Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

LDO aprovada na Câmara de Vereadores determina ações de preservação ao rio São Francisco e fortalecimento de programas sociais em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Apesar da rápida sessão realizada na terça-feira (2), os vereadores de Petrolina aprovaram por 16 votos a zero um dos mais importantes Projetos de Lei do Poder Executivo. A chamada Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece as metas e prioridades para o exercício financeiro da cidade.

LEIA TAMBÉM:

LDO é aprovada por unanimidade e sessão é encerrada

Com base na LDO será elaborado o orçamento do ano seguinte, nesse caso, de 2019. O PL nº 050/2018 enviado pelo Poder Executivo no dia 31 de julho foi aprovado pela Comissão de Finanças e Orçamento, presidida pelo vereador Ronaldo Silva (PSDB) e foram apresentadas 72 emendas dos edis.

Perspectivas da LDO

Mas afinal, como a LDO define de que forma a Prefeitura deverá investir seus recursos no município? Simples: na matéria são apresentadas as prioridades e metas da administração pública. No PL enviado à Casa Plínio Amorim, são desmembrados os setores e como será trabalhado o orçamento.

Em qualidade de vida, por exemplo, o texto fala de “ampliar ações de prevenção e promoção da saúde, garantindo atendimento humanizado”, através do fortalecimento da Rede Municipal de Saúde. Outros pontos abordados na LDO são o Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Desenvolvimento Sustentável, Desenvolvimento Econômico e a Gestão Pública Eficaz.

Entre as propostas apresentadas pela Prefeitura estão a preservação do bioma Caatinga e do Rio São Francisco, fortalecer o pequeno produtor rural, impulsionar o turismo e fortalecer programas sociais na cidade.

LOA e PPA

Essas duas siglas significam, respectivamente, a Lei Orçamentária Anual e Plano Plurianual e também trazem metas e prioridades da administração pública. Esses Projetos de Lei ainda serão discutidos e analisados na Câmara de Vereadores, antes do fim do ano.

Vale ressaltar que o orçamento de 2019 engloba os poderes Executivo (Prefeitura) e Legislativo (Câmara), incluindo gastos com pessoal e recursos disponíveis para o ano seguinte.

Deixe uma resposta