Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cadela sofre agressão e é abandonada dentro de saco plástico em bairro de Juazeiro

Uma cachorra vira-lata foi agredida e abandonada durante o final de semana em Juazeiro (BA). O animal foi encontrado no bairro Dom Tomaz no domingo (2), dentro de um saco amarrado com corda, com marcas de agressão no focinho e na pata.

Em contato com a nossa produção via WhatsApp, um morador relatou que o agressor é bastante violento e a comunidade ficou receosa em denunciá-lo na Polícia Civil. A cadela está bastante assustada e tem medo de contato humano.

Sem condições de manter a cadelinha em sua casa, o leitor pediu ajuda para encontrar um lar ao animal. Colocamos ela pra dentro de casa. Ela é medrosa, quando vamos chegar perto ela grita com medo que a gente vá maltratar. Não tenho condições até por que o gasto é grande com ração remédios vacina e etc”, disse ao Blog.

Os leitores que puderem ajudar a encontrar um lar permanente ao animal podem entrar em contato com o Blog via WhatsApp: (87) 98816-1881 ou no telefone da Redação: (87) 3866-0881.

Quem pratica maus tratos a animais pode ser preso, conforme prevê a Lei Federal 9.605/98, em seu artigo 32: “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”, com pena de três meses a um ano e multa, valor que pode ser acrescido caso haja morte do animal.

Dona de cadela nega agressões a animal em Juazeiro

Cadela foi atendida após ser resgatada pelo grupo “SOS Defesa Animal”.

Em contato com o blog Waldiney Passos, a dona da cadela que sofreu maus tratos em Juazeiro (BA) afirmou que não foi a responsável pelas agressões. De acordo com a mulher, que preferiu não se identificar, o animal sempre foi bem tratado.

“Eu não espanquei ela. Fui trabalhar e quando cheguei achei ela nesse estado. Eu nunca dei um tapa nela. Ela é como uma filha para mim, dormia em minha cama e vivia na minha porta. Eu dava comida e água, nunca deixei ela abandonada”.

Ela disse ainda desconhecer quem teria agredido a cadela. “Quando eu cheguei de noite foi que meu neto a achou sem andar. Eu fique muito triste por terem judiado dela”, disse.

O animal foi resgatado pelo grupo “SOS Defesa Animal”. Segundo exames feito em uma clínica veterinária, os maus tratos foram confirmados. A cadela ainda tem a chance de voltar a andar.

Grupo “SOS Defesa Animal” resgata cadela vítima de maus tratos e solicita ajuda para custear tratamento

Animal agonizou bastante antes de ser resgatada.

A cadela que foi vítima de maus tratos na manhã desta terça-feira (07), em Juazeiro (BA), foi resgatada pelo grupo “SOS Defesa Animal” após denúncia no nosso blog. Depois de socorrerem o animal, o grupo levou a cadela até uma clínica veterinária particular para que recebesse os cuidados necessários.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: Mulher agride cadela com paulada e animal fica sem andar em Juazeiro; imagens fortes

Após análise inicial, a veterinária que atendeu o animal constatou os maus tratos. A cadela ainda passou por um raio-x para saber se o golpe causou prejuízos mais graves a sua coluna. Segundo o exame, foi constatada compressão medular e uma fratura na bacia. A depender do organismo, a cadela poderá voltar a andar.

O grupo precisa agora de doações para que seja feito o custeio do tratamento do animal. O valor total da consulta, exames e demais despesas ficou R$ 415,00 e pode ser depositado em favor de:

  • PET LIFE CENTRO DE SAÚDE ANIMAL
    AG: 6794
    CONTA: 10101-1
    BANCO ITAÚ

Além disso, a cadela precisará de um novo lar. Os interessados em adotá-la pode entrar em contato com o nosso blog por meio do telefone (87) 98816-1881, ou através do e-mail blog@waldineypassos.com.br.

Matéria atualizada 07/08/2018, às 20h51 

Denúncia: Mulher agride cadela com paulada e animal fica sem andar em Juazeiro; imagens fortes

Uma grave denúncia foi enviada ao nosso blog na manhã desta terça-feira (07). Uma mulher teria agredido uma cadela com uma paulada nas costas. O ataque foi tão brutal que, aparentemente, fraturou a coluna do animal, já que a cadela não consegue mais se locomover.

Um vídeo gravado pelo denunciante mostra o sofrimento do animal que foi jogado próximo a um ponto de mototáxis na Travessa Bento Gonçalves, Alto da Aliança, em Juazeiro (BA). A cadela ainda está no local agonizando, segundo a denúncia.

O leitor que entrou em contato conosco ligou para a prefeitura e foi informado que o órgão não se responsabiliza por casos de maus tratos a animais. O denunciante, que preferiu não se identificar, tentou contato com a Polícia Civil, mas não obteve êxito.

Maus tratos a animais

Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é crime. A pena é de detenção e pode variar de três meses a um ano, e multa.

Caso o ato resulte na morte do animal, a pena é aumentada de um sexto a um terço.

Cadela atropelada na Orla de Petrolina morre após ser socorrida

(Foto: Facebook)

Uma cadela que foi atropelada nesta sexta-feira (23), na Orla de Petrolina (PE), não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de hoje (24). Após o acidente, uma pessoa protetora de animais pediu ajuda à Polícia Militar, que fez o resgata do animal para ser socorrido.

A cadela estava com o focinho dilacerado e sem conseguir andar. Um vídeo feito durante o resgate foi postado na página do Facebook Proteção Animal Vale do São Francisco. Veja abaixo.

Pernambuco: idoso é preso suspeito de praticar zoofilia com cadela no Agreste

Cadela abusada por idoso. (Foto: WhatsApp)

Nessa terça-feira (19), um idoso, de 68 anos, foi detido suspeito de abusar sexualmente de uma cadela em Brejo da Madre de Deus, Agreste de Pernambuco.

Segundo a Guarda Civil, o dono do animal foi quem denunciou o homem. Ele teria visto que a cadela esta com sinais de abuso e o suspeito sem roupa.

Ainda de acordo com a Guarda Civil, o idoso havia ingerido bebida alcoólica e foi encontrado com a cadela dentro da casa dele no Distrito de São Domingos, zona rural do município.

Além disso, foram encontrados, na residência do idoso, filmes com cenas de zoofilia. O homem foi levado junto com a cadela e o material apreendido à Delegacia de Polícia Civil de Santa Cruz do Capibaribe, também no Agreste.

Com informações G1

Juazeiro: idoso abusa sexualmente de cadela em praça pública

Moradores flagraram um idoso abusando sexualmente de uma cadela, nas proximidades do fórum, localizado no centro do município baiano de Juazeiro, na manhã deste domingo (16). A violência sexual contra o animal foi filmada pelos populares.

Populares contam que essa não foi a primeira vez que o idoso abusa de animais naquele local. O idoso foi identificado apenas pelo prenome de “Pedro”.

O deputado estadual Marcell Moraes (PV), repudiou a atitude do idoso. “É lastimável, uma absurdo. Não tive coragem e ver o vídeo, mas vou pedir que minha assessoria veja e identifique o autor. Vamos dar uma queixa na delegacia para o autor ser punido. Crimes como esse não podem ficar impunes. Estamos no século 21 onde as pessoas já começam a ter uma conscientização em defesa e proteção dos animais e vem um indivíduo e comete um crime bárbaro como esse”, disse.

O parlamentar defendeu que as pessoas denunciem casos como esse. “Que as pessoas possam denunciar esses monstros. O grande erro aí é que não temos na Bahia uma delegacia de proteção aos animais. Muitas vezes vamos dar uma queixa na delegacia e somos recebidos com chacota”, apontou.

Moraes explica que existe um projeto de lei tramitando na Assembleia Legislativa da Bahia para a criação de órgãos responsáveis de proteção aos animais. “Faço um apelo ao governador do estado que crie essa delegacia para tentarmos evitar esses crimes”, defendeu.

Procura-se: cadelinha sumida nas proximidades do Jardim Amazonas

cadelinha

Uma cadela desapareceu neste domingo (15), no bairro Jardim Amazonas em Petrolina, Sertão de Pernambuco. A cadelinha atende pelo nome de “Pretinha” e sumiu nas proximidades da rua 06. O dono do pet é um menino de dois anos.

A quem encontrar, podem entrengar no seguinte endereço: Rua 06, nº 69, Jardim Amazonas ou entrar em contato pelos telefones 087 9 8829-4009/ 074 9 8836-0825 – falar com Danilo. É oferecida uma recompensa.