Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

“Nós estamos cumprindo nossa prerrogativa enquanto fiscalizador”, destaca vereador Gilmar, após ter Requerimento negado pela Situação

Vereador afirmou que prerrogativa do Legislativo é fiscalizar e pedir informações (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Requerimento nº 160/2019 apresentado pelo vereador Gilmar Santos (PT) no qual o edil solicitava da Prefeitura de Petrolina informações a respeito dos professores atuantes na rede municipal de ensino foi derrubado por 12 votos a seis na sessão de terça-feira (14).

LEIA TAMBÉM:

Aero Cruz justifica voto contrário da situação contra requerimento de Gilmar Santos

Bancada da Situação derruba Requerimento apresentado por Gilmar Santos

Durante coletiva de imprensa após a derrubada do pedido, afirmou que sua reivindicação tinha apenas um intuito: esclarecer os fatos. “Nós estamos cumprindo nossa prerrogativa enquanto fiscalizador dos recursos e diversos professores que passaram no concurso eles estão com dificuldades para ser chamado, essas dificuldades, segundo esses professores, é devido a um possível beneficiamento a possíveis aliados e evitando chamar esses professores que foram aprovados”, disse.

LEIA MAIS

Requerimento de Cristina é aprovado por unanimidade, mas Situação derruba pedido de Gabriel

Situação derrubou pedido de Gabriel (Foto: Blog Waldiney Passos

Por 18 votos a zero os vereadores de Petrolina aprovaram nessa terça-feira (9) o Requerimento nº 079/2019, apresentado por Cristina Costa (PT) no qual solicitava informações a respeito dos gastos com publicidade da Prefeitura de Petrolina. O pedido entrou em pauta depois de uma cobrança pública feita pela autora na última sessão (4).

No entanto, o Requerimento nº 086/2019, de Gabriel Menezes (PSL) foi reprovado por 14 votos a cinco. O oposicionista buscava esclarecimentos a respeito dos gastos com publicidade no valor de R$ 4.200.000,00 com a empresa Pettra Propaganda e Publicidade.

O pedido de Gabriel foi derrotado, pois na visão da Situação, tratava-se do mesmo assunto do de Cristina. Ronaldo Silva (PSDB) havia pedido destaque e afirmou que Menezes queria fazer politicagem. Os membros da Oposição endossaram a cobrança do colega, mas não tiveram sucesso.

Bancada da Situação derruba mais um Requerimento apresentado pela Oposição de Petrolina

Pedido de informações da Oposição foi derrubado por 11 votos a 4 (Foto: Blog Waldiney Passos)

Mais uma vez a bancada da Situação derrubou um Requerimento apresentado pelos vereadores da Oposição de Petrolina. Na sessão de terça-feira (2), Domingos de Cristália (PSL) fez um pedido de informação à secretaria de Educação, Cultura e Esportes, relacionado ao transporte escolar municipal.

No pedido nº 073/2019 o edil reivindicava a relação das rotas com suas devidas localidades, valor do km por rota e detalhes dos veículos com placas e vistorias. Contudo, a pedido do líder da Situação, Aero Cruz (PSB) o Requerimento foi votado separadamente das demais Indicações e Requerimentos e reprovado por 11 votos a 4.

Na justificativa do pedido, Domingos afirmou ter recebido denúncias sobre irregularidades no transporte escolar e que o envio das respostas poderia esclarecer os fatos.

Zé Batista pede união no grupo e afirma que bancada “é cheia de ego”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O biênio 2017/2018 na Câmara de Vereadores de Petrolina não contou com a presença de José Batista da Gama (PSB), que se licenciou do seu mandato para ser secretário nos primeiros anos da gestão do prefeito Miguel Coelho (PSB). De volta ao Legislativo, Zé Batista teceu críticas a bancada governista durante a sessão de ontem (12).

Ele foi duro ao avaliar o bloco da situação que ficou rachado durante a escolha das Comissões Permanentes para o biênio 2019/2020. A nossa bancada é cheia de ego, é totalmente desunida. É cada um querendo empurrar o outro. É cada um querendo subir na costa dos outros. Vamos ser mais amigos, ser mais companheiros, ser mais grupo”, declarou o vereador.

Para Zé Batista, cada edil tem direito de brigar por seu espaço, contudo isso não significa derrubar o outro. “Grupo seguro, honesto, de responsabilidade não se desfaz e o nosso a cada dia que observa, é o ego. Meu espaço ninguém toma, cada um que tenha seu espaço e que brigue sem derrubar os outros”, finalizou.

Aero Cruz reconhece falta de “harmonia” entre vereadores da bancada governista

Líder do governo reconheceu falta de harmonia na bancada (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de Cristina Costa (PT) criticar publicamente a disputa dos vereadores da bancada governista pela presidência das Comissões Permanentes da Casa Plínio Amorim, o líder da situação, Aero Cruz (PSB) reconheceu que a relação entre os pares não está fluindo como deveria.

LEIA TAMBÉM:

Cristina Costa critica vereadores da situação por brigas para assumir comissões

Após a sessão dessa quinta-feira (7) ele concedeu entrevista coletiva e negou “racha” na base, porém, reconheceu que há desarmonia. “Não está em uma certa harmonia, mas nós vamos procurar conversar, articular para que a gente tenha harmonia”, ressaltou.

Na visão do líder governista, após a decisão sobre as Comissões Permanentes os palanques deverão ser desmanchados e os vereadores voltarão a se entender. “Quando isso daqui terminar a gente desmancha o palanque e vamos trabalhar para o prefeito”, finalizou.

Bancada da situação sofre primeira derrota do ano na Câmara Municipal de Petrolina

Ednaldo Lima

Agora liderada pelo vereador Ednaldo Lima (PMDB) a bancada da situação sofreu na sessão desta terça-feira (02) sua primeira derrota do ano. Por 8 a 7 a oposição aprovou o requerimento de autoria do vereador Pérsio Antunes (PMDB), solicitando a realização de uma audiência pública para discutir com mais profundidade o projeto da regularização fundiária que tramita na Câmara Municipal de Petrolina.

Ednaldo criticou a morosidade da Casa em colocar o projeto em votação. “A Câmara de Vereadores infelizmente não consegue votar um projeto que é de interesse da população que atende 1.529 famílias das comunidades do Mandacaru, São Jorge e São Joaquim”.

O líder da situação questionou por que o projeto está na gaveta do presidente da Comissão de Justiça e Redação há mais de 90 dias e somente agora ele solicitou a realização de uma audiência pública para discutir a matéria? “Chega hoje aqui o presidente da Comissão, vereador Pérsio Antunes apresenta um requerimento pedindo depois de passado tempo uma audiência pública e convida três autoridades: a Promotoria Pública, a Procuradoria do Município e a secretaria Municipal da Cidade para que venha debater o projeto depois de noventa dias”.

Apesar dos questionamentos da situação o requerimento do vereador Pérsio foi aprovado com os votos dos vereadores: Cristina Costa (PT), Geraldo da Acerola (PT), Ronaldo Cancão (PSL), Betão (PSL), Zé Batista (PDT), Zenildo Nunes (PSB), Manoel da Acosap (PHS) e o próprio autor Pérsio Antunes (PMDB).