Miguel Coelho afirma que até ameças de morte recebeu para não contratar nova empresa de ônibus para Petrolina

Imagem ilustrativa

Durante o evento de entrega do títulos de posse no bairro João de Deus, o prefeito Miguel Coelho falou das dificuldades que enfrentou para ofertar a população um transporte de qualidade. Afirmando não ter não contra os atuais donos das empresas que operam o serviço em Petrolina, Miguel informou ter sido até ameaçado de morte para não levar à frente o processo para contratação de uma nova empresa e que, apesar das ameaças e da pressão, em dezembro deverá está desfilando com 83 novos ônibus, dando mais qualidade no transporte público à população petrolinense.

“Passou do tempo de Petrolina ter ônibus de qualidade para atender nossa população. Falaram que a gente não iria conseguir, briguei com muita gente, fui ameaçado por todo tipo de gente, até de morte me ameaçaram dizendo que eu não iria tirar empresa de ônibus. Não tenho nada contra seu Leãozinho nada contra a empresa Viva Petrolina, mas aqui este tipo de serviço não era digno do morador de Petrolina, não era digno da comunidade do João de Deus que trabalha cedo, acorda no batente às 5 horas da manhã para pegar um ônibus que quebra direto não sabe se chega no centro. Nós fizemos uma nova licitação, em outubro estarei indo para o Rio de janeiro  visitar os ônibus e em dezembro o Galeguinho vai está desfilando com 83 ônibus novos aqui em Petrolina”, afirmou.

Ameaças de ataques a escolas de Casa Nova suspendem aulas e vereador cobra segurança

Escola Odete Viana seria um dos alvos do suposto ataque.

Desde o início desta semana, circula nas redes sociais de Casa Nova postagens de ameaças de ataques às escolas do município. Na noite da segunda-feira (27), o medo havia tomado de conta de alunos, professores e profissionais da educação, levando à suspensão das aulas nas escolas Julia Borges, citada em uma das postagens, e na Odete Viana.

Acompanhado da Secretaria de Educação, o prefeito Wilker Torres percorreu as unidades escolares da cidade, tranquilizando os profissionais e alunos e esteve na delegacia e no batalhão da Polícia Militar, solicitando informações do andamento das investigações e reforço na segurança.

O vereador Uilian Pereira (PMDB) ocupou a tribuna na noite dessa terça-feira (28) para falar das ameaças. “Desde ontem à noite e hoje pela manhã fomos bombardeados pelas redes sociais com suposto atentado nas escolas municipais de Casa Nova, em especial a Escola Julia Borges e Odete Viana”.

LEIA MAIS

Guarda Municipal de Juazeiro intensifica patrulhamento nas escolas após ameaças

Patrulhamento deve continuar até a próxima semana.

Após as ameaças de ataques a escolas de Juazeiro (BA) divulgadas por meio de WhatsApp, a Guarda Civil Municipal intensificou o patrulhamento nas unidades educacionais. Nessa quinta-feira (04), foram enviadas equipes às instituições de ensino públicas e particulares. A segurança deve continuar até a próxima semana.

“Assim que saíram esses áudios, o secretário de Governo Clériston Andrade solicitou imediatamente o apoio da Guarda. Desde as seis horas da manhã de hoje [quinta-feira] estamos com equipes em frente às escolas”, disse Israel Marcos, Inspetor-chefe da guarda.

Petrolina: jovem usa redes sociais para denunciar ameaças de ex-companheiro e recebe apoio de autoridades e da prefeitura

Temendo por sua vida, Janaína Coelho publica vídeos denunciando ameaças de ex-companheiro (Foto: Reprodução/Instagram)

“Por favor, me ajudem e não me deixem virar estatística de feminicídio”. Essas são as últimas palavras do texto descritivo de uma série de vídeos publicada pela jovem Janaína Coelho, em sua conta no Instagram na tarde de ontem (13).

Segundo o relato de Janaína, que se identifica como Pernambucana, Eunilson Lins Macedo Júnior, com quem ela se relacionou durante dois anos, não aceita o fim do relacionamento e desde então faz ameaças contra ela.“Não aceitando o fim do nosso relacionamento, ele me ameaça , me ofende e afasta qualquer pessoa que se aproximar de mim”, conta a jovem.

Mais de 7 mil pessoas já curtiram a série de vídeos que mostra o desespero da jovem que com medo de morrer, apela pela vida e pela justiça. Na mensagem, Janaína faz uma apelo especial a deputada estadual delegada Gleide Angelo (PSB), que de pronto respondeu a solicitação da jovem, demonstrando empatia e orientando sobre os principais órgãos de proteção à mulher, existentes em Petrolina (PE) e no Estado de Pernambuco.

LEIA MAIS

UFPE abre sindicância para apurar ameaças a professores e alunos

(Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem)

Nesta quarta-feira (07), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) determinou a abertura de sindicância interna para apurar ameaças e insultos a professores e alunos do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH). A instituição de ensino também comunicará o caso ao Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal (PF).

Em nota informando a abertura da sindicância, a UFPE repudiou veemente as ameaças e insultos feito spor meios de panfletos e redes sociais, e destacou que “não admite, sob qualquer hipótese, que a violência ameace as liberdades de cátedra e individuais”

Nos últimos dias, professores e alunos do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foram xingados e ameaçados por meio de panfletos e mensagens na internet. No caso mais recente, que começou a repercutir ontem (06) nas redes sociais, uma lista intitulada “Doutrinadores e alunos que serão banidos do CFCH-UFPE, em 2019” intimida nominalmente cerca de 20 pessoas. Anunciando, no final: “vocês serão banidos! Escórias! O mito vem aí”, em uma relação ao futuro governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Com informações do Jornal do Commercio

Jogadores Neymar e Messi são ameaçados pelo Estado Islâmico

O príncipe George, da Inglaterra, também teve a vida ameaçada pelo grupo terrorista

O Estado Islâmico editou e publicou na internet uma foto de Neymar e Messi, dois dos jogadores de futebol mais famosos do mundo, sendo executados pelo grupo terrorista. Segundo divulgação da imprensa internacional, a imagem mostra um extremista encapuzado prestes a tirar a vida do craque brasileiro, que está ajoelhado aos prantos. Ao seu lado, o corpo de Messi está estirado ao chão, já sem vida. Ambos ainda são identificados por placas com seus respectivos nomes em vermelho, e o cenário é um deserto montanhoso com a bandeira do Estado Islâmico hasteada.

O novo cartaz foi divulgado pelo Twitter dias após o porta-voz do Estado Islâmico, Wafa Media Foundation, divulgar uma foto de Messi chorando sangue por trás de grades.

O grupo terrorista vem tentando espalhar medo tendo como alvo a Copa do Mundo, que acontecerá na Rússia no ano que vem. Uma outra imagem surgiu mostrando um terrorista agarrando um AK47 ao lado de varas de dinamite olhando pelo Estádio Luzhniki em Moscou.

Príncipe George ameaçado

Nem o príncipe George teria escapado do ódio do grupo terrorista Estado Islâmico. De acordo com a imprensa estrangeira, os extremistas teriam ameaçado matar o pequeno príncipe, de apenas 4 anos, com um ataque a sua escola. George estuda pré-escola Westacre Montessori School, em Londres. Uma montagem com a foto do príncipe circula na internet e mostra o príncipe chegando à escola sendo observado por dois terroristas, além da legenda “Even the ryal family will not be left alone”, que significa “até a família real não será deixada em paz”.

Ação de alguns flanelinhas gera desconforto em população petrolinense

A regulamentação da profissão em Petrolina é o caminho para o fim do conflito entre flanelinhas e condutores. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A população de Petrolina tem encontrado uma grande dor de cabeça quando precisa estacionar seus veículos pela cidade, sobretudo no Centro. Em certos pontos, além de pagar a taxa do estacionamento rotativo, o condutor é cobrado por flanelinhas que dizem guardar os veículos. Em outros, mesmo sem Zona Azul, são proibidos de estacionar, pois são áreas demarcadas pelos próprios flanelinhas para lavagem de carros.

Em algumas situações, os flanelinhas, quando não pagos, infortunam os motoristas. Ameaçam riscar seus automóveis, quebrar vidros e, em casos mais graves, até agredir os condutores, principalmente mulheres não acompanhadas.

Não é difícil encontra relatos sobre esses abusos. Uma mulher que preferiu não se identificar por medo afirmou que quase foi agredida por não ter dinheiro trocado para dar ao flanelinha que “cuidava” do seu veículo. “Quando eu disse que não tinha como pagar, ele ficou nervoso e começou a me xingar. Minha sorte é que tinham outros rapazes por perto e mandaram ele sair dali”, comentou.

Mas o problema é bem maior do que parece. Uma parte dos flanelinhas, além de usuários, tem comercializado drogas. Esse fato tem chamado a atenção dos políticos da cidade. No início deste mês o vereador Ronaldo Souza (PTB) levantou a voz para a situação e propôs um recadastramento da categoria.

“É uma questão de proteção. Flanelinha vendendo droga? Isso é inadmissível. Eles têm o direito de trabalhar, por isso é necessário um recadastramento para que se separe os que querem trabalhar dos demais”, disse.

Profissão guardador de carro

A ideia do recadastramento é mais que interessante, é necessária, pois há aqueles que realmente trabalham e que fazem jus à profissão de guardador de carro, regulamentada pelo Decreto 79.797/77. Eles ficam em áreas nas quais o estacionamento é gratuito e oferecem o serviço na chegada do condutor. Ao sair, cobram pelo serviço e se não pagos, não incomodam.

De acordo com o decreto, “o guardador de veículos automotores atuará em áreas externas públicas, destinadas a estacionamentos, competindo-lhe orientar ou efetuar o encostamento e desencostamento de veículos nas vagas existentes, predeterminadas ou marcadas”.

Além disso, quando oferece o serviço, o flanelinha fica obrigado a guardar as peças e objetos do veículo. “Durante o período de estacionamento o veículo, seus acessórios, peças e objetos comprovadamente deixados no seu interior, ficarão sob a vigilância do guardador de veículos automotores”, diz o decreto.

O fato é que a situação merece atenção das autoridades de Petrolina antes que algum mal aconteça na cidade. O recadastramento desses profissionais merece destaque para que sejam regulamentados e não atuem informalmente, o que melhoraria a relação dos flanelinhas com os condutores.