Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Espetáculo ‘Clássicos da MPB’ traz dançarinos de samba, tango e stiletto à Petrolina

(Foto: Divulgação)

O palco do Teatro Dona Amélia, no Centro de Petrolina (PE), abre suas cortinas para receber o espetáculo corporal ‘Clássicos da MPB’, que acontece neste sábado (1) e domingo (2). O evento tem como objetivo homenagear a música popular brasileira através da dança e trará profissionais de referência para promover um intercâmbio entre professores, coreógrafos, alunos e o público em geral.

Ao todo, 30 dançarinos se apresentarão no espetáculo, que será composto pelas danças de salão – bolero, samba, salsa, baião, valsa e tango – e pelas danças do ventre, livre, stiletto e modern jazz. Os ingressos custam R$ 30 e estão disponíveis no River Shopping, no Estúdio Dançarte, que promove o evento, e no próprio Teatro Dona Amélia, no SESC.

LEIA MAIS

APAE Petrolina é contemplada com espetáculo da Companhia Balançarte nesta quinta-feira  

(Foto: Ascom)

Entre espetáculo e exposição, na manhã desta quinta-feira (2), os alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae Petrolina) puderam vivenciar a linguagem da dança. O pátio da instituição foi palco para o projeto ‘Batuques nos terreiros’ da Cia. Balançarte, que levou sua temporada gratuita de apresentações e também uma exposição que conta a história do trabalho que desenvolvem na região há 13 anos.

Para o professor Nilson Castro, momentos como esse são importantes para a inclusão dos alunos. “Quanto mais eles estiverem expostos a manifestações de cultura como foi o espetáculo Batuques, sem dúvidas vão agregar muito na convivência diária de cada um”, afirmou.

LEIA MAIS

Aldeia Vale Dançar começa nesta terça-feira 

(Foto: Arquivo/Divulgação)

Começa nesta terça-feira (23) a décima segunda edição da Aldeia Vale Dançar – Festival de Dança do Vale do São Francisco. Realizada pelo Sesc, a programação integra as ações do projeto nacional Palco Giratório e acontece em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) até o dia 1º de maio . Na grade, haverá ações formativas, espetáculos de dança, shows musicais e intercâmbio entre artistas de Pernambuco e de outros estados, como Rio de Janeiro e Amapá.

Tendo como tema “Corpos Dissidentes”, este ano o festival homenageia Chagas Sales, um dos precursores do movimento de Dança em Petrolina. Chagas participou do movimento cultural da Escola Marechal Antonio Alves Filho (EMAAF), nos anos 1970, e em 1984 criou as primeiras coreografias do grupo Batuk-ajé. Hoje, é produtor da Festa de Santo Antônio e do Samba de Veio da Ilha do Massangano. “Com a história de Chagas, nossa proposta é discutir os diversos corpos que estão à margem dos padrões, o que é um ato político”, afirma o coordenador da Aldeia, Jailson Lima.

A programação acontecerá no Sesc, na Ilha do Massangano e no CEU das Águas,  em Petrolina, e no Espaço Filhos de Zaze, em Juazeiro.  A abertura será amanhã (23), às 20h, no Teatro Dona Amélia, com o espetáculo “Abayomi”, que será apresentado por Camila Yasmine com participação do Grupo Batuk-ajé. Em seguida, será exibido o documentário “Chagas, um homem rio”, de Fernando Pereira.

LEIA MAIS

Dançando, mulheres do CRELPS pedem respeito e mais amor

(Foto: Fernando Pereira / Abajur Soluções Audiovisuais)

Vícios, abusos e outras situações levaram mulheres ao Centro de Recuperação Evangélico Livres para Servir (CRELPS) para buscar apoio, cada uma com sua difícil história de vida. Essas memórias foram tema para uma mostra de dança apresentada por elas mesmas, na manhã de sexta-feira (8), no pátio da instituição. Através dos movimentos elas falaram sobre questões de suas vidas e a necessidade de mais amor no mundo.

As coreografias foram criadas durante a Oficina de Dança Experimental ministrada desde segunda (04) pela bailarina Fernanda Luz, dentro da programação do 1º Circuito de Dança na Periferia. “Eu saio daqui tendo a certeza que faço parte da vida delas, eu fiquei muito mexida com tudo que a gente vivenciou aqui”, conta Luz.

Na maquiagem, havia brilho enfeitando o rosto, mas era o sorriso delas que chamava a atenção. Como o de L. D. S. (23 anos), que está há oito anos na casa após ser resgatada pela justiça por sofrer abusos desde os 08 anos de idade. “Querendo ou não, a gente tem bloqueios, achando que não consegue. Através de outras pessoas, uma pequena dose de carinho muda a vida de alguém”, conta.

LEIA MAIS

Mulheres da Cadeia Feminina de Petrolina aprendem ritmos regionais em oficina do projeto “Circuito de Dança na Periferia”

(Foto: Antônio Carvalho)

Na última sexta (1º) a dança fez as reeducandas da Cadeia Feminina de Petrolina (PE) viajarem sem sair do lugar. Vestidas de todas as cores, as mulheres dançaram Maracatu, Frevo e Maculelê. Usando o movimento do próprio corpo, elas fizeram acontecer uma verdadeira folia naquele lugar que, em instantes, deixou de ser um ambiente rude e se tornou um local cheio de sorrisos. 15 detentas demonstraram os resultados da oficina realizada pelo 1º Circuito de Dança na Periferia em uma apresentação para suas colegas no pátio da colônia penal.

Durante uma semana, essas mulheres que estão cumprindo seus deveres com a justiça tiveram encontros para aprender os ritmos populares da cultura pernambucana em aulas ministradas pela bailarina Ingrid Beatriz. “Tivemos dias tristes, felizes e até envergonhados. Independente do que elas fizeram, elas merecem sorrir, dançar e serem vistas. Espero que tenha ficado um pouco da alegria da Dança Popular nelas”, afirma a instrutora de dança.

S. S. F., uma das participantes, disse que ainda não conhecia alguns ritmos apresentados nas aulas. “Achei muito bom, todos interagiram muito bem. […] Muitas pessoas ficam aqui muito reservadas e essa é uma oportunidade de aprender cada vez mais”, disse. 

LEIA MAIS

“Mostra 14 de Dança” acontece de 11 a 16 de dezembro em Petrolina

A Mostra 14 de Dança acontece de 11 a 16 deste mês em Petrolina.

‘Como viver junto?’ É a partir desta provocação que alguns dos principais grupos de dança do país se reúne em Petrolina (PE) entre os dias 11 e 16 deste mês. Com uma programação cheia de espetáculos, oficinas, vídeos, performances e muitas conversas, a “Mostra 14 de Dança” chega à sétima edição focada na acessibilidade e com um olhar que vai do afeto à ética.

A Cia de dança Qualquer Um dos 2, realizadora do evento, começa os trabalhos na terça-feira (11), no Sesc, com a oficina ‘Práticas de Ajuntamento’ ministrada por Mariana Pimentel, vinda do Rio de Janeiro. Daí em diante o tema da mostra vai estar nos quatro cantos do teatro Dona Amélia ao espaço Janela 353, no centro da cidade, ao lado do colégio Auxiliadora.

LEIA MAIS

Juazeiro: Projeto Cultura na Praça leva poesia, dança e música para o Alto da Aliança nesta sexta-feira

Na sua quarta edição, o Projeto Cultura na Praça chega nesta sexta-feira (27) ao bairro Alto da Aliança, em Juazeiro (BA). A partir das 19h haverá shows gratuitos de poesia, dança e música.

A as atrações de hoje são A Barca Poética, a dança de Janaína Oliúsa, a dupla Gyan e Gyovana, Norte Ba Crew e Andreza Santos. O projeto Cultura na Praça é realizado pela Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes de Juazeiro.

O evento já foi realizado nos bairros Jardim Vitória, Vila da Penha e Tabuleiro. “Nós temos recebido a ajuda da comunidade, eles mobilizam os moradores e alguns grupos que se apresentaram fazem parte das localidades. Temos conseguido alcançar nossa proposta, que é levar cultura e promover a interação com a comunidade”, afirma o Superintendente de Eventos da SECULTE, Naldinho da Silva.

Cia de Dança do Sesc apresenta espetáculo “Raízes para o Alto” em Petrolina

(Foto: Rubens Henrique/Divulgação)

Uma reflexão sobre a migração entre pessoas, apego e desapego e as relações cotidianas. Essas foram as inspirações para o espetáculo “Raízes para o Alto”, da Cia de Dança do Sesc Petrolina, que será exibido na noite desse domingo (25), às 19h.

Desde a quinta-feira (22) a Cia tem levado seus trabalhos ao Teatro Dona Amélia, em Petrolina. Já são mais de 20 anos trabalhando a dança no Vale do São Francisco. A Cia de Dança é o único grupo do interior do estado com trabalhos sistemáticos de dança contemporânea. Os trabalhos pedagógicos do grupo têm sido responsáveis por formar novos coletivos e grupos de dança na região.

As entradas para o espetáculo custam R$ 5 para comerciário e estudante e R$ 10 a inteira. Durante a semana a Cia de Dança do Sesc apresentou os espetáculos “Eu Vim da Ilha”, “Rio de Contas”.

Sesc Petrolina abre inscrições para oficinas do Festival Janeiro Tem Mais Arte

(Foto: Reprodução)

O Sesc Petrolina está com inscrições abertas para as oficinas da 11ª edição do Festival Janeiro Tem Mais Artes, que acontecem nas cidades de Petrolina(PE) e Juazeiro (BA) de 16 a 26 deste mês.

Estão sendo oferecidas 20 vagas por oficina, nas modalidades de Dança, Canto e Teatro. As inscrições seguem até a próxima segunda-feira (15).

De 16 a 19 de janeiro, à noite, acontecerão as oficinas de Teatro e Dança no Sesc Petrolina, ministradas respectivamente por Fernanda Barboza (Petrolina) e Carol Andrade (Petrolina).

Na manhã do dia 19, a Cia de Teatro Sarau das Seis (Jacobina-BA), realiza no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, uma oficina gratuita de Dança.

A programação de oficinas continua nos dias 20 e 21, na Sala de Teatro do Sesc, com a Oficina Teatro de Artesania, com os instrutores Thiago Claro França e Francisca Cia (São Paulo).

De 22 a 26 de janeiro, também no Sesc, acontece a oficina de canto “Práticas da Voz: Encantos da Tradição, ministrada por Anastácia Rodrigues e Sônia Guimarães (Recife).

As inscrições podem ser feitas no departamento de Cultura do Sesc Petrolina, na Rua Dr. Pacífico da Luz, nº 618, Centro. Para participar das oficinas é preciso ser maior de 12 anos e pagar a taxa de inscrição que custa R$ 5 para comerciários e dependentes, R$ 10 para estudantes e R$ 20 para usuários. A exceção é para a oficina gratuita de Dança.

Em sua 11ª edição, a programação do Festival Janeiro Tem Mais Arte acontecerá de 19 a 28 de janeiro de maneira descentralizada, com shows musicais, espetáculos de dança, teatro manifestações populares e degustação literária, nas cidades de Petrolina e Lagoa Grande, em Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia.

Sesc Petrolina abre inscrições para oficinas da Mostra 14 de Dança

(Foto: ASCOM)

Os amantes da dança, interessados em aprimorar seus passos, já podem se inscrever para as oficinas da Mostra 14 de Dança do Sesc. As inscrições estão sendo realizadas no Sesc, em horário comercial, e os interessados decidem o valor que querem pagar  para participar. São 40 vagas, 20 para cada oficina, para o público em geral e para bailarinos.

As oficinas serão realizadas de 14 a 16 de dezembro no Sesc Petrolina e no Centro da cidade.  No dia 14, das 9h às 12h, acontece a oficina “Vivência em Dança Contemporânea”, aberta a todo o público e ministrada por Lucas Valentim, de Salvador-BA.  No dia 15, das 9h às 12h, Lenira Rengel, também de Salvador-BA, coordenada a oficina “Com (vivência) de Grupos”, voltada para bailarinos de companhias de dança da região.

A Mostra 14 de Dança é um projeto realizado pela Qualquer Um dos 2 Cia. De Dança, com o apoio do Sesc Petrolina. Em sua sexta edição, além das oficinas a programação conta com espetáculos, lançamento de livro, exibição de documentário e palestra.

A programação completa pode ser acessada clicando aqui.

Comunidade Católica Shalom promove I Mostra de Dança em Petrolina

(Foto: Divulgação)

Neste sábado (29) Comunidade Católica Shalom, Missão Petrolina promove a I Mostra de Dança, no Centro de Evangelização Shalom. As inscrições são gratuitas.

O evento é direcionado para quem gosta de dançar em grupo ou individualmente, para participar basta comparecer ao Centro de Evangelização Shalom e se inscrever antes do evento, que está previsto para acontecer às 19h30.

“O objetivo é realizar uma noite promocional de fraternidade e recreação entre grupos, ministros e ministérios de dança existentes nas Paróquias e Comunidades da Diocese de Petrolina e região, utilizando a dança como instrumento de Evangelização e estimulando o fazer artístico. A mostra visa ainda arrecadar fundos para viabilizar a participação dos jovens da Comunidade Shalom no congresso regional de artes em Salvador e divulgar para a sociedade em geral a presença do Carisma Shalom em Petrolina”, revela um dos coordenadores do evento, Maurício Moisés.

O Centro de Evangelização Shalom fica localizado na Avenida Tancredo Neves, S/N, em frente a Caixa D’água da Compesa e ao lado do Posto Universitário, na Vila Mocó, em Petrolina Outras informações através dos telefones (87) 98805 7831/ (74) 99191 1443.

Artistas da dança se reúnem em Petrolina

Encontro integra programação da mostra de 10 anos da Qualquer Um dos 2 Companhia de dança

Três agrupamentos de dança do Vale do São Francisco se reuniram na noite de segunda (10),  no Jardim da Galeria de Arte Ana das Carrancas, para uma conversa sobre a resistência dos profissionais da linguagem na região. A ação é proposta pela Qualquer Um dos 2 Cia. de Dança em sua mostra de 10 anos de grupo, tendo como convidados a Cia. Balançarte e o Coletivo Trippé.

O encontro iniciou com o lançamento do filme “ESTE NÃO É UM DOCUMENTÁRIO QUALQUER: 10 anos de (r)Existência da Qualquer um dos 2 Cia. de Dança”, que discute sobre os 10 anos da companhia organizadora do projeto. “A concepção do documentário partiu da ideia de construir uma memória dos trabalhos realizados pela cia, mas não apenas de modo a fazer um registro dos espetáculos já montados, mas propor que através deles a gente possa rever nossa história e fazer projeções para o futuro”, comenta o bailarino e produtor André Vitor Brandão.

Em abril, mês que se comemora o Dia Internacional da Dança (29), os grupos falaram sobre a realidade da produção local. Foi identificado que é preciso criar uma articulação melhor entre os grupos, pensando em estratégias coletivas para a dança local, também se comentou sobre a escassez de público nas temporadas produzidas de forma independente e também discutir a representatividade desses agrupamentos no circuito nacional da Dança. “Acho que a mesa serviu para pensarmos o quanto ainda temos a fazer em relação a nos posicionarmos politicamente sobre a linguagem da dança na cidade, assim como, trabalharmos de forma mais sistêmica promovendo laços e intercâmbios entre os grupos de dança da cidade”, pontua Brandão.

A programação continua nesta quarta-feira (12), às 20h, o bailarino Pedro Lacerda sob no palco para dançar o solo Humano, às 20h.  Toda a programação acontece com a estratégia “pague quanto quiser”, onde o público decide o valor do ingresso. A realização é da Qualquer Um dos 2 Cia. de Dança, contando com apoio cultural do Sesc Petrolina, da Virabólica Comunicação e da Abajur Soluções.

Cultura: Cleybson Lima apresenta ‘Sentimentos Gis’ nesta sexta-feira no Teatro Dona Amélia, em Petrolina

(Foto: Divulgação/Thierri Oliveira)

Nesta sexta-feira (03), estreia no Teatro Dona Amélia, o espetáculo “Sentimentos Gis”, apresentado pelo bailarino Cleybson Lima. A temporada começa hoje e segue até o dia 19.

O espetáculo retrata Gisberta Salce Junior, uma transexual brasileira agredida e violentada por 14 adolescentes durante em Portugal e tornou-se símbolo da luta contra a intolerância aos homossexuais. A história de vida de Gisberta despertou o interesse de Cleybson Lima, que iniciou uma pesquisa para a construção do espetáculo, que conta com a direção de Thom Galiano e dramaturgia de Lennon Raoni. A apresentação será nesta sexta-feira, às 19h, no Teatro Dona Amélia, Sesc Petrolina.

 

Segundo ensaio aberto de “Sentimentos Gis” acontece nesta terça no Teatro Dona Amélia

(Foto: Divulgação)

O bailarino Cleybson Lima continua o processo do seu primeiro solo, o Sentimentos Gis, e mais uma vez abre espaço para contribuições do público em um ensaio aberto. A apresentação acontece amanhã, terça (24), no Teatro Dona Amélia, às 20h, dentro da programação do projeto Janeiro Tem Mais Arte.

A proposta do bailarino é pesquisar um corpo cênico a partir das discussões de gênero, tendo como mote a figura da travesti/transexual. Os ensaios abertos funcionam como um espaço para que o artista, durante o seu processo de criação de cenas e coreografias, possa experimentar suas ideias junto com o público e ter um retorno do que está funcionando. Essa ação integra o projeto de montagem do solo, financiado pela FUNARTE, através do Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2015.

LEIA MAIS

Durante este final de semana a “Mostra 14” segue com atividades culturais de dança

(Foto: Divulgação)

A “Mostra 14”, que teve início na última quarta-feira (14), tem continuidade hoje (17) e amanhã (18) com uma programação diversificada que conta com apresentações de performances, discussões sobre dança e um ensaio aberto.

O projeto que está em sua quinta edição, conta com artistas locais e convidados de outras cidades. Neste sábado (17) a programação terá início as 15h com a performance “Corpo da Criação”, com bailarinos locais e a noite a partir das 19h será o espetáculo aberto “Sentimentos Gis”, no teatro Dona Amélia.

No domingo (18) a programação terá início às 15h com o “Chá Performático”, com a artista Renata Pimentel (Recife-PE). O projeto Mostra 14 é promovido Qualquer Um dos 2 Cia. de Dança que presta uma homenagem ao bailarino Ailton Marcos, que faleceu em 2009.

A programação completa está disponível através do site do evento.

12