Representantes de blocos se reúnem com prefeitura para decidir sobre prévias Carnaval de Juazeiro 2020

(Foto: Arquivo)

Na tarde desta quarta-feira (09), o prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim, se reuniu com representantes de blocos carnavalescos para tratar de ordenamento e normatização das prévias do Carnaval de Juazeiro 2020.

Durante o encontro, os representantes expuseram ao prefeito a preocupação em realizar os ‘esquentas de carnaval’ bem organizados, para que não ocorram situações de término dos festejos. O prefeito acatou o pleito e orientou a equipe que procure solucionar o que estiver pendente.

“O nosso Carnaval já está consolidado na Bahia como um dos melhores do interior. Mas reconheço que os ‘esquentas’ são essenciais para mobilizar a nossa população e os turistas que nos visitam neste período de festa. E como é de costume em nossa gestão, estamos procurando fazer em parceria com quem também sabe realizar este grande evento cultural, que é o carnaval”, declarou Paulo Bomfim.

Prefeitura de Petrolina inicia diálogo com gestores escolares com foco no ano letivo de 2020

(Foto: Ascom/PMP)

A pouco mais de três meses para o fim do ano, a Prefeitura de Petrolina já começou a intensificar o planejamento escolar para 2020. Para isso, a secretária de Educação, Cultura e Esportes, Margareth Costa, está realizando reuniões individualizadas com os gestores escolares da rede municipal, com a finalidade de organizar o quadro de pessoal de cada unidade de ensino e receber as demandas para o planejamento do próximo ano letivo.

Entre as ações prioritárias da pasta estão: garantir a presença dos professores em sala de aula durante todo o ano letivo, sem interrupções nas sequências didáticas; assegurar o fornecimento dos materiais de suporte ao estudante; continuar com as ações de manutenção, ampliação de salas, revisão da rede elétrica e ampliação da instalação de ares-condicionados. Bem como, garantir o número suficiente dos técnicos administrativos e equipe de apoio, mantendo o bom funcionamento do ambiente escolar.

O objetivo do diálogo é preparar a equipe da Seduce para realizar o planejamento do próximo ano, a partir das prioridades das unidades.  “O órgão central do sistema de ensino deve planejar e atender as demandas das unidades em tempo hábil, como condição para o desenvolvimento do processo pedagógico escolar e, consequente alcance das metas de aprendizagem estabelecidas. Estamos nos antecipando para garantir o melhor para nossos alunos em 2020”, ressalta Margareth Costa, gestora da pasta.

Queda de braço entre Odacy e Cristina, pode engrossar o caldo do PT em 2020

Não é nenhuma novidade, por onde passa a vereadora Cristina Costa (PT) tem afirmado que não vai entrar “na briga da criatura com o criador”. Como para um bom entendedor meia palavra basta, acreditasse que possivelmente ela estaria se referindo a Odacy Amorim (criatura) e o senador Fernando Bezerra Coelho (criador). É simples de entender, esta comparação se deve ao fato de Odacy ter sido aliado de FBC durante muitos anos, tendo inclusive assumido ao mandato de prefeito quando Fernando renunciou o cargo de prefeito para assumir a secretaria de Desenvolvimento Econômico, na primeira gestão do saudoso governador Eduardo Campos.

O afastamento político entre eles aconteceu quando Odacy decidiu concorrer a prefeitura de Petrolina deixando o PSB e se filiando justamente ao PT em 2012. Antes, em 2010, Odacy ainda contou com o apoio de FBC em sua primeiro eleição para deputado estadual.

Alimentando o sonho de retornar à prefeitura nas eleições de 2012, Odacy, vendo suas chances de contar com o apoio de FBC minguarem, decidiu, portanto, caminhar sozinho.

Agora, Odacy ensaia novamente sair candidato, mas pelo andar da carruagem vai ter mutas dificuldades pela frente, pois sua companheira de partido está irredutível. Cristina, que também teve seu nome cogitado pela deputada Marília Arraes (PT) como sendo um bom quadro para disputar a sucessão municipal no ano que vem, tem reiterado que 2020 vai passar pelo crivo do partido e que o projeto a ser seguido vai ser definido de forma coletiva e democrática dentro do partido, sinalizando que os filiados não irão aceitar um nome que venha de cima para baixo, mas sim que seja um consenso na legenda.

Governo Federal propõe salário mínimo de R$ 1.039 para 2020

(Foto: Internet)

O salário mínimo proposto pelo governo federal para o ano que vem é de R$ 1.039. O valor consta no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2020, que foi enviado ontem (30) para análise do Congresso Nacional, juntamente com o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual (PPA) da União para o período de 2020 a 2023.

“Esse valor é exatamente o número de 2019 corrigido pelo INPC. Não é nossa política de salário mínimo. Temos até o fim do ano para estabelecer nossa política de salário mínimo”, afirmou o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, durante coletiva de apresentação do Orçamento 2020.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2017, registrou retração, com queda de 7% nos acumulados desses dois anos.

LEIA MAIS

“É um menino de recado da Compesa”, diz Miguel Coelho sobre declarações de Lucas Ramos

Miguel Coelho durante discurso em evento com o Governador do Estado.

As eleições de 2020 parecem ter começado em Petrolina (PE). Nesta quarta-feira (21), durante evento que contou com a presença do Governador Paulo Câmara (PSB), o deputado Lucas Ramos (PSB) e o prefeito Miguel Coelho trocaram farpas a respeito da atuação da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na cidade.

Durante seu discurso, Lucas fez questão de criticar a municipalização do serviço de abastecimento de água e de tratamento de esgoto proposta por Miguel. O parlamentar afirmou que a companhia pode fazer um bom serviço na cidade.

LEIA TAMBÉM

Lucas Ramos critica municipalização da Compesa em Petrolina durante evento com Governador

“O povo de Petrolina quer ver parceria, entrega, resultados. Não vai ser vendendo o serviço de abastecimento de água e esgoto que você [Miguel] vai atender a população Petrolina. Muito pelo contrário, acredito que a Compesa pode fazer um serviço muito melhor na nossa cidade”, afirmou.

No entanto, em resposta, Miguel classificou Lucas como “menino de recado da Compesa”. “Acho que a melhor resposta para a ignorância é o silêncio e a melhor resposta para incompetência, o trabalho. Eu sou de oposição ao governador, mas nem por isso critiquei. Isso só mostra o tamanho do deputado e mostra mais uma vez que o deputado é um menino de recado da Compesa”, disse.

LEIA MAIS

Copergás garante gás natural veicular em Petrolina até 2020

A Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) deve, até 2020, trazer para Petrolina (PE) o gás natural veicular (GNV). A informação foi compartilha pelo professor Thiago, representante da Associação dos Motoristas de Aplicativo de Pernambuco (Amape).

O assessor da direção comercial e de expansão da Copergás, Fábio Morgado, foi quem garantiu a novidade, segundo Thiago. “Está no plano de expansão da companhia até o ano que vem sugar o gás natural veicular a Petrolina”, disse.

Em um primeiro momento, o GNV deve chegar na cidade através de carretas, o que deixa o valor um pouco mais caro do que em outras cidades, mas, ainda assim, mais barato do que o consumidor para pelo litro de gasolina em Petrolina, além de ser mais limpo.

TSE trabalha na organização das Eleições Municipais de 2020

Para as Eleições Municipais de 2020, a Justiça Eleitoral espera ter cadastrado biometricamente 117 milhões de eleitores. (Foto: Internet)

Todo brasileiro sabe como é intenso o trabalho da Justiça Eleitoral (JE) nos anos de eleições. Desde o julgamento dos registros de candidaturas, passando pela propaganda eleitoral até o momento da votação e da totalização dos votos, tudo envolve esse ramo especializado do Poder Judiciário. Mas nem todo mundo sabe o que acontece na Justiça Eleitoral em anos não eleitorais.

No dia 1º de fevereiro, ao abrir o Ano Judiciário de 2019 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a presidente da Corte, ministra Rosa Weber, anunciou que JE estaria especialmente concentrada na preparação das Eleições Municipais de 2020.

E é exatamente o que os tribunais eleitorais fazem em ano não eleitoral: preparam-se para o próximo pleito, além de julgar processos que restaram das eleições anteriores e de desempenhar as demais atividades conferidas a eles pela Constituição Federal.

LEIA MAIS

Apesar de reconhecer o trabalho de Miguel, Gonzaga Patriota vai de Lucas em 2020

Reavivando um pouco a memória sobre algumas eleições em Petrolina poderemos facilmente concluir que o deputado Gonzaga Patriota (PSB) é um bom samaritano, um político polido e de boa índole. Não seria bem o caso de ter compaixão dos outros, mas os gestos do parlamentar indicam que ele sabe conviver bem com as adversidades políticas e perdoar aqueles que o faltaram com o apoio no passado.

É do conhecimento da maioria dos petrolinenses que Gonzaga não conseguiu vencer três eleições consecutivas para prefeito em Petrolina: em 2000 ele concorreu pela primeira vez apenas para marcar território, em 2004 se fortaleceu e por pouco não tirou a reeleição do então prefeito Fernando Bezerra, em 2008 veio o grande desastre, a derrota para Julio Lossio, após ter vencido o então prefeito Odacy Amorim em um bate chapa do PSB.

Pois bem, em algumas dessas eleições Gonzaga não contou com o apoio de colegas políticos como: Odacy Amorim, Julio Lossio e Ranilson Ramos, pai do deputado Lucas Ramos. Nem por isso o deputado se nega a apoiá-los em um eventual segundo turno nas eleição do ano que vem em Petrolina. Apesar de reconhecer o trabalho que o prefeito Miguel Coelho vem realizando em Petrolina, Gonzaga afirmou em recente entrevista à Rádio Jornal que irá apoio o nome de Lucas Ramos em 2020 no primeiro turno das eleições e caso ele não chegue ao segundo turno apoiará Odacy ou Julio, se esta for a decisão do seu partido.

O deputado Lucas Ramos, que busca consolidar seu nome junto ao governado Paulo Câmara para disputar o pleito, tem comemorado esse apoio do Gonzaga. Nas redes sociais ele postou na terça-feira (30) ter disposição ao lado de Patriota ‘para fazer Petrolina avançar’.

“Eleição pode ser definida no primeiro turno em Petrolina”, afirma Orlando Tolentino

Orlando Tolentino, assessor especial do gabinete do prefeito Miguel Coelho

Que o petrolinense respira política 24 horas por dia não é nenhuma novidade, mas o que mais se comenta no momento é a possibilidade do prefeito Miguel Coelho emplacar a reeleição já no primeiro turno nas eleições do ano que vem. Segundo algumas fontes que fazem parte da gestão, o trabalho realizado pelo prefeito vem sendo bem avaliado pela população. De acordo com pesquisa internas Miguel teria um percentual altíssimo de provação.

Há, inclusive, quem aposta nesta possibilidade. É o caso do Assessor Especial Orlando Tolentino, para ele Miguel Coelho pode sim surpreender e ser eleito em primeiro turno.

“Miguel realiza um trabalho jamais visto na cidade, nem um outro gestor fez tanto pelo município, então não vejo dificuldade, a população vai confirmar este trabalho e a força política de Petrolina deve prevalecer”, ressaltou.

Oposição

Diante deste cenário,  traçar uma estratégia para as eleições de 2020 não será nada fácil para oposição. A incógnita é: sair com várias candidaturas e apoiar aquele que for para o segundo turno, ou já definir apenas um nome que possa concorrer em pé de igualdade com o prefeito já no primeiro turno? A alternativa mais provável é a primeira, definir várias candidaturas para tentar puxar votos de todos os lados e assim provocar um segundo turno.

Resta saber se Odacy Amorim, Júlio Lóssio, Lucas Ramos, Gabriel Menezes, Gonzaga Patriota, Cristina Costa e outros, irão mesmo permanecer juntos e superar antigas adversidades. Vale lembrar que administrar vaidades não é nada fácil, na eleição passada, por exemplo, Julio deixou de apoiar a candidatura de Odacy, segundo colocado no pleito, temendo perder a liderança para o petista. Estaria agora o doutor disposto a abrir mão do seu espaço político para declarar apoio a um outro nome? E Gonzaga Patriota, que foi rifado por Odacy em 2008, também teria superado a mágoa para pedir votos para o petista em um provável segundo turno? São apenas alguns dos questionamentos que serão respondidas no decorrer da eleição, o mais é esperar para ver o que vai acontecer.

TSE propõe voto distrital para eleição de vereador em 2020

Ministro Luís Roberto Barroso é vice-presidente do TSE. (Foto: Evaristo Sa/Agência France-Press)

Um grupo de trabalho coordenado pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, propõe mudar radicalmente a forma de eleger vereadores no ano que vem. Em documento entregue no mês passado para o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), o tribunal defende adotar, já em 2020, o sistema distrital misto em cidades com mais de 200 mil habitantes. A ideia é separar os município em distritos, que elegeriam seus representantes isoladamente.

O modelo distrital misto, inspirado no sistema adotado na Alemanha, prevê a divisão dos Estados e municípios em distritos eleitorais – dessa forma, os candidatos a vereador em um bairro da zona sul de São Paulo, por exemplo, seriam diferentes daqueles dos eleitores de um bairro na zona norte. A divisão de cada cidade em distritos seria feita pelo próprio TSE, que convocaria audiência pública com representantes dos partidos políticos para definir os critérios e os limites de cada um.

Questionado, o TSE não informou sobre previsão para a audiência nem sobre estudos envolvendo a divisão das cidades em distritos. Um dos receios é de que a definição dos limites geográficos de cada região beneficie candidatos e leve a distorções no resultado das eleições.

LEIA MAIS

Petrolina confirma permanência na Série A1 do Pernambucano após punição do TJD-PE ao Flamengo de Arcoverde

Petrolina jogará primeira divisão do Pernambucano em 2020.

O Flamengo de Arcoverde foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE), em julgamento na noite dessa terça-feira (12), com a perda de 13 pontos pela escalação irregular do atacante Edmilson Júnior. Cabe recurso da decisão ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Com isso, o Petrolina garante sua permanência na Série A1 do Campeonato Pernambucano e a participação na próxima fase da competição, já que somente a equipe do Flamengo poderia alcançar a Fera Sertaneja e, dependendo das combinações de resultados, rebaixar o Petrolina.

A Fera vai a campo nesta quarta-feira (13) contra a equipe do Vitória-PE. O jogo acontece às 20h, no estádio Paulo Coelho, em Petrolina. O Flamengo cumpre tabela e enfrenta o Afogados fora de casa também nesta quarta, às 20h.

Lucas Ramos afirma que PSB terá candidatura própria em 2020 e que Odacy precisa deixar o IPA se quiser disputar o pleito

Lucas Ramos pretende disputar prefeitura de Petrolina na próxima eleição. (Foto: Ilustração)

É sempre assim, mal termina uma eleição e os bastidores da política já começam a ser especulados para o pleito seguinte. Petrolina não foge a esta regra e pelo andar da carruagem a eleição para prefeito vai dar muito o que falar.

Nesta quarta-feria (23), em entrevista a Rádio Jornal, o Deputado Federal Lucas Ramos (PSB) afirmou que pode ser o nome indicado do governador Paulo Câmara (PSB) para disputar a prefeitura da cidade, apesar de ter ficado na 5ª colocação na votação para deputado estadual na última eleição em Petrolina.

Lucas obteve 10.195 votos e ficou atrás de Antônio Coelho (DEM), com 28.251 votos, Dulcicleide Amorim (PT), com 14.656 votos, Lucinha Mota (PSOL), que somou 13.110 votos e do vereador Gabriel Menezes (PSL), com 12.499 votos.

Acreditando existir um desgaste do grupo liderado pelo senador Fernando Bezerra, apesar de reconhecer o trabalho realizado pelo prefeito Miguel Coelho, Lucas vislumbra uma possível aliança da oposição, em um provável segundo turno, que possa culminar com uma vitória nas urnas.

Sobre Odacy Amorim (PT), que assumiu a comando do IPA no Estado, Lucas disse que se ele quiser ser candidato vai ter primeiro que ‘renunciar ao cargo’, mas que é legítima a sua vontade, pois em um eventual segundo turno todos estariam no mesmo palanque.