Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil

(Foto: Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse na noite da última sexta-feira (23) em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, que os incêndios florestais na Amazônia não podem ser pretexto para que nações estrangeiras lancem sanções contra o Brasil.

“Incêndios florestais existem em todo o mundo. E isso não pode ser pretexto para sanções internacionais. O Brasil continuará sendo amigo de todos, e responsável pela proteção da sua floresta amazônica”, afirmou.

Bolsonaro disse ainda estar “ciente” das queimadas e que o governo não está “satisfeito” com o que está assistindo, e que por isso vai atuar “fortemente”. “Tenho profundo amor e respeito pela Amazônia. A proteção da floresta é nosso dever”, afirmou.

LEIA MAIS

Em novo depoimento, Adélio promete matar Bolsonaro e Temer quando for solto

Adélio Bispo tentou matar Bolsonaro durante a campanha eleitoral no ano passado.

Segundo a Revista Crusoé, Adélio Bispo, o homem que tentou matar o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sua campanha no ano passado, foi ouvido novamente pela Polícia Federal.

No novo depoimento, Adélio repetiu o que já havia dito em outros depoimentos. O detento afirmou que, quando for liberado da penitenciária, matará Jair Bolsonaro e o ex-presidente Michel Temer.

LEIA MAIS

Governo estuda enviar Exército para combater queimadas na Amazônia

Incêndio tem atingido grande parte da amazônia.

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta sexta-feira (23), que estuda enviar o Exército para combater as queimadas na Amazônia por meio de uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Segundo ele, a decisão será tomada ainda nesta manhã. “É uma tendência [determinar uma GLO. A tendência é essa, a gente fecha agora de manhã”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada.

De acordo com Bolsonaro, nessa quinta-feira (22), houve uma reunião para tratar do assunto. “O que tiver ao nosso alcance nós faremos. O problema é recurso”, ressaltou.

LEIA MAIS

PSL promove encontro de filiação em Petrolina neste sábado

Partido ganhou força após eleição de Bolsonaro.

O Partido Social Liberal (PSL) realiza, neste sábado (17), um encontro de filiação no partido, que ganhou força a nível nacional após a eleição do presidente Jair Bolsonaro no ano passado. Atualmente, o partido tem cerca de 241 mil filiados em todo o país.

Em Petrolina, o evento acontece no Palace Hotel, das 14h às 17h. O partido é presidido, nacionalmente, por Luciano Bivar e em Petrolina pelo Coronel Heitor Leite, que assumiu o partido no município recentemente.

PSL

O PSL é um partido político brasileiro historicamente alinhado ao social-liberalismo, mas atualmente liberal apenas no âmbito econômico, defendendo o conservadorismo nos costumes. O partido teve seu registro deferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2 de junho de 1998 e tem o número 17 como número eleitoral.

Bolsonaro diz que Brasil vai vencer a crise econômica mundial

Bolsonaro citou recentes medidas que o Brasil vem adotando.

O presidente Jair Bolsonaro disse ter convicção de que o Brasil vai superar os eventuais problemas que possam surgir se houver uma crise econômica mundial.

Nesta semana, houve pânico nos mercados financeiros de todo o planeta em meio a temores de uma nova recessão na economia global após a divulgação de dados econômicos ruins na China e na Alemanha e a escalada das tensões comerciais entre Estados Unidos e China. Com isso o dólar superou a barreira dos R$ 4, com alta de 1,57% na semana, e a bolsa acumulou queda de 4,03%.

Bolsonaro citou recentes medidas que o Brasil vem adotando e disse que o governo está fazendo o dever de casa. “Pode ter certeza, se não tivéssemos tomado as medidas que tomamos, o Brasil estaria em uma situação bastante complicada. Estamos fazendo o dever de casa. O Brasil estava arrebentado economicamente. Eu tenho esperança, o povo pode acreditar, nós vamos vencer”, disse o presidente.

Bolsonaro determina suspensão de radares nas rodovias federais

Os radares fixos, aqueles instalados em postes ao lado das rodovias, não entram nessa suspensão.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, determina ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio de despachos publicados hoje (15) no Diário Oficial da União, que suspenda o uso de radares “estáticos, móveis e portáteis” até que o Ministério da Infraestrutura “conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas”.

De acordo com o documento, a medida tem por objetivo “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

LEIA MAIS

Miguel Coelho se reúne com presidente Bolsonaro para viabilizar obras e nova maternidade

Fernando Bezerra, Bolsonaro e Miguel Coelho.

Em passagem por Brasília nesta quarta-feira (14), o prefeito Miguel Coelho se encontrou com o presidente da República, Jair Bolsonaro. A reunião foi articulada pelo senador Fernando Bezerra e teve como pautas a liberação de recursos para obras de mobilidade e a autorização do Ministério da Saúde para o funcionamento de uma casa de partos municipal.

Segundo o prefeito, a conversa com o presidente sinalizou para o atendimento das duas demandas. A principal delas é a autorização do Governo Federal para o município operar uma casa de partos que já está em construção para desafogar a superlotação do Hospital Dom Malan. Sobre as obras de mobilidade, Miguel afirmou que o presidente concordou com a liberação de novos investimentos pelo programa Avançar.

LEIA MAIS

Acordo Mercosul-UE vai beneficiar setor de fruticultura, diz Bolsonaro

Bolsonaro visitou, nesta quarta-feira, o Perímetro Irrigado dos Tabuleiros Litorâneos do Piauí.

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14), no litoral piauiense, que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, anunciado em junho deste ano, vai beneficiar o setor da fruticultura brasileira.

“Uma das coisas mais importantes [do acordo], lá fora não terá mais barreira para importar as frutas produzidas no Brasil, a tarifa será zero. Então, a fruticultura aqui de Parnaíba [PI] será pujante, vamos exportar mais ainda para a Europa. Com isso, vem emprego, vem desenvolvimento”, disse.

O acordo entre os blocos econômicos prevê a eliminação de tarifas para diversos produtos, como frutas, suco de laranja, café solúvel, peixes, crustáceos e óleos vegetais, além de cotas para a venda de carnes, açúcar e etanol.

LEIA MAIS

Bolsonaro vem ao Nordeste pela 3ª vez em menos de um mês

Bolsonaro ao lado do prefeito de Parnaíba, Mão Santa: cidade também ganhará avenida com nome do último presidente do regime militar, João Baptista Figueiredo

O Presidente Jair Bolsonaro desembarca hoje em Parnaíba, a segunda maior cidade do Piauí, para sua terceira visita ao Nordeste em menos de um mês –ele esteve em Vitória da Conquista e Sobradinho, na Bahia, nas últimas duas semanas.

O presidente vai inaugurar uma escola erguida pelo Sesc que seguirá modelo de ensino militarizado e levará o seu próprio nome (Escola Presidente Jair Messias Bolsonaro).

Bolsonaro também participará da inauguração de uma avenida batizada com o nome de João Figueiredo, o último dos presidentes da ditadura militar.

Nos dois eventos, o presidente será ciceroneado por Mão Santa, ex-senador e ex-governador do Piauí, hoje prefeito de Parnaíba.

Bolsonaro garantiu fim dos radares móveis a partir da próxima semana no Brasil

(Foto: Alan Santos)

O presidente Jair Bolsonaro garantiu, nessa segunda-feira (12), durante participação na inauguração de obras de duplicação da rodovia BR-116 em Pelotas (RS), que o Brasil não terá mais radares móveis a partir da semana que vem.

“Anúncio para vocês que a partir da semana que vem não teremos mais radares móveis no Brasil. Essa covardia de ficar no “descidão”, no final de um “retão”, alguém atrás de uma árvore para multar você não existirá mais”, afirmou.

Ainda de acordo com o presidente, caminhoneiros, em especial, têm reclamado dos radares, que, para eles, funcionam como uma pegadinha. “Vamos suspender os radares móveis até que haja um entendimento para que se convença a população que deve ser utilizado”, disse.

Consórcio do Nordeste não visa oposição a Bolsonaro, diz governador da PB

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB)

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), afirmou ao UOL que o governo federal cancelou o envio de recursos que já estariam garantidos para duas grandes obras federais no estado: uma barragem e a dragagem do principal porto do estado. Além disso, afirma que o governo não assinou nenhum convênio com a Paraíba neste ano.

Azevêdo diz que é preciso desarmar o palanque montado em 2018. “A lógica fica sempre um pouco na lógica do palanque. Parece que a eleição não terminou. Fica essa discussão de ‘nós contra eles’, quem é favor ou contra, um Flamengo e Fluminense que não nos interessa. Não me interessa esse tipo de disputa”, critica.

Atacado por Bolsonaro ao tentar consertar a frase em que chamou o Nordeste de ‘paraíba’, o governador critica o clima de animosidade para o qual acabou sendo puxado e nega que tenha interesse escondendo o nome de Bolsonaro em obras federais. “Eu não tenho preocupação até porque a legislação prevê a inclusão de todos os entes em placas.”

Para Azevêdo, as falas de Bolsonaro não são motivo de preocupação pessoal, mas ele cobra um tratamento republicano com a Paraíba. “Vou continuar cobrando tratamento republicano que nosso povo do estado merece. São 4 milhões de habitantes, eles têm direito”, diz.

Azevêdo ironizou a ideia de que os governadores do Nordeste querem se separar do país ou transformá-lo em Cuba, como insinuou Bolsonaro, por conta da criação de um consórcio dos estados. “Fico pensando quando ele descobrir o consórcio do Brasil Central, o consórcio da Amazônia Legal; que os estados do Sul e Sudeste também estão se organizando para criarem os seus consórcios”, diz.

Com o slogan “O Brasil que cresce unido”, o Consórcio Nordeste foi apresentado no último dia 4, em Salvador, e reúne os nove estados da região. A ideia é realizar uma série de investimentos em conjunto, como a criação de uma central de compras, e fechar parcerias com entidades internacionais. Outra proposta é tentar contratar médicos estrangeiros para atuar na região.

Vereador Alex Tanuri diz que prefeito Paulo Bomfim merece ser reeleito e critica Bolsonaro

Alex Tanuri preside sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Juazeiro.

O presidente da Câmara de Vereadores de Juazeiro, Alex Tanuri (PSL), criticou o vereador Allan Jones (PTC), único parlamentar de oposição na Casa Legislativa, por elogiar o presidente Jair Bolsonaro, que esteve em Sobradinho nesta segunda-feira (05) para inauguração de uma Usina Fotovoltaica Flutuante.

Segundo o parlamentar, o presidente da República não faz nada pelo Nordeste. “Ele está parabenizando alguém que não faz nada pelo Nordeste, nem pelo Brasil, nem pela Bahia. É seu presidente, não é o meu presidente porque não votei nele. Bolsonaro veio inaugurar uma usina de energia solar flutuante que foi construída no governo Temer”, disse.

LEIA MAIS

“Tenho preconceito com governador ladrão”, diz Bolsonaro em Sobradinho

Bolsonaro durante evento em Sobradinho. (Foto: Alan Santos)

Em Sobradinho (BA), nessa segunda-feira (05), onde entregou a 1ª etapa da Usina Solar Flutuante, na hidrelétrica da cidade, o presidente Jair Bolsonaro não poupou críticas, aparentemente, ao governador da Bahia, Rui Costa (PT), que, pela segunda vez, não participa de uma inauguração do Governo Federal.

O governador baiano estava em viagem a Brasília. Em outra oportunidade, o gestor do Executivo Estadual decidiu não acompanhar o presidente na inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em Feira de Santana (BA).

Em seu discurso, Bolsonaro negou que tenha preconceito com os estados e municípios do Nordeste. “Não estou aqui com colegas nordestinos para fazer média. Não existe essa história de preconceito. Agora, eu tenho preconceito com governador ladrão que não faz nada para o seu Estado”, disse o presidente.

FBC acompanha Bolsonaro em inauguração e comemora entrega de Usina em Sobradinho

Fernando Bezerra Coelho acompanhou Bolsonaro em evento em Sobradinho.

O senador Fernando Bezerra Coelho esteve em Sobradinho (BA) nessa segunda-feira (05) para acompanhar o presidente da República Jair Bolsonaro durante a entrega da 1ª etapa da Usina Solar Flutuante. Além de outras autoridades, os deputados Fernando Filho e Antônio Coelho também estiveram presentes.

Líder do governo Bolsonaro no Senado Federal, FBC comemorou a inauguração da Usina, que classificou como “o maior projeto de pesquisa e desenvolvimento desse tipo de tecnologia no país”, afirmou.

“Uma conquista ambientalmente sustentável, que ajuda a evitar a desapropriação de terras e que torna o Nordeste pioneiro em inovação na geração de energia. Um marco importante para nossa história, fortalecido com a presença do presidente, e que, sem dúvida, resgatará a credibilidade do setor elétrico brasileiro”, disse Fernando.

“Não é desarmando o povo que você evita”, diz Bolsonaro sobre ataques nos EUA

O presidente da República, Jair Bolsonaro.

Neste domingo (04), um dia após o ataque que deixou ao menos 20 mortos no Texas, nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não é desarmando o povo que se evita esse tipo de tragédia. “Lamento! Já aconteceu no Brasil também. Agora, não é desarmando o povo que você vai evitar isso aí. O Brasil, no papel, é extremamente desarmado. E já aconteceu coisa semelhante”.

O comentário foi feito no mesmo dia em que Ohio, nos EUA, registrou o terceiro ataque a tiros no país em uma semana. Em Dayton, um atirador matou ao menos nove pessoas na madrugada deste domingo e feriu outras 26.

No sábado (3), um tiroteio em um hipermercado da rede Walmart em El Paso, no Texas, deixou ao menos 20 mortos e 26 feridos. O terceiro ataque foi no domingo passado (28), quando um jovem de 19 anos invadiu a Festa do Alho de Gilroy, um festival gastronômico na Califórnia, matou a tiros três pessoas, deixou outras 12 feridas e se matou na sequência.

LEIA MAIS
123