Exposição sobre trajetória do carnavalesco Mestre Jaime segue até final de fevereiro na Casa da Cultura

Mestre jaime

Os festejos de carnaval se encerraram na quarta-feira e cinzas, mas o registro em imagens da história de um dos patrimônios vivos da cultura pernambucana ligada à folia sertaneja,  permanece em evidência na Casa da Cultura, centro da cidade. A trajetória do artista plástico, boêmio e carnavalesco Jaime Alves Concerva, 94, o famoso Mestre Jaime, continua aberta ao público até o dia 29 de fevereiro, com a exposição Mestre Jaime: Do Cidadão ao folião. Quem Não teve tempo de passar por lá para conferir o acervo com diversas imagens inéditas, não deve perder.

A mostra funciona sempre de terça à sábado, das 8h às 19h na ala principal do espaço. A  exposição que tem o apoio da Secretaria de Cultura e Esportes, foi aberta antes do carnaval, e teve a concepção do colecionador de fotos antigas da cidade sobre personagens e fatos sociopolíticos e culturais, Cristiano Concerva, sobrinho do carnavalesco. Ao todo são 78 imagens, sendo que boa pertence ao acervo do colecionador e as mais recentes foram assinadas pelos fotógrafos Héliton Araújo, Tia Penha e Guga Pimentel.

Também há registros fotográficos feitos pelo jornalista Emanuel Andrade, que não atua profissionalmente na fotografia, só na reportagem, mas flagrou de uma digital comum, momentos raros do carnavalesco em cima de um trio elétrico participando do Galo da Madrugada, quando foi homenageado pelo governo do Estado/Fundarpe, há cinco anos.

Ainda na exposição o visitante pode conhecer o carnavalesco na intimidade do trabalho, na boemia, em família, e claro, no despojamento e euforia que são sua marca em meio a Bichara que há mais de 60 anos anima a folia sertaneja.

 “É uma exposição  histórica que contextualizada toda trajetória do Mestre Jaime que é nosso patrimônio e que as novas gerações precisam conhecer melhor. Faz parte da Cultura Popular de Pernambuco e do Nordeste”, ressalta Cristiano.

O secretário de Cultura Marcos Cleuber Pereira, reforça que a exposição mais do que uma homenagem é uma forma de manter em evidência o valor do Mestre Jaime para a cultura e para história do carnaval em Salgueiro. Ele aponta que é importante que as escolas levem seus alunos para conhecer a exposição que de certa forma retrata historicamente o carnaval de Salgueiro há mais de meio século.

Governo retirou punição a empresas do texto final da medida provisória que mudou a chamada lei anticorrupção

Dilma Rousseff

Documento obtido pela Lei de Acesso revela que texto assinado por Dilma para regular acordos de leniência excluiu afastamento de executivos. A versão final da medida provisória que mudou a chamada lei anticorrupção, criando novas regras para acordos de leniência, excluiu punições para empresas previstas pelo próprio governo no texto original, revela FRANCISCO LEALI .

O documento enviado à presidente Dilma em 3 de dezembro do ano passado, e obtido pelo GLOBO pela Lei de Acesso à Informação, determinava que, para assinar esses acordos, as empresas deveriam reparar integralmente o dano causado. Previa ainda o afastamento por cinco anos dos dirigentes envolvidos. Esses dois itens sumiram do texto final da MP, assinada pela presidente 15 dias depois.

Foi tudo muito rápido. Em menos de 20 minutos, estava sacramentada a medida provisória com novas regras para acordos de leniência fechados entre empresas envolvidas em atos de corrupção e o governo. O texto assinado pela presidente Dilma Rousseff numa solenidade no Palácio do Planalto no dia 18 dezembro do ano passado mudava a chamada Lei Anticorrupção, em vigor há pouco menos de dois anos. A partir dali, as empresas não mais precisavam admitir prática de crime para aderir ao acordo. Quem assinasse passou a ficar liberado para voltar a contratar com o governo. Quinze dias antes da rápida cerimônia palaciana, o texto era diferente: tinha dois pontos importantes para assegurar punição dos envolvidos, mas eles acabaram desaparecendo da MP 703.

A versão original determinava que as empresas teriam que reparar integralmente o dano causado aos cofres públicos. No jargão oficial, essa era a “obrigação necessária” para a assinatura de um acordo de leniência em que companhia envolvida em irregularidades pudesse pagar pelos atos de corrupção, e começar de novo a operar com o setor público. Também sumiu da versão final outro trecho estabelecendo que forma, prazo e condições da reparação deveriam constar dos termos do acordo. Na solenidade daquele dia 18, a exigência de reparação integral chegou a ser citada no discurso de Dilma:

— Nossa tarefa é garantir reparação integral dos danos causados à administração pública e à sociedade sem destruir empresas ou fragilizar a economia. Essa é a prática adotada internacionalmente.

Com informações do jornal O Globo

Marcelo Damasceno: PSDB nacional define Guilherme em nome do pai

Marcelo DamascenoO PSDB tem palanque e toda corte nacional tucana desembarcando em Petrolina para avances a candidatura de Guilherme Coelho na disputa pelo governo da cidade sertaneja. Em nome do pai, numa referência reivindicada por Guilherme que garante não dá trégua pelo espólio de seu pai, Osvaldo Coelho, o PSDB tem plano e tática em torno da logística e agenda social produzida com fins econômicos na visão de Osvaldo. E quer a militância emprestada a Júlio Lossio, de volta.

O vice prefeito de Petrolina Guilherme Coelho ( PSDB), já governou esta cidade por duas vezes. Elegeu-se em 1988 a primeira vez contra todos os prognósticos da época. Era improvável aquele candidato tenro e desconhecido bater o popularíssimo Diniz Cavalcanti.

Destacado pela percepção irreverente de seu pai, Osvaldo Coelho, que polarizava forças com o sobrinho rebelado, hoje senador, Fernando Bezerra Coelho( PSB/PE). Guilherme desmoralizou os institutos de pesquisa e convenceu o próprio palanque que durante a campanha eleitoral pedia voto quase de “cabeça baixa” e até ridicularizado por uma hegemônica e barulhenta militância do PMDB que consagra a volta de Miguel Arraes. Este, chegara do exílio virando governador em 1986 em zona de conforto e numa rede de pano. Rede cearense. Guilherme derrotaria esse mito. Candidato inexperiente e com difícil quadro eleitoral. Venceu tudo isso.

Guilherme derrotou todo esse palanque da Frente Popular e consagrou a urna em 1988 com vantagem mínima de pouco menos de 800 votos. Depois reelegeu-se em segundo mandado, corria o ano de 1996.

O atual prefeito Júlio Lossio  (PMDB) em 2008 foi aposta de Osvaldo Coelho numa batalha da “Guararapes” contra a remanescente “arraesista” incorporada a FBC e Eduardo Campos.

Enquanto o PSB discutia e perdia-se nessa autofagia cartorial, Lossio comia a beirada depois da “7 de Setembro”. Nova tática de Osvaldo com liturgia do hoje deputado Jarbas Vasconcelos que controla com mão de aço o PMDB e Lossio adquiria esse espólio eleitoral que Guilherme perdera por pusilanimidade. Lossio aproveito o cavalo selado e moveu todo fichário do DEM para seu núcleo político. E com isso foi abrindo uma trincheira para implodir na corte de Osvaldo toda sua linhagem. Inclusive seu hoje vice prefeito Guilherme. Hoje seu competitivo inimigo oculto.

Lossio cooptou da fatia eleitoral que poderia está sendo a infantaria “Guilhermista”. Conseguiu mover essa titularidade com cargos e toda logística de poder e uma caneta referendada por eleitores dantes da agremiação centro-direita de Osvaldo e Guilherme.

Agora Guilherme ensaia pré candidatura e da vitrine ao fogo “inimigo” com Júlio Lossio em franca artilharia. Lossio há tempo vem dissolvendo todos os espaços e conotação midiática do seu vice, Guilherme, que virou “um Coelho na sala” do prefeito.

Escrevi, JORNALISTA MARCELO DAMASCENO.

 

Caso Beatriz: Lúcia Mota cobra melhores condições de trabalho para a Polícia Civil de Pernambuco

A mãe da pequena Beatriz não poupou o governador Paulo Câmara (Pernambuco) em suas cobranças durante sua fala na manifestação da última quinta-feria (11). Apesar de agradecer ao governador, Lúcia Mota reivindicou melhores condições de trabalho para a Polícia Civil. Confira o vídeo…

Ex-secretária cobra mais atenção a saúde das mulheres em Petrolina

Maria dos Anjos

A falta de uma saúde pública de qualidade que atenda as mulheres de Petrolina, Sertão de Pernambuco, está sendo criticada nas redes sociais pela ex-secretária da Mulher Maria dos Anjos Fonseca. Ela relata as dificuldades que as mulheres estão encontrando para ter direito a um atendimento, muitas vezes sendo obrigadas a pagar clínicas particulares para ter acesso a um médico e cobra do Governo do Estado providências urgentes.

Confira o texto que Maria dos Anjos postou no Facebook:

Literalmente MULHERES sangram a espera de cirurgias em Petrolina. Indignada com a situação de milhares de nossas mulheres sangrando a espera de cirurgias no Hospital IMIP aqui de Petrolina resolvi compartilhar com vocês: Só hoje recebi duas mulheres extremamente carentes vendendo o pouco que lhes restam para realizarem uma simples cirurgia em hospitais particulares da nossa cidade porque o Governo do Estado não lhes dão condições. Isso sim também é uma violência contra as nossas mulheres… mulheres que não podem trabalhar, não podem ter uma vida ativa por que não tem saúde para tais atividades, cirurgias que poderiam ser realizadas e os nosso políticos preocupados com briguinhas eleitorais. Não estou aqui condenando nenhum médico, pois é humanamente impossível um único médico atender a tanta demanda só da nossa cidade imagine de toda uma região.Senhores Deputados, senhores Vereadores procurem estar menos na mídia fazendo nadinha e procurem de FATO resolver algumas situações que pedem urgência, não deixem que nossas famílias já tão sofridas vendam o pouco que já tem para ter um serviço que já pagamos tão caro através dos impostos que pagamos… impostos esses dos mais caros do MUNDO. O Município está fazendo sua parte… que o Estado faça também.

Copa do nordeste promete muitas emoções para 2016

Copa-do-Nordeste-trofeu-01-e1426862655688

Estádios lotados, terço nas mãos, jogos empolgantes e muita adrenalina até o final da competição. Assim têm sido as últimas edições da Copa do Nordeste, considerada por muitos especialistas a principal competição regional do País na atualidade. Desde que voltou ao calendário do futebol nacional em 2013, o Nordestão vem empolgando os torcedores de todos os cantos da região. Ceará, Bahia, Maranhão, Pernambuco, Rio Grande do Norte e demais Estados estão representados em cinco grupos com quatro times cada.

Campeão e artilheiro da edição de 2003 (13 gols) pelo Bahia, o ex-atacante Sérgio Alves comentou sobre o crescimento da Copa do Nordeste nos últimos anos. “Considero que a Copa do Nordeste é uma competição tão importante quanto um Campeonato Brasileiro, pois hoje envolve uma série de vantagens, além da grande mídia que é feita. Isso motiva os jogadores e torna o campeonato ainda mais atrativo”, pontuou o ex-jogador.

Relatos de violência contra a mulher quase triplicam no Carnaval deste ano

virgens carnaval

Os relatos de violência contra a mulher quase triplicaram neste carnaval, em relação ao período equivalente no ano passado Um total de 3.174 mulheres telefonou para o Ligue 180 entre 1º e 9 de fevereiro deste ano, enquanto no feriadão de 2015 foram 1 158.

A pedido das denunciantes, mais da metade das denúncias foram encaminhadas para autoridades policiais e Ministério Público. O tipo de violência mais comum foi a física, relatada em 1.901 casos, seguida pela psicológica, com 279. Também foram registradas queixas de cárcere privado, violência moral, violência sexual, violência patrimonial e tráfico de pessoas.

Confira vídeo em que mãe de Beatriz, Lúcia Mota, cobra ajuda do MPPE, PF e Colégio Mª Auxiliadora

Na manifestação realizada no início da noite desta quinta-feira (11), no centro de Petrolina, a mãe da menina Beatriz Angélica, morta no dia 10 de dezembro do ano passado, na quadra do Colégio Maria Auxiliadora, Lúcia Mota, foi firme na cobrança ao Ministério Público de Pernambuco, que até agora não se manifestou sobre o caso, ao colégio, devido o silêncio adotado diante da barbárie e no pedido de ajuda a Polícia Federal (PF) para que colabore com as investigações que possam levar a revelação do nome do assassino. Confira o vídeo a seguir….

Ex-aliado de Robson se sente desonrado com o governo e cobra rescisão trabalhista

Emanuel Lagoa Grande

“Eu me sinto desonrado por que fui um cara que vestir a camisa”. Foi com essas palavras que Emanuel Carvalho denunciou ter trabalhado na prefeitura Municipal de Lagoa Grande por mais de um ano e depois de demitido não recebeu a rescisão. “Eu me sinto desonrado por que fui um cara que vestir a camisa, trabalhei para a gestão, só por que eu critiquei a gestão acabaram me perseguindo e não me pagaram a minha rescisão. Trabalhei, contribui no município durante um ano e onze meses. Conversei com o secretário de governo (na época Robson Amorim) e não cumpriu com o meu direito e ficou para pagar minha rescisão e não pagou. Já conversei com o prefeito. O próprio prefeito deu o aval”, desabafou Emanuel.

E complementa. “Uma coisa que é minha por direito. Eu estou sendo perseguindo. Eu só quero o que é meu por direito”.

Segundo Emanuel, já procurou dialogo com o governo, mas não obteve resultado e o próximo passo é procurar os meios legais. “O próximo passo é entrar na justiça. Eu acho que é direito meu. Eu sei que ele não está nem aí por que realmente é um processo demorado, mas o que é meu é meu eu não quero nada de ninguém”.

Finalizando, Emanuel diz que “pelo prefeito ele pagava, mas infelizmente quem está travando é o secretário”.

Com informações do Blog Lagoa Grande Notícia

Lúcia Mota apela a MPPE e Polícia Federal para ajudarem na elucidação do assassinato de Beatriz

Lúcia Mota 02

Foto: Waldiney Passos

Na manifestação pela paz realizada na noite desta quinta-feira (11), na Praça Maria Auxiliadora, a mãe da menina Beatriz, Lúcia Mota (Lucinha), apelou ainda ao Ministério Público Estadual para que se pronuncie sobre o caso.

“Não entendemos a sua distância do caso, o que significa que algo grave está pondo em risco toda a população de Petrolina e Juazeiro, gerando pânico na sociedade, isso justifica a presença ativa do Ministério Público. Queremos saber dos promotores quem está acompanhando o caso e que colaboração têm dado para que o crime seja desvendado? até agora não temos um pronunciamento sequer, então os promotores da Infância e da Juventude de Petrolina onde estão? Quais as ações estão sendo desenvolvidas para proteger as nossas crianças?”, questionou Lúcia.

Polícia Federal

Lúcia Mota pediu também a ajuda da Polícia Federal no caso já que a mesma dispõe de um aparato técnico de qualidade e informações que podem identificar motivações e com isso chegar aos responsáveis pelo crime.

“Esperamos que a Polícia Federal também ajude, pois é possível que a depender da motivação o problema não seja somente de Petrolina e Juazeiro não”, alertou.

“Só serei candidato se for a prefeito” afirma Orlando Tolentino

Orlando Telentino

Enganam-se aqueles que pensam que o secretário de Governo de Petrolina, Orlando Tolentitino (PMDB), estaria afrouxando as rédeas na disputa pelo apoio do prefeito Julio Lossio (PMDB), para sair candidato do grupo a prefeito nas próximas eleições. Em contado com nosso departamento de jornalismo Tolentino disse está mais forte do que nunca, tanto que foi o ínico pré-candidato a percorrer todo o município no feriado do carnaval.

Orlando Tolentino

O secretário comentou ter percorrido cerca 600 Km do município entre a sede e interior do município e que voltou animado com a recepção do povo. Ele disse afirmou ser pré-candidato sim, está disposto, preparado, mas que só sai candidato se for a prefeito não lhe interessando nenhum outro cargo, ou seja, vice-prefeito ou vereador. Tá dado o recado!

 

Caso Beatriz: mãe da menina cobra mais empenho do Colégio Maria Auxiliadora na elucidação do crime

Lúcia Mota 01

Foto: Waldiney Passos

“Queremos paz, as famílias querem paz e elas só terão paz com esse crime desvendado”, assim iniciou sua fala, a mãe da pequena Beatriz Angélica Mota, Lúcia Mota (Lucinha), ao discorrer pela primeira vez sobre o caso, após a trágica noite de 10 de dezembro de 2015, quando a sua linda e inocente filha foi covardemente assassinada nas dependência do tradicional Colégio Maria Auxiliadora.

Foi um momento de muita comoção e dor compartilhado por todos que ali estavam. Falou naquele momento o coração de uma mãe e somente ela sabe a tristeza, a solidão, a saudade que sente da sua filha amada. O coração de mãe disse tudo, desde o sentimento de parda a convocação para que as autoridades envidem mais e mais esforços no sentido de revelar para a sociedade quem foi o autor ou autora dessa tragédia que vitimou sua família.

Firme em suas palavras, Lúcia questionou o silêncio da diretoria do Colégio Maria Auxiliadora. “Fico a imaginar como nós podemos deixar nossos filhos nas escolas. Não podemos viver com medo, aterrorizados e para isso a escola Nossa Senhora Auxiliadora tem que contribuir com a elucidação dos fatos”, cobrou acrescentando que “a polícia tem obrigação de dizer o que aconteceu, quais as motivações e quem são estes monstros”.

Com a voz tremula Lúcia lamentou o fato do crime ter ocorrido dentro de uma escola católica com tradição na região. “A escola é sempre o local em que confiamos os nossos filhos, um local que sempre esperamos ser seguro para eles. Não foi um crime cometido em uma mata, em uma rua, foi dentro de uma escola no centro da cidade com câmeras e ninguém viu nada, ninguém sabe de nada”.

A mãe de Beatriz alertou o risco que toda sociedade está passando com uma pessoa ou grupo de criminosos, perigosos, soltos por ai podendo fazer outras vítimas a qualquer momento.

Manchetes dos principais jornais do país 12/02/2016

A Tarde
Bahia vai ter ajuda das forças armadas contra o Aedes aegypti

Correio da Bahia
Bando ataca ônibus para executar rival

Tribuna da Bahia
Cai a última fronteira do emprego

O Globo
Com previsão de novo rombo, governo não sabe onde cortar

O Dia
Diretor da Beija-flor denuncia armação no desfile das escolas

Extra
Polícia pede prisão preventiva de oito PMs acusados de estupro em UPP

Folha de São Paulo
Suposto repasse da Odebrecht a publicitário do pT é investigado

O Estado de São Paulo
Governo adia corte e agrava temor sobre política fiscal

Correio Braziliense
Turista brasileira é sequestrada e torturada na Austrália

Valor Econômico
Dólar sobe pelo terceiro pregão em meio a tensão no exterior

Estado de Minas
Justiça bloqueia R$ 475 milhões de mineradoras

Jornal do Commercio
Microcefalia põe aborto na pauta médica

Diário do Nordeste
Iluminação pública fica 56% mais cara para fortalezenses

Zero Hora
Proposta para reforma da Previdência vai atrasar

Brasil Econômico
Itaú e Banco do Brasil sobem juros do cheque especial e empréstimo pessoal