Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

“Não jogo pra plateia” afirma Maria Elena em sessão com plenário lotado por taxistas 

Matéria já está sendo discutida pelos vereadores (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão de terça-feira (28) começou quente na Casa Plínio Amorim. Taxistas e representantes de aplicativos lotaram o Plenário da Casa para acompanhar o trabalho dos vereadores. Isso porque o Projeto de Lei nº 040/2018 que regulamenta o transporte individual privado por aplicativos de celular, como o Uber, poderia entrar na Ordem do Dia.

O PL do Executivo tem parecer da Comissão de Justiça e Redação aprovado, no entanto, ainda falta a assinatura do parecer da Comissão de Obras e Serviços Públicos. Em meio a bate-bocas e desejo de votação da matéria, Maria Elena (PRTB) teve um posicionamento que chamou a atenção de todos os presentes.

Contrariando muitos colegas, ela disse que não votará nenhuma matéria por pressão popular, fazendo uma crítica direta a Zenildo Nunes (PSB), que segundo a colega de bancada, estava jogando para a plateia.

“Nós temos que respeitar o que está na pauta, respeitar o trabalho dos vereadores. Peço ao senhor presidente que respeite rigorosamente os trabalhos dessa Mesa”, afirmou Elena que por diversas vezes teve sua fala interrompida pelo público.

Mesmo desagradando taxistas e motoristas de Uber, Elena não cedeu: “Não jogo pra plateia, eu sou eleita trazendo assunto com seriedade e principalmente respeitando o trabalho da mesa e de cada um dos vereadores”, concluiu.

Ela foi seguida pelo presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB). Ele afirmou que “estamos conduzindo os trabalhos sem fazer média”. Apesar do posicionamento dos edis, o próprio Osório colocou em votação o PL com suas 11 emendas modificativas, sete aditivas e uma supressiva.

Deixe uma resposta