Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Petrolina: ‘Operação Pente Fino’ prende envolvidos em homicídio motivado por vingança pessoal

Crime foi motivado por vingança pessoal (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Dois homens foram presos nessa terça-feira (12) durante a Operação Pente Fino, deflagrada pela Polícia Civil de Petrolina. As investigações tiveram início em 25 de outubro de 2018, em decorrência do homicídio de Tiago Maurício Ferreira.

Ele teria sido morto por causa de uma vingança pessoal, a mando de Manoel José de Brito, de 46 anos que teria pago R$ 3 mil ao executor e intermediador. A vítima era artesão e residia no bairro José e Maria. Ele trabalhava no imóvel quando o assassino, identificado como Lucas Monteiro da Rocha entrou no local e efetuou vários disparos de arma de fogo.

Tiago chegou a ser socorrido ao Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo a polícia, ele mantinha um relacionamento extraconjugal com a filha de Manoel, que frequentava a mesma igreja evangélica da vítima.

LEIA MAIS

Suspeitos de latrocínio contra servidor da Prefeitura de Petrolina são presos

Quatro pessoas foram presas na noite de segunda-feira (4) em Petrolina por envolvimento com a morte do servidor da Prefeitura de Petrolina, Marcos Cesar Zefino de Souza. Ele foi morto de forma brutal no sábado (2) enquanto fazia caminhada no bairro Park Jatobá, vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte).

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos foram detidos após uma longa investigação. As equipes da 25ª Delegacia de Homicídios descobriu o envolvimento de Henrique Laurindo de Brito, de 21 anos com o crime. Ele residia nas vilas da Estrada das Pedrinhas.

LEIA TAMBÉM:

Petrolina: homem sai de casa para se exercitar e é encontrado morto em terreno baldio no bairro Jatobá

Ao perceber a chega dos policiais ele fugiu, mas as equipes encontraram o veículo utilizado na fuga do latrocínio. O proprietário do veículo prestou depoimento e após as informações foi possível localizar os envolvidos na morte de Marcos Cesar.

Além de Henrique a polícia prendeu Alisson Pereira da Silva, mais conhecido como Liu, de 23 anos, Francisco Janderson Santos Souza, vulgo Jandinho de 24 e Davi Alves da Silva, de 20 anos. De acordo com a PC os quatro confessaram o crime. O par de tênis levado da vítima foi encontrado em um matagal.

Informações detalhadas sobre as investigações serão apresentados pela Polícia Civil durante coletiva de imprensa nessa terça-feira (5), às 10h. O trabalho foi coordenado pelos delegado Magno Neves e Gabriel Sapucaia, da Delegacia de Homicídios.

Polícia Civil registra homicídio na Orla de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Mais um homicídio foi registrado em Petrolina na madrugada dessa sexta-feira (14). As primeiras informações afirmam que a vítima é um homem que atua como flanelinha.

A vítima foi localizada na Orla da cidade e teria sido golpeada com uma arma branca. Nossa produção entrou em contato com a Delegacia de Homicídios de Petrolina que confirmou a ocorrência, mas não pôde divulgar outras informações já que neste exato momento está havendo a apuração do caso.

Fontes ligadas ao Blog afirmam que o acusado de cometer o homicídio foi detido por volta de 8h e estava sendo ouvido na delegacia. A PC no entanto, informou que somente se pronunciará a respeito do crime depois de concluída a apuração.

Suspeitos de cometer homicídio em fevereiro são presos durante Operação Fênix

Operação investigava homicídios, mas também conseguiu apreender quantia de droga (Foto: Blog Waldiney Passos)

Quatro pessoas foram presas durante a Operação Fênix, deflagrada pela Polícia Civil de Petrolina na manhã dessa quarta-feira (14). De acordo com a polícia, os detidos têm envolvimento com um duplo homicídio praticado no começo do ano, quando um casal foi encontrado carbonizado dentro de um veículo com placa de Juazeiro, nas proximidades do Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 09.

LEIA TAMBÉM:

Carro é encontrado queimado, em Petrolina, com dois corpos carbonizados dentro

Resultado de investigações iniciadas em fevereiro, quando o crime foi registrado, a Polícia Civil identificou a participação de cinco indivíduos no duplo homicídio cujas vítimas foram Raimundo Ivanildo Batista de Araújo e Raquel Nascimento Barbosa. A motivação, de acordo com o delegado Magno Neves, responsável pela Delegacia de Homicídios foi uma dívida de drogas.

“A investigação teve início quando o casal foi assassinado, com a investigação conseguimos chegar as autores desse crime os quais foram presos na manhã de hoje na Operação Fênix e o homicídio estava relacionado a uma dívida de drogas da vítima com Dionato. Ele foi o alvo principal da investigação, existem outros inquéritos com participação em outros homicídios”, afirma Magno.

LEIA MAIS

Traficantes de drogas são presos em flagrante pela Polícia Civil em Petrolina

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma ação policial que reuniu o DENARC e Delegacia de Homicídios terminou com dois traficantes de drogas presos em Petrolina. Os agentes foram acionados pela comunidade que denunciou a constante comercialização de entorpecentes na Rua 14, nº 550 no bairro Vila Marcela.

Os policiais montaram uma campana e passaram a observar a movimentação na residência, até que abordaram Antomar Alves de Brito. Com ele foi encontrada cocaína. Dentro da residência as equipes conseguiram apreender 705 gramas de crack, 1,132 kg de cocaína e uma planta aparentemente identificada como cannabis sativa (maconha).

Na residência utilizada como ponto de vendas a Polícia Civil também encontrou R$ 817,00 em espécie, R$ 6.300,00 em cheque, seis aparelhos celulares, uma motocicleta, duas balanças de precisão, um caderno de anotações sobre as vendas e um pacote de ligas de borracha.

Antomar atuava com Carla Tainara de Souza Oliveira que também foi detida. Todo o material foi recolhido à Delegacia de Polícia Civil e os dois traficantes foram presos.

A ação foi comandada pelo delegado de Polícia Titular da 12ª DPPRN, Dark Blacker em apoio com o Delegado Titular da Homicídios, Magno Neves, sob a coordenação da Delegada Polyanna Neri.