Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Governo de Pernambuco fará pente-fino em barragens do Estado

Barragem de Palmeirinha, em Belo Jardim. (Foto: Divulgação/Compesa)

Depois de mais uma tragédia envolvendo barragens no país, o Governo de Pernambuco decidiu se precaver e vai criar um grupo de trabalho com o objetivo de cadastrar as barragens no Estado. A fiscalização deve ser encerrada em seis meses e a equipe será composta por pessoas de diferentes setores.

O processo será iniciado nas barragens de onde há maior índice pluviométrico, a Região Metropolitana do Recife (RMR) e a Zona da Mata Sul. Além da força-tarefa, prefeituras se preparam com os recursos que têm, mesmo que não tenham obrigações com as barragens.

A ação será encabeçada pela secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos e servirá como um pente-fino. Dos 477 reservatórios em Pernambuco registados na Agência Nacional de Águas (ANA), 63 estão em perigo e são de responsabilidade do Governo do Estado, como Duas Unas, em Jaboatão e Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho.

A Fundação Joaquim Nabuco continua monitorando o avanço do rejeitos de Brumadinho em direção ao São Francisco. De acordo com o pesquisador Neison Freire, é preciso se antecipar. “Nós pesquisadores podemos ajudar nessa antecipação. Nas cidades ao longo do rio, até a foz, em Alagoas, é preciso se prevenir. Incluindo as cidades que captam água da transposição”, disse. Com informações da Folha de Pernambuco.

Em busca de parente desaparecido, família de Petrolina viaja a Brumadinho

Cláudio Márcio dos Santos era responsável pela parte de inspeção de máquinas, e trabalhava no local no momento da tragédia.

Uma moradora de Petrolina (PE) embarcou para Brumadinho (MG) nessa quarta-feira (30) em busca de informações sobre o seu marido, que é funcionário da Vale há 13 anos. Ana Paula dos Santos soube da tragédia através de uma reportagem de televisão.

Seu esposo, Cláudio Márcio dos Santos, pai de dois filhos com Ana, era responsável pela parte de inspeção de máquinas da empresa responsável pela barragem que rompeu. Um amigo de Cláudio escapou do desastre por pouco, quando saiu dez minutos antes da barragem estourar.

Desde a última sexta-feira (25), Cláudio não entra em contato com a família, que aguarda ansiosamente por notícias do funcionário da Vale. Ele mora em Betim (MG), a cerca de 28 km de Brumadinho.

Em entrevista à Rádio Jornal de Petrolina, as irmãs do desaparecido ligaram para ela, falando que Cláudio poderia estar entre as vítimas. Após a notícia, Ana esteve em contato com uma assistente social da Vale, que providenciou as passagens dela e do filho para a cidade onde aconteceu a tragédia.

Sobe para 60 o número de mortos em Brumadinho

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

O número de mortos em Brumadinho (MG) subiu para 60, informou o novo boletim divulgado por volta de 10h30, horário de Brasília, dessa segunda-feira (28). As informações são da Defesa Civil e polícias Civil e Militar de Minas Gerais.

292 pessoas continuam desaparecidas, 192 foram resgatadas e 19 corpos já foram identificados. Os corpos que são resgatados são encaminhados para o IML para identificação. “Os óbitos contabilizados são os que o bombeiro localiza, faz o resgate e caminha para o IML”, afirmou tenente-coronel Flavio Godinho, porta-voz da Defesa Civil de Minas Gerais.

Seis das 9 pessoas encaminhadas ao Hospital de Pronto Socorro de Brumadinho seguem internadas. Outras 135 pessoas estão desabrigadas na cidade, informou a Defesa Civil. Uma entrevista coletiva deve ser realizada ainda nessa manhã e o número de mortos deve ser atualizado. Com informações de G1 e Band.

Bolsonaro sobrevoará Brumadinho nessa manhã, nove mortes foram confirmadas

Buscas foram retomadas nessa manhã (Foto: Whasington Alves/Reuters)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) confirmou que visitará Brumadinho (MG) nessa manhã de sábado (26), para analisar a situação, depois do rompimento de uma barragem na tarde de sexta-feira (25). Sete mortos foram confirmadas até a noite de ontem, mas após a retomada de buscas hoje, o número subiu para nove.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, há por volta de 300 desaparecidos. A barragem da Vale rompeu na comunidade do Córrego do Feijão, na região da Grande Belo Horizonte. Moradores relataram que a lama engoliu residências e estabelecimentos comerciais.

Segundo informações da Vale, a barragem Córrego do Feijão tem capacidade para 12,7 milhões de metros cúbicos. Em comparação com a barragem de Fundão, em Mariana, são 62 milhões de metros cúbicos. A tragédia da Samarco em Mariana ocorreu em 2015 e deixou 19 mortos.

Com informações de Band

Vazão da barragem de Sobradinho continua em 550m³ até novembro

Este foi o menor patamar médio já adotado em Sobradinho desde sua construção em novembro de 1979. (Foto: Internet)

O Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º) publicou a Resolução ANA nº 51/2018, que prorroga a redução temporária da vazão mínima liberada pelo reservatório de Sobradinho no patamar de 550m³/s na média diária e 523m³/s para descargas instantâneas a serem praticadas pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF).

A medida da Agência Nacional de Águas (ANA) tem vigência até 30 de novembro. O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado nos reservatórios e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017.

Cabe à CHESF informar as populações das cidades ribeirinhas do Baixo e Submédio São Francisco sobre as reduções de vazão. As estações de monitoramento de Juazeiro (BA) continuarão sendo utilizadas para controle das defluências do reservatório de Sobradinho.

A redução da defluência mínima leva em consideração as condições hidrológicas e de armazenamento de água na bacia hidrográfica do São Francisco, que vem enfrentando uma seca histórica desde 2012.

LEIA MAIS

Vazão da barragem de Sobradinho sobre para 600m³/s a partir de maio, garante ANA

(Imagem: internet)

Após seguidas reduções na vazão da barragem de Sobradinho, a Agência Nacional de Águas (ANA) informou que a defluência do lago subirá para média diária de 600m³/s. O aumento na vazão ficou decidido após reunião da Sala de Crise do Rio São Francisco nesta segunda-feira (23).

Esta é a primeira elevação do volume de água liberado pelo reservatório desde abril de 2013, quando a Resolução ANA nº 442/2013 baixou a descarga mínima de 1300m³/s, utilizada em situação de normalidade, para 1100m³/s. A bacia hidrográfica passa por seca desde 2012, maior período contínuo do fenômeno já registrado na região.

Atualmente a vazão é de 550 m³/s, quando a ANA autorizou em julho do ano passado a redução da defluência. Este foi o menor patamar médio já adotado em Sobradinho desde sua construção em novembro de 1979.

A decisão se baseou no fato de que o Reservatório Equivalente da Bacia do Rio São Francisco – formado pelos reservatórios de Três Marias (MG), Sobradinho e Itaparica (BA/PE) – está com 39,72% de seu volume útil, sendo que um ano antes o total acumulado era de 21,48%, menor percentual do histórico. No caso específico de Sobradinho, o volume útil atual é de 37,66%, o que representa uma reserva de 10.797 hectômetros cúbicos ou 10,797 milhões de metros cúbicos.

Histórico das reduções

A primeira redução se deu com a Resolução nº 442/2013, que permitiu a redução da defluência mínima para 1.100m³/s em vez dos 1.300m³/s adotados em situação de normalidade hidrológica. Em abril de 2015 a ANA editou a Resolução nº 206/2015, que manteve a prática dos 1.100m³/s, mas permitiu a redução para 1.000m³/s nos períodos de carga leve: dias úteis e sábados de 0h a 7h e durante todo o dia aos domingos e feriados.

LEIA MAIS

Chuvas recuperam barragens de Solidão e Santa Terezinha, no Sertão do Pajeú

O manancial atingiu aproximadamente 40% do volume total, e já está abastecendo os 2,5 mil moradores da cidade.

O mês de abril trouxe chuvas generosas para a região do Sertão do Pajeú, após um longo período de seca. Desta vez, as barragens de Nossa Senhora de Lourdes, no município de Solidão, e a Barragem José Antônio, em Santa Terezinha, saíram do colapso e estão com condições de abastecer as duas cidades.

As chuvas também recuperaram a Barragem do Travessão, localizada em Tabira, que atingiu a sua capacidade máxima (270 mil metros cúbicos de água) e está vertendo, e já voltou a fornecer água para o distrito de Borborema, na zona rural do município. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) também já providenciou o retorno da distribuição de água pela rede em Solidão, e a previsão é que os moradores de Santa Terezinha voltem a ter água nas torneiras até a próxima quarta-feira (25).

O município de Solidão, que entrou em colapso no mês de fevereiro deste ano, festeja a água acumulada na Barragem de Nossa Senhora de Lourdes. O manancial atingiu aproximadamente 40% do volume total, e já está abastecendo os 2,5 mil moradores da cidade. A Barragem José Antônio, que estava seca desde dezembro de 2016, registra agora 26% da sua capacidade máxima, que é de 2 milhões metros cúbicos de água.

LEIA MAIS

Santa Maria da Boa Vista: barragem de Boa Esperança será ampliada

(Foto: ASCOM)

Após a conclusão da barragem da Fazenda Monte Alegre, a prefeitura Municipal de Santa Maria da Boa Vista anunciou que vai ampliar a barragem da Comunidade Boa Esperança. O objetivo é armazenar a água das chuvas que vem caindo na região, para minimizar as consequências da estiagem dos moradores da zona rural do município.

Além de fazer a ampliação da barragem da Boa Esperança, será construído um novo sangradouro a fim de acumular um maior volume de água, com mais segurança.

“Essas obras são solicitações antigas das comunidades e nossa gestão está atendendo. Temos como prioridade o bem-estar do povo e não podemos deixar de atender essa demanda, antiga e tão importante”, falou o prefeito do município, Humberto Mendes.

Um terço da região Nordeste enfrenta seca máxima

(Foto: Reprodução)

A Agência Nacional das Águas (ANA) divulgou o balanço feito pelo Monitor das Secas de 2017. O ano passado foi o sétimo seguido com estiagem no Nordeste, para agravar a situação, um terço do território está no seu grau mais elevado de seca.

Os efeitos da seca afetam diretamente o nível das barragens na região. Um dos sistemas de monitoramento utilizado pela ANA apontou que os níveis de açudes e barragens estão com apenas 11,4% do seu potencial, sendo o menor índice já registrado.

Em dezembro passado 33,6% do território nordestino apresentava seca no nível 4 (o mais alto) e em todo 2017, o Nordeste registrou nível 3 na escala de seca extrema. Ainda segundo a ANA, 62% dos reservatórios estão com índice abaixo de 10% e muitas reservas já estão secando, como no Rio Grande do Norte.

Após liberação da transposição, barragem dos algodões sangra em Cabrobó

(Foto: WhatsApp)

Depois de 20 anos de ser construída pela Codevasf, a barragem dos Algodões voltou a sangrar em Cabrobó (PE). O fato aconteceu após a liberação das águas do Rio São Francisco através da transposição para o Riacho Grande.

Está é a primeira vez que a barragem enche de água a ponto de sangrar sem ser com água das chuvas. A barragem atende mais de 150 famílias e cheia garante no mínimo dois anos de água para a comunidade.

Com vazão menor na barragem de Sobradinho, prefeitura discute ações para garantir continuidade da travessia das barquinhas em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Em um encontro realizado na manhã desta sexta-feira (21), a Prefeitura de Petrolina deu início às discussões sobre ações preventivas a fim de garantir a continuidade da travessia das barquinhas que ligam as cidades de Juazeiro da Bahia e Petrolina em Pernambuco, diante da redução da vazão da barragem de Sobradinho de 600m³/s para 550m³/s, prevista para ocorrer a partir do próximo dia 30.

Duas medidas foram propostas como ações que podem ajudar a manter a navegabilidade no trajeto das barcas. Ambas tem o objetivo de remover areia, cascalho e pedras do leito do Rio São Francisco, a fim de aumentar a altura do canal de navegação, mas a diferença entre elas está no tipo de equipamento que deve ser usado na realização do serviço.

De acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente de Petrolina (AMMA), Rafael Oliveira, além da análise prévia conduzida pela agência e que apontou a necessidade de uma intervenção na margem petrolinense do Velho Chico, novos estudos ainda vão ser realizados.

LEIA MAIS

Prefeitura convoca reunião de emergência sobre os impactos da redução da vazão de Sobradinho na travessia das barquinhas em Petrolina

(Foto: ASCOM)

A Prefeitura de Petrolina está convocando a Associação da Travessia das Barquinhas (ATB), que fazem o transporte de passageiros entre as cidades de Juazeiro da Bahia e Petrolina, Pernambuco, para discutir os impactos da redução da defluência da barragem de Sobradinho que, a partir do próximo dia 30, conforme autorização da Agência Nacional de Águas (ANA), será reduzida de 600m³/s para 550m³/s, com a possibilidade de registro de vazão instantânea de apenas 523m³/s.

Um estudo da Agência Municipal do Meio Ambiente de Petrolina (AMMA), aponta que os barqueiros devem ter dificuldades para navegar entre as margens baiana e pernambucana do Rio São Francisco. Com um nível do espelho d’água mais baixo por causa da diminuição da vazão da barragem, a AMMA teme a paralisação do serviço de transporte interestadual.

LEIA MAIS

Barragem de Barra do Juá, em Floresta, pronta para receber água da transposição do rio São Francisco

(Foto: ASCOM)

As comportas da barragem de Barra do Juá, reservatório que possui 71 milhões de metros cúbicos, localizado em Floresta (PE), teve seu conserto finalizado nessa quinta-feira (20) pela secretaria de agricultura do estado, e já está em condição de receber água do canal do eixo leste da transposição.

Essa luta foi empreendida ao longo de todo o primeiro semestre pelo deputado Rodrigo Novaes, objeto de vários pronunciamentos e articulação, que chegou a realizar audiência pública em Floresta para tratar do assunto.

A obra é o primeiro passo para que se consiga efetivar a perenização do riacho do Navio, favorecendo milhares de famílias na região. Ela dará início a um novo ciclo.

LEIA MAIS

Caruaru: Racionamento de água em terá nova redução em setembro

(Foto: ASCOM)

A Barragem do Prata vertendo é um cenário que não se via há seis anos, desde 2011. A recuperação do manancial, localizado em Bonito, é uma excelente notícia para a população de Caruaru e das cidades de Altinho, Ibirajuba, Agrestina, Cachoeirinha e Santa Cruz do Capibaribe que, neste ano, enfrentaram o sétimo ano consecutivo de seca na região Agreste.

Em pouco mais de um mês, a Barragem do Prata saiu da situação de pré-colapso e conseguiu armazenar 42 milhões de metros cúbicos de água, a capacidade máxima acumulação do reservatório. No entanto, a Barragem do Prata cheia não é suficiente para retirar a maior cidade do Agreste do racionamento. Caruaru precisaria da água da Barragem de Jucazinho para ficar livre do rodízio definitivamente.

Jucazinho, localizado em Surubim e responsável pelo abastecimento de 60% da cidade de Caruaru, permanece em colapso desde setembro do ano passado – quando foi implantado o calendário de abastecimento em Caruaru – e ainda não conseguiu acumular água no período de chuvas.

LEIA MAIS

Moradores de Baixa do Pretinho, zona rural de Petrolina, comemoram construção de barragem

(Foto: ASCOM)

Mais uma barragem foi construída na zona rural de Petrolina (PE). Dessa vez, a comunidade beneficiada foi a de Baixa do Pretinho. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, fez questão de acompanhar, nessa quinta-feira (18), o início da execução dos serviços daquela localidade.

As obras foram articuladas pelo prefeito de Petrolina Miguel Coelho, por meio de emenda parlamentar ainda de seu período como deputado estadual. Aproximadamente R$ 900 mil foram indicados pelo ex-parlamentar para obras como construção e reformas de barragens em Petrolina.

A moradora Francineide dos Santos Rodrigues não escondia a felicidade e comemorava a chegada dos serviços.  “Estou muito feliz com a construção da barragem, essa obra era um sonho antigo da nossa comunidade, só temos a agradecer ao prefeito Miguel Coelho”.

LEIA MAIS
12