Apuração das eleições para conselheiros tutelares será concluída hoje em Petrolina, confira resultado parcial

Em entrevista ao programa Revista da Tarde, apresentado pelo radialista Marco Aurélio, na Rádio Jornal Petrolina, no final da tarde desta terça-feira (8), Dr. Carlos Eduardo Mendes, membro da comissão organizadora da eleição para o Conselho Tutelar de Petrolina, informou que do total de 66 urnas colocadas no pleito, 58 já foram apuradas e 40 contabilizadas, totalizando o número de 13.196 votos, devendo, portanto, o resultado final ser divulgado apenas nesta quarta-feira (9).

Dr. Carlos, adiantou quais seriam os 10 primeiros colocados da apuração parcial:

LEIA MAIS

Resultado dos eleitos para o conselho tutelar de Petrolina deve sair nesta quarta

É aguardado com muita expectativa o resultado final da apuração dos votos da eleição realizada no último domingo (6) que vai eleger os 1o novos conselheiros tutelares do município e seus suplentes. O ritmo da apuração está muito lento. A contagem dos votos só teve início ao meio desta segunda-feira (7), até às 18h00 apenas 6 urnas de um total de 61, tinham sido apuradas.

O processo da eleição foi tumultuado com muitas denúncias a exemplo da transferência de locais de votação, demora na chegada da lista com os nomes dos votantes, divulgação de áudio por parte de político pedindo voto para determinado candidato, prática proibida e etc.

LEIA MAIS

Votos de Isaac Carvalho não serão divulgados no sistema de apuração

(Foto: ASCOM)

O candidato a Deputado Federal, Isaac Carvalho (PCdoB) manteve a tradição, e votou na Escola Municipal Celso Cavalcante de Carvalho, por volta das 14h30, no distrito de Mandacaru, zona rural de Juazeiro (BA), acompanhado da esposa, filhas, amigos e correligionários.

Em razão do registro de candidatura de Isaac Carvalho ainda se encontrar em fase de recurso, a votação do ex-prefeito de Juazeiro será contabilizada de maneira separada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Por isso, os números não serão divulgados no sistema de apuração.

De acordo com a assessoria do candidato, a coordenação da campanha será informada das totalizações gerais e por cidade, via comunicação oficial do TRE. Assim que os dados forem disponibilizados, eles serão comunicados nas redes sociais da campanha.

Apuração de votos na eleição do Sindsemp continua indefinida

Magda Oliveira e Walber Lins, candidatos à presidência do Sindsemp

Na última terça-feira (14) muitos servidores do município foram às urnas votar na eleição para renovação da diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp). O pleito, aparentemente, ocorreu sem maiores problemas, mas a apuração dos votos está gerando muita polêmica.

Por volta das 03h00 da manhã desta quinta-feira (15), a comissão responsável pela realização da eleição decidiu, após contabilizar os votos das 31 urnas apuradas, suspender a apuração restando apenas a contagem dos votos em separado no total de 134. Ficou decido naquela oportunidade que a apuração seria retomada a partir das 16h00 de hoje.

Com a apuração das 31 urnas o resultado parcial colocava em vantagem a Chapa 2, encabeçada pela professora Magda Oliveira Mangabeira Feitosa, com 1007 votos contra 950 votos da chapa 1, encabeçada pelo o atual presidente Walber Lins.

De acordo com informações de alguns servidores a apuração continua suspensa e o clima é tenso em frente a sede do sindicato, também nos repassaram que haveria um pedido de impugnação de algumas urnas, mas nossa reportagem não conseguiu confirmar essa informação.

O que se sabe é que integrantes das duas chapas e da comissão especial da eleição se encontram dentro do prédio do sindicato discutindo o impasse, portanto, aguardamos novas informações para divulgarmos se haverá ou não a continuação da apuração ainda hoje ou se o pleito será prejudicado por algum motivo.

Chapa 2 do STTAR emite nota de esclarecimento sobre contagem da urna 47

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A Chapa 2 que concorreu à Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina para o quadriênio 2017-2021, encabeçada por Simone Paim, emitiu uma nota de esclarecimento sobre a apuração da urna 47, que teria sido impugnada pela mesa na eleição, mas que teve que ser contada após ordem judicial.

Confira a nota

A Chapa 2 que concorreu à Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina, vem por meio desta prestar esclarecimento acerca da apuração da urna 47, referente à votação para a escolha da diretoria do quadriênio 2017-2021.

Por meio de cumprimento de ordem judicial, a referida urna foi aberta e teve seus votos contados, sendo que por meio deste ato, a Chapa 1 foi declarada a vencedora do pleito eleitoral.

Ocorre que com a abertura da urna 47, foram vislumbrados e comprovados os vícios existentes na mesma: número de contagem de votos diferente do número real de cédulas, votos em separados fora do envelope, votos que deveriam ter sido efetuados na sede e não na referida urna, cédulas sem a assinatura do presidente, ata de encerramento com rasuras, dentre outras irregularidades.

É evidente que estas irregularidades devem ser reconhecidas pelo Poder Judiciário que deverá anular a urna 47, de forma que o mesmo prazo pela lisura do devido processo legal, pela segurança jurídica e pelo respeito aos trabalhadores que votaram na forma que preceitua o regimento do Sindicato.

Por acreditar na justiça e nos princípios que norteiam o Estado Democrático de Direito que a Chapa 2 defenderá a impugnação da referida urna 47.