Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Plano Nacional de Segurança Hídrica é lançado em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O auditório da Fundação Nilo Coelho, no Centro de Petrolina (PE) ficou lotado nesta quinta-feira (11) durante o lançamento do Plano Nacional de Segurança Hídrica (PNHS), feito pelo ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto. O evento contou com a presença do Senador Fernando Bezerra Coelho (DEM-PE), o Prefeito Miguel Coelho e representantes da Agência Nacional de Águas (ANA), Codevasf, além de autoridades parlamentares do cenário nacional.

“A gente tem que aprender com os outros países do mundo, a gente tem que gastar muito tempo e pouco dinheiro, para elaborar projetos para que a gente possa depois fazer obras de qualidade, mas tem que ter projeto, não importa se a gente vai inaugurar obra, o que importa é que a gente tem um norte, que a gente tem uma carteira de obras definidas que possa significar a prioridade um governo”, disse FBC durante discurso.

Garantir pelos próximos anos mais de R$ 27 bilhões em obras a exemplo de adutoras, barragens e canais, tendo como prioridade o Nordeste. Esse é o objetivo do PNHS, assegurar recursos hídricos para as regiões que mais necessitam de água no país. Do valor total do recurso previsto para o plano, para o semiárido nordestino serão destinados R$ 15 bilhões.

Na ocasião, o ministro do Desenvolvimento Regional defendeu a necessidade de priorizar o Nordeste, região que terá obras como o ramal de Entremontes, o Canal do Sertão, a segunda etapa das adutoras do Agreste e Pajeú, entre outros projetos. Para ele, o lançamento do Plano em Petrolina foi um ato simbólico e de homenagem à família Coelho.

“Vir aqui e ver essa potência que é Petrolina, referência no Brasil todo em agricultura irrigada, o Projeto Nilo Coelho que é algo reconhecido no mundo inteiro, a exportação. […] É uma terra abençoada, e a gente precisa aproveitar isso. […] O Plano é o caminho, a gente sabe o que precisa ser feito, diagnosticamos, estimamos os valores, mas precisamos de recurso. Então eu peço o apoio de todos, dos senadores, deputados, agente precisa evoluir, a gente precisa conseguir destravar o Brasil, caminhar pra frente. O Plano é o começo, é só o norte, mas é preciso executar, se ficar só no papel, uma cerimônia bonita, não vai trazer o benefício que a gente espera, o que eu quero é conseguir água para todos vocês, para toda essa região”, ressaltou  o ministro Gustavo Canuto.

“As expectativas são muito positivas, a vinda de um ministro é sempre muito importante, destaca a importância da nossa cidade, da nossa pujança econômica, da força política que Petrolina tem. E o ministro não veio de mãos vazias, além do lançamento, já entregou uma parte do Pontal e também aqui já deixou R$ 3 milhões para pavimentação nos bairros Terras do Sul, Jardim Petrópolis, Henrique Leite, Fernando Idalino, então é um dia de festa para Petrolina”, comemorou o prefeito Miguel Coelho.

Deixe uma resposta