Blog Waldiney Passos)

De acordo com dados divulgados pelo boletim da Secretaria de Defesa Social (SDS), nessa quarta-feira (12), o estado de Pernambuco registrou em agosto de 2018 o menor número de roubos em um intervalo de 41 meses, iniciado em abril de 2015.

Ao todo, foram contabilizadas 7.222 ocorrências de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP) no mês. O total é 32,96% menor que o registrado em agosto de 2017, quando Pernambuco teve 10.733 roubos. Este foi o 12º mês consecutivo de queda no número de roubos do Estado.

Todas as regiões de Pernambuco registraram a redução dos crimes. No Agreste foram 1.090 ocorrências; no Sertão, 349; na Região Metropolitana do Recife (exceto o Recife), 2.250; apenas o Recife, 2.586; e, por fim, a Zona da Mata com 947.

Ainda segundo a SDS, a cidade de Caruaru se destacou na redução dos índices apresentando uma queda de 61,3% entre agosto de 2017 e agosto de 2018. Este ano foram 332 roubos contra 857 no ano passado.

Agressor de Bolsonaro ficará em cela isolada

Bolsonaro foi atacado na quinta-feira (6) (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)

Depois de ser levado de Minas Gerais para o Mato Grosso do Sul, Adélio Bispo de Oliveira ficará em uma cela isolado no presídio federal de Campo Grande. Ele foi preso após esfaquear o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) na quinta-feira (6), em Juiz de Fora (MG).

LEIA TAMBÉM:

Adélio Bispo é transferido para presídio federal no Mato Grosso do Sul

A transferência de Adélio ocorreu no início da manhã, em um avião da Polícia Federal. A decisão de levá-lo para Campo Grande veio após a audiência de custódia, realizada ontem (7).  Adélio ficará em uma cela de aproximadamente 7 metros quadrados, com cama, banco, escrivaninha, prateleiras, vaso, pia e chuveiro. Ele ficará isolado, em uma ala destinada a réus colaboradores e presos protegidos pela justiça, ou com risco a integridade física.

Ele terá direito a 6 refeições diárias. O cardápio varia entre arroz ou massa (macarrão, lasanha, nhoque) salada, feijão, farofa e carne (de frango, peixe, bovina ou suína), refeição acompanhada de refresco. O presídio de Campo Grande tem capacidade para 220 presos.

123