Prefeitura de Juazeiro convoca candidatos aprovados em Processo Seletivo da SEDUC

(Foto: ASCOM)

A Secretaria de Gestão de Pessoas de Juazeiro (SEGESP) divulgou no Diário Oficial do Município da última sexta-feira (01), a convocação nº 032/2019 do Processo Seletivo nº 002/2018 da Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC).

Lista de candidatos convocados

Os candidatos convocados devem entregar a documentação solicitada na Secretaria de Gestão de Pessoas, localizada à Rua 15 de Julho, nº 32, 2º andar, Centro de Juazeiro, no dia e horário informados no edital.

SEDUC divulga 2ª lista de convocação de candidatos do “Aprova Juazeiro”

(Cartaz/Divulgação/ASCOM)

A Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) divulgou a 2ª lista de convocação de candidatos do cadastro reserva selecionados no Programa Aprova Juazeiro, no Diário Oficial do Município.  O programa do Governo Municipal viabiliza o acesso de 120 estudantes da Rede Pública ao curso pré-vestibular e pré-ENEM Bios, em Juazeiro (BA). A aula inaugural do Programa será realizada hoje (4).

Lista de candidatos convocados

Os candidatos deverão realizar as matrículas entre os dias 04 e 07 de fevereiro de 2019, das 9h30 às 13h e das 15h às 19h no Cursinho Bios, Rua José Petitinga, 5A, bairro Santo Antônio em Juazeiro. Caso não realize a matrícula nesse período, o candidato perderá a vaga.

No ato da matrícula o estudante deve apresentar cópia do RG e CPF, e caso seja menor de 18 anos, precisa estar acompanhado pelos pais ou responsável, que devem apresentar também as cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

Ibope: rejeição de Haddad é de 41% e Bolsonaro 40%

Haddad ainda é o candidato mais rejeitado.

A pesquisa divulgada pelo Ibope na noite dessa terça-feira (23) mostrou que Jair Bolsonaro (PSL) segue liderando as intenções de votos na corrida presidencial. O candidato do PSL tem 57% dos votos válidos, enquanto seu adversário, Fernando Haddad, apareceu com 43%.

Além disso, foi medida a rejeição e o potencial de voto em Bolsonaro e Haddad em uma pergunta sobre a opinião dos entrevistados em relação aos candidatos, com cinco opções de resposta. 41% afirmaram que não votariam no petista de forma alguma, enquanto 40% disseram que não votariam em Bolsonaro.

Confira

Fernando Haddad

  • 31% com certeza votariam nele para presidente
  • 12% poderiam votar nele
  • 41% não votariam nele de jeito nenhum
  • 14% não o conhecem o suficiente para opinar
  • 2% não souberam ou não responderam

Jair Bolsonaro

  • 37% disseram que com certeza votariam nele para presidente
  • 11% responderam que poderiam votar nele
  • 40% disseram que não votariam nele de jeito nenhum
  • 11% falaram que não o conhecem o suficiente para opinar
  • 2% não souberam ou não responderam.

Principais candidatos à presidência votam pelo Brasil

Os três candidatos já votaram neste domingo. (Foto: OGlobo)

Os principais candidatos à presidência da república já foram às urnas para depositarem seus votos. Ciro Gomes (PDT) esteve em Fortaleza (CE), onde votou no prédio da secretaria municipal de saúde, ao lado do seu irmão, por volta das 9h. “Estou bastante otimista com muita esperança de que o Brasil seja iluminado por Deus nesta hora tão difícil e que o Brasil possa ser o instrumento que Deus faz usar para nação brasileira se proteger da violência e do radicalismo”, disse.

Jair Bolsonaro (PSL), que tem liderado a corrida presidencial, deixou seu voto por volta das 8h55, no Rio de Janeiro (RJ). O deputado esteve na companhia de um dos seus filhos e sob forte esquema de segurança. Em conversa com a imprensa, Bolsonaro falou sobre sua campanha até aqui.

“Não haverá negociação partidária, recebi apoio da bancada ruralista e da bancada evangélica. No varejo, temos 350 parlamentares que querem estar conosco; São deputados honestos que não querem falar com Sergio Moro em Curitiba.Vocês viram que sem fundo partidário, sem tempo de televisão, chegamos longe”, afirmou.

Já Fernando Haddad (PT) foi à Zona Sul de São Paulo (SP) para exercer sua cidadania. O petista foi recebido com panelaço de parte da vizinhança. A militância respondeu às provocações afirmando que “quem tira o povo da miséria é o PT”. Haddad também se manifestou e afirmou que “Dia de eleição é normal esse tipo de manifestação. Desde que seja pacífica, não tem problema nenhum”.

Embate entre Armando e Câmara marca último debate de candidatos ao governo de Pernambuco

Candidatos ao governo de PE participam de último debate antes das eleições de primeiro turno. (Foto: Guga Matos/JC Imagem)

O último debate entre os candidatos ao governo de Pernambuco, promovido pela TV Globo na noite dessa terça-feira (02), foi marcado por um forte embate entre os líderes das pesquisas Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB).

Em segundo lugar nas intenções de voto, Armando adotou a estratégia de ataque ao atual governador do estado, Paulo Câmara. O petebista questionou o apoio de Câmara ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Quem colocou Temer lá? A culpa é de Paulo. Foi Paulo que colocou Temer lá”, afirmou.

Paulo Câmara rebateu e afirmou que Armando tenta enganar os eleitores com imagens vinculadas ao ex-presidente Lula (PT) e a Eduardo Campos, ex-governador do estado.

LEIA MAIS

Eleições 2018: A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante

(Foto: Ilustração)

A partir deste sábado (22), nenhum candidato poderá ser preso, a não ser que seja pego em flagrante cometendo algum delito. O impedimento está garantido no Código Eleitoral Brasileiro, que veda prisões nos 15 dias antes do pleito. Eles só poderão ser presos em outras circunstâncias 48 horas após as eleições.

A medida de proteção serve para impedir abusos de autoridades policiais ou judiciais, que possam ser cometidos com intenção de interferir nas disputas pelo voto.

Entre os casos que podem permitir a prisão em flagrante estão incluídos os crimes eleitorais, como a compra de votos. E mesmo se houver prisão ou detenção em flagrante o candidato deve ser levado imediatamente a um juiz para que o magistrado avalie no mesmo momento a legalidade do ato.

Apesar da proteção, não é incomum a prisão de candidatos neste período. Nas eleições de 2014, por exemplo, 80 candidatos foram presos somente no domingo de votação, a maior parte pela prática de boca de urna ou transporte irregular de eleitores até a seção eleitoral.

A regra também vale para eleitores, mas somente cinco dias antes da eleição. (Com informações da Agência Brasil)

Eleições: acompanhe a agenda dos candidatos ao Governo de Pernambuco

(Foto: Paulo Paiva/DP)

Os seis candidatos ao Governo do Estado têm na agenda dessa sexta-feira (31) compromissos com correligionários, entrevistas e gravações. Confira a seguir a programação das campanhas dos pleiteantes do Palácio do Campo das Princesas:

Maurício Rands (PROS) participa de um evento às 10h em Paulista, pela tarde visita Gravatá e pela noite estará em Jaboatão dos Guararapes para lançamento do comitê de campanha de João Fernando Coutinho, também do PROS.

Armando Monteiro (PDT) grava seu guia para TV às 13h e às 21h será sabatinado pela TVU. Paulo Câmara (PSB) será entrevistado pela Salgueiro FM, no bairro Santo Antônio ao meio dia, em seguida participa de uma Prosa Política. Pela tarde o atual governador visita candidatos do partido e pela noite cumpre atividades de campanha no bairro Santa Maria.

LEIA MAIS

Candidatos a deputado cumprem agenda em Petrolina, Cabrobó e Salgueiro

(Foto: Ilustração)

Os irmãos Antônio Coelho (DEM) e Fernando Filho (DEM) tiveram agenda movimentada na manhã desta quinta-feira (30). Juntos, fizeram caminhada no Comércio do João de Deus, depois se dirigiram ao comércio do centro de Petrolina (PE), onde encerraram a agenda matutina.

À noite, Antônio que é candidato a deputado estadual, fará uma caminhada no bairro Gercino Coelho, e em seguida participará de reunião com os moradores do Parque Massangano.

Em Cabrobó, Fernando Filho buscando ser reeleito federal fará o lançamento de sua candidatura, contando com o apoio de toda a população cabroboense.

Andréa Lossio (REDE) iniciou sua caminhada porta a porta pelos bairros de Petrolina. As primeiras comunidades a receber a candidata foi o Henrique Leite e Vila Esperança onde já esteve em reuniões com os moradores nos últimos meses.

A candidata Lucinha Mota (PSOL), esteve no bairro Fernando Idalino, em Petrolina, e foi recebida pelos moradores da comunidade.

Pela manhã, Cristina Costa (PT), candidata a deputada estadual participou de gravação de guia eleitoral.

Odacy Amorim (PT), esteve em Cabrobó, onde se reuniu com empresários da região que apoiam sua candidatura a federal e a de sua esposa, Dulcicleide, candidata a deputada estadual.

Candidato à reeleição, Gonzaga Patriota (PSB), inaugurou na noite de quarta-feira (29), mais um comitê. Dessa vez na cidade de Salgueiro.

Rádio Jornal realiza debate com candidatos a governador de PE nesta terça

Quatro candidatos participam do debate.

Nesta terça-feira (28), das 10h às 12h, a Rádio Jornal promove o primeiro debate com os candidatos a governador de Pernambuco para as eleições deste ano. Os candidatos cujo os partidos possuem ao menos cinco parlamentares no Congresso Nacional, conforme regra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), participam do debate.

Paulo Câmara (PSB), Armando Monteiro (PTB), Maurício Rands (PROS) e Dani Portela (PSOL) devem expor seus projetos para o futuro dos pernambucanos. Geraldo Freire será o responsável pela mediação do embate.

Cobertura integrada

O debate da Rádio Jornal faz parte da cobertura integrada das eleições 2018 do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC). Ele será transmitido em toda a rede da Rádio Jornal no Estado, através das frequências FM 90.3 e AM 780 no Grande Recife e nas respectivas frequências no interior, em Garanhuns, Caruaru, Petrolina – FM 90.5 –, Pesqueira e Limoeiro.

Também será transmitido no site e aplicativo da Rádio Jornal, além das páginas no Facebook dos veículos do SJCC.

FIEPE exclui Júlio Lóssio de debate, posicionamento gera críticas de eleitores

Nesta terça-feira (21) a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) realizará uma roda de conversa com os candidatos ao Governo de Pernambuco. No entanto, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (Rede) não foi convidado e o fato repercutiu nas redes sociais.

Daniela Portela (PSOL), Armando Monteiro Neto (PTB), Maurício Rands (Pros) e o atual governador, Paulo Câmara (PSB) estão confirmados no evento, realizado das 9h às 18h, na capital Recife.

O Blog Waldiney Passos tentou contato com a FIEPE durante toda manhã, através do telefone e email, porém, não teve retorno aos questionamentos. Em uma matéria publicada no Jornal do Commercio, a instituição alega que a ausência de Lóssio se deve à Lei Eleitoral: a Rede Sustentabilidade não têm mais de cinco representantes parlamentares.

LEIA MAIS

Conheça os candidatos ao governo de Pernambuco

(Foto: Montagem/Blog Waldiney Passos)

O cenário eleitoral em Pernambuco está traçado para o cargo de governador. Após as convenções partidárias neste final de semana, os nomes de Armando Monteiro, Danielle Portela, Júlio Lossio, Maurício Rands, Paulo Câmara e Simone Fontana foram confirmados.

Conheça um pouco mais sobre os candidatos

  • Armando Monteiro (PTB)

O senador é candidato à governador de Pernambuco pela segunda vez consecutiva e tem Fred Ferreira (PSC), vereador do Recife, como vice. Completam sua chapa os ex-ministros e candidatos ao Senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB). A frente de oposição Pernambuco Vai Mudar possui treze partidos: PTB, PSDB, DEM, PSC, PPS, PRB, Podemos, PV, PSL, PRTB, PHS, PSDC E PMB.

  • Danielle Portela (PSOL)

O PSOL de Pernambuco concorre ao governo em 2018 com uma chapa majoritária composta exclusivamente por mulheres. A pré-candidata ao governo do Estado será a advogada e historiadora Daniella Portela, tendo como vice Gerlane Simões. Já as vagas para o Senado Federal serão postuladas por Albanise Pires e Eugênia Lima. A chapa fechou aliança com o PCB.

  • Júlio Lossio (REDE)

O ex-prefeito de Petrolina busca o governo de Pernambuco sem ainda ter um nome para ocupar o posto de vice em sua chapa. Para o Senado, Pastor Jairinho (Rede) é o primeiro evangélico a concorrer ao cargo. A segunda vaga ao Senado também está em aberto. Partido não fechou alianças.

LEIA MAIS

Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias

No próximo sábado (28), devem reunir-se SD, PTB, PV, PSD e DC.

No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Vera Lúcia (PSTU). As convenções têm de ser realizadas até 5 de agosto, e o prazo para pedir o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral encerra-se em 15 de agosto.

A lei eleitoral permite, a partir da homologação das convenções, a formalização de contratos para instalação física e virtual dos comitês dos candidatos e dos partidos. O pagamento de despesas, porém, só pode ser feito após a obtenção do CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

LEIA MAIS

Quero disputar a Presidência com alguém com logotipo da Globo na testa, diz Lula

Lula classificou o atual governo como “fraco”. (Foto: Arquivo)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou na manhã desta quinta-feira, 23, que não vê possibilidade de não disputar a Presidência da República nas eleições gerais de 2018. E provocou o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), destacando que tudo o que mais deseja na vida é “disputar (a cadeira presidencial) com alguém com o logotipo da Globo na testa”.

Em entrevista à Rádio 730 AM de Goiás, na manhã desta quinta, Lula disse não acreditar em candidaturas outsiders e que gostaria de ver “o que eles querem para o Brasil”. “Ainda não discutimos candidatura, mas a minha disposição é ser candidato e fazer o povo voltar a andar de cabeça erguida. Quem salvou o Brasil uma vez, pode salvar o Brasil de novo”, emendou.

A edição desta quinta-feira do Estadão mostra o apresentador Luciano Huck, provável presidenciável, com uma melhora significativa de imagem nos últimos dois meses. A aprovação ao nome de Huck registrou salto de 17 pontos porcentuais desde setembro, passando de 43% para 60%.

Já a desaprovação caiu de 40% para 32% no mesmo período. Entre os presidenciáveis, o primeiro a aparecer no ranking de aprovação do Barômetro Político, depois de Huck, é Lula, com 43% de avaliação positiva e 56% de negativa, seguido do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa com 42% de avaliação positiva e 41% negativa; Marina Silva (Rede) com 35% positiva e 56% negativa e Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSC) com avaliação positiva de 24%. O governador tucano tem avaliação negativa de 67% e Bolsonaro 60%. 

LEIA MAIS

Sai hoje resultado dos candidatos pré-selecionados para o Fies do 2º semestre

(Foto: Ilustração)

O Ministério da Educação divulga hoje (31) a relação dos candidatos pré-selecionados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2017. Quem não for pré-selecionado já poderá fazer sua inscrição na lista de espera.

O resultado estará disponível na página do Fies. No total, são oferecidas 75 mil novas vagas aos estudantes que procuram um financiamento para cursar o ensino superior em instituições de ensino privadas.

Quem foi pré-selecionado deverá concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies) até o dia 7 de agosto. A convocação dos alunos que manifestarem interesse em participar da lista de espera acontecerá de 1º de agosto a 3 de setembro.

LEIA MAIS

Campanhas presidenciais de 2014 receberam R$ 37 mi em caixa 2, dizem delatores

(Foto: Ilustração)

Os executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht afirmaram, em depoimentos de delação premiada à força-tarefa da Operação Lava Jato, que a empresa repassou R$ 37 milhões em doações irregulares, o chamado caixa 2, para a campanha presidencial de 2014.

De acordo com levantamento feito pela Agência Brasil a partir dos depoimentos de cinco delatores, as campanhas eleitorais presidenciais do PT, do PSDB e do PSC, em 2014, tiveram R$ 24 milhões, R$ 7 milhões e R$ 6 milhões, respectivamente, em repasses ilícitos. Parte das doações irregulares era feita em espécie e repassada em mochilas durante encontros entre mediadores da empresa e dos partidos.

Os valores foram detalhados pelos ex-executivos da companhia, que tiveram os depoimentos homologados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no início deste ano. Na semana passada, com base nas delações premiadas, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, determinou a abertura de inquéritos para investigar os políticos com foro privilegiado na Corte citados nos depoimentos.

Responsável pelas maiores negociações, o ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, conta que, após acertar os valores com partidos e candidatos que receberiam apoio, as doações eram operacionalizadas entre seus subordinados e representantes dos candidatos. De acordo com ele, como havia um limite para doação oficial, a Odebrecht sempre recorria ao caixa 2 para concretizar os repasses acertados previamente.

Fonte Agência Brasil

1234