Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Número de roubos diminui em Pernambuco, segundo levantamento da SDS

(Foto: SDS/Divulgação)

De acordo com um levantamento divulgado pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) na última quinta-feira (11), as estatísticas de roubos continuam caindo em todo o estado. Setembro de 2018 apresentou o menor patamar desse indicador dos últimos 41 meses. Na série histórica, somente abril de 2015 registrou número menor de investidas criminosas com o objetivo de subtrair bens e valores, o equivalente a 6.125 ocorrências. No mês passado, houveram  6.695 ocorrências, uma redução de 30,38% no comparativo com o mesmo período de 2017 – quando chegaram às polícias 9.617 queixas de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). Com isso, já são 13 meses consecutivos de queda dos índices de assaltos, incluindo as investidas contra veículos, assalto a bancos, celulares e ônibus, no comparativo com os mesmos meses do ano anterior.

“Estamos, dia a dia, aperfeiçoando a prevenção e o combate a esse tipo de crime. Já colhemos resultados de programas e iniciativas inovadoras, a exemplo do projeto Koban, em Boa Viagem (PE), do programa Alerta Celular, das forças-tarefa Coletivas, Bancos e Cargas. E vamos ampliar e fortalecer essas atuações integradas, com uso de inteligência policial, parceria com a comunidade e estratégias que retirem criminosos de circulação e ataquem a raiz e a motivação dessas práticas. Somente em 2018, mais de 25 mil pessoas foram presas em flagrante pelas polícias”, avaliou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

No acumulado de janeiro a setembro deste ano, a retração alcançou -23,73% quando esse intervalo é comparado com seu equivalente em 2017. De 95.062 ocorrências, diminuiu para 72.500. Todas as regiões de Pernambuco contribuíram para esse cenário, com destaque para o Agreste, com -26,54% nesse período de nove meses (de 17.402 para 12.783 casos). Na Região Metropolitana (excetuando-se a capital), o decréscimo foi de 24,56%, saindo de 32.812 CVPs para 24.752. Os casos de roubo caíram 18,63% na Zona da Mata (11.309 para 9.202), enquanto no Sertão ocorreram -16,57%, passando de 5.008 para 4.178.

Ao considerar apenas o mês de setembro último, a região na qual os números mais recuaram em relação a setembro de 2017 foi o Agreste, -45,48%, ao cair de 1.904 para 1.038 ocorrências. Em seguida vem a Região Metropolitana (exceto o Recife), que teve 2.289 queixas de roubo no mês, contra 3.218 no mesmo mês do ano anterior (-28,82%). Os casos no Sertão diminuíram em 25,3% (de 502 para 375) e, na Zona da Mata, 14,56% (de 1.058 para 904).

Entre as Áreas Integradas de Segurança de Pernambuco que mais têm obtido resultados positivos no combate aos CVPs estão a AIS 14 (Caruaru), que apresentou o menor quantitativo de assaltos em 42 meses (com 539 ocorrências, mês teve menor criminalidade desde março de 2015), e a AIS 26 em Petrolina (PE), onde as polícias computaram 141 roubos, total mensal mais baixo em 45 meses (somente dezembro de 2014 teve menos CVPs nessa área).

Roubos de celulares

O fortalecimento do Programa Alerta Celular contribuiu para que os roubos de telefones móveis baixassem e chegassem, no mês de setembro, a menor marca do ano. No total, foram 2.651 ocorrências registradas em todo o Estado, o que representa uma redução de 33% em relação a setembro de 2017, quando foram notificados 3.945 casos.

Na soma dos nove meses, a queda dos roubos a celulares apresenta uma redução de 28%. Ao todo, foram 27.498 casos registrados entre janeiro e setembro, deste ano, contra 38.184 notificados no mesmo período do ano passado.

O Alerta Celular, que entrou em funcionamento em março do ano passado, ainda foi responsável pela ampliação na recuperação de aparelhos roubados. Só em setembro, foram 590 celulares recuperados, 484% a mais que o número de recuperados no mesmo mês de 2017. Desde que foi criado, o programa da SDS já ajudou a recuperar 4.608 telefones. Atualmente, mais de 233 mil aparelhos estão cadastrados no sistema.

Assaltos a Bancos

 As investidas consumadas contra agências bancárias, carros-fortes e caixas eletrônicos tiveram no acumulado de 2018, um decréscimo de 30%. Em todo o ano de 2017, foram 78 casos notificados, contra 54, neste ano de 2018. Importante ressaltar, neste caso, o trabalho contínuo da Força Tarefa Bancos, que já prendeu 37 pessoas ligadas a esse tipo de crime em Pernambuco.

Mais prisões e apreensões

No mês de setembro, as forças de segurança pública foram responsáveis por cumprir 495 mandados de prisão, assim como pela autuação em flagrante delito de 3.162 pessoas e pela apreensão de 495 pessoas por ato infracional. Em todo ano, já são 24.968 prisões em flagrante.

Além disso, no mês passado, foram apreendias 572 armas, alavancando para 5.080 o número total de apreensões em 2018. Este ano, as polícias atuaram em 4.172 ocorrências de tráfico de drogas, sendo 486 operações em setembro.

Com informações da SDS

Deixe uma resposta