Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Petrolina avança no comércio internacional e conquista mercado em mais dois países

(Foto: Ascom)

A Prefeitura de Petrolina (PE), através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, se reuniu com os gestores da Valexport para discutir o crescimento da cadeia de produção  de frutas e exportações do Vale do São Francisco. Entre as novidades, foram abordados os avanços em mercados que ainda não tinham atuação, como na Coréia do Sul e África do Sul.

De acordo com o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Thiago Brito, no encontro também foi tratado sobre a expansão do Selo de Origem de Procedência, que já está sendo aplicado em alguns produtores da região. “O selo é extremamente importante que valoriza nossos produtos, pois irá garantir que as frutas sejam registradas, identificadas e rastreadas nos mercados comerciais, evitando fraude e pirataria, visto que alguns mercados utilizam da falsa informação para garantir melhores preços e entregando produtos de baixa qualidade”, afirma.

Atualmente a região do Vale do São Francisco tem como produto principal uva e manga, e exporta  para cerca de 20 países, tendo como principais mercados a Holanda, Estados Unidos e Reino Unido.

Fernando Bezerra Coelho pede fim da sobretaxa nas exportações de uva e manga

(Foto: Ascom)

Na última quarta-feira (27) o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), defendeu o fim da sobretaxa de 12% cobrada nas exportações brasileiras de uva e manga para a União Europeia. Durante audiência pública com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, o senador citou o grande impacto da sobretaxa na produção dessas frutas na região de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). A região é responsável por mais de 90% da produção de uva e manga exportada pelo Brasil.

“Esse agronegócio tem um volume de mais de US$ 300 milhões por ano e é responsável por mais de 100 mil empregos, especialmente em Petrolina e Juazeiro, na Bahia. Por isso, precisamos acabar com a sobretaxa de uva e manga para União Europeia. A gente paga 12% a mais. Chile e Peru não pagam. Isso está tirando o mercado e o emprego aqui no Brasil. Precisamos agilizar o acordo Mercosul – União Europeia em defesa do interesse nacional”, ressaltou o senador.

LEIA MAIS

Senar Juazeiro abre inscrições curso gratuito de Técnico em Agronegócio 

(Foto: ASCOM FENAGRI)

Os interessados em participar do processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio do Senar podem fazer as inscrições até o próximo dia 14 de fevereiro. Tanto o curso quanto as inscrições são gratuitos, e podem ser efetuadas através do site do Senar.

Na Bahia estão sendo oferecidas 160 vagas, sendo 60 em Barreiras, 60 em Juazeiro e 40 em no polo de ensino de Salvador. Possui 80% da carga horária a distância e os outros 20% das aulas são presenciais.

O curso é oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que possui mais de 25 anos atuando com educação voltada para o setor agropecuário e é certificado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

LEIA MAIS

Inédito no país, livro de inglês voltado ao agronegócio será lançado em Petrolina

O livro será lançado na quarta-feira (23) no auditório do Petrolina Palace Hotel, às 19h30. (Foto: Ascom)

Em um ranking que leva em conta 54 países com fluência no inglês, a Unesco posicionou o Brasil na 46ª posição. Em Petrolina (PE), um projeto da escola de inglês AECUS quer trazer para o dia a dia dos produtores rurais do Vale do São Francisco mais de 800 termos específicos que existem no mundo dos negócios agrícolas.

O projeto ‘Agribusiness English Course’ consiste em três volumes de um livro didático que será lançado na próxima quarta-feira (23), às 19h30, no auditório do Petrolina Palace Hotel. A coletânea é uma iniciativa inédita no país. Até agora não havia material com vocabulário técnico voltado para o agronegócio que atendesse a demanda de produtores, engenheiros, pesquisadores agrônomos, dentre outros.

Segundo o diretor da AECUS, Júlio Bernardino, a ideia de desenvolver o livro surgiu em 2009, quando percebeu as dificuldades que os produtores do Vale do São Francisco tinham ao iniciarem um diálogo com estrangeiros, repleto de inglês técnico. “Na prática, existe o inglês geral e o específico, de acordo com a área do conhecimento. Se o profissional não conhece os termos técnicos da sua área, dificulta a sua comunicação”, disse.

LEIA MAIS

Bolsonaro diz que não fará acordos que prejudiquem agronegócio

(Foto: Ravena Rosa/Agência Brasil)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse hoje (30) que não pretende assumir compromissos ambientais que impactem o agronegócio brasileiro. A resposta foi uma reação às declarações do presidente francês, Emmanuel Macron, que condicionou o avanço das negociações entre a União Europeia (UE) e o Mercosul à posição do governo eleito sobre o Acordo Climático de Paris.

“O Macron está defendendo a França. Esse acordo Mercosul com a União Europeia atinge interesses da França, um país voltado também para o agronegócio. A partir do momento que querem diminuir a quantidade de exportáveis nossos, essas commodities, logicamente que não podem contar com o nosso apoio. Mas não é um não em definitivo, nós vamos negociar”, ressaltou Bolsonaro, após participar da cerimônia de formatura de sargentos da Força Aérea em Guaratinguetá, interior paulista.

LEIA MAIS

Sindicato dos comerciários em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Agrícolas promove encontro com empresas do comércio regional

(Imagem: Divulgação/ASCOM)

Para gerir um negócio é necessário uma visão sistemática e ampla das atividades desenvolvidas pela empresa, desde a etapa do contato com o fornecedor até a coordenação de seus colaboradores. Sendo assim, algumas ações podem contribuir para um ambiente de confiança interna, consequentemente driblar a crise, e caminhar rumo a  prosperidade.

Pensando nesses desafios, o Sindicato dos comerciários (SINDCOM) em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Agrícolas (SINTAGRO) promove uma palestra para discutir com as empresas da região formas de superar ou driblar a crise através da motivação.  A palestra será ministrada pelo coach Flavio Lyra, no auditório da FDS, em Juazeiro (BA), às 18h.

A palestra com o tema central: “Por que não?” é voltada para empresas, RH, contabilidade e administrativo. A entrada é gratuita.

Banco do Brasil realiza evento sobre agronegócio, em Petrolina

(Foto: Internet)

No dia 18 de setembro, acontece, em Petrolina, mais uma etapa do Circuito Agro Banco do Brasil 2018. Estarão presentes no evento, autoridades, lideranças e especialistas do agronegócio brasileiro, clientes produtores rurais e funcionários do Banco do Brasil (BB). O evento acontecerá, no prédio da Superintendência Regional do BB em Petrolina, no Centro, a partir das 8h30.

O objetivo Circuito Agro é divulgar os produtos e serviços do BB, como as soluções digitais, a Esteira Agro BB, linhas de crédito para inovação, armazenagem e as vantagens das parcerias, e estreitar relacionamentos em regiões com potencial de realização de negócios e expansão da agropecuária. O evento promoverá encontros com produtores rurais, assistências técnicas, gerentes de relacionamento, revendas e associações.

Os encontros ocorrerão em 61 municípios e serão apresentadas palestras técnicas sobre temas com impactos locais, como sucessão familiar, mitigadores, armazenagem, barreiras fitossanitárias na comercialização de frutas, energias alternativas, comercio exterior no mercado de frutas, e tendências agro.

Preços dos produtos comercializados no Mercado do produtor oscilam nesta quinta-feira (19)

(Foto: ASCOM)

Quem pretende fazer as compras nesta quinta-feira (19) no Mercado do Produtor, em Juazeiro (BA), vai encontrar o quilo da abóbora comum por R$ 0,90; o quilo do abacate essa semana está com preço menor custando R$ 2,80; a caixa do morango sai por R$18,00; o quilo do coco verde é vendido por R$ 0,33; o quilo da maçã nacional custa R$ 3,33 e o quilo da melancia R$ 0,60.

Confira aqui a cotação completa dos produtos comercializados no Mercado do Produtor. Os preços são resultado de uma pesquisa diária feita no comércio atacadista do entreposto municipal.

Comitiva do município de Sorriso (MT) visita Petrolina e conhece ações promissoras para agricultura

(Foto: ASCOM)

Petrolina (PE) e o município mato-grossense de Sorriso tem algo em comum, são cidades referência em desenvolvimento agrário. A vocação para a agricultura fez com que as prefeituras das duas localidades iniciassem uma troca de experiências.

As conversas avançaram e, nesta segunda-feira (16), uma comitiva de Sorriso encabeçada pelo prefeito Ari Lafin se reuniu com o prefeito Miguel Coelho para conhecer o trabalho de Petrolina, principalmente, na fruticultura irrigada.

Os dois gestores conversaram por quase uma hora sobre projetos desenvolvidos nas duas cidades a fim de fortalecer a produção rural. Miguel Coelho apresentou também iniciativas desenvolvidas pela prefeitura em outros setores produtivos estratégicos. “Mostramos o potencial de Petrolina mas também aproveitamos para conhecer experiências de sucesso de Sorriso, que é considerada a capital do agronegócio”, resumiu o prefeito após o encontro.

No final da reunião, os gestores trocaram presentes, produtos típicos e as bandeiras das duas cidades. “Queremos fazer algo parecido com o que já é feito há mais de 30 anos na fruticultura de Petrolina, fortalecendo o pequeno produtor e a geração de empregos”, explicou o prefeito Ari Lafin.

No próximo mês, será a vez de uma comitiva de Petrolina conhecer o modelo de trabalho desenvolvido na cadeia produtiva de Sorriso, cujo principal vetor é a soja. Uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Agrário viajará para a cidade mato-grossense para verificar de perto iniciativas que possam ser replicadas no desenvolvimento agrário petrolinense.

Transferência de tecnologias será destaque na Fenagri 2018 que acontecerá em Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Considerado o maior evento de fruticultura da América Latina, a 27ª edição da Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri) está prevista para ocorrer entre os dias 11 e 14 de julho, no Juá Garden Shopping, em Juazeiro (BA). E este ano, dentre os destaques apontados pela coordenação, está a transferência de tecnologias.

A viabilidade do uso de coagulante à base de polímero natural, a análise de resíduos das frutas, implementação do conhecimento da evapotranspiração para o manejo da irrigação e a energia solar são alguns dos temas que serão pautados na programação técnico-científica.

Outros assuntos também estarão em destaque nas discussões, a exemplo da produção orgânica de cebola, atualização tecnológica nutritiva da mangueira e discussões sobre ampliação de mercados nacionais e estrangeiros.

LEIA MAIS

Em busca de soluções sustentáveis de apoio ao agronegócio de Juazeiro e região, prefeito Paulo Bonfim participa de debate

A pesquisadora da Embrapa Semiárido, Patrícia Leão destacou o desenvolvimento de novas cultivares de uvas sem sementes. (Foto: ASCOM)

O Prefeito de Juazeiro Paulo Bomfim, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Tiano Felix e do Assessor de Planejamento e Parcerias Estratégicas, Isaac Carvalho, participou na manhã desta quinta-feira (19), no Rapport Hotel, em Juazeiro do Circuito Agro, uma iniciativa do Banco do Brasil, que visa divulgar as soluções de apoio ao agronegócio.

O Circuito promove o encontro entre produtores rurais e profissionais do campo para debater soluções sustentáveis e de desenvolvimento, novas tecnologias e técnicas de produção, como meio de aumentar a produtividade sem impactar negativamente os custos de produção.

“No Vale do São Francisco, a fruticultura irrigada é o principal tema do evento, com destaque para a produção e exportação de uva e manga. Disponibilidade de terra, água de boa qualidade, clima quente e baixa umidade fazem do município um dos maiores exportadores do país”, destacou o vice-presidente de agronegócios do Banco do Brasil, Tarcísio Hübner.

“É uma satisfação dialogar sobre o crescimento da região. Nossa intenção é atrair novos investimentos para o município com ações e projetos importantes. O agronegócio é a mola mestra da economia da região e, por esse motivo, parabenizo o Banco do Brasil por essa belíssima iniciativa”, frisou o prefeito Paulo Bomfim.

LEIA MAIS

Senadores demonstram preocupação com efeitos da Operação Carne Fraca

Senador José Medeiros (PSD-MT)

A preocupação com a credibilidade da carne brasileira no mercado externo marcou a sessão desta segunda-feira (20) no plenário do Senado. Os senadores citaram a Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira (17) pela Polícia Federal. As denúncias envolvem a corrupção de fiscais que facilitavam a venda de carne vendida e adulterada com produtos químicos.

A situação dos pequenos produtores que vendem os animais para os frigoríficos foi lembrada por Ana Amélia (PP-RS), Cidinho Santos (PR-MT) e José Medeiros (PSD-MT). Para os senadores, são eles que vão sentir os efeitos da desconfiança gerada pela operação.

“Sabe quem vai ser punido? Vai ser o coitado daquele pecuarista que tem as suas vaquinhas lá e para quem a esperança era vendê-las para poder sobreviver. A carne, com certeza, vai lá embaixo, não vai sobrar para pagar o capim que a vaca comeu”, lamentou Medeiros.

Ana Amélia lembrou que o próprio fiscal agropecuário responsável pela denúncia, Daniel Gouveia Teixeira, disse que o número de empresas que fraudaram a qualidade dos produtos é pequeno. Para ela, é preciso uma investigação mais profunda para que se separe essa minoria e para que todo o esforço do Brasil para melhorar a qualidade das carnes não seja em vão.

Para Ana Amélia, é preciso tirar lições da operação. A primeira delas é punir exemplarmente os responsáveis para evitar que as irregularidades voltem a ocorrer. Além disso, o governo precisa ser transparente e explicar para os compradores estrangeiros e para o mercado interno o que está acontecendo.

“E a Polícia Federal, nesse processo, tem uma responsabilidade dupla, que é a agilidade na revelação das fraudes apuradas, do ponto de vista técnico e do ponto de vista da questão sanitária. Ela não pode fugir dessa responsabilidade”, frisou.

LEIA MAIS

Palestra do projeto Tempos de Produção discutirá o Agronegócio no Vale do São Francisco

agronegócio agricultura

Ao todo, serão realizados 12 encontros durante este ano, onde serão apresentados e debatidos temas importantes ligados à área./ Foto: internet

“O agronegócio como vetor de sucesso do Vale das Frutas” será tema da quinta palestra do projeto de extensão Tempos de Produção, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). A palestra será realizada nesta sexta-feira (29), a partir das 8h30, no Complexo Multieventos, Campus Juazeiro (BA). Serão emitidos certificados de participação.

O evento é voltado para estudantes e empresários interessados na temática. A palestra terá duração de 1h e será ministrada pelo professor do colegiado de Engenharia de Produção, Nildo Cassundé. Entre o que será discutido dentro da temática, está a revisitação histórica da agricultura no Vale do São Francisco; os reais conceitos dos termos agricultura, agronegócio e agroindústria; e o agronegócio no Vale.

LEIA MAIS

Encontro de Negócios deve movimentar mais de R$ 5 milhões na Fenagri

Este ano a Feira vai ocupar uma área de 10 mil metros quadrados e espera receber um público estimado em 50 mil pessoas/Foto:internet

Este ano a Feira vai ocupar uma área de 10 mil metros quadrados e espera receber um público estimado em 50 mil pessoas/Foto:internet

Encontro de Negócios deve movimentar mais de R$5 milhões durante a 26ª edição da Feira Nacional da Agricultura Irrigada – Fenagri 2016, que será realizada no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, em Petrolina, de 25 a 28 de maio.

O Encontro, realizado pelo Sebrae em Pernambuco, através da Unidade Sertão do São Francisco, no dia 26, das 16h às 22h, tem por objetivo aproximar os pequenos empresários do agronegócio e  cooperativas à rede hoteleira, bares,  restaurantes, supermercados e mercadinhos. Instituições financeiras e de desenvolvimento rural participarão do evento.

“É a primeira vez que a gente vai fazer essa aproximação da produção local com o mercado regional. O foco é dar visibilidade ao que é produzido aqui pela agricultura familiar, pelas cooperativas”, explica o gestor do projeto de Agronegócio do Sebrae, Domingos Sávio Guimarães.

LEIA MAIS

Fenagri já movimenta trade turístico regional

A maior feira do setor da América Latina espera receber cerca de 50 mil visitantes neste ano/Foto:Clas

A maior feira do setor da América Latina espera receber cerca de 50 mil visitantes neste ano/Foto:Clas

A Fenagri 2016 (26ª Feira Nacional da Agricultura Irrigada) que acontece entre os próximos dias 25 e 28 de maio, já começa a movimentar o trade turístico regional, com ênfase para restaurantes, bares e hotéis de Petrolina(PE)  e Juazeiro (BA). A maior feira do setor da América Latina espera receber cerca de 50 mil visitantes neste ano.

O setor de gastronomia é um dos que mais lucra neste período. Jairo Fernandes de Lucena, 51, trabalha em um dos 10 restaurantes do Bodódromo, na Areia Branca. O ano todo atende pessoas ligadas ao agronegócio, mas durante a Fenagri, o movimento é maior. “Muitas pessoas de fora vêm aqui conhecer o bode assado, o prato mais procurado da rica culinária local. Eles normalmente são bons de gorjetas”, brinca.

 O dono do restaurante, Demosthenes Nascimento, 52, diz que nessa época o faturamento aumenta 20%. “Observamos uma movimentação bem maior que os dias dos Namorados, das Mães e o Natal”, analisa. São servidas no restaurante, só na semana da feira, o dobro das refeições. “Com o início da Fenagri, esperamos aumentar uns 80 pratos por dia”, comemora.

 Parte de uma das maiores redes de hotelaria do país, o Quality Hotel de Petrolina já tem reservas para praticamente todos seus leitos durante  a Feira. Segundo a gerente de contas do hotel, Érika Oliveira, o perfil dos hóspedes neste período tem tudo a ver com a agricultura irrigada. “A ocupação nesta semana da Fenagri, cerca  90%  dos hóspedes, são clientes ligados ao agronegócio, a exemplo de diretores, produtores, importadores e exportadores do segmento frutícola”.

LEIA MAIS
12