Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Mototaxistas de Juazeiro reclamam de prejuízo causado pelos clandestinos

(Foto: Ilustração/Internet)

A reclamação dos mototaxistas de Juazeiro (BA) sobre a atuação dos clandestinos não é recente. Esse é um problema que há muito tempo os trabalhadores legalizados enfrentam. Desde que o serviço de mototáxi foi criado, pessoas aproveitaram a oportunidade para atuar de forma ilegal. Uma concorrência desleal.

No último fim de semana, Juazeiro foi sede de dois processos seletivos: o vestibular da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), e o concurso público do Banco do Nordeste. Nestas ocasiões, o prejuízo para os mototaxistas legalizados fica ainda mais evidente, assim como o desrespeito dos clandestinos e a falta de fiscalização, por parte da Companhia de Segurança Trânsito e Transporte (CSTT).

Em nota divulgada nas redes sociais, a Associação de mototaxistas falou sobre a situação vivenciada no fim de semana. “Tem mais clandestinos que legalizados, nas portas das escolas não tem agente de trânsito da CSTT, nem para organizar o trânsito quanto mais para fiscalizar, ” diz um trecho da nota.

Ainda de acordo com a Associação, a fiscalização dá conta dos legalizados, mas ignora os clandestinos. “Não dá para trabalhar assim, pagamos muito por isso, nós legalizados não podemos andar atrasados que prendem nossas motos, agente eles fiscalizam, já os clandestinos não”, conclui.

Nossa produção entrou em contato com a prefeitura de Juazeiro para saber qual o posicionamento da CSTT diante da reclamação, bem como quais providências serão tomadas para resolver o problema. Até o momento não obtivemos.

Um Comentário

Deixe uma resposta