Cursos de aperfeiçoamento gastronômico são oferecidos em Juazeiro

receita-bolo-de-laranja-super-leve

São 200 vagas oferecidas

Até o São João, 200 vagas em cursos e treinamentos a pequenos e médios empreendedores da sede e interior de Juazeiro, Norte da Bahia, vão ser oferecidos para qualificação profissional. O aperfeiçoamento será gastronomia caseira até panificação para a indústria alimentícia local.

Através do Senac estão abertas 150 vagas para culinárias junina, cozinha nordestina, bolos artísticos, comidas baiana e de buteco, entre outros. “São cursos rápidos para quem deseja retorno financeiro imediato”, comenta o titular da Sedetur, Carlos Neiva. Em três anos, mais de 4 mil qualificações gastronômicas foram realizadas na Carreta Senac, localizada na Praça da Misericórdia.

Para aprimorar o segmento industrial de panificação, o Senai traz para Juazeiro uma carreta com equipamentos modernos para aulas práticas de auxiliar de panificação (ao todo são 50 matriculados). Por dois meses, a unidade ficará estacionada ao lado da Casa do Artesão, na Orla Nova, numa intermediação da Sedetur. “Providenciamos a fonte de abastecimento de água e instalação da energia elétrica para a carreta-escola do Senai”, declarou o secretário Carlos Neiva.

Outras informações sobre inscrições, cursos e treinamentos: Sedetur (74) 3611 4338.

 

Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investigação sobre Aécio

Brasília- DF 10-03-2016 Senador Aécio Neves durante entrevista no salão Azul do senado.Foto Lula Marques/Agência PT

Os advogados do tucano argumentam que Delcídio disse não saber “quem são os operadores do esquema e como os repasses” eram feitos.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu nesta quinta-feira (12) a coleta de provas de uma investigação aberta sobre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) relacionadas a supostas irregularidades na estatal Furnas. Na mesma decisão, ele enviou o inquérito de volta ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para reavaliação.

Na quarta, o próprio Mendes havia autorizado a abertura do inquérito sobre Aécio, atendendo a pedido de Janot. Ele tem origem nas investigações da Operação Lava Jato e apura a suposta prática de corrupção e lavagem de dinheiro a partir de desvios da estatal, uma das maiores subsidiárias na Eletrobras na produção de energia.

LEIA MAIS

Comunidade de Jazida 7 em Maniçoba receberá casas do PSH dentro do Toda Sexta Tem Obra

Durante a entrega das casas o prefeito Isaac também assinará a ordem de serviço para inicio da obra de mais 26 unidades na comunidade de Vereda do Meio, também em Maniçoba/Foto:ASCOMDurante a entrega das casas o prefeito Isaac também assinará a ordem de serviço para inicio da obra de mais 26 unidades na comunidade de Vereda do Meio, também em Maniçoba/Foto:ASCOM

Nesta sexta (13), às 15 horas, dentro do programa ‘Toda Sexta tem Obra’, serão entregues 25 novas casas do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social – PSH, à comunidade de Jazida 7, distrito de Maniçoba. Numa parceria do Governo Federal, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano – Sedur/BA, Prefeitura de Juazeiro, Fetag/BA e Sindicato dos Trabalhadores Rurais – STR/Juazeiro, o PSH viabiliza a aquisição de casas populares para a população de baixa renda.

O prefeito Isaac Carvalho esteve reunido ontem (quinta /12) com José Manoel (Zezinho), representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Bahia – Fetag/BA, com o vereador Agnaldo Meira e com o presidente da Associação de Moradores de Jazida 7, Egídio Mota (Cidó). Durante o encontro – que contou com a participação do secretário de Governo Paulo Bomfim – a comitiva apresentou ao gestor de Juazeiro as propostas para novas parcerias que viabilizarão mais moradias dignas para as famílias da zona rural de Juazeiro.

 Isaac lembrou que nos últimos sete anos e meio, 55 mil pessoas foram beneficiadas no maior programa de habitação popular da história do município. “Apenas na área urbana, com o ‘Minha Casa, Minha Vida’, através de uma grande parceria com os governos Lula e Dilma, foram construídas 11 mil novas residências para a população de baixa renda. E agora também estamos contemplando as famílias que vivem na área rural, levando mais dignidade e qualidade de vida, a exemplo dessas 25 casas que vamos entregar na Jazida 7”.

LEIA MAIS

Lançamento de livro sobre famílias homoafetivas acontece na próxima semana em Petrolina

licia livro

A jornalista baiana, Lícia Loltran, atualmente residindo na cidade de Petrolina, vai lançar no próximo dia 20 de maio, no Quality Hotel, o livro ‘Famílias Homoafetivas: A insistência em ser feliz’. A obra, consequência de seu trabalho de conclusão de curso na UNEB, em Juazeiro, ganhou o Prêmio Autêntica de Livro-Reportagem e relata 13 depoimentos de mulheres que constituíram famílias com pessoas do mesmo sexo. O evento está marcado para às 20h.

Com um projeto que nasceu enquanto cursava Jornalismo na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Juazeiro, a baiana Lícia Loltran decidiu viajar pelo Brasil e desvendar a trajetórias de mulheres que constroem famílias com pessoas do mesmo sexo.

O livro relata as distintas vivências, relacionamentos, superação ou não de preconceitos, aceitação, maternidade, dentre outros temas que permeiam a experiência de 13 famílias. Cada capítulo é composto por uma dessas histórias e narra momentos de ansiedade e satisfação da autora e das entrevistadas a cada porta aberta, cada sorriso, surpresas e gestos de recepção.

LEIA MAIS

Abertas inscrições para cursos profissionalizantes em Petrolina

o curso de panificação e confeitaria diet/light começa no dia 6 de junho, à noite/Foto:divulgação

O curso de panificação e confeitaria diet/light começa no dia 6 de junho, à noite/Foto:divulgação

A Central de Cursos da Prefeitura de Petrolina abre a partir da próxima segunda (16), as inscrições para os cursos profissionalizantes gratuitos de fabricação de produtos derivados de frutas e panificação e confeitaria diet./light.

As inscrições podem ser feitas presencialmente na Escola de Alimentos, localizada na Av. Dr. Ulisses Guimarães, bairro Cohab Massangano, s/nº, entre os dias 16 a 20 de maio das 08 às 13h. A idade mínima para ingressar nos cursos é de 16 anos e é necessário ter em mãos cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

Os cursos terão duração de 60h. O curso de fabricação de produtos derivados de frutas será ministrado a partir do dia 30 de maio, pela manhã. Já o curso de panificação e confeitaria diet/light começa no dia 6 de junho, à noite. Ambos os cursos finalizam em 17 de junho.

As vagas são limitadas e estarão abertas até o preenchimento da totalidade.

Temer define 23 nomes da sua equipe ministros; veja lista

Dos escolhidos, ao menos seis perderam as últimas eleições que tentaram disputar.

São eles: Eliseu Padilha, derrotado em eleição para deputado em 2010 (estava como suplente até 2014); Henrique Alves, derrotado na disputa pelo governo de Rio Grande em 2014; Gilberto Kassab, que não se elegeu para o Senado em 2014; Geddel Vieira Lima, derrotado para o Senado em 2014; Moreira Franco, que não se elegeu para prefeito de Niteroi em 2004 e Raul Jungmann, que perdeu a eleição para deputado em 2014 (está no cargo como suplente).

Veja a lista dos ministros já definidos:

Gilberto Kassab (PSD/­SP) ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Ex-­prefeito de São Paulo (pelo PSD) e ex­-ministro das Cidades de Dilma.

Raul Jungmann (PPS­/PE) ministro da Defesa. Deputado federal e ex­-ministro de FHC.

Romero Jucá (PMDB­/RR) Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Senador (RR) e ex­-ministro da Previdência (governo Lula); presidente em exercício do PMDB, foi um dos principais articuladores da saída do partido do governo e do avanço do processo de impeachment de Dilma

Geddel Vieira Lima (PMDB/­BA) ministro ­chefe da Secretaria de Governo. Ex­-ministro da Integração Nacional, preside o partido na Bahia. Citado na Lava Jato sob suspeita de negociar propina com a OAS, o que ele nega. Também é visto como um nome que está distante há anos do Parlamento.

Sérgio Etchegoyen ministro ­chefe do Gabinete de Segurança Institucional

Bruno Araújo (PSDB/­PE) ministro das Cidades. Deputado federal, deu o voto decisivo para o impeachment de Dilma na Câmara.

Blairo Maggi (PP­/MT) ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Senador e ex­-governador Henrique Meirelles ministro da Fazenda. Foi presidente do Banco Central no governo Lula.

Mendonça Filho (DEM­/PE) ministro da Educação e Cultura. Ex-governador de Pernambuco, atualmente é deputado pelo DEM.

Eliseu Padilha (PMDB­/RS) ministro ­chefe da Casa Civil. Ex-­ministro da Secretaria de Aviação Civil (governo Dilma) de dos Transportes (governo FHC); quando ministro de FHC, foi alvo de acusações de irregularidades no pagamento de precatórios, mas sempre negou.

Osmar Terra (PMDB/­RS) ministro do Desenvolvimento Social e Agrário.

Deputado federal Leonardo Picciani (PMDB­/RJ) ministro do Esporte.

Deputado federal Ricardo Barros (PP­PR) ministro da Saúde.

Deputado federal José Sarney Filho (PV­/MA) ministro do Meio Ambiente. Deputado federal pelo Maranhão e ex-­ministro da pasta (governo FHC).

Henrique Alves ministro do Turismo. Ex­-ministro do Turismo de Dilma.

José Serra (PSDB­/SP) ministro das Relações Exteriores. Senador, ex­ ministro da Saúde e do Planejamento (governo FHC); foi governador de São Paulo e prefeito da capital. Um dos caciques do PSDB, foi candidato do partido à Presidência em 2002 (derrotado por Lula) e 2010 (derrotado por Dilma).

Alexandre de Moraes ministro da Justiça e Cidadania. Ex-­secretário da Segurança de SP, foi promotor de Justiça.

Mauricio Quintella ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Deputado federal. Condenado em agosto de 2014 por participação em um esquema que desviou dinheiro destinado ao pagamento de merenda escolar em Alagoas, entre 2003 e 2005, quando era secretário de Educação do Estado.

Fabiano Augusto Martins Silveira ministro da Fiscalização, Transparência e Controle (ex­CGU). Conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Marcos Pereira, ministro da Indústria e Comércio. Presidente do PRB

Helder Barbalho (PMDB), ministro da Integração Nacional

Fernando Coelho (PSB/PE), ministro da de Minas e Energia

PT de Pernambuco já faz as primeiras cobranças ao ministro Mendonça Filho na Educação

“Temos que exigir que as conquistas, que não são de governo A, B ou C, mas que são conquistas do povo brasileiro, levadas ao cabo pela luta dos educadores e educadoras, não sejam rompidas nesse governo interino",pontuou Teresa/Foto:internet“Temos que exigir que as conquistas, que não são de governo A, B ou C, mas que são conquistas do povo brasileiro, levadas ao cabo pela luta dos educadores e educadoras, não sejam rompidas nesse governo interino”,pontuou Teresa/Foto:internet

A deputada estadual e presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, Teresa Leitão, fez sua primeira cobrança pública ao ministro da Educação do governo Temer, Mendonça Filho.

Na tarde desta quinta-feira (12), em seu discurso na posse do novo presidente e vice do Conselho Estadual de Educação, a deputada cobrou ao governo compromisso com o Plano Nacional de Educação, compromisso com a vinculação de recursos para a educação e com a manutenção do piso salarial do magistério.

“Como o ministro da Educação do governo agora é daqui, talvez seja mais fácil cobrar dele três pontos, que não estão claros no programa Pontes para o Futuro: não há um compromisso claro e evidente com o Plano Nacional de Educação. Há um forte movimento para o retorno da desvinculação dos recursos da educação, aí querem acabar de vez com os recursos da educação. O terceiro, compromisso com o piso salarial do magistério, que para eles é o terror dos prefeitos e governadores e tem que acabar, segundo eles”, disse Teresa.

LEIA MAIS

Cardozo vai continuar como advogado no processo de impeachment de Dilma

"Como Advogado-geral da União, eu tinha uma equipe que trabalhava comigo, agora vamos ter que ter uma equipe de advogados da presidente da República", afirmou/Foto:Minervino junior

“Como Advogado-geral da União, eu tinha uma equipe que trabalhava comigo, agora vamos ter que ter uma equipe de advogados da presidente da República”, afirmou/Foto:Minervino Junior

O ex-ministro da Advocacia-Geral da União José Eduardo Cardozo afirmou que vai continuar como advogado no processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Ministros exonerados devem cumprir uma quarentena de 180 dias, o que quer dizer que eles não podem exercer outros empregos porque são consideradas pessoas com informações estratégicas para o país.

 Mas Cardozo disse que consultou o Conselho de Ética da Presidência da República e recebeu a orientação de que não haveria conflito nessa situação, porque ele já vinha acompanhando o caso. Além disso, ele destacou que é uma forma de não prejudicar o direito de defesa.

“Como Advogado-geral da União, eu tinha uma equipe que trabalhava comigo, agora vamos ter que ter uma equipe de advogados da presidente da República”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil

Baiano que tem cabeça virada para trás lança biografia e faz palestras

Cláudio Vieira em encontro com João Paulo II, em 2000/Foto: divulgação

Cláudio Vieira em encontro com João Paulo II, em 2000/Foto: divulgação

O baiano Claudio Vieira de Oliveira, 40 anos, lançou a obra ‘Mundo está ao Contrário’, que conta a sua história de vida. Ele sofre de uma anomalia rara e, por isso, tem o pescoço virado para trás.

Natural de Monte Santo, no interior baiano, ele nasceu com a cabeça para trás e os braços e pernas atrofiados. Os médicos chegaram a aconselhar que os pais nem o alimentasse, pois ele não sobreviveria por muito tempo. Porém, o rapaz não só sobreviveu, como se formou em contabilidade e hoje atua como palestrante motivacional.

Em 2013, Claudio teve a história contata em um documentário da rede de televisão inglesa Discovery Science e no ano seguinte se apresentou nas cidades americanas de Elizabethtown e Chicago. “De uma hora para outra, me virei e passei a me arrastar de joelhos. Ganhei autonomia impensável para a minha família”, conta ele em entrevista à Folha de S. Paulo.

LEIA MAIS

Papa diz estar disposto a dar um papel maior às mulheres na Igreja

O papa Francisco defendeu em várias ocasiões o seu desejo de resolver a grande desigualdade existente entre homens e mulheres na Igreja/Imagem:internet

O papa Francisco defendeu em várias ocasiões o seu desejo de resolver a grande desigualdade existente entre homens e mulheres na Igreja/Imagem:internet

O papa Francisco afirmou, nesta quinta-feira (12), estar disposto a criar uma comissão para analisar a possibilidade de mulheres atuarem como diáconos. Na Igreja Católica, os diáconos podem fazer pregações, celebrar batismos, casamentos e funerais. Não podem, no entanto, celebrar missas.

Durante um encontro com 900 líderes de congregações religiosas femininas, o papa foi questionado sobre uma eventual abertura para criar a citada comissão. O pontífice respondeu que sim, segundo dois veículos católicos que acompanharam a reunião. “Eu aceito. Seria útil para a Igreja esclarecer essa questão. Concordo”, disse o papa, segundo o “National Catholic Reporter” e a agência Catholic News Service.

Questionado pela AFP, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, não quis confirmar esta informação, à espera de detalhes sobre as declarações do papa. Há muito tempo, o diaconato é uma etapa para o sacerdócio, mas o Concílio Vaticano II (nos anos 1960) restaurou o diaconato permanente, acessível a homens casados, que muitas vezes compensam a falta de sacerdotes ou ajudam quando eles estão sobrecarregados.

O papa Francisco defendeu em várias ocasiões o seu desejo de resolver a grande desigualdade existente entre homens e mulheres na Igreja. Ele também reiterou recentemente que não era possível que as mulheres se tornassem padres, dizendo que seus antecessores, especialmente João Paulo 2º, já haviam discutido exaustivamente esta proposta.

Com informações da Folhapress

 

“Manterei Bolsa Família e fortalecerei Lava Jato”, diz Temer em 1º discurso

Presidente em exercício pediu confiança aos brasileiros/Foto: Marcos Correia

Presidente em exercício pediu confiança aos brasileiros/Foto: Marcos Correa

O presidente interino Michel Temer (PMDB) reforçou, em seu primeiro discurso na tarde desta quinta-feira (12), no Salão Leste do Palácio do Planalto, em Brasília, que manterá programas sociais dos governos anteriores, como o Bolsa Família, e que assegurará a continuidade da Operação Lava Jato. Temer falou horas depois de ter assumido as funções da presidente afastada, Dilma Rousseff.

“Portanto, reafirmo: vamos manter os programas sociais. O Bolsa Família, Pronatec, Fies, Minha Casa Minha Vida e muitos outros deram certo e terão sua gestão aprimorada. Não temos que destruir o que foi feito pelos outros governos. Pelo contrário, devemos prestigiar aquilo que deu certo”, prometeu.

Sobre a Lava Jato, Temer disse que a operação da Polícia Federal “tornou-se referência, e daremos proteção contra qualquer tentativa de enfraquecê-la”. O presidente interino aproveitou para dizer que respeita a presidente afastada Dilma Rousseff, com “respeito institucional”, sem querer entrar em detalhes nos motivos que a afastaram.

LEIA MAIS

Petrolina será a primeira parada do circuito Sonora Brasil, do SESC

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados/Foto:Assessoria

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados/Foto:Assessoria

Dez cidades do interior do Estado recebem, a partir da próxima terça-feira (17), o circuito do Sonora Brasil, projeto considerado o maior de circulação musical do país, movimentado pelo Sesc. Aqui, se apresentam os músicos Sidnei Duarte, Rodolfo Vidal e Maurício Romão, que formam o grupo Violas Singulares. A primeira parada da iniciativa acontece em Petrolina, com show na unidade do Sesc, às 20h. A entrada é gratuita.

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados. O músico e professor Sidnei Duarte será o responsável por apresentar a viola-de-cocho, instrumento em que é especialista tanto no sentido técnico quanto acadêmico. Já Rodofo Vidal, vai mostrar a tradição da viola fandangueira e suas próprias criações musicais para o instrumento. Completando o trio, Maurício Ribeiro, chega com a viola de buriti, pouco conhecida fora do estado de Tocantins, mas que possui sonoridade e características físicas peculiares.

O grupo se apresentará ainda nas cidades de Araripina (18), Bodocó (19), Triunfo (21), Arcoverde (22), Garanhuns (23), Belo Jardim (25), Surubim (26), Goiana (27) e São Lourenço da Mata (28).

Sonora Brasil – Neste ano, oito grupos circularão por 114 cidades de todas as regiões do Brasil, totalizando 418 concertos. O tema Sonoros Ofícios – Cantos de Trabalho passa pelas regiões Sul e Sudeste, e Violas Brasileiras pelo Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, invertendo o circuito do ano passado. Todas as apresentações são essencialmente acústicas, valorizando a qualidade sonora das obras e de seus intérpretes. O projeto, desde a sua primeira edição, em 1988, já contou com a participação de cerca de 80 grupos em mais de 4.900 apresentações por todo o país, alcançando um público superior a 520 mil espectadores. A cada dois anos, dois temas são desenvolvidos, buscando aprofundar a relação do público com aspectos relevantes da música no país.

Com informações da Assessoria

 

 

Dormentes realiza Projeto Trânsito Legal para conscientizar jovens e intensificar ações educativas para motoristas e pedestres

Paulo Valgueiro, servidor da Autarquia, destacou a importância das estratégias que devem ser consideradas para o cidadão ter um trânsito seguro/Foto:ASCOM

Paulo Valgueiro destacou a importância das estratégias que devem ser consideradas para o cidadão ter um trânsito seguro/Foto:ASCOM

A Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina(AMMPLA), participou nesta quinta,do Projeto Trânsito Legal, realizado no município de Dormentes, na Escola Integral de Referência de Ensino Médio Senador Nilo Coelho.

O agente de trânsito Jilmar Barros, coordenador do setor de educação da AMMPLA, proferiu uma palestra para cerca de 500 jovens. Ele alertou que, para conscientizar condutores a uma postura mais educada no trânsito, alunos e colaboradores devem se tornar multiplicadores de ações que garantam um trânsito mais seguro.

Paulo Valgueiro, servidor da Autarquia, destacou na abertura do evento a importância das estratégias que devem ser consideradas para o cidadão ter um trânsito seguro. “Educação, engenharia e a fiscalização são as bases para garantir as melhorias de mobilidade dos motoristas, pedestres, motociclistas e ciclistas”.

A coordenadora pedagógica da Escola, Francineide de Assis, ressaltou que “o objetivo do projeto é conscientizar as pessoas de que é preciso ter mais calma e mais responsabilidade ao dirigir. A palestra demonstra que estamos no caminho certo para continuar ajudando a melhorar o trânsito em nossa cidade”.

De acordo com a assessoria da AMMPLA, os últimos levantamentos da ONU-Organização das Nações Unidas, mostram que os acidentes de trânsito representam a principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos no mundo. Segundo os dados oficiais, mais de 1,7 milhão de pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito todo o ano no mundo.

O Brasil está no 4º lugar do ranking de países com maior quantidade de mortes ocasionadas por acidentes de trânsito, segundo pesquisa do Instituto Avante Brasil.

Campanhas educativas são a maior aposta no combate à negligência no trânsito e as consequentes mortes. Os custos da violência no trânsito, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada(IPEA), ultrapassaram os 30 bilhões de reais entre os anos de 2011 e 2015.

Com informações da Assessoria

Quatro pernambucanos entre os ministros de Temer; Fernando Filho é novidade na Minas e Energia

 

Cotado para a pasta da Integração Nacional, Fernando Filho assume o Ministério das Minas e Energia/Foto: arquivo

Cotado para a pasta da Integração Nacional, Fernando Filho assume o Ministério das Minas e Energia/Foto: arquivo

Quatro pernambucanos foram anunciados no fim da tarde desta quinta-feira (12) para o primeiro escalão do governo provisório de Michel Temer (PMDB). Raul Jungmann (PPS) já era especulado para a Defesa, assim como Mendonça Filho (DEM) para a Educação e Bruno Araújo (PSDB) para a pasta de Cidades. A novidade foi Fernando Filho (PSB) à frente de Minas e Energia.

Com informações do Blog de Jamildo

Novo ministro da Fazenda agrada mercado e ‘entende como Brasília funciona’

Ex-presidente do Banco Central e "fiador" do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Meirelles agora ingressa no primeiro escalão do governo de Michel Temer (PMDB)/Foto:Pedro Ladeira

Ex-presidente do Banco Central e “fiador” do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Meirelles agora ingressa no primeiro escalão do governo de Michel Temer (PMDB)/Foto:Pedro Ladeira

Meio técnico, meio político. Na visão do mercado, o novo Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, combina duas condições vistas como essenciais para enfrentar os desafios atuais da economia brasileira: preparo técnico e habilidade política.

Ex-presidente do Banco Central e “fiador” do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Meirelles agora ingressa no primeiro escalão do governo de Michel Temer (PMDB).

Meirelles “entende como Brasília funciona”, disse Edwin Gutierrez, chefe da área de dívida de países emergentes da gestora de recursos Aberdeen em Londres, em entrevista à agência de notícias Bloomberg. Segundo o especialista, a falta de habilidade política foi uma das razões do insucesso do ex-ministro Joaquim Levy.

LEIA MAIS