Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Dia Nacional do Surdo: a UPAE/IMIP de Petrolina na luta pela inclusão

(Foto: Divulgação/ASCOM)

O dia 26 de setembro é considerado o Dia Nacional do Surdo e o próprio mês como um todo é chamado de “Setembro Azul” pela comunidade surda. A iniciativa tem como objetivo fazer as pessoas refletirem sobre a inclusão dos deficientes na sociedade e marca a luta por direitos. A UPAE/IMIP de Petrolina (PE) abraça mais essa causa.

A principal pauta das manifestações que acontecem no Brasil, nessa época, gira em torno da educação dos surdos e da criação de Escolas Bilíngues para o ensino da Libras. “A inclusão acontece quando cada um de nós se interessa, procura entender e ser mais compreensivo. E isso nós já fazemos na UPAE”, garante a coordenadora geral, Grazziela Franklin.

Segundo Grazziela, o cuidado da Unidade de saúde é visto na prática “Temos cadeiras reservadas e respeitamos a prioridade dos idosos, deficientes e gestantes, de acordo com a Lei Nº 10.048, de 2000. Trabalhamos com uma política de acessibilidade, promovemos um curso de libras para uma de nossas assistentes administrativas e o nosso objetivo agora é ampliar a oferta desse atendimento”, informa a gestora.

Todos os dias os surdos enfrentam situações diferentes de exclusão e preconceito, passando despercebidos pelos ouvintes como se fossem invisíveis. E é aí que está a chave da questão: a deficiência não está na surdez, mas em quem se recusa a escutar a voz dos surdos. A deficiência está em tudo o que se faz para impedir que as pessoas surdas aprendam, consumam e se divirtam.

“Na UPAE nós estamos trabalhando para quebrar essas barreiras, inclusive contratamos recentemente um profissional deficiente auditivo, e esperamos que os diversos segmentos da sociedade façam o mesmo”, finaliza Grazziela.

Deixe uma resposta