Detento é morto dentro da Penitenciária de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Um homem de 26 anos foi assassinado dentro da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina. Pedro José da Silva foi encontrado já sem vida dentro de uma cela na manhã de domingo (9). Segundo a Polícia Civil, inicialmente a ocorrência foi tratada como suicídio, mas logo foi provado ser um homicídio.

O crime teria acontecido na noite de sábado e dois homens confessaram ter matado Pedro. Gerlis Adriano de Souza e Elenildo Barbosa teriam enforcado a vítima com uma toalha, tendo como motivação o fato de Pedro ter descumprido uma regra imposta pelos detentos.

Nossa produção entrou em contato com a gestão da PDEG que confirmou o homicídio, mas não deu mais informações a respeito da ocorrência.

Mais de 100 detentos deixaram presídio de Feira de Santana para prisão domiciliar após decisão da Justiça

Conjunto Penal de Feira de Santana. (Foto: Almir Melo/TV Subaé)

114 detentos do regime semiaberto do Conjunto Penal de Feira de Santana (BA), cidade a cerca de 100 km de Salvador, foram liberados para cumprir prisão domiciliar. Os presos deixaram a unidade após determinação da Justiça. Além deles, outros 206 tiveram a saída autorizada.

A decisão de liberar os presos foi tomada pelo juiz, Waldir Viana Ribeiro Júnior, titular da Vara de execuções penais de Feira de Santana, cerca de cinco meses após o conjunto penal ser parcialmente interditado por conta do descumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que, entre as determinações, previa a separação de presos do regime fechado e semiaberto, bem como dos presos provisórios dos definitivos.

O presídio ficou impedido de receber novos detentos por mais de três meses. Enquanto isso, o Complexo de Delegacias de Feira de Santana teve superlotação. Quatro dias após o conjunto penal ser liberado pela Justiça, duas fugas foram registradas na unidade.

De acordo com informações do diretor do presídio, capitão PM Allan Silva, até esta segunda (1º), 132 mandados de liberação foram entregues pela Justiça. Outros devem chegar nos próximos dias. Contudo, ainda conforme o capitão Allan, nem todos os detentos liberados poderão sair, porque respondem a outros processos. Os detentos estão presos por crimes como roubo, tráfico de drogas e estupro.

LEIA MAIS

Após ação de detentos, cadeia pública de Serra Talhada permanece fechada

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

A cadeia pública de Serra Talhada foi destruída por alguns detentos na tarde de segunda-feira (2). Segundo informações, uma confusão iniciada nas celas 3 e 6 desencadeou um quebra-quebra no local. Os reclusos atearam fogo em colchões e utensílios, arrancaram grades de algumas celas e derrubaram parte da parede do pátio interno.

A confusão só foi controlada na madrugada da terça-feira (3) quando o juiz Marcus César Sarmento Gadelha conversou com familiares dos reclusos. A negociação foi acompanhada de perto pelo majo do 14º BPM, Costa Júnior.

Todos os 77 detentos da cadeia pública foram transferidos de Serra Talhada para cidades vizinhas na região. O prédio da cadeia está desativado, por falta de condições de receber os detentos. 35 foram encaminhados para o presídio de Salgueiro, 38 para Arcoverde e os outro quatro para Pesqueira.

A Secretaria de Ressocialização determinou a abertura de sindicância para apurar a ocorrência, que também foi registrada pela Polícia Militar na cidade.

Quatro detentos conseguiram fugir do presídio de Juazeiro nessa segunda

(Foto: Internet)

Na noite dessa segunda-feira (29), quatro detentos do Conjunto Penal de Juazeiro (BA) conseguiram fugir da unidade prisional. De acordo com informações, os criminosos fugiram após serrarem grades do módulo 1. Não houve reféns.

Ainda segundo informações, dois deles seriam de Ribeira do Pombal, um de Curaçá e outro de Palmares, todos na Bahia. Os fugitivos foram identificados como, Deivid de Jesus Carvalho, preso por roubo, José Carlos da Silva Santos, Givaldo Calisto dos Santos e Adenilson Pereira da Silva, presos por tráfico.

Greves e rebeliões motivam o cancelamento do Enem em 13 unidades prisionais

O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. (Foto: Internet)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), informou nesta quinta-feira (14) que a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) foi cancelada em 13 unidades prisionais por causa de greves de agentes penitenciários e de rebeliões de detentos.

Ainda segundo o (Inep), no primeiro dia, a aplicação foi cancelada em nove unidades prisionais de Maceió, e uma em Girau do Ponciano (AL), em função de greve dos agentes penitenciários. Em uma unidade prisional de Itaitinga (CE) e, em uma unidade em Cascavel (PR), a aplicação foi cancelada por causa de rebeliões.

No segundo dia, foi necessário cancelar a aplicação em uma unidade prisional de Marabá (PA), por causa de rebelião. Segundo o Inep, não está prevista uma nova aplicação do Enem nesses locais.

Com informações do EBC

Brasil dobra número de presos em 11 anos e registra 726 mil detentos

A maior população prisional do país está em São Paulo, onde há 240.061 presos. (Foto: Internet/Ilustração)

O Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) foi divulgado nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça e revelou que, em junho de 2016, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos.

O número apresentado é mais que o dobro de 2005, quando o estudo começou a ser realizado. Naquele ano, o Brasil tinha 361,4 mil presos, de acordo com o levantamento. Esses 726 mil presos ocupam 368 mil vagas, média de dois presos por vaga.

“Houve um pequeno acréscimo de unidades prisionais a partir de 2014, muito embora não seja o suficiente para abrigar a massa carcerária que vem aumentando no Brasil. Então, o que nós temos, é um aumento da população carcerária e, praticamente, uma estabilidade no que se refere à oferta de vagas e oferta de estabelecimentos prisionais”, afirmou o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Jefferson de Almeida.

A maior população prisional do país está em São Paulo, onde há 240.061 presos. O estado é seguido por Minas, com 68.354, e Paraná, com 51.700. A menor população carcerária está em Roraima, onde foram registrados 2.339 presos.

Com informações do G1

Reeducandos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes concluem cursos profissionalizantes

Os cursos tiveram carga horária de 80h. (Foto: ASCOM)

Na tarde dessa terça-feira (5), um grupo de 90 reeducandos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina (PE), recebeu os certificados de sete cursos profissionalizantes. A solenidade marcou o início do processo de ressocialização e educação profissional dos custodiados.

Os cursos gratuitos, que tiveram uma carga horária variando entre 80 horas e dois meses, proporcionaram experiências teóricas e práticas em salas adaptadas e oficinas devidamente montadas nas dependências da penitenciaria.

Segundo o supervisor pedagógico, Nysley Nunes, ao reeducando somente foi solicitado a comprovação da sua frequência na escola Bento XVI, que também funciona no presídio, além do nível exigido pela entidade ofertante do curso.

“Nosso propósito é preparar o reeducando para o retorno ao mercado de trabalho e diminuir o índice de reincidência criminal. A cada 12 horas de estudo eles diminuem um dia da pena. E no ano que vem continuaremos ofertando mais cursos, já a partir de janeiro”, adiantou Nysley.

A solenidade contou com a presença de representantes da diretoria do presidio, do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), do Serviço Nacional da Indústria (Senai) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

LEIA MAIS

Ação em combate à tuberculose identifica 16 casos suspeitos na Penitenciária de Petrolina

O tratamento é gratuito, feito através do Sistema Único de Saúde. (Foto: ASCOM)

Os detentos da Penitenciária, Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina, tiveram um dia diferente, nesta terça-feira (21), quando a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma ação em combate à tuberculose. Com folders, cartazes e faixas, os profissionais ministraram uma palestra sobre a doença e fizeram uma avaliação nos detentos identificando 16 casos suspeitos.

As atividades – que fazem parte da programação do mês nacional de combate à doença – visam, principalmente, à conscientização da população, além da busca ativa nos grupos mais propensos.

“A abertura da nossa campanha foi com as pessoas em situação de rua e, desta vez, com as pessoas privadas de liberdade. É importante ressaltar que esta é uma doença contagiosa, e, por isso, sempre procuramos orientar as pessoas sobre as formas de contágio, que é através de gotículas nos espirros e tosse, sobretudo em ambientes fechados”, destacou a responsável pelo programa de Tuberculose em Petrolina, Juliana Viana.

Em Petrolina, entre 2015 e 2017 foram registrados 331 casos de tuberculose. O tratamento é gratuito, feito através do Sistema Único de Saúde.

Sintomas

Tosse por mais de duas semanas; produção de catarro; febre; sudorese; cansaço; dor no peito; falta de apetite e emagrecimento são os principais sintomas da tuberculose. Nos casos mais avançados, pode aparecer escarro com sangue. Pessoas com esses sintomas associados ou isoladamente devem procurar um Posto de Saúde o mais rápido possível.

Detentos abrem buraco na parede e fogem de delegacia em Campo Formoso

(Foto: Ilustração)

Na manhã desta segunda-feira (31), dois detentos conseguiram abrir um buraco na parede da delegacia de Campo Formoso (BA) e fugir do local. Outros presos estavam na cela onde foi aberto o buraco. Os policiais já iniciaram as buscas, mas até o momento ninguém foi encontrado.

Outras fugas já aconteceram na mesma delegacia. Em uma delas, em fevereiro deste ano, três detentos serraram as grades da cela e pularam o muro do local.

Justiça condena Estado do Maranhão a indenizar em R$ 100 mil famílias de presos mortos

Em 2015, Pedrinhas, no Maranhão, foi considerada uma das cinco piores prisões do país em condições para os presos. (Foto: Ilustração)

Cada família, dos 64 presos mortos nos presídios do Maranhão, de janeiro de 2013 a janeiro de 2014, vai receber R$ 100 mil de indenização do Estado. O 3ª vara do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª região decidiu, em primeira instância, que o valor corresponde a danos morais sofridos pelas famílias.

A decisão segue o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que o Estado é responsável pela integridade física dos detentos, devendo responder pelas suas mortes.

No ano de 2014, alguns vídeos mostravam presos do complexo prisional de Pedrinhas, que fica em São Luís (MA), decapitados após uma rebelião na prisão. Em 2015, Pedrinhas foi considerada uma das cinco piores prisões do país em condições para os presos.

Mais de mil detentos deixam temporariamente os presídios em Pernambuco

oie_2812935dc7ugryg

Imagem Internet

1.064 reeducandos do Sistema Prisional do Estado foram liberados ontem (27) para passar sete dias em casa, sob monitoramento de tornozeleiras. Conforme a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), a saída temporária é uma rotina e atende à Lei de Execução Penal, que prevê 35 saídas por ano para os detentos do regime semiaberto.

“Em Pernambuco, validamos junto ao judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública, cinco saídas de sete dias ao ano”, explica o chefe de gabinete da Seres, Renato Pinto. “A tornozeleira é configurada de acordo com o que está determinado pelo juiz. Na Região Metropolitana, os reeducandos têm o direito restrito a se manter nas residências. Em Caruaru e Petrolina os juízes permitem que eles circulem num raio de 500 metros”. Renato explica que se sair do limite indicado, o preso pode ter um alerta sonoro ou vibratório no equipamento ou até mesmo ser preso. “O índice de evasão gira em torno de 3,5% e quando acontece o reeducando volta ao regime fechado. Se cometer outro crime também responderá por ele”.

Em Pernambuco há cerca de quatro mil presos no regime semiaberto. Eles são liberados em grupos a cada 15 dias. Está em andamento um processo licitatório para locação de mais 2.513 tornozeleiras, totalizando 4,4 mil equipamentos.

Com informações do NE10

Em Serra Talhada (PE), detentos pulam muro e fogem da cadeia

(Foto: Internet)

Apenas um dos detentos foi recuperado. (Foto: Internet)

Após pular o muro da cadeia em Serra Talhada (PE), dois detentos conseguiram fugir. A Polícia Militar informou que os homens tentaram serrar uma grade da cadeia para fugir, mas não conseguiram, e resolveram pular o muro da unidade enquanto os detentos estavam no banho de sol.

Apenas um dos detentos foi recuperado. A Polícia Militar realizou uma revista e encontrou quatro aparelhos celulares, um cachimbo e um frasco de tinta dentro de um saco de lixo no pátio da cadeia.

Vários materiais foram encontrados na cela. Cachimbos para uso de crack, maconha, carregadores de celular, navalha e nove chunchos. O material e o suspeito que foi recapturado foram levados para a Delegacia de Polícia Civil do município.

Urgente: Dois detentos que receberam indulto do dia dos pais foram assassinados em Juazeiro

(Foto: Desconhecido)

O carro usado pelos detentos ficou com muitas marcas de tiros. (Foto: Desconhecido)

Na manhã desta sexta-feira (12), três presos que haviam recebido o indulto do dia dos pais foram recebidos com disparos de arma de fogo próximo ao posto de combustível Trevo, em Juazeiro (BA). Segundo informações, os presos eram de Senhor de Bonfim (BA) e dois amigos vieram buscá-los. Dois dos presos faleceram o outro foi encaminhado para unidade hospitalar.

Dos dois detentos que faleceram um respondia por tráfico de entorpecentes e o outro tinha envolvimento com assaltos. De acordo com informações, aproximadamente 60 internos do Conjunto Penal de Juazeiro receberam o benefício do indulto do dia dos pais.

Complexo Prisional do Curado: 40 detentos conseguiram fugir

5478274f549f331a5ecb587ff3f3f9c9

Os presos recapturados serão submetidos ao Conselho Disciplinar. Apenas o detento Kleber José de Araújo, 32 anos, encontra-se foragido Foto: Tato Rocha/ JC Imagem

Por meio de nota, A Secretaria Executiva de Ressocialização (SERES) informou que após levantamento feito pela direção da Penitenciária Frei Damião de Bozzano(PFDB), no Complexo Prisional do Curado, foi constatado que 40 detentos fugiram da unidade após a explosão do muro na tarde deste sábado(23). Na mesma tarde, a Polícia Militar recapturou 36 deles, 02 foram a óbito (Egton Matias de Araujo e Wallesson Alessandro de Lima) e 01 encaminhado ao Hospital Otávio de Freitas. Um segue desaparecido.

De acordo com a SERES,  presos recapturados serão submetidos ao Conselho Disciplinar. Apenas o detento Kleber José de Araújo, 32 anos, encontra-se foragido. Estiveram na penitenciária o Instituto de Criminalística (IC) a fim de realizar a perícia técnica e a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que instaurará inquérito policial para apuração dos fatos. A SERES também abrirá sindicância a fim de apurar as circunstâncias da fuga.  Neste domingo, 25, está sendo realizada uma ação emergencial de estruturação da muralha e guarita da unidade e amanhã (segunda) terá início o trabalho definitivo.