Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cristina Costa ratifica sua saída da Câmara de Vereadores e confirma Cabo Horácio em sua vaga

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A vereadora Cristina Costa (PT) participou do programa Super Manhã com Waldiney Passos por telefone na manhã dessa quarta-feira (15) e confirmou seu afastamento da Câmara de Vereadores de Petrolina, para disputar as eleições de outubro como deputada estadual.

Segundo a vereadora, seu substituto será Cabo Horácio (PMN). Entretanto, sua saída não acontecerá de imediato, isso porque a lei eleitoral permite que ela continue com seu mandato enquanto disputa o pleito no estado. Mas para Cristina, a espera se deve a uma organização dela e de Horácio.

Hoje Cabo Horácio trabalha em Afogados da Ingazeira, depois de ser transferido no que a vereadora chamou de “perseguição política” por ele ser uma liderança dentro da polícia. Mas sua posse na Casa Plínio Amorim somente acontecerá com 15 dias.

“Cabo Horácio veio com toda disposição de fazer uma coligação com o PT para fortalecer a nossa legenda, na perspectiva para que a gente pudesse ampliar nossas vagas na Câmara de Vereadores. Não só ampliamos, como mantivemos as duas vagas do Partido dos Trabalhadores na Câmara de Petrolina”, relembrou Costa.

Compromisso com o Cabo

Pesou para a decisão da vereadora seu compromisso com Cabo Horácio durante a campanha de 2016, aliança que ela destacou no programa. “Eu me comprometi, reconhecendo a importância da contribuição dele para que o PT tivesse essas duas vagas e disse que independente de ser candidata ou não, ele assumira o mandato para poder se aposentar com todos seus direitos”, destacou.

Eleições 2018

“Vou pleitear uma vaga atendendo a pedidos da base, fortalecendo o meu partido na perspectiva de que a gente mantenha as vagas de deputado que já temos ou amplie. Eu vou me ausentar para que ele [Cabo Horácio assuma]”, relatou. Apesar da decisão, ela afirma que pode retornar à Câmara caso não consiga uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Deixe uma resposta