Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Haddad descumpriu 9 de 10 metas para a saúde em São Paulo, mostra auditoria do TCM

(Foto: Internet)

Segundo informações da auditoria do Tribunal de Contas do Município (TCM), divulgada pelo jornal Folha de São Paulo, o candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), descumpriu 9 das 10 metas de governo para a saúde quando foi prefeito de São Paulo, de 2013 a 2016. O presidenciável não conseguiu se reeleger, sendo derrotado pelo tucano João Doria.

Com base na mostra da auditoria do TCM, o jornal diz que “Haddad, por exemplo, prometeu inaugurar três hospitais (Parelheiros, Brasilândia e Vila Matilde), mas, segundo a auditoria, não entregou nenhum deles, sendo que a penas 50% dos trabalhos previstos foram realizados”.

O candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) “também afirmou que reformaria e melhoraria 20 prontos-socorros, usando como modelo conceitual as Unidades de Pronto Atendimento, além de implantar 5 novas UPAS. Segundo relatório técnico do TCM, realizado entre fevereiro e março de 2017, o prefeito petista cumpriu apenas 22, 5 % dessa meta”.

De acordo com a Folha de São Paulo, “na auditoria, o TCM destaca ainda a queda da satisfação da população com a área da saúde. Afirma que em 2013, quando Haddad assumiu, a nota média geral dada pelo paulistano para a saúde era 4,9. Em 2016, caiu para 3,7”.

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha cerca de três meses antes da eleição municipal de 2016 mostrou que 79% dos paulistanos consideravam que Haddad havia feito menos do que o esperado na saúde”. (Com informações da Folha de S. Paulo)

Deixe uma resposta