Petrolina: presos por tentativa de fraude no concurso da Guarda são liberados após audiência de custódia

Celulares e gabarito foram apreendidos no domingo (Foto: Blog Waldiney Passos)

Os cincos presos na tentativa de fraude do concurso da Guarda Civil Municipal de Petrolina foram liberados após a audiência de custódia, realizada na manhã de ontem (1°). A informação foi confirmada pelo delegado responsável pela Operação Test Failed, da Polícia Civil de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil detalha operação que prendeu cinco pessoas durante concurso em Petrolina

Cinco pessoas são presas após fraude no concurso da Guarda Municipal de Petrolina

De acordo com o delegado Gregório Ribeiro, todos foram liberados mediante o pagamento de fianças. “O professor mediante o pagamento de três salários mínimos e o restante, incluindo o policial militar, mediante o pagamento de um salário mínimo”, explicou ao Blog.

Os envolvidos

Dionísio Felipe dos Santos Junior é professor do IF-Sertão e foi preso em flagrante no domingo (30). Ainda segundo o delegado, o docente foi detido pelo crime de fraude, assim como Joilton Feitosa de Souza, policial militar que também atuava no esquema.

Pena branda

“A pena é de um a quatro anos e como são todos primários eles podem ter a pena reduzida quando, isso vindo a ser condenados. O professor, por ser servidor público pode ter a pena ampliada em 1/3. Vamos submeter o inquérito à Justiça e eles vão responder ao processo“, destacou o delegado.

Já os três candidatos detidos durante a aplicação do certame, não chegaram a receber as respostas durante a prova, informou o delegado. As respostas vieram já quando o trio foi apresentado à Delegacia de Polícia Civil.

Deixe uma resposta