Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Mais um corpo de grávida que morreu no HDM poderá ser exumado; garante Comissão Especial da Câmara

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O presidente da Comissão Especial de Inquérito da Câmara de Vereadores de Petrolina, Ronaldo Cancão (PTB), informou que a Polícia Civil pediu a justiça, autorização para fazer exumação de mais um corpo de uma paciente que teria morrido no Hospital Dom Malan, por suposta negligência médica.

Trata-se de Geislane Lopes Alves, que era moradora da zona rural do município de Remanso (BA). Segundo Juvenilson Lopes Souza, esposo da vítima, Geislane estava grávida e teria dado entrada no Hospital Dom Malan/IMIP no dia 02 de outubro de 2017 e após o parto, faleceu naquela unidade hospital no dia 10 de outubro, supostamente por negligência médica.

LEIA TAMBÉM

Exumação do corpo de jovem gestante que faleceu no HDM está acontecendo na manhã desta quarta

Paulo Valgueiro explica porque exumação de gestante morta do HDM foi necessária

Segundo o vereador Ronaldo Cancão, a Comissão Especial de Inquérito teve participação fundamental na apuração do caso para que a Polícia pudesse fazer o pedido de exumação do cadáver. “Ajudamos o poder Judiciário quando conseguimos localizar uma peça chave que era o viúvo da jovem Geislane de Remanso. Trouxemos a Petrolina e aqui foi ouvido pela comissão, foi ouvido pelo delegado, e partindo desse princípio a Polícia pediu a exumação do corpo e a autorização deve sair nesses 15 ou 20 dias para que possa elucidar todos esses problemas ocorridos no Hospital Dom Malan”, afirmou Cancão.

Na última quarta-feira (25), foi feita a exumação do corpo da jovem Milian Carvalho da Silva, de 15 anos, que também estava grávida e morreu no dia 02 de maio deste ano no Hospital Dom Malan/IMIP. O resultado dos exames para atestar a real morte da adolescente deve ficar pronto na segunda quinzena de agosto.

O vereador Ronaldo Cancão informa que a Comissão Especial de Inquérito está acompanhando seis casos de mortes ocorridas no HDM e que vai continuar ouvindo os envolvidos com o objetivo de esclarecer os fatos. “A gente fez um compromisso com a sociedade de ajudar a deixar com clareza e transparência toda essa situação da sequência de óbitos, da sequência de sofrimento do Hospital Dom Malan. Nós não queremos fazer ainda nenhum juízo referente ao Hospital ou a médico A e B. O que a gente quer é a verdade sobre tudo que passou no HDM/IMIP”, garantiu o presidente da Comissão.

Deixe uma resposta