Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Reunião entre FIEPE e prefeito Miguel Coelho define estratégia para novo distrito industrial em Petrolina

(Foto: Clas Comunicação)

Uma comissão formada por representantes da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) e da prefeitura de Petrolina deve viabilizar estudos técnicos para construir no município um novo distrito industrial. A proposta surgiu durante reunião no gabinete do prefeito Miguel Coelho, nesta sexta-feira (20), e é considerada estratégica para a revitalização do parque industrial da região.

O encontro foi marcado com o objetivo de entregar ao prefeito as chaves da antiga sede da Federação, que foi transferida para o prédio do SENAI, na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, no bairro Vila Eduardo. Na reunião, o diretor administrativo da FIEPE, Felipe Coelho, enfatizou a importância que prefeitura teve ao ceder um espaço para a entidade, no Centro de Convenções, e que volta a ter a partir da iniciativa de criar o novo distrito, com gestão compartilhada.

“Vamos nos reunir outras vezes, em Petrolina e Recife, com representantes da prefeitura e da consultoria Ceplan para estudarmos a viabilidade econômica, jurídica, ambiental, social e de financiamento do próprio projeto”, diz Felipe. “Com esses estudos, iremos analisar de que forma a FIEPE, CNI, o município e outras instituições podem contribuir para a instalação do espaço”.

A nova zona industrial está prevista para ser instalada numa área municipal do Núcleo 9 do Projeto de Irrigação Nilo Coelho. Segundo o prefeito, o apoio do empresariado e das instituições é essencial para que a iniciativa seja concretiza já nos próximos anos.

“O distrito será uma realidade apenas se conseguirmos contar com as parcerias. A prefeitura não pode bancar tudo isso sozinha e estou bastante contente com a disposição de ajuda que a FIEPE tem demonstrado”, afirmou Miguel Coelho.

Visando promover a produtividade da indústria e a qualificação dos gestores, funcionários e empresários da região, a Federação instalou em 2014 sua primeira unidade no interior do estado, a regional Sertão do São Francisco, localizada em Petrolina, com abrangência nos municípios de Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó e Santa Maria da Boa Vista.

De acordo com o diretor Albânio Nascimento, nesse período, “mesmo com o país em crise política e econômica”, a unidade conseguiu fortalecer a indústria local, preparando-a competitiva e tecnicamente. “Isso nos deu credibilidade diante de todos os órgãos públicos e é, por isso, que fomos acionados para ajudar na elaboração dos estudos técnicos junto à prefeitura”, afirma.

Para o vice-presidente da entidade, Rafael Coelho, Petrolina tem ainda um potencial pouco explorado nesse setor da economia e as casas de ensino técnico do Sistema FIEPE são mais uma maneira de a entidade colaborar para o desenvolvimento do Sertão pernambucano. “Através dos braços SESI e SENAI, a FIEPE vem buscando capilaridade para defender a indústria, a livre iniciativa, a geração de empregos e a competitividade comercial”.

O gestor diz que a Federação pretende ser proativa na elaboração dos estudos para o novo distrito industrial. “O projeto é muito importante para o interior do estado, portanto, nossos representantes na comissão serão qualificados, tendo inclusive experiência na área”, concluiu.

Deixe uma resposta