Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Fernando Bezerra Colho lamenta prisão de Temer

(Foto: Arquivo)

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado Federal, lamentou, por meio de nota, a prisão do ex-presidente da República Michel Temer, que foi preso na manhã desta quinta-feira (21) pela Força Tarefa da Operação Lava Jato.

Fernando afirmou que confia nas instituições e que espera o esclarecimento dos fatos. “Com tristeza, recebemos a notícia da prisão preventiva do ex-presidente da República Michel Temer. Neste momento, reiteramos a nossa confiança nas instituições e esperamos que os fatos investigados sejam esclarecidos”, disse.

Segundo Fernando Bezerra Coelho, reforma da Previdência pode gerar 8 milhões de empregos

Para Fernando, nova previdência é mais justa.

Durante discurso no plenário do Senado Federal, nessa quarta-feira (20), o líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), garantiu que a Reforma da Previdência tem potencial para gerar 8 milhões de empregos e aumentar para R$ 5,8 mil o PIB per capita até 2023.

De acordo com o Senador, os dados foram extraídos de um estudo feito pela equipe econômica do governo, que aponta ainda um gasto 9,5 vezes maior em previdência e assistência social do que em educação, por exemplo.

Para Fernando, a proposta acaba com privilégios e promove um sistema mais justo e igualitário. “Com a Nova Previdência, não importará mais se o trabalhador é rico ou pobre. Todos poderão se aposentar com as mesmas regras de idade e tempo de contribuição, garantindo-se regras de transição”, explicou.

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra terá reunião com Bolsonaro e ministro da Economia

(Foto: ASCOM)

A escolha de Fernando Bezerra Coelho (MDB) como líder do Governo no Senado Federal não foi por acaso. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) apostou no nome do ex-prefeito de Petrolina como porta-voz das ideias de Bolsonaro por sua experiência no Legislativo.

LEIA TAMBÉM:

Fernando Bezerra é nomeado líder do governo no Senado

O governo Bolsonaro credenciou Fernando Bezerra, que já havia sido líder do Senado do ex-presidente Michel Temer (MDB), para ser um dos articuladores das pautas governistas, com atenção especial da reforma da Previdência, que curiosamente foi entregue pelo Executivo no mesmo dia de sua indicação na liderança.

LEIA MAIS

Em sessão marcada por polêmicas, oposição se abstém de votar Moção de Aplauso a senador Fernando Bezerra

Sessão foi marcada por embates entre bancadas (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão de quinta-feira (21) na Câmara de Vereadores de Petrolina foi marcada por embates. Não bastasse a a rejeição do Requerimento que solicitava uma audiência pública para discutir a municipalização do saneamento básico e a colocação de projeto de lei do Executivo colocado de última hora em votação, as bancadas se dividiram quanto à aprovação de uma Moção de Aplauso ao senador Fernando Bezerra Coelho (MDB).

O político petrolinense foi eleito pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) como líder no Senado. Autor da proposta, Ruy Wanderley (PSC) que já foi líder da bancada governista na gestão de Miguel Coelho (PSB), a nomeação de Fernando Bezerra é motivo de orgulho.

“Sua indicação como líder do governo Jair Bolsonaro no Senado, isso fortalece Pernambuco, fortalece Petrolina termos no Senado um político de Petrolina. Para nós é uma honra muito grande termos Fernando Bezerra como líder do Senado”, justificou Ruy.

LEIA MAIS

Diário Oficial da União traz nomeação de Fernando Bezerra como líder do Governo

Fernando Bezerra já foi líder no governo de Temer (Foto: Ascom)

O Diário Oficial da União dessa quarta-feira (20) trouxe a nomeação de Fernando Bezerra Coelho (MDB) como líder do governo no Senado Federal. Ele foi confirmado no cargo na noite de ontem (19) e retornará ao cargo que exerceu no final do governo de Michel Temer (MDB).

LEIA TAMBÉM:

Gabriel Menezes afirma estar indignado com nomeação de Fernando Bezerra a líder do Governo

Fernando Bezerra é nomeado líder do governo no Senado

Antes disso Fernando Bezerra já foi líder do PSB na Casa entre 2015 e 2017. Caberá ao senador articular com os políticos a aprovação das reformas propostas pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL), entre elas a da Previdência que chegou hoje ao Congresso.

LEIA MAIS

Gabriel Menezes afirma estar indignado com nomeação de Fernando Bezerra a líder do Governo

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Jair Bolsonaro (PSL) confirmou o nome do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) como líder do governo no Senado na noite de terça-feira (19). E a notícia não agradou um dos principais apoiadores do presidente aqui em Petrolina.

LEIA TAMBÉM:

Fernando Bezerra é nomeado líder do governo no Senado

Opositor a Fernando e sua família, Gabriel Menezes (PSL) comentou a escolha em suas redes sociais e afirmou não acreditar na chamada nova política. “Eu gostaria muito de comemorar a indicação de um nordestino para a liderança do governo no senado, sobretudo por ser da minha cidade. Porém conhecendo a fundo o indicado, limito-me a registrar minha profunda indignação”, escreveu o edil.

LEIA MAIS

Fernando Bezerra é nomeado líder do governo no Senado

Senador petrolinense já foi líder no governo de Temer (Foto: Ascom)

Conforme era esperado o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) assumirá a liderança do governo no Senado Federal. A decisão foi oficializada na noite dessa terça-feira (19). O nome do senador petrolinense começou a ser ventilado após a eleição de Davi Alcolumbre (DEM) para presidente.

Fernando já exerceu essa função no governo de Michel Temer (MDB). Confira a seguir a nomeação assinada hoje:

 

Fernando Bezerra Coelho aguarda definição de Bolsonaro sobre cargo de liderança do governo

(Foto: Ascom)

Convidado para assumir a liderança do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Senado Federal, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) afirmou que está apenas esperando uma definição de Bolsonaro, que, ainda segundo ele, deverá acontecer até a próxima segunda-feira (18). A informação foi dada na manhã desta sexta-feira (15) à Rádio Jornal, no programa Passando a Limpo.

“O Eduardo Braga disse que teve com o senador Davi Alcolumbre (DEM) e o ministro Onyx e me contou que o presidente disse que tomará uma decisão ate a próxima segunda-feira. É preciso que esses espaços já estejam definidos e por isso estamos ainda esperando uma definição até segunda”, afirmou FBC.

LEIA MAIS

Fernando Bezerra Coelho lamenta a morte do jornalista Ricardo Boechat

(Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

A notícia da morte do jornalista, âncora do Jornal da Band e da rádio BandNews FM, Ricardo Boechat, causou comoção em todo o Brasil nesta segunda-feira (11). Boechat estava em um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via. O piloto Ronaldo Quattrucci também morreu no acidente.

Diante do fato, várias autoridades políticas manifestaram pesar pela morte de Ricardo Boechat, entre elas, o Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que lamentou com tristeza, a perda de um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro.

“Nos despedimos hoje, com muita tristeza, do grande jornalista Ricardo Boechat, que sempre demonstrou absoluto comprometimento com a notícia, com o jornalismo, com os fatos. A imprensa, o país e todos nós lamentamos esta partida tão precoce. Que a família, os colegas e os amigos de Boechat encontrem o conforto necessário neste momento tão difícil”, disse.

Fernando Bezerra tem reunião com Onyx para discutir liderança no Senado

Senador se encontrará com Onyx nessa segunda (Foto: Blog Waldiney Passos)

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni tem uma reunião marcada nessa segunda-feira (11) com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB). A pauta do encontro é a liderança do governo de Jair Bolsonaro (PSL) no Senado Federal.

De acordo com o Exame, a aproximação do PSL com Fernando Bezerra tem como objetivo selar a paz com o MDB, após a derrota sofrida por Renan Calheiros que perdeu o posto para Davi Alcolumbre (DEM). Bezerra vem articulando seu papel como futuro líder do governo no Senado desde a semana passada com Alcolumbre, figura próxima à Onyx.

LEIA TAMBÉM:

Com aval da bancada Fernando Bezerra topa ser líder de Bolsonaro

Se o nome do senador petrolinense se confirmar, o Planalto ganhará, na teoria, o apoio de pelo menos mais doze Senadores do MDB, apesar das inúmeras divisões internas dentro do partido. À Folha de Pernambuco, Fernando Bezerra disse que, além do presidente da casa, sua liderança no governo também vem sendo articulada junto ao também senador e líder no MDB no Senado, Eduardo Braga.

“O presidente Alcolumbre sondou Braga sobre possibilidade de meu nome liderar o governo. O nosso líder consultou a bancada, que respondeu de forma positiva. Então, o Davi me pegou no plenário e disse que segunda-feira nós falaríamos com Onyx”, disse. Com informações do Exame.

Gabriel Menezes comenta aproximação de FBC com PSL: “Num partido que exista Fernando Bezerra Coelho, não existirá Gabriel Menezes”

Edil é opositor ao grupo Coelho em Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

Crítico ao senador Fernando Bezerra Coelho (FBC) e sua família, o vereador Gabriel Menezes (PSL) revelou-se decepcionado com a aproximação do governo de Jair Bolsonaro com o senador. O edil foi além e afirmou que se FBC entrar no PSL, ele sairá.

LEIA TAMBÉM:

Com aval da bancada Fernando Bezerra topa ser líder de Bolsonaro

“Num partido que exista Fernando Bezerra Coelho, não existirá Gabriel Menezes. Eu não comungo das ideias do senador, já deixei isso bem claro. Não seria somente uma decepção para Gabriel Menezes, mas para os milhões de brasileiros que elegeram Jair Bolsonaro presidente da República”, disse em entrevista por telefone a Rádio Jornal Petrolina nessa sexta-feira (8).

LEIA MAIS

Autoridades lamentam morte de presidente da Fecomércio

O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Josias Albuquerque morreu no sábado (2), aos 82 anos em decorrência de doença hepática e falência múltipla dos órgãos. Josias deixou esposa, dois filhos e cinco netos. Sua morte repercutiu em Pernambuco e diversas autoridades lamentaram sua partida.

Prefeito de Petrolina, Miguel Coelho emitiu uma nota destacando que Josias “representa a criatividade e a capacidade de trabalhar do povo pernambucano”. O gestor lembrou as mais de duas décadas do presidente a frente da Fecomércio.

De Brasília (DF) o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) lembrou a amizade que tinha com Josias. “Lamento muito a perda do meu amigo Josias Albuquerque, que tanto trabalhou pela geração de empregos em nosso estado”, escreveu.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Petrolina também se pronunciou, através do seu presidente Manoel Vilmar. ‘Professor Josias’, como era carinhosamente conhecido, nos deixa a lição de empreendedorismo que caracterizou sua trajetória dehomem simples que conquistou a admiração de todos” afirmou a entidade.

Já o deputado federal Silvio Costa Filho ressaltou que apesar da morte, o trabalho de Josias “sempre será lembrado e reconhecido. Josias foi velado e sepultado ainda no sábado, em Paulista.

Fernando Bezerra inicia segunda legislatura no Senado e destaca a aprovação de reformas, geração de emprego, segurança pública e hídrica como suas prioridades

(Foto: Ascom)

Na sexta feira (1º) Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) começou oficialmente sua segunda legislatura no Senado Federal. Ele participou da cerimônia de posse dos 54 senadores novos e reeleitos. Nesta 56ª Legislatura (próximos quatro anos), FBC terá como pilares de atuação parlamentar a garantia de segurança hídrica em Pernambuco e no Nordeste; a aprovação das reformas, principalmente o equilíbrio das contas da previdência; e a geração de empregos para a retomada do desenvolvimento econômico do país. O senador também estará empenhado nas questões relacionadas à segurança pública.

“Avalio que estas são as principais agendas da população e acredito que o Senado irá atender às expectativas da sociedade brasileira”, destaca o emedebista, cujo partido tem a maior bancada do Senado. Nos primeiros quatro anos do mandato, Fernando Bezerra foi integrante titular das principais comissões permanentes do Senado, como a de Assuntos Econômicos (CAE), Serviços de Infraestrutura (CI) e Relações Exteriores (CRE).

Ele também presidiu e relatou diferentes comissões mistas do Congresso Nacional, como a de Mudanças Climáticas (CMMC) e de medidas provisórias, a exemplo da MP que permitiu a renegociação de dívidas rurais e aquela que aprovou a nova política industrial para o setor automotivo (Rota 2030), com um regime especial para o Nordeste. O senador também atuou incansavelmente junto ao governo federal para assegurar recursos aos perímetros de agricultura irrigada do Vale do São Francisco e para evitar o colapso hídrico no Sertão Pernambucano.

LEIA MAIS

Grupo de oposição em Pernambuco segue caminhos distintos após eleições de 2018

(Foto: Divulgação)

Ao fim da eleição de outubro a bancada da oposição em Pernambuco seguiu rumos diferentes a nível nacional. Mendonça Filho (DEM), Bruno Araújo (PSDB), Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) integravam a majoritária que tentou emplacar Monteiro governador, mas não obteve sucesso.

Fernando Bezerra não disputou as eleições e foi um dos principais articuladores do grupo na campanha. O senador tem mais quatro anos de mandato pela frente. Se não houve reeleição a FBC, a vitória se deu na reeleição de Fernando Filho (DEM) à Câmara dos Deputados e a vaga de Antônio Coelho (DEM) na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Nessa semana Fernando Bezerra participou de reuniões com membros da equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL), criando articulações para o Sertão de Pernambuco. “As declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre
a possibilidade de expansão da irrigação trazem ânimo para os nordestinos, especialmente para os milhares de trabalhadores do Vale do São Francisco que vivem desta atividade econômica”, disse ao Jornal do Commércio.

LEIA MAIS

Senador Fernando Bezerra Coelho é recebido por ministros do novo governo e destaca irrigação

FBC esteve com a ministra da Agricultura, Teresa Cristina; Gustavo Canuto, ministro do Desenvolvimento Regional e Tarcísio Freitas, ministro de Infraestrutura. (Foto: ASCOM)

Cumprindo agendas de trabalho em Brasília (DF), o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) reuniu-se, na tarde e noite de terça-feira (8), com três ministros do novo governo. Durante as audiências de cortesia – com Teresa Cristina (Agricultura), Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura) – o senador destacou a importância dos perímetros irrigados para a economia de Pernambuco, do Nordeste e do país.

“As declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de expansão da irrigação trazem ânimo para os nordestinos; especialmente, para os milhares de trabalhadores do Vale do São Francisco que vivem desta atividade econômica”, destaca Fernando Bezerra.

123