Em nota, AMMPLA não aponta solução imediata sobre problemas em transporte público

As pessoas que pegam o transporte público na Zona Leste de Petrolina, em Pernambuco, mais especificamente a rota Monsenhor Bernardino/Loteamento Recife e Vivendas Petrolina/Vila Marcela vão ter que aguardar até que o Plano de Mobilidade Urbana seja aprovado pela Câmara e sancionado pelo prefeito Júlio Lóssio (PMDB). Isso porque segundo a Assessoria de Comunicação da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), o problema só deve ser resolvido após o projeto.

Enquanto isso, a população parece que vai ter que aguentar um coletivo apertado e de baixa qualidade.

Entenda o caso, aqui. 

Veja a Nota na íntegra:

1º A linha Vila Marcela/Loteamento Recife foi  dividida em duas com a seguinte característica:
a) – Linha Vivendas/Vila Marcela com 4 veículos fixos mais um comercial atendendo via Av. Monsenhor Angelo Sampaio e Rua Pedrinhas ao campus universitário.

b) – Linha Monsenhor Bernardino/loteamento Recife com 4 veículos fixo mais um comercial, atendendo via Areia Branca e Rua Pedrinhas ao Campus universitário.

Dessa forma os moradores dos bairros Loteamento Recife e Vila Marcela tiveram um incremento de 01 veículo fixo por bairro, mais um  comercial, já que antes só tinham 03 veículos fixos, mantivemos a linha circular com 4 veículos atendendo aos bairros Vila Marcela e Loteamento Recife. Agora essas duas comunidades contam com 08 veículos cada e mais a possibilidade de integração temporal para seus deslocamentos.

Com Relação a Clinica do Rim, os usuários no sentido centro bairro contam com as linhas Henrique Leite 03 veículos, Monsenhor Bernardino 04 veículos, Campus Universitário 02 veículos mais a integração Temporal.

E todas essas medidas são provisórias até a implantação do Plano de Mobilidade Urbana de Petrolina. que aguarda a tramitação na Câmara de Vereadores.

ASCOM-AMMPLA

Deixe uma resposta