Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Com dupla estrangeira, Carrancas mira título e acesso à elite do futebol americano

A temporada 2018 do Carrancas Futebol Americano tem o pontapé inicial neste domingo (29), na partida de estreia da Liga Nordestina da modalidade. Representando o Vale, a equipe recebe o Arcoverde Templários às 17h, no Estádio Municipal Paulo de Souza Coelho.

O jogo marca não apenas a estreia do Carrancas na competição regional, como também será a primeira partida dos reforços anunciados na última semana: a dupla norte-americana Jeremy Green, Jr Leach e o brasileiro Raynner Araújo.

LEIA TAMBÉM:

Carrancas anuncia contratação de atletas norte-americanos para disputa da Liga Nordestina

Jeremy e Jr foram “recrutados” por Raynner – que tem família e mora em Petrolina – via internet e aceitaram a proposta do clube. “Tem um site que você cadastra para jogar fora do país, teve uma área que você conversa online e encontrei eles. Fiz a proposta, a Jr, ele gostaram”, disse o atleta.

Eles compõem a lista de 59 jogadores que estão inscritos na competição. Apesar de ainda estarem na fase de adaptação ao novo país e cultura, Jr e Jeremy estão otimistas para a temporada. “Quero ajudar esse time avançar de nível, creio que será um lugar onde me divertirei jogando”, disse Jr.

Companheiro de Jr desde a liga semi-profissional, Jeremy não vê muita diferença no nível do esporte norte-americano para o brasileiro. “Lá o jogo é rápido e de mais contato, mas o tamanho dos atletas é semelhante aqui e lá”, comentou.

Há menos de 15 dias na região, eles ainda estão sob os cuidados atenciosos da diretoria do Carrancas e já conheceram alguns pontos turísticos e provaram comidas típicas da região.

Para Carlos Adonay, diretor de Marketing, as contratações são mais uma prova da evolução do clube e coloca o Carrancas como candidato ao título regional, para sonhar com uma vaga no Brasil Futebol Americano (BFA), a elite da categoria no país.

“É um sinal que o esporte está caminhando bem, que o público que vai ao estádio está se transformando em torcedor, esse é um dos projetos a médio e longo prazo”, finaliza.

Deixe uma resposta