MEC anuncia plano para educação e estima implantar mais de 100 escolas cívico-militares

O Ministério da Educação (MEC) pretende implementar 108 escolas cívico-militares até 2023. O anúncio foi feito nessa quinta-feira (11), durante um evento do ministro Abraham Weintraub em Brasília. Ele apresentou o Compromisso Nacional Pela Educação Básica, onde determinou metas para os próximos anos.

O documento reúne ações que devem ser implementadas até o final da gestão de Jair Bolsonaro (PSL). Além das escolas militares, pretende-se dar celeridade à conclusão de mais de 4 mil creches até 2022; conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os estados; e ofertar cursos de ensino a distância para melhorar a formação de professores, até 2020, entre outras ações.

O documento foi elaborado pelo MEC em conjunto com estados e municípios representados pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). As ações são voltadas para a educação básica, englobando o ensino infantil ao médio.

De acordo com Weintraub, o plano busca dar mais protagonismo aos estados e municípios. Com isso, até 2030 o Brasil deve ser referência na educação em toda América Latina. (Com informações da Agência Brasil).

Um Comentário

  • Roberto José

    11 de julho de 2019 at 21:15

    Seria uma notícia sensacional se uma dessas escolas militares fosse implantada aqui em Petrolina, na área do 72 Bimtz, nos moldes do Colégio Militar do Recife, referência do Norte-Nordeste em ensino fundamental e médio. O prefeito deve ficar atento a isso, e usar da força política que dispõe para trazer uma dessas escolas para nossa cidade; e, se seguir o mesmo modelo do de Recife, com certeza será referência para toda a região.

    Responder

Deixe uma resposta