Exclusivo: sobe para 7 o número de casos de microcefalia em Petrolina

GEDSC DIGITAL CAMERA

Secretária de Saúde de Petrolina Lúcia Giesta

Em entrevista exclusiva a este Blog a secretária de Saúde Lúcia Giesta, informou que subiu para 7 o número de casos de bebês com microcefalia no município de Petrolina. Da última vez em que convocou a imprensa para uma coletiva o número de registros era de apenas 2 casos, agora são 3 casos confirmados de bebês recém-nascidos e 4 suspeitos que a secretaria está monitorando ainda intra útero.

Os casos confirmados são de dois bebês dos bairros Idalino Bezerra e Mandacaru e o terceiro de uma gestante que mora em Petrolina, mas que foi ter o filho em Salgueiro-PE.

Muito preocupada com o aumento do número de bebês com microcefalia em todo o país, sobretudo em Pernambuco que registra o maior número de casos com 874 confirmados até agora,  Lúcia Giesta comunicou que o município está realizando uma campanha com outdoors espalhados pela cidades, investimentos em Bus Mídia e orientações nas escolas para alertar a sociedade sobre os riscos causados pelo mosquito Aedes Aegypti. Mas ela lembrou também que o mosquito não é o único transmissor da doença que pode ser adquerida também através do sêmen e transfusão sanguínea, portanto, unge uma atenção maior de toda a população.

Em Petrolina toda criança que nasce e tem indicativo de perímetro cefálico igual ou inferior a 32 centímetros é encaminhada para fazer  uma tomografia para ver se tem alguma alteração, se confirmado segue com outras investigações. “Foi montado um ambulatório na AME da Vila Eduardo com pediatra,  psicólogo e fisioterapeuta, para poder está estimulando essas crianças”, ressaltou a secretária.

Deixe uma resposta