Paulo Afonso: Prefeitura assina contrato com nova empresa responsável pelo aterro sanitário

Amanhã (4), às 8h30 o prefeito de Paulo Afonso (BA) assinará o contrato com a Empesa, nova gestora do Aterro Sanitário da cidade. A expectativa é modernizar o serviço, já que a vencedora da licitação tem vasta experiência no setor.

De acordo com a gestão municipal, o aterro já tem duas células de acúmulo de chorume e ganhará um dreno principal, além da impermeabilização na região do dreno. Tudo isso faz parte das medidas impostas através da Lei Federal que determina o fim dos lixões a céu aberto.

“É uma empresa conceituada que administra aterros sanitários de várias cidades de Pernambuco, e vai implantar seu modelo de gestão em Paulo Afonso. O objetivo da Prefeitura é tornar mais eficiente o trabalho do nosso aterro, para continuar cumprindo com a preservação ambiental”, destaca o secretário de Meio Ambiente, Ivaldo Sales Júnior.

Petrolina está entre 22 municípios integrantes do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos no estado

(Foto: Ascom/PMP)

Petrolina e mais 21 cidades do Sertão pernambucano participaram de uma reunião com representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), do Governo do Estado e do Ministério do Meio Ambiente. No evento, as cidades receberam o Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos (PIRS), elaboradas pelas entidades estadual e federal.

O documento é um passo para concretizar políticas públicas rumo ao desenvolvimento sustentável na cidade, já que o PIRS é um mecanismo para apoiar as prefeituras na destinação final dos seus resíduos sólidos. Petrolina foi representada no encontro, realizado em Salgueiro, pela secretária-executiva de Urbanismo, Taísa Gueiros, o secretário-executivo de Infraestrutura, Anderson Freire e o secretário de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade, Fred Machado.

“A partir deste plano vamos estar cada vez mais perto do que diz a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelecida pela Lei Federal nº 12.305/2010. Dessa forma vamos poder brigar por recursos do Governo Federal para investimentos nas áreas de limpeza urbana e tratamento de resíduos sólidos, de forma a organizar uma cadeia produtiva e gerar emprego e renda através da inclusão social”, explica Fred Machado.

LEIA MAIS

Apenas 51 municípios de PE depositam lixo corretamente; Petrolina é exemplo no Sertão

(Foto: Internet)

Um levantamento divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) na manhã dessa terça-feira (20) revelou que apenas 51 dos 184 municípios de Pernambuco depositam corretamente o lixo.

Para ser depositado corretamente, o lixo precisa ser levado para aterros sanitários. Ainda de acordo com o TCE, 19 fazem uso de aterros controlados, sem atender plenamente às exigências ambientais e legais dos planos nacional e estadual de Resíduos Sólidos.

LEIA MAIS

MPF recomenda ao prefeito de Irecê (BA) que coloque em operação o aterro sanitário do município

irece

O prefeito deverá apresentar um planejamento específico das ações que já foram ou ainda serão empreendidas, com cronograma detalhado, para atender à recomendação do MPF./ Foto: arquivo

O Ministério Público Federal (MPF) em Irecê (BA) recomendou ao prefeito do município, Luiz Pimentel Sobral, a adoção das medidas indispensáveis à entrada em plena operação do aterro sanitário da cidade até o dia 31 de dezembro de 2016.

Segundo o documento, Sobral firmou, em 2013, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA), no qual concordava em implantar, no prazo máximo de dois anos, aterro sanitário em Irecê, bem como deixar de depositar resíduos em áreas irregulares. No entanto, a prefeitura não cumpriu nenhuma das obrigações – mesmo após ter empregado, na obra, recursos federais e municipais no valor de R$ 3.463.106,14, durante gestão anterior.

LEIA MAIS