Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Autor de Requerimento derrubado, Valgueiro cita falta de transparência; Aero classifica pedido como “político”

Líderes comentaram derrubada de veto (Foto: Blog Waldiney Passos)

A derrubada do Requerimento n° 211/2019 – proposto pelo vereador Paulo Valgueiro (MDB) – rendeu mais um embate entre as bancadas da Casa Plínio Amorim nessa terça-feira (4). Após a votação Valgueiro e o líder do Governo, Aero Cruz (PSB) conversaram com a imprensa.

Para o líder da Oposição, Valgueiro, seu pedido era claro: obter informações a respeito da lisura do processo licitatório para o São João 2019. “Eu peço informação acerca de dois processos licitatórios, não tirei nenhum juízo de valor antes. Queria o processo licitatório exatamente para fazer uma análise, porque eu recebi algumas denúncias e não queria fazer qualquer afirmação sem ver o processo licitatório”, explicou.

LEIA TAMBÉM:

Oposição apresenta Requerimento sobre gastos com São João, mas Situação derruba pedido

Segundo Valgueiro, chegaram a seu gabinete “denúncias de favorecimento e direcionamento”. Ele não poupou críticas a Aero por mais uma vez articular a derrubada de pedidos feitos pela Oposição. “No momento em que o líder do Governo puxa sua bancada para derrubar o Requerimento ficou sacramentado, demonstra que são denúncias verdadeiras. Se não houvesse nenhum problema, por que não responder?”, questionou.

Segundo Valgueiro, ele fez uma busca no Portal da Transparência, porém as informações não foram suficientes. “No Portal da Transparência tem um resumo: o dia que foi feito, o dia que foi homologado, o valor e a empresa vencedora. A gente queria o processo completo, os concorrentes e como aconteceu”, ressaltou.

LEIA MAIS

Oposição apresenta Requerimento sobre gastos com São João, mas Situação derruba pedido

Bancada de oposição foi novamente derrotada (Foto: Ascom)

Apesar de breve, a sessão de hoje (4) na Câmara de Vereadores de Petrolina foi marcada por mais um embate entre as bancadas de Oposição e Situação. O motivo: o Requerimento n° 211/2019, apresentado pelo líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB).

No pedido Valgueiro solicitava informações sobre o processo licitatório do São João do Pátio Ana das Carrancas desse ano, como cópia do contrato e cotas de patrocínio. Aero Cruz (PSB), líder da Situação pediu destaque do Requerimento que foi votado separadamente.

Por 14 votos a 4 o pedido foi derrubado pela Situação, que considerou a cobrança “politicagem” da Oposição. Contudo, o grupo menor rebateu alegando falta de transparência. Nesse momento a Câmara realiza uma Audiência Pública sobre o contingenciamento dos recursos da educação.

Presidente da AFEABACAP usa Tribuna Livre para esclarecer situação dos ambulantes da Abílio Dias

Presidente da AFEABACAP falou sobre retirada da ambulantes da Abílio Dias (Foto: Blog Waldiney Passos)

A retirada dos vendedores ambulantes da Rua Abílio Dias, no Centro de Petrolina chegou à Casa Plínio Amorim durante a sessão de quinta-feira (30), quando a presidente da Associação dos Feirantes e Ambulantes de Petrolina (AFEABACAP), Elane Gomes Henrique fez uso da Tribuna Livre para comentar a situação.

De acordo com Elane, ficou acordado em uma reunião com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) que a Associação faria o cadastro dos ambulantes, os quais posteriormente seriam contemplados com quiosques na Rua Eraldo Gueiros. No encontro na Justiça, Aero Cruz (PSB) estava presente.

LEIA TAMBÉM:

Prefeitura de Petrolina afirma que os ambulantes da Abílio Dias devem ser realocados o mais rápido possível

Prefeitura retira barracas da travessa Abílio Dias para liberação do trânsito no centro de Petrolina

“Eu e ele estávamos frente a frente com a promotora e foi refeita a ata. A primeira ata existiu, não foi eu que disse. O que eu queria era que vocês analisassem tudo que aconteceu para chegar até essa situação. Desde que eu assumi sempre houve entendimento com a Prefeitura, tudo é negociado com o diretor de Disciplinamento Urbano, inclusive o cadastro dos ambulantes”, disse Elane.

Ainda segundo a presidente da AFEABACAP, os trabalhadores não estavam no local de forma irregular, tendo sido autorizados por Odacy Amorim (PT), então prefeito da cidade. “Essas pessoas estão sem trabalhar, foram retirados arbitrariamente e de uma forma humilhante. Eles não estavam lá invadido, eles não estavam lá irregular, o antigo prefeito Odacy Amorim os colocou lá”, pontuou a presidente.

LEIA MAIS

Câmara aprova Moção de Aplausos a Bolsonarianos pela recepção ao presidente em Petrolina

Por 12 votos Moção foi aprovada (Foto: Blog Waldiney Passos)

Jair Bolsonaro voltou a pauta da sessão dessa terça-feira (28) na Casa Plínio Amorim. Autor do projeto de Decreto Legislativo que propôs o Título de Cidadão Petrolinense, Elias Jardim (PHS) apresentou o Requerimento nº 196/2019, solicitando Moção de Aplausos aos Bolsonarianos.

Elias citou o 5º BPM, 72 BIMTZ, o senador Fernando Bezerra Coelho e o prefeito Miguel Coelho na Moção por terem promovido uma “calorosa recepção” a Bolsonaro. O Requerimento, no entanto, voltou a dividir as bancadas. A Oposição criticou o pedido.

Cristina Costa (PT), Domingos de Cristália (PSL), Gabriel Menezes (PSL) e Gilmar Santos (PT) votaram contra a Moção. Autor do pedido de destaque, Gabriel afirmou que o Requerimento era de “bajulação”, enquanto Gilmar alegou que a Câmara deve trabalhar com pautas de relevância social e Cristina alegou que a solicitação é um “constrangimento” ao Legislativo.

Na defesa da sua Moção, Elias frisou que não se trata de uma homenagem a Bolsonaro e sim a quem o recepcionou e garantiu sua segurança. Ele contou com apoio do líder da Situação, Aero Cruz (PSB) que solicitou aprovação e por 12 votos a favor, quatro contra e duas abstenções (Paulo Valgueiro e Elismar Gonçalves) o Requerimento foi aprovado.

Câmara aprova projeto que autoriza Prefeitura a tomar empréstimo de quase R$ 18 milhões

Vereadores da Situação votaram em massa por projeto (Foto: Jean Brito/CMP)

Na sessão de quinta-feira (16) os vereadores de Petrolina não divergiram apenas sobre os quatro Requerimentos colocados em pauta pela bancada de Oposição. Os grupos novamente ficaram em lados opostos quando o presidente da Casa, Osório Siqueira (PSB) colocou de última hora e sem aviso prévio o projeto de Lei nº 005/2019, de autoria do Poder Executivo.

LEIA TAMBÉM:

Ronaldo Silva critica atuação da oposição na Câmara de Vereadores

Em sessão marcada por longo debate, bancadas se dividem sobre Requerimentos da Oposição

A matéria solicitava autorização do Poder Legislativo para a Prefeitura tomar empréstimo de R$ 17.600.000,00 milhões, através do programa da Caixa Econômica Federal “Pró-Transporte/Avençar Cidades – Mobilidade Urbana”, cujo destino eram as obras de pavimentação.

Segundo Osório, apesar de ter dado entrada na Casa há cinco dias, o PL do Executivo teve pareceres favoráveis da Comissão de Finanças e Orçamento e também da Comissão de de Justiça e Redação. Por 13 votos a 5 o PL foi aprovado e seguiu para sanção do prefeito Miguel Coelho.

LEIA MAIS

Aero Cruz comenta veto a projeto de Cristina Costa e exime Câmara sobre possível lapso

Vereador afirmou que prefeito está correto em vetar projeto (Foto: Blog Waldiney Passos)

De acordo com o líder do Governo na Câmara de Vereadores de Petrolina, Aero Cruz (PSB), o veto de Miguel Coelho ao projeto de Lei apresentado pela colega Cristina Costa (PT) foi correto e não vê motivo para tamanha repercussão do assunto na Casa Plínio Amorim.

LEIA TAMBÉM:

Aero Cruz justifica voto contrário da situação contra requerimento de Gilmar Santos

Cristina Costa questiona veto a projeto que pede transparência sobre recurso obtido com multas em Petrolina

Para Aero, a vereadora quis legislar sobre uma lei federal, que não é de sua competência. “Toda e qualquer questão de trânsito é regido pelo Código de Trânsito, inclusive de multa, é regido pelo Código de Trânsito, que é uma lei federal. Isso é em todo Brasil, o Código regulamenta toda a questão. Coloca-se um projeto e uma lei municipal não sobrepõe a uma estadual e a uma federal”, afirmou.

LEIA MAIS

Aero Cruz justifica voto contrário da situação contra requerimento de Gilmar Santos

Líder da situação justificou voto contrário a requerimento de Gilmar Santos. (Foto: Jean Brito/ASCOM)

Na manhã desta terça-feira (14), durante sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Petrolina, um requerimento de Gilmar Santos (PT) não foi aprovado pela bancada de situação, que rejeito a proposta por 12 a 6.

O vereador petista solicitava informações à secretaria Municipal de Educação, Margareth Zapponi, referentes às vagas de professores nas escolas municipais. Em seu discurso, Gilmar afirmou que existe um “esquema dentro da secretaria de Educação para proteger aliados [do governo]”.

LEIA TAMBÉM

Bancada da Situação derruba Requerimento apresentado por Gilmar Santos

Em resposta, o líder da bancada de situação na Casa Legislativa, Aero Cruz (PSB) afirmou já esperar esse tipo de posicionamento da oposição e que, diferente do governo passado, que indicava todos os professores, a atual gestão tem feito concursos e seleções para a categoria.

“Todos os professores aprovados são convocados através do Diário Oficial do município. O que acontece é que alguns estão sendo chamados e não querem ocupar o cargo longe de casa, mas não tem indicação, como era no governo passado”, disse.

LEIA MAIS

Vereador Aero faz críticas a aparato jornalístico montado pela Oposição de Petrolina: “a gente já imagina o que vem daqui pra frente”

Líder do Governo criticou aparato jornalístico da Oposição (Foto Blog Waldiney Passos)

Na ótica do vereador Aero Cruz (PSB), líder da Bancada Governista na Câmara de Vereadores de Petrolina, o aparato montado pela Oposição durante as sessões ordinárias tem um único motivo: fazer politicagem às vésperas da eleição municipal.

Ontem (7) durante a sessão Aero criticou na Tribuna Livre a postura dos vereadores opositores de querer polemizar em cima do Governo. “Pela estrutura de gravação e jornalistas que a bancada da Oposição contratou a gente já imagina o que vem daqui pra frente. Não sei nem se Bolsonaro tem uma estrutura dessa”, afirmou o edil.

Incômodo?

Após sua fala o vereador concedeu uma coletiva de imprensa e foi questionado pelos jornalistas presentes se ele estava incomodado com o fato de boa parte dos membros da Oposição ter assessor de Imprensa e publicizar suas ações na imprensa.

LEIA MAIS

Vereador Aero Cruz pede fortalecimento da programação do Moto Chico

Festa celebra 20 anos em 2019

Líder da Situação, o vereador Aero Cruz (PSB) é um dos maiores incentivadores do Moto Chico, tradicional evento que reúne apaixonados por motos em Petrolina, aquecendo o turismo e economia local. Hoje (7) na sessão o edil pediu mais apoio a festa que nesse ano completa 20 anos.

Ressaltando os ganhos para o turismo da cidade, Aero também lembrou o apoio do município e foi além: é necessário fortalecer a grade de programação. “Apesar de ter o apoio do município, onde eu quero agradecer em nome de todos os motociclistas porque o prefeito e o município doam toda a estrutura. Mas a gente não tem uma banda de peso. A estrutura do Moto Chico é montada e nessa grade musical não tem uma banda de peso”, afirmou.

A solicitação do líder do Governo veio após ele visitar Paulo Afonso (BA) que também tem um evento de motociclismo e na grade de programação, uma das apresentações ficou por conta de Baby do Brasil.

“Em Paulo Afonso teve Baby do Brasil, lotou e teve um número maior de motociclistas de fora. Solicito que o prefeito possa interceder ao secretário Emício Junior, porque nessa edição nós estamos comemorando 20 anos de Moto Chico e eu solicito uma banda de peso [na programação]”, finalizou.

Aero Cruz afirma que bancada não aceitará requerimentos para fazer politicagem

Vereador criticou utilização de requerimentos para fazer politicagem. (Foto: Jean Brito/ASCOM)

Após a vereadora Cristina Costa (PT) apresentar um requerimento solicitando informações sobre os valores gastos na publicidade do Poder Executivo, o líder da bancada de situação, Aero Cruz (PSB), afirmou que não há problema algum em aprovar a solicitação, desde que não seja usada para fazer “palanque político”.

De acordo com Aero, qualquer requerimento que convide algum secretário da gestão municipal para prestar qualquer tipo de esclarecimento será aprovado pela bancada governista. No entanto, o parlamentar criticou a utilização de requerimentos para fazer política na Casa Legislativa.

“Pode convidar qualquer secretário. A qualquer momento que colocar [algum requerimento], nós vamos trazer aqui, como também podemos aprovar e votar favorável a esse requerimento [de Cristina Costa]. Só não vamos fazer e nem aceitar é usar do requerimento para fazer política, fazer discurso”, disse.

Flagrado em foto ao lado de Odacy Amorim, Gaturiano garante: “Estou muito bem no grupo do prefeito”

Vereador recebeu apoio de colegas, que criticam boatos (Foto: Blog Waldiney Passos)

Ausente nas últimas sessões por motivos familiares, o vereador Gaturiano Cigano precisou ir a Tribuna Livre de ontem (19) para fazer um esclarecimento. Uma foto do edil onde ele aparece ao lado do ex-deputado estadual Odacy Amorim (PT) circulou em vários grupos de WhatsApp da região e para evitar boatos, ele se pronunciou oficialmente.

Segundo Gaturiano, ele não mudou de lado e segue firme no grupo Coelho. “Algumas pessoas perguntaram se eu pulei [de lado]? Não, nem no carnaval eu pulei, imagina nesse momento. Realmente me encontrei com o ex-deputado Odacy Amorim, lá também estava sua esposa e tratamos sobre vários assuntos, como o [Hospital] Dom Tomás. Estou muito bem no grupo do prefeito Miguel Coelho”, justificou o edil.

Vereadores apoiam colega

Enquanto discursava, Gaturiano foi aparteado por Aero Cruz (PSB). O líder do Governo na Câmara lembrou uma polêmica criada em situação semelhante, mas com Gabriel Menezes (PSL), opositor do grupo Coelho. “Uma certa vez o vereador Gabriel Menezes estava num evento e Miguel foi falar com ele e aproveitaram para tirar uma foto. A gente não apoia esse tipo de ação. Suas atitudes mostram isso [que é fiel ao governo], não precisa se preocupar com isso. A gente que sabe que tem a parte boa da imprensa e a parte ruim”, destacou Aero.

Ronaldo Silva (PSDB) viu a atitude do colega como “gesto de humildade”. “Vossa Excelência está tendo coragem de ir pra Tribuna e dizer, diferente de outros que ficam na calada da noite negociando com pré-candidatos a prefeito”, disparou.

Iluminação e pavimentação asfáltica dominam sessão na Casa Plínio Amorim

Pavimentação e operação Tapa-buraco dominaram cobranças de hoje (Foto: Blog Waldiney Passos)

A manhã dessa terça-feira (12) na Câmara de Vereadores de Petrolina não foi só de festa pelo Dia Internacional da Mulher. Como de costume, os edis presentes apresentaram suas Indicações e Requerimentos na primeira parte da sessão.

Em comum, as 22 Indicações tinham a cobrança envolvendo pavimentação asfáltica e iluminação da cidade. Membro da bancada governista e 1º vice-presidente na Mesa Diretora, Ronaldo Souza (PTB) solicitou à secretaria de Serviços Públicos a troca das lâmpadas no Balneário das Pedrinhas.

Outro a solicitar consertos na iluminação foi o líder do governo, Aero Cruz (PSB), mas para o interior de Petrolina. Na Indicação nº 240/2019 o edil pediu a manutenção da iluminação nos distritos de Cristália e Simpatia. Nas cobranças de pavimentação – principal demanda do dia – as reivindicações dividiam-se entre a operação Tapa-buraco e novas pavimentações.

Destaque para as cobranças de Cícero Freire (PR) e Ruy Wanderley, ambos solicitando o retorno do tapa-Buraco na Avenida da Integração, serviço retomado ontem (11) pela Prefeitura de Petrolina. As demandas foram aprovadas por 15 votos a zero.

Oposição critica, mas Moção de Aplauso sobre Carnaval de Petrolina é aprovada em votação apertada

Bancadas se dividiram sobre tema (Foto: Blog Waldiney Passos)

Líder do governo na Câmara de Vereadores, Aero Cruz (PSB) apresentou na sessão dessa sexta-feira (8) uma Moção de Aplauso através do Requerimento nº 049/2019, para homenagear o prefeito Miguel Coelho e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Petrolina, Emício Júnior pela organização do Carnaval 2019.

Contudo, o pedido não caiu bem para a oposição que criticou a Moção, citando a homenagem como “bajulação”. “Nós não precisamos fazer ‘puxasaquismo’ pra aprovar Moção de Aplauso pro carnaval. A gente vê a cidade cheira de buracos por causa das chuvas, os hospitais lotados, o pessoal da periferia esperar diariamente pela drenagem de uma rua e eu não entendo porquê aprovar Moção de Aplauso“, destacou Valgueiro.

Gabriel Menezes (PSL) foi mais um a criticar a Moção. “Eu acho que o líder deveria apresentar um projeto para mudar o Regimento para Moção de Bajulação. Estão trabalhando os eventos da Prefeitura, sobretudo o carnaval, com amadores. A vereadora Cristina Costa esteve lá, viu o risco à integridade das pessoas”, pontuou.

Desorganização

Em seguida, Cristina Costa (PT) disse respeitar o fato de a bancada de situação colocar a Moção, mas não concordava, porque a organização da festa pecou em vários pontos de organização. “Nesse momento não vou me colocar como oposição, vou colocar como legisladora, porque nós somos fiscalizadores da lei. Gosto do carnaval, vou pra junto da população. O Polo 21 de Setembro foi lindo, perfeito, é lindo a gente ver os familiares carregando seus filhos. O [Polo] Matingueiros também foi muito bem organizado. Carnaval é uma festa popular, é uma festa liberal, a gente não pode selecionar quem vai assistir banda e quem vai ficar de fora [se referindo ao Polo Orla]”, disse.

LEIA MAIS

Motociclista petrolinense morto em expedição é lembrado na Câmara de Vereadores

(Foto: Reprodução/Facebook)

A expedição de três amigos petrolinenses pela América do Sul terminou da forma que eles não esperavam. Um dos integrantes do grupo, Felipe Naldi de Mauro morreu no domingo (24) após colidir sua motocicleta com um outro veículo próximo a Machu Pichu, no Peru.

O corpo de Felipe ainda não chegou ao Brasil, os trâmites do translado está sendo feito pelos seus dois acompanhantes de viagem, Danilo Gomes e Andrea Pavesi. Ao saber da morte do motociclista o vereador Aero Cruz (PSB) prestou uma homenagem ao colega na sessão dessa terça-feira (26).

“Quero aqui em nome dos motociclistas de Petrolina, como motociclista que sou, o motociclismo de Pernambuco chora a morte de um grande amigo. Felipe era um pai de família, deixa uma filha de um ano“, disse o líder do governo na Câmara de Petrolina.

Apesar do momento de dor, Aero tentou buscar uma luz aos familiares e companheiros de aventura de Felipe. “Nós estamos sendo muito solidários com a família e os amigos motociclistas e se conformar que ele morreu fazendo o que gostava: estando em cima de duas rodas”, finalizou.

Osinaldo reivindica comando da Comissão de Direitos Humanos, mas colegas dão assunto como encerrado

Vereador não estava presente quando assunto foi debatido internamente (Foto: Blog Waldiney Passos)

A celeuma das comissões da Câmara de Vereadores de Petrolina voltou aos holofotes na sessão de ontem (19). Osinaldo Souza (PTB) que até o biênio passado era presidente em Direitos Humanos perdeu o cargo para Gilmar Santos (PT) e não ficou contente.

Durante a sessão ele já havia demonstrado a alguns colegas sua indignação e em discurso, expôs seu descontentamento. “Eu disse que tinha interesse em continuar como presidente da Comissão de Direitos Humanos e chegando aqui eu encontro meu nome como secretário. O líder do meu partido [Manoel da Acosap] disse que pleiteou essa vaga para mim. Onde que fica o regimento dessa Casa que tem que respeitar a proporcionalidade dos partidos políticos?”, questionou.

A queixa de Osinaldo é porque seu partido tem três vereadores e o PT de Gilmar, apenas dois e a sigla com maior número de edis deveria assumir a presidência. “Meu partido tem proporcionalidade para exigir a presidência e o regimento garante isso”, afirmou o vereador.

LEIA MAIS
12345