Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Eleitores devem ir às urnas eleger seis representantes, saiba a ordem de votação

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A eleição de 2018 é mais extensa do que a municipal e o petrolinense deve escolher hoje (7) seis representantes: um deputado estadual, um deputado federal, dois senadores, um governador (e vices) além do presidente da República (e vice). Para não se atrapalhar na hora da votação, o Blog preparou algumas orientações na hora de ir à urna.

Ordem de votação

O primeiro voto é para deputado federal (quatro dígitos). Em seguida é a vez de escolher o deputado estadual (cinco dígitos), os dois senadores (três dígitos), governador (dois dígitos) e presidente (dois dígitos). Ao digitar os números será exibida a foto do candidato e basta confirmar.

Voto de legenda

Para deputado federal e estadual o eleitor pode escolher dar seu voto à legenda, sem escolher um representante específico. Basta digitar os dois primeiros dígitos (referentes ao partido). Na urna será exibido que o voto é de legenda e basta confirmar.

Voto branco e nulo

Caso o eleitor deseje anular o voto, basta digitar um número inexistente. Para anular suas escolhas, deve-se clicar na tecla específica da urna e confirmar. Esses votos não são validados pela Justiça Eleitoral e não serão contabilizados.

Voto em trânsito e justificativa

Esse ano eleitores que solicitaram o voto em trânsito terão uma seção específica para fazê-lo: o Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora, no Centro da cidade. Serão disponibilizadas duas urnas. Já a justificativa pode ser feita em qualquer local de votação.

Processo eleitoral

Serão escolhidos 1.059 deputados estaduais e 513 federais. Em Pernambuco, 6.570.072 eleitores estão aptos a votar, espalhados em 185 municípios. Deste quantitativo, mais de 53% são mulheres. Em Petrolina há 198.599 cidadãos aptos para votar nas 625 seções, divididas em três zonas eleitorais.

Segundo o promotor do Ministério Público de Pernambuco (MPE), Tilemon Gonçalves, esse ano o a campanha foi mais tranquila. “No geral foi um pleito tranquilo, tivemos uma legislação eleitoral modificada pelos próprios políticos que facilitou a campanha. Não tivemos problemas com carros de som incomodando as pessoas, não tivemos conflitos”, disse ao Blog.

Deixe uma resposta