Motivo de polêmica na semana passada, Moção ao BIEsp será apreciada nessa terça-feira

Moção será votada nessa terça-feira (Foto: Divulgação/ SDS)

Na última terça-feira os vereadores de Petrolina aprovaram uma Moção de Solidariedade a Gilmar Santos (PT), que foi algemado e levado à Delegacia de Polícia Civil durante a confusão formada no CÉU das Águas, no bairro Rio Corrente. Naquela ocasião, Elias Jardim (PHS) havia ido de encontro aos edis.

LEIA TAMBÉM:

“Não retiro nenhuma palavra que falei no áudio”, afirma Elias Jardim sobre caso envolvendo Gilmar Santos e 2º BIEsp

Vereadores aprovam Moção de Solidariedade a Gilmar Santos, mas Elias Jardim se abstém

Gilmar Santos critica truculência de policiais; PM rebate e diz que agentes foram agredidos

Na mesma sessão ele apresentou verbalmente um pedido de Moção de Aplausos aos soldados do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), fato que gerou críticas dos membros da Situação, inclusive da Bancada Evangélica.

Passada uma semana, Elias apresenta hoje (3) a Moção ao BIEsp, mas pelo serviço prestado à sociedade petrolinense. Ainda nessa semana o comandante da corporação deverá participar da sessão, para fazer um balanço das ações da Polícia Militar na cidade.

“O vereador precisa fazer uma análise dessa situação”, diz Aero sobre declarações de Elias Jardim

Vereador reafirmou que bancada nunca esteve contra o 2º BIEsp.

O vereador e líder da bancada da situação na Câmara Municipal de Petrolina, Aero Cruz, decidiu se manifestar, durante a sessão desta quinta-feira (28), sobre as declarações do vereador Elias Jardim a respeito do caso envolvendo policiais do 2º BIEsp e o vereador Gilmar Santos.

Segundo Aero, Elias é reconhecido por ter uma linha de atuação mais centrada, mas, “em algumas situações, tem entrado em divergências que não levam a nada”. Ainda de acordo com o líder da situação na Casa, ele respeita a decisão, mas não apoia.

LEIA TAMBÉM

“Não retiro nenhuma palavra que falei no áudio”, afirma Elias Jardim sobre caso envolvendo Gilmar Santos e 2º BIEsp

“O vereador precisa sentar, precisa fazer uma análise dessa situação toda que passou. Eu vou fazer essa pergunta a ele: isso somou em quê para a Casa? Eu tenho certeza, como conheço o vereador Elias Jardim, que essa não é a linha dele. (…) Essa questão de vereador estar com diferença pessoal com outro vereador, a gente não pode entrar nessa discussão”, afirmou.

LEIA MAIS

“Não retiro nenhuma palavra que falei no áudio”, afirma Elias Jardim sobre caso envolvendo Gilmar Santos e 2º BIEsp

Vereador voltou a criticar “teatro” de Gilmar Santos (Foto: Blog Waldiney Passos)

“O que eu falei, tá falado”, afirmou Elias Jardim (PHS) na sessão dessa quinta-feira (28), ao ser questionado pela imprensa sobre um áudio de sua autoria que circulou na cidade ontem. O vereador destacou que Gilmar Santos (PT) orquestrou a ocorrência do último final de semana.

LEIA TAMBÉM:

Vereador Elias Jardim diz que Gilmar Santos armou confusão no Rio Corrente para se promover

Gilmar Santos critica truculência de policiais; PM rebate e diz que agentes foram agredidos

Não retiro nenhuma palavra que falei no áudio, minha posição é essa mesma, é o meu pensamento. Se alguém pensa diferente tem toda liberdade. Entendi que foi uma encenação pra tirar proveito, não retiro uma palavra“, alegou o edil.

Segundo Elias, o homem abordado pelo 2º BIEsp não questionou a ação da Polícia Militar de Pernambuco. “A abordagem que a polícia fez ao rapaz foi normal, não foi violenta. E de repente chega o grupo e Gilmar junto tentando defender. E ele fez questão de querer ser algemado para a delegacia”, ressaltou.

LEIA MAIS

Vereador Elias Jardim diz que Gilmar Santos armou confusão no Rio Corrente para se promover

Vereador Elias Jardim. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Elias Jardim resolveu se posicionar sobre o acontecimento que envolveu o também vereador Gilmar Santos (PT) e policiais do 2º BIEsp na noite do último domingo (24), quando o petista foi detido com mais duas pessoas durante uma confusão no Rio Corrente, em Petrolina (PE).

LEIA TAMBÉM

Vereador Gilmar Santos diz ter sido detido por reagir a violência policial

Petrolina: Imagens mostram hematomas de agressões sofridas por policiais em ação no Rio Corrente

Bancada de Oposição de Petrolina pede investigação administrativa de policiais envolvidos em ação no Rio Corrente

Tenente do 2º BIEsp explica ação da PM no Rio Corrente e nega abuso dos policiais

Segundo Elias, tudo foi articulado juntamente com o grupo de teatro para que Gilmar Santos se promovesse. “O objetivo ali era criar uma cena de teatro, como eles são atores, e levantar Gilmar. Tudo indica que Gilmar era o ator principal daquela cena quando ele se aproximou e se envolveu na confusão para poder ser preso e concretizar a cena”, disse o parlamentar em áudio que circula nas redes sociais.

LEIA MAIS

Vereadores aprovam Moção de Solidariedade a Gilmar Santos, mas Elias Jardim se abstém

Vereadores se solidarizaram com vereador Gilmar (Foto: Jean Brito/Ascom CMP)

Como era de se esperar, a Câmara de Vereadores de Petrolina deu destaque à ocorrência do último domingo (24), quando o edil Gilmar Santos (PT) foi algemado e levado para a delegacia. Membros da bancada da Oposição e Situação se uniram para apoiar o colega, pela forma que ele foi tratado.

Companheira de partido, Cristina Costa apresentou uma Moção de Solidariedade a Gilmar e a Companhia Biruta. Na justificativa, Costa alegou que a ação do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp) foi “desnecessária, gratuita e repugnante ação”. Maria Elena de Alencar (PRTB) lembrou que o vereador é uma autoridade que sabe dialogar com todos os poderes, mas foi vítima do abuso da Polícia Militar de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM:

Tenente do 2º BIEsp explica ação da PM no Rio Corrente e nega abuso dos policiais

Gilmar Santos critica truculência de policiais; PM rebate e diz que agentes foram agredidos

Alvoerlande Cruz (PSL) cobrou uma investigação da PM sobre a ação dos policiais da ROCAM. Seu irmão, o líder do Governo na Câmara, Aero Cruz (PSB) foi categórico: a solidariedade a Gilmar não diz se a polícia está certa ou errado.

LEIA MAIS

Câmara de Petrolina aprova projeto que atualiza Código Tributário e garante isenção de impostos a templos religiosos

Projeto segue para sanção do prefeito Miguel Coelho (Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores de Petrolina aprovaram na sessão de ontem (19) o Projeto de Lei Complementar n° 002/2019, apresentada pelo Poder Executivo no qual propõe alteração no Código Tributário. Na prática, a Câmara deu aval à Prefeitura para isentar templos religiosos de impostos e aumentar de outras categorias.

A matéria foi aprovada por 16 votos a zero, com quatro abstenções da Oposição. O projeto segue para sanção do prefeito Miguel Coelho. A seguir, confira o que determina o PL e as justificativas dos votos favoráveis e contrários.

Como votaram as bancadas

A Situação, composta por vereadores aliados do prefeito Miguel Coelho, aprovou por unanimidade o projeto. A bancada evangélica composta por Alex de Jesus (PRB), Elias Jardim (PHS), Osinaldo Souza (PTB) e Ruy Wanderley (PSC) celebrou a conquista.

“Esse projeto de beneficiar as igrejas de Petrolina nasceu lá atrás, em 1998. Trabalhos na pauta para que pudesse beneficiar as igrejas“, lembrou Ruy. Para Alex, a aprovação “é um presente que as igrejas ganham” na semana do aniversário da cidade. Elias foi além e falou que a Câmara “vai buscar mais benefícios às igrejas”.

LEIA MAIS

Vereadores solicitam patrolamento em estradas da zona rural de Petrolina

Edis voltaram suas atenções para zona rural (Foto: Blog Waldiney Passos)

Em meio a acalorada discussão que se alastra por essa quinta-feira (19), os vereadores de Petrolina aprovaram Indicações reivindicando melhorias na zona rural da cidade. Rodrigo Araújo (PSC) pediu à secretaria competente o patrolamento da estrada que liga o Sítio Xique-Xique ao Sítio Consolação, no Distrito de Rajada.

Zenildo do Alto do Cocar (PSB) foi outro a solicitar patrolamento no interior, mas para o trecho que liga a BR-407 ao acesso do Sítio Caldeirão, próximo ao município de Dormentes (PE). Elias Jardim (PHS) voltou seu pedido à iluminação pública no Sítio Curral Queimado, para a troca de lâmpadas em diversos postes.

Líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB) reivindicou à Prefeitura que invista na iluminação de LED em Rajada, trocando as lâmpadas existentes por essas mais novas. Todos os pedidos foram aprovados por 15×0 e seguem para análise do prefeito Miguel Coelho.

Vereadores cobram saneamento e pavimentação asfáltica do Dom Avelar e Santa Luzia

Saneamento do Santa Luzia é uma das cobranças de hoje

Os principais pedidos apresentados pelos vereadores na sessão dessa terça-feira (17) na Câmara de Vereadores de Petrolina foram destinados a infraestrutura e saneamento. Elias Jardim (PHS) chamou a atenção do prefeito Miguel Coelho para que olhe o Dom Avelar, já que a comunidade necessita de serviços urgentes.

“O bairro Dom Avelar é um bairro bastante sofrido. Nós pedimos ao prefeito mais atenção, para olhar para aquele bairro. É um sofrimento dos moradores. Esse problema não é desse prefeito, é dos problemas passados e nós pedimos atenção para aquela população tão sofrida“, disse o edil.

Já Gilmar Santos (PT) reivindicou o saneamento e pavimentação do Santa Luzia, outra comunidade que sofre diariamente com esgotos entupidos. Líder da Situação, Aero Cruz (PSB) solicitou a manutenção da iluminação pública no bairro Antônio Cassimiro I. Todos os pedidos foram aprovados por unanimidade e seguem para análise da Prefeitura e Compesa.

Elias Jardim solicita reforma geral e mais segurança no Mercado Turístico

Vereador pediu mais segurança e melhorias na infraestrutura do local (Foto: ASCOM)

O vereador Elias Jardim apresentou dois pedidos à Prefeitura de Petrolina na sessão de quinta-feira (12): reforma geral no Mercado Turístico e mais segurança no local, que fica bem no Centro da cidade. Para o edil, os comerciantes e frequentadores precisam de mais atenção.

“É uma reivindicação dos comerciantes para melhorar a qualidade deles e de quem faz a compra no Mercado Turístico. Pedimos também a colocação de ar condicionado e climatizar ali, é uma questão de justiça porque eles ficaram muito tempo nas calçadas e conquistaram esse espaço“, disse ao Blog.

Quanto à segurança, Elias faz um apelo: reforço da Guarda Civil Municipal dentro e fora. “A segurança é indispensável e estamos pedindo a Guarda Municipal para dar uma assistência melhor, não só ali dentro, mas nos arredores”, afirmou.

Posto policial pode melhorar segurança nas Pedrinhas, destaca Elias Jardim

(Foto: Arquivo)

Na sessão de quinta-feira (6) o vereador Elias Jardim (PHS) apresentou uma Indicação solicitando a implantação de um posto policial nas Pedrinhas. Em entrevista ao Blog o edil afirmou que uma unidade na região visa garantir mais segurança não só aos moradores, mas também a comerciantes e turistas.

Ali é uma região rural com grande número de habitantes não só na Pedrinha e nas comunidades vizinhas. Lá precisa de uma segurança específica e a gente está pedindo ao prefeito para interceder junto ao 5º BPM para levar uma assistência melhor”, disse Elias.

A demanda surgiu de reuniões com lideranças da localidade. “A gente tem vistos reclamações de lá e é preciso que a polícia esteja mais presente. Lá é um ponto turístico, a gente teve uma reunião e citaram que está acontecendo muito furtos e assaltos”, ressaltou.

Apesar de solicitar a implantação do posto, o vereador reconheceu o esforço da Polícia Militar. “É dever do Governo do Estado assegurar a questão da segurança pública. A gente sabe que a polícia anda ali, mas uma base ali, qualquer coisa se desloca de imediato para a ocorrência“, finalizou.

Elias Jardim indica implantação de posto policial nas Pedrinhas, em Petrolina

Vereador Elias Jardim. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Nesta quinta-feira (6), durante sessão na Câmara de Vereadores Municipal, Elias Jardim (PHS) solicitou a implantação de um posto de segurança policial no povoado de Pedrinhas, em Petrolina (PE).

De acordo com o parlamentar, não há segurança para os moradores da comunidade. “Os moradores correm grandes riscos de assaltos, pontos de drogas e outros problemas gerados pela insegurança”, justificou o vereador.

LEIA TAMBÉM
Petrolina registra terceiro homicídio na semana 

Um dos moradores do povoado, que preferiu não se identificar, afirmou que a implantação de um posto policial na localidade melhoraria a segurança da população. “A gente sente falta da polícia mais perto para proteger os cidadãos de bem”, afirmou.

A solicitação de Elias foi direcionada à prefeitura municipal para que interceda junto ao comandante do 5º BPM/PE, Major Marcondes Gonçalves Ferraz.

Câmara aprova Moção de Aplausos a Bolsonarianos pela recepção ao presidente em Petrolina

Por 12 votos Moção foi aprovada (Foto: Blog Waldiney Passos)

Jair Bolsonaro voltou a pauta da sessão dessa terça-feira (28) na Casa Plínio Amorim. Autor do projeto de Decreto Legislativo que propôs o Título de Cidadão Petrolinense, Elias Jardim (PHS) apresentou o Requerimento nº 196/2019, solicitando Moção de Aplausos aos Bolsonarianos.

Elias citou o 5º BPM, 72 BIMTZ, o senador Fernando Bezerra Coelho e o prefeito Miguel Coelho na Moção por terem promovido uma “calorosa recepção” a Bolsonaro. O Requerimento, no entanto, voltou a dividir as bancadas. A Oposição criticou o pedido.

Cristina Costa (PT), Domingos de Cristália (PSL), Gabriel Menezes (PSL) e Gilmar Santos (PT) votaram contra a Moção. Autor do pedido de destaque, Gabriel afirmou que o Requerimento era de “bajulação”, enquanto Gilmar alegou que a Câmara deve trabalhar com pautas de relevância social e Cristina alegou que a solicitação é um “constrangimento” ao Legislativo.

Na defesa da sua Moção, Elias frisou que não se trata de uma homenagem a Bolsonaro e sim a quem o recepcionou e garantiu sua segurança. Ele contou com apoio do líder da Situação, Aero Cruz (PSB) que solicitou aprovação e por 12 votos a favor, quatro contra e duas abstenções (Paulo Valgueiro e Elismar Gonçalves) o Requerimento foi aprovado.

Relatora de projeto, Cristina Costa vê inconstitucionalidade em Título de Cidadão Petrolinense a Bolsonaro

Bolsonaro visitou Petrolina na semana passada (Foto: Reprodução/Jornal do Commercio)

A celeuma do título de Cidadão Petrolinense ao presidente Jair Bolsonaro ainda repercute na Câmara de Vereadores. Relatora do projeto de Decreto Legislativo n° 26/2019, Cristina Costa (PT) apontou inconstitucionalidade à matéria, retirada de votação na quinta-feira (23), mas que deverá voltar a discussão futuramente.

De acordo com Costa, a Lei Orgânica Municipal é clara sobre a entrega de títulos. “Conforme o artigo 3 da Lei Orgânica Municipal recebe o Título de Cidadão Petrolinese a pessoa que reconhecidamente tenha prestado serviços relevantes ao município de Petrolina. Diante do artigo coloquei o parecer desfavorável pela inconstitucionalidade”, disse.

LEIA TAMBÉM:

Elias Jardim justifica retirada de projeto e se mantém firme na decisão de homenagear Bolsonaro

A vereadora viu “incoerência”, já que até o momento o presidente da República ainda não prestou serviços relevantes. É importante destacar que a entrevista foi feita na quinta-feira (23), véspera da vinda de Bolsonaro à Petrolina.

LEIA MAIS

Elias Jardim justifica retirada de projeto e se mantém firme na decisão de homenagear Bolsonaro

Vereador Elias Jardim. (Foto: Blog Waldiney Passos)

“O momento não estava bom para votar”. Foi assim que o vereador Elias Jardim (PHS) justificou sua decisão de retirar da pauta dessa quinta-feira (23) o projeto de Decreto Legislativo n° 026/2019, concedendo Título de Cidadão Petrolinense ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

LEIA TAMBÉM:

Repercussão negativa faz vereador Elias Jardim retirar Título de Cidadão a Bolsonaro da pauta

O vereador da Situação conversou com o Blog após seu recuo e admitiu ter errado na articulação com seus pares. “[O projeto] vai voltar à pauta, o momento não estava tão bom para votar. Vou articular melhor, acho que falhei na articulação para que seja aprovado. A gente não vai colocar para ser reprovado, em breve esse projeto vai voltar a pauta”, destacou.

LEIA MAIS

Repercussão negativa faz vereador Elias Jardim retirar Título de Cidadão a Bolsonaro da pauta

Grupo anti-Bolsonaro está na Câmara acompanhando sessão (Foto: Blog Waldiney Passos)

A repercussão negativa da proposta de conceder o Título de Cidadão Petrolinense ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez o autor do projeto de Decreto Legislativo n° 026/2019, Elias Jardim (PHS), recuar e pedir a retirada da matéria na sessão dessa quinta-feira (23).

O projeto chegou a ser lido e colocado em pauta, mas foi retirado ao som de tímidas vaias de manifestantes contrários ao título, os quais se fazem presentes na Casa Plínio Amorim, em maior número que os favoráveis e colocaram cartazes mostrando a indignação ao presidente da República.

Nos bastidores da Câmara ventila-se que a falta de apoio de colegas da própria bancada também pesou na decisão de Elias. Até o momento o edil não quis se pronunciar sobre a retirada do projeto, todavia, o item deve voltar à pauta na próxima semana.

123