Corrida e caminhada para conscientização sobre a Síndrome de Down serão realizadas em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Conscientizar a população sobre a Síndrome de Down. É com este propósito que mais de 250 inscritos participam no próximo domingo (20) da ‘2ª Corrida e Caminhada Azzo Saúde – Correndo por uma causa’, que terá a largada às 7h no estacionamento do parque Josepha Coelho, em Petrolina (PE). Além da corrida competitiva de cinco quilômetros para atletas com direito à medalhas, troféus e premiação em dinheiro, haverá também  a caminhada da família com distância de três quilômetros, incluindo crianças e idosos.

A iniciativa, que conta com o apoio da Agrovale e esgotou as inscrições na semana passada, faz parte de um projeto social desenvolvido pela clínica Azzo Saúde desde setembro de 2018, quando realizou a primeira edição da corrida com o tema ‘Autismo’.

“Esse ano nosso foco é a Síndrome de Down e a conscientização de todos pela luta contra o preconceito e a discriminação, os piores inimigos dos portadores desta síndrome que apresentam características físicas típicas e algum comprometimento intelectual mas que tem os mesmos direitos e necessidades”, ressaltou a diretora executiva da clínica e coordenadora da corrida, Camila Pinheiro.

Para o diretor vice-presidente da Agrovale, Denisson Flores, a participação da empresa no evento tem uma dupla importância. “Procuramos sempre apoiar os esportes, a exemplo das ações desenvolvidas no Campeonato Baiano de Ciclismo de Estrada e na Meia Maratona Tiradentes. Nesta 2ª Corrida e Caminhada Azzo Saúde, além do conteúdo esportivo temos ainda uma causa humanitária que é a conscientização de pais, profissionais da saúde, educadores e população na luta contra as restrições impostas aos portadores desta síndrome”, concluiu.

A Síndrome de Down

No Brasil, mais de 300 mil pessoas são portadoras da Síndrome de Down. As pessoas com Síndrome de Down têm 47 cromossomos no núcleo das células em vez de 46, como é comum. A Trissomia 21 é causada por um cromossomo extra no par 21, uma configuração que não resulta em uma doença e sim em uma condição genética. Durante o evento o público terá à disposição orientações médicas, nutricionais, fisioterapeutas, psicológicas, aferição da pressão arterial, testes glicêmicos, entre outras atividades culturais, lúdicas e físicas.

Deixe uma resposta