Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Haddad enfrenta crescimento de rejeição, segundo pesquisa do Datafolha

(Foto: Internet)

Conforme Haddad (PT) vai se tornando mais conhecido e cresce nas pesquisas de intenção de voto, o candidato à Presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT), também vê subir sua taxa de rejeição, segundo levantamento do Datafolha divulgado na madrugada desta quinta-feira (20)

A rejeição ao ex-prefeito de São Paulo passou dos 22%, registrados em 10 de setembro, um dia antes de confirmar sua candidatura na cabeça de chapa do PT, para 29% na nova pesquisa.

Levando em consideração os últimos três levantamentos do Datafolha, Haddad foi o único que viu sua rejeição crescer fora da margem de erro. Todos os demais candidatos oscilaram dentro dela.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as intenções de voto com 28%, mantém a maior rejeição entre os presidenciáveis, com 43%. Depois, aparece Marina Silva (Rede) com32%. Geraldo Ackmin tem 24%, Ciro Gomes (PDT), 22%, e Cabo Daciolo (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU), têm 19% cada um.

O Datafolha entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça-feira (18) e na quarta-feira (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-06919. O nível de confiança é de 95%. (Com informações do site UOL)

Deixe uma resposta